Dando pro amigo do tio na festa de familia

Um conto erótico de J.J.
Categoria: Heterossexual
Data: 18/11/2008 17:39:17
Nota 8.75

Eu tinha pouco mais de 19 quando o conto que aqui vou relatar aconteceu. Tinha quase nada de experiencia pratica em sexo naquela epoca, apesar de o tesao ja existir desde a adolescencia.

Conheci o Ramiro numa festa na casa da minha familia, em Sao Paulo. Ele devia estar na casa dos 42, no maximo 45. Era uma festa chata, pra comemorar os 25 anos de casados dos meus tios, que eu, depois de muita cara feia pro meu pai, resolvi ir.

Minha familia eh meio exigente quando se trata de apresentacao, entao estava bem arrumada. Meu pai, o mais exigente da turma, eh meio conservador: "nada de vestido curto, decotao, coisa muito colada que homem tudo fica louco". Bom, como eu tava braba com ele e ja tinha cedido ir na chatice familiar, resolvi provocar o velho e fui pra matar... nao, nada curto, decotado e colado (me perdoe quem goste, mas em festa de familia acho vulgar). Ou melhor... quase nada... estava linda, vou contar... coloquei um vestido longo, meio hippie, em tons de dourado, bege e marron, com tirinhas que deixavam nus meus lindos e longos bracos, meus ombros e meu colo; tenho a pele morena de sol e o contraste do dourado me deixou linda. O vestido tinha um ar anos 70, floral, juvenil, inocente e um pouco infantil - mas com malicia de gente grande. Deixei os cabelos meio amarrados froxamente (naquela epoca longos) e coloquei uma flor do lado. O pescoco nu era um convite a seducao.

Logo que cheguei, meu tio, um empresario conversador e popular na nossa cidade, me pegou pela mao e me levou pra apresentar aos amigos. Estavamos andando em direcao a roda (uns 7 homens), meu tio com a mao na minha cintura, quando noto aquele belo par de olhos castanhos me fitando. Ate chegar na rodinha vou encarando aqueles olhos, hipnotizada pela face masculina e o olhar instigante. Meu tio para no meio dos amigos e me apresenta: "essa eh J.J., minha sobrinha mais linda (somos so duas rsrsrs), e a unica gaucha na familia, o que dobra o valor das apostas, se voces quizerem alguma coisa!" Todos riram do comentario, e eu dei um tapinha no braco do meu tio, que comecou a falar o nome dos amigos dele, mas dos quais nao lembro nem do rosto pois estava anciosa pra saber quem era o dono daquele olhar, que continuava a me fitar, agora parecendo me analisar...

Ramiro era o nome dele. Alto, forte e com cara de macho mesmo, mexeu com meus brios de menina nova na hora. Depois das conversinhas amenas, fiquei por perto "fazendo social", peguei uma caipirinha, conversava com amigos. Notava ele me olhando, mas nunca vinha falar comigo. Cruzamos olhares a noite toda, quando dancei, me insinuei, estava louca, nao conseguia me segurar, aquele homem mexia demais comigo... Uma hora, estava rindo de uma piada boba e joguei a cabeca pra tras, levantando meus cabelos e passando a mao no meu pescoco, e quando retornei a olha-lo, notei o rosto de Ramiro: boca crispada, olhos 'apertados, cara de desejo'. Nao sei o que deu em mim, mas virei as costas e corri pro banheiro, louca de tesao, so com aquela simples cena. Levantei meu vestido rapidamente, com urgencia e me toquei, enfiando de uma vez so todo meu dedo, chegando e me abaixar e rebolar pra enfiar tudo. Senti ficar mais molhada ainda ao pensar na possibilidade de ser o dedo do Ramiro ali. 5 minutos depois, sai do banheiro mais ou menos refeita e fui tomar um ar.

Quando chego na rua, noto que nao estou so, e um calafrio percorre minha espinha ao notar a camisa preta com listras vermelhas - igual ao que meu lindo estava. Nao acreditei, (sera que ele veio atras de mim?) e quis correr dali, meio envergonhada, parecia que ele ia advinhar que a minutos atras eu tinha me masturbado pensando nele. Ramiro estava fumando, e quando me ve, com toda calma do mundo, solta uma baforada e diz: "ta afim de cair fora dessa festa, ou a gente resolve aqui mesmo?" Fico parada olhando pra ele com uma cara entre bobeira e incredulidade. Pra ganhar tempo, faco: "hum?" E ele: "tu me ouviu gauchinha, e nao te faz de boba porque consigo notar mulher afim". Achei ele um idiota convencido e grosso, o que aumentou o meu tesao na hora (devia estar insana). Ele chegou mais perto de onde eu estava, comecou a percorrer meu pescoco com o dedo, e eu seria, olhando pra ele, louca de medo, ele me olhando, hipnotizado, passa o dedo na minha boca, eu fecho o olho e estremeco com aquele toque, ai ele se aproxima e comecar a cheirar e respirar no meu pescoco, lentamente, e diz que estava me olhando desde o comeco e que minha carinha de menina nao o enganava, eu era mulher e queria ser tratada como uma mulher... mas na real eu estava com muito medo, e disse pra ele pra gente entrar, que nao ia dar certo... po, parecia que tinha era dado sinal verde, porque a respiracao dele ficou mais ofegante ainda e de um puxao so, me pego pela cintura e comecou a me beijar, primeiro apaixonado e depois forte, comendo minha boca, mordendo, chegava a doer, mas o meu tesao por aquele macho era tanto que ja estava toda molhada denovo. Pensei, ah azar, vou dar uns beijos nele entao... comecei a beija-lo, loucamente, enconstei meu corpo no dele, que parou de me beijar e sorriu, me puxou pra mais perto, entao senti o volume nas calcas dele, o pau duro, muito duro, voltamos a nos beijar com vontade e eu louca pra sentir aquela pica na minha bucetinha, fiquei na pontinha dos pes, tentando me rocar naquele pau duro, dava umas subidinhas, quase um pulinho, como se minha bucetinha quizesse o pinto dele, ele notou, o safado e meio que se abaixou e eu abri as pernas, e comecamos a nos esfregar gostoso, e ele me disse, "o que tu quer menina, depois nao da conta heim?" E eu, "nao to nem ai, eu to louca por ti, tio"... o homem enlouqueceu, levantou meu vestido passando as maos asperas (uiii, tesao, mao de homem) nas minhas coxas, chegando nos meus quadris, ele me puxava em direcao a rola dele, fazia movimentos de foda e eu ficando cada vez mais louca, queria dar pra ele, mas estava com medo de alguem nos pegar, (se acontecesse eu estava mais do que fudida, no mau sentido), nao me aguentei e puxei as alcinhas do meu vestido, pedindo pra ele chupar meus peitinhos, ele mamou gostoso, mordeu os biquinhos, segurava com as maos, me chamava de menina gostosa, gozei gostoso uma vez... entao, com um empurrao, tirei as maos dele do meu corpo e ele surpreso me olhou sem entender, sorri maliciosa e disse, "nao me toca, quero soh eu te sentir agora"... me abaixei e com forca tirei o cinto dele, abri as calcas e puxei aquele pauzao pra fora, estava duro, uma madeira, apontava pra cima, grosso, enorme... cai de boca, chupava com vontade, lambia e ele gemia de prazer, e dizia, "isso sua putinha, chupa meu pau, gostosa, vou te fazer mulher" (eu chupava com mais vontade ainda), sentia o liquido saindo do penis dele, sugava, fazia movimentos de succao, e alternava com beijos e lambidas, segurava com as duas maos, ate que nao me aguentei e peguei minha mao, colocando por baixo do vestido e comecei a me masturbar, chupando ele, ate eu gozar (denovo) gostoso na minha mao, me contorcendo e ele quando viu a cena, me puxou pra cima, me beijou gostoso, e desceu, disse que queria sentir meu cheirinho de menina, de bucetinha nova, comecou a me cheirar so, depois lamber, passar a lingua, nossa, que homem gostoso, nao demorou estava fodendo minha bocetinha com aquela lingua maravilhosa, metia um dedo, dois, e dizia, "ta molhadinha linda, molhadinha pra mim", e eu gemia enquanto gozava na boca daquele tarado lindo... e ele apertava minha bunda com as maos, aquilo demorou um tempo, depois nos beijamos mais, eu ja nao raciocinava, estava louca de tesao, nao conseguia parar, puxei meu vestido pra cima, ele me encostou na parede e comecamos o que seria uma das melhores fodas da minha vida...

Sou louca por sexo de pe, tenho tesao so de pensar, e ele como que advinhando, me pegou pelas pernas com aqueles bracos fortes, e me sentou devagarinho naquele caralho duro, a cabecinha entrando e ele, "ai gostosa, ta quente e super molhada, quero te foder logo mas antes vou so botar um pouquinho", o filho da puta parecia que sabia como eu queria, adoro ser torturada, adoro pedir um pau, ele me segurava com as maos na minha bunda, e eu apoiada meio na parede, meio no colo dele, rebolava, gemia, tentava sentar naquele pau, ate que, de uma vez so, ele me sentou, com tudo, enfiou ate o talo, cheguei a gelar, doeu, ficou ali me segurando parado e disse, "agora vou te foder menina e tu nunca mais vai esquecer", comecou a me foder em pe, gostoso, com estocadas fortes, num ritmo medio, me olhava nos olhos, a barba por fazer que eu beijava e mordia, meus peitos balancando e ele olhava com gosto, e eu sentia vir um puta orgasmo, "nao para, nao para tio", me rebolava feito louca, enfiava mais fundo aquele pauzao, ele tambem louco, eu unhava ele, ele urrava, "ninfetinha gostosa, como eh bom fuder uma bucetinha nova, vai gostosa, fode" e eu, num transe louco, "me fode tio, me fode gostoso, nao para"... gozei, jorrava gozo da minha bocetinha, parecia que tinha feito xixi, de tanto melzinho que veio... ele me botou no chao, o pau de pe ainda, me disse, "a gente eh louco, se alguem aparece aqui (se ja nao apareceu) estamos mortos", e riu, na real ele nao tava nem ai o safado. Como ele nao tinha gozado ainda, mesmo mega cansada comecei a pagar um boquete pra ele, fiquei de joelhos no chao e ele comia minha boca com forca, "vai gostosa, vadia, tu sabe chupar uma rola neh, chupa gostoso"... comecei a ficar com tesao denovo ouvindo aquele monte de sacanagens eu movia meus quadris, ele notou e disse "vai gozar denovo menina?" e eu, "ai, ai ai acho que vou sim", sentia comecando um orgasmo denovo, ele me puxou pra cima novamente e enterrou todo aquele pau na minha bocetinha denovo, enfiou ate o fim, quando tava ate o talo, mexeu la dentro, tocando meu utero, nossa que sensacao boa, ele enfiado ate o talo, mexendo la dentro, sem tirar, eu gozei feito louca, e ele disse que nao ia aguentar sentir meu gozo, mas segurou ate o fim, gozei, foi demais, ai ele tirou o pau pra fora da minha xaninha, eu peguei firme naquela pica deliciosa, bati umas duas punhetas e botei aquele pau na minha cara, e ele gozou na minha boquinha, nos meus cabelos, tomei banho de porra...

Acabamos, eu estava morta, ele nem parecia cansado, pois logo levantou e me pegou pelo braco, me levando no banheiro... "te limpa ai gostosa, tu fode muito bem pra tua idade, aposto que teu tio nem imagina". Entrei no banheiro ainda morta pela surra de sexo que tinha levado, demorei uns 15 minutos, a cabeca voltando pro lugar, ja imaginando como abordar ele, imaginando a gente num motel, com tempo livre, ansiando por aquele pauzao.

Quando voltei pra festa nao achei mais ele... me deu um aperto no coracao, nossa, foi paixao a primeira vista, perguntei (insanamente) pro meu tio, que achou meio estranho, mas dei uma desculpa qualquer, "onde esta o Ramiro"? e meu tio disse que ele teve que ir embora mais cedo, tinha saido a 5 minutos, ia pegar o voo devolta pro Rio, ele era de la. Nossa, fiquei muito mal, minha festa acabou... por muito tempo ainda fiquei meio depre, que loucura, por um nada numa festa, coisa de 20 minutos... ele nunca me procurou e com o tempo, descobri que o melhor seria eu nao lamentar o perdido, mas lembrar do ocorrido com carinho e tesao.

E eh o que faco ate hoje... so a lembranca daquele homem maravilhoso me segurando pelos bracos fortes e me comendo em pe, ainda servem pra otimas masturbacoes... que eh o que estou indo fazer agora mesmo, porque, relendo tudo isso, mesmo anos depois, minha calcinha encharcou, minha xaninha esta contraida de prazer... beijos aos que leram, fui...

J.J.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive J. J. a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
06/12/2008 20:14:38
Perfeito.. vc escreve bem.. tô molhadinha aq.. bjux nota 10
06/12/2008 19:16:31
fiquei todo melado gata ó.ate me masturbei.
22/11/2008 10:09:16
continua JJ não para não vc tem jeito pra negócio!!!!
19/11/2008 22:20:55
Treze13, Max, JohnnieWalker e fred10lopes, obrigada pelos coments, eh por causa de leitores queridos assim que vou me inspirar a escrever mais! Obrigada pelo carinho! Beijo, J.J.
19/11/2008 10:44:01
Meu velho isso é que é conto. Muito gostoso de se ler.
19/11/2008 09:38:01
tesão de conto.... adoro gaúchas...
19/11/2008 07:55:27
uau!!! adorei sensacional. fiquei teso do começo ao fim... continue escrevendo. Nota 10
18/11/2008 18:42:40
nota 10 linda...me add no mns..beijossssssssss

Online porn video at mobile phone


Contos eroticos vovozinhoCONTO EROTICO: MINHA TIA TURBINADAisso viadinho chupa minha rola engole tudo logo vai engolir ela toda nesde cuzinho apertadohomem em trem lotado passa o pau no capu defusca da novinhaxvideos palácio branquinho enfiando na buceta gostosa carnuda x vídeo mulheres de 68 ano dando ategosarwww.xvideoleitinho/tiodei pro mwu treimado gozandoconto meu corno só arruma negros para me fodercontos eroticos picantes camioneiros estuprando putas na estradaContos eroticos sou obrigada a fazer nojerascontos eroticos de como aprendi dar o cuconto chifradeiraestupro esposa contos eroticoscasada na frente do marido corno esperando leite quentinho da buceta da esposaSomente contos reais de marido chorando e ecitado que chega em casa e pega esposa trepandoHESTORIAS DE VIDA DE TIAS QUE FODEM COM SEUS SUBRINHOnovinhadormidecalcinhafeminização gaysexo porno eu tava sozinha e meu padrasto foi ate o quarto passa a lingua na minha xereca e ainda jogou toda porra dentroleticia postal xvideosfilme pornô rasgando a vacina novinhavídeo sexos pimenta na boceta com patroa sádicacontos eróticos ai meu cuzinho tá rasgando seu pau é muito grossogay fudendo xvideo fiadinhoele a enrabala e ela a cagar.se pornowww.contos eróticos meu paideixo eu fude minha mae.cominstalar música no musio só linguadinha na ppk da novinhacontos eroticos varios homens arrombaram meu cusogra gostosa deu pro genro na reuniao de familiaconto erotico huntergirls71Contos eróticos de incesto mamei no pintao do do meu filhao na cozinhavídeo de Kid Bengala transando com mulher brigona XVídeoslavandeiro de roupa com short curtinho XVídeosdeixei meu irmão mim quem Fiji que estava dormindo x videscontos eiroticos leilapornmeu marido broxa contocoroa e varoa safadaconto erotico flagrei meu irmao comendo mamaeitaitubense dando o cu xnxxlavandeiro de roupa com short curtinho XVídeosSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhafinjo de tonto para comer enteada pornôcontos picantes de amor gayscontos picantes de amor gayscontos erotico chantagiei e depilei minha sograarraquei o cabaco das sobrinhas e da filha, tinha 22 cm de pauEncantada pelo chefe do morromulher contando que nao aguentou a rola grossa na buceta e começou a peidarcontos cuzinho arrombado joanacontos eroticos Robertanovinha com short curto mostrando a poupa da vinda para o homem comercontos eroticos com dean winchestercasa dos contos eroticos eu minha mulher e ubercontos encoxando e penetrandocontos eroticos padrinho tarado w afilhada novinhaxvdeos o meubarastocontos "meu cuzinho rosado" -gay -gaysmanda um vídeo de pornô aí eu não tô nem phone 5Contos eroticos pai dotado na praiavídeo pornô grátis filho com a rola de 40cm por outro Sura fazendo sexo com a mãeyoutube tarado comeu sobrinhas sexaul tirado a roupa nuasnovinha levano caralho de trinta centimetrosfazendeiro malvado mundobichamenina dorme sem calsinha e leva puca cu virgemhomem prende mulher em um maquina para fudelavidiopormo de mulier que noa aguenta pau no cu e bera naoracarne conto heteromeninas de baby doll fazendo sexo anal e oral e babando no pauContos eroticos comi minha filha com margarinacontos pornôs echarpe vermelhaas irmazinhas putinha da cidade de Catanduva sp.