Reencontro - sexta-feira

Um conto erótico de Kotoia
Categoria: Heterossexual
Data: 12/03/2009 18:27:58
Nota -
Assuntos: Heterossexual

Passaram-se alguns dias e minhas entranhas começaram a queimar sim queimar de verdade. Sentia o cheiro daquele desconhecido em meu corpo, em minhas roupas, o via em todos os homens. Como ele havia falado, recoloquei várias vezes a roupa da primeira vez, passava pelo parque, mas ele havia sumido. Chorei por muito tempo e resolvi seguir minha vida.

A família de meu pai morava no interior e minha avó ficou muito doente, como já era uma mocinha, meus pais resolveram viajar para visitá-la e me deixaram sozinha em casa pois eu teria uma prova importante no colégio e tinha que estudar. Foi apenas um final de semana, mas foi emocionante. Meus pais saíram na sexta-feira a noite e após trancar toda a casa fui para meu quarto. Tomei um banho e me deitei... não conseguia conciliar o sono, novamente minhas entranhas estavam em brasa. Peguei o “brinquedinho” mas não adiantava. Eu necessitava de um homem!

Nua, fui até a janela e a abri, a noite estava agradável, foi quando vi um vulto vindo do parque, senti um arrepio percorrendo meu corpo. Ele se aproximou do portão, a rua estava completamente deserta, olhou para mim na escuridão. Era ele!!!

Desci as escadas correndo e sem acender a luz, abri a porta. Vi o sorriso e senti seu cheiro. Ele abriu o portão e veio até mim, me abraçou e sussurrou:

-- Com saudades? – não consegui responder. – Sobe coloca uma roupa bem “menina” e vem pra mim te dar mais uma lição.

Subi as escadas como louca, coloquei uma mini-saia cor-de-rosa, uma blusinha azul e uma tanguinha rosa, bem enfiadinha em minha bundinha. Fiz umas “maria-chiquinha”, meias ¾ brancas e um sapatinho bem infantil. Desci, ele estava sentado no sofá

-- Vi teus pais saindo, e resolvi ficar esperando.

-- Sim, eles foram visitar minha avó, só voltam domingo à noite. – sentei na poltrona que ficava em frente ao sofá -- Porque tu sumiu?

-- Precisava ver o quanto tu sentia a falta do teu homem.

Ele levantou, caminhou até mim e ficou de pé bem na minha frente. A casa continuava as escuras, levei a mão para acender o abajur e ele me deteve.

-- O bom da lição é a escuridão.

Dizendo isso ele abriu o zíper e deixou as calças descerem até a altura dos joelhos, toquei seu membro sob a cueca e senti o quanto estava duro. Enlouqueci, comecei a beijá-lo loucamente e a puxar sua cueca com os dentes até libertar aquele instrumento de prazer. Que delícia, coloquei aquele pau enorme em minha boca, primeiro a cabeça, que chupei delicadamente, e depois o restante. Chupei sua bolas colocando-as todas em minha boca, babava e lambia, enquanto ele gemia ali parado em minha frente

– Isso putinha, chupa teu macho, vou encher tua boquinha de leite.

Aquilo me enlouquecia cada vez mais, então ele segurou minha cabeça e começou a meter com força em minha boca até que senti o líquido quente que invadia minha garganta. Lambi tudo, sem deixar escapar nenhuma gota. Eu estava sedenta de sexo, de leite e de prazer e ele era o meu alimento.

Após essa gozada, recostei-me na cadeira com a cara mais ingênua do mundo perguntei qual seria a lição do dia. Sorrindo ele recolocou a calça e me pegou no colo trançando minhas pernas em volta da sua cintura e meus braços atrás de sua cabeça. Subiu as escadas e foi em direção ao meu quarto. Eu estava frágil, pois sentia seu pau dura sob a calça roçando minha bucetinha quente e molhada. Sentou-se em minha cama comigo ainda em seu colo e enfiou as mãos por sob minha saia, acariciou minhas nádegas e começou a massagear meu rabinho, sem tirar a mão ele me afastou levemente e com a outra mão afastou minha calcinha e introduziu dois dedos com a maior facilidade em minha bucetinha lubrificada.

-- Hoje tu vai ser só minha, mas amanhã teremos companhia. – eu gemia, com o terceiro dedo invadindo minha buceta e outro no rabinho – Vou trazer um amigo para te comer junto comigo.

-- Sim, o que tu quiser. – respondi sem pensar.

Ele tirou as mão e me sentou na beirada da casa e afundou o rosto entre minhas pernas, chupando meu grelinho e enfiando sua língua cada vez mais fundo em minha buceta, eu me agarrava aos lençóis me contorcendo de prazer, ele subiu e rasgou minha blusa soltando meus seios e chupou-os enquanto me penetrava novamente com os dedos. Então ele ficou de pé e se despiu ficando lindamente nu, sendo iluminado apenas pelas luzes que vinhas da rua.

Ele me pegou novamente no colo e sem nenhuma piedade me penetrou, me encostou na parede ainda com as pernas em volta da sua cintura e me socou todo aquele mastro.

-- Era isso que tu queria putinha, vagabunda, cadelinha? – saia e entrava com mais força – Sente teu macho!! – eu gemia mais alto – Geme com meu caralho na buceta! -- Senti o gozo se aproximando e me agarrei mais a ele – Não vai gozar ainda putinha. – E tirou seu pau de dentro de mim me largando no chão. – Tu vai ter que pedir.

Enlouquecida comecei a implorar e chorar sem saber o que fazer.

-- O que tu quer? – ele perguntava

-- Você! – eu respondia confusa.

-- Não! O que tu quer de verdade? Fala! Pede pro teu macho. – a voz dele era baixa mas rígida.

Parei e pensei, respondendo:

-- Eu quero teu pau dentro de mim. Quero ser comida, chupada, arrombada. Quero te dar minha buceta até tu gozar dentro de mim. Quero sentir teu caralho invadindo meu rabinho. É isso que eu quero.

Ele me jogou sobre a cama de bruços e enfiou seu caralho até as bolas novamente em minha buceta e o dedo em meu rabinho. Socou e novamente eu gemi, enquanto ele me segurava com firmeza. Ele pegou o meu consolo e colocou em minha boca mandando que eu chupasse e lambuzasse bem, obedeci. Pegou novamente o caralho de borracha e enfiou em meu rabo. Que delícia. Atirou o corpo dele pra traz me puxando junto. Fiquei sentada em seu pau com outro pau em meu rabo enquanto ele começou a massagear meu clitóris. Fui as estrelas, gozei tento que chegou a escorrer pelas coxas dele. Senti que ele também começava a gozar, pois o ritmo era mais intenso e ele me abraçava mais forte, senti seu leite me invadindo e escorrendo pelas nossas pernas. Ele me recolocou de bruços sobre a cama, retirou o pau do meu rabo e mandou que eu limpasse todo aquele mel com a língua. Sem pestanejar ma atirei sobre ele comecei um trabalho minucioso de limpeza, deitado no chão, com o pau meio mole ele relaxou. Lambi e me lambuzei.

-- Vem engatinhando por cima de mim – mandou – deixa tua bucetinha melada perto da minha boca. Vou te limpar também, tu merece.

Após a limpeza geral. Vendo aquele pau meio cansado, cai novamente de boca enquanto ele novamente enfiava a língua em minha buceta e meu grelinho. Deixei-o novamente em ponto de bala.

-- Agora, antes de me despedir vou comer teu rabinho! – sentou no chão e me fez sentar com o rabinho naquele mastro completamente babado por mim. Comigo de costas, ele massageava meu clitóris, novamente fora de mim, peguei o consolo e enviei em minha buceta, retirei sua mão e comecei a me masturbar com o pau no rabo. Eu sentia aquele macho me comendo. E gozei, uma, duas , três vezes. Senti seu gozo novamente dentro de mim e seu pau murchando. Ele se levantou, me deu um beijo e se vestiu.

-- Amanhã eu volto com meu amigo e mais lições pra ti. Boa noite minha putinha. Tranca a porta.

Desci, com as pernas bambas, tranquei tudo e subi novamente. Deitei-me na cama e dormi esporrada e cheirando a sexo. Sonhando como seria meu sábado a noite.

Eu volto!


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Kotoia a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
12/03/2009 19:58:01
Contatos? Só por e-mail: __Agradeço críticas e análises sobre meus textos.

Online porn video at mobile phone


novinha mostrando a buceta gozada com 10 picadinhos rabada bucetacontos me enrabou com straponMarido faz minete na Esposa até se virwww sou enteada putinha e dou minha bucetinha pro meu padrasto que e tarado pelo meu corpo. comxvidei de hmen batendo solacobertura conto gaytexto lindo pro namorado que patessa que foi eu que fizcimendo ni motel conto erotico zdconto erótico filha da madame sentou no meu colo e sentiu meu pau duroa mulher tava a fazer um 69 e meteu um dedo no cu e adorei muito e ela tbm gostou contosfilho voyeur contoConto erotico sou madura e consolo lesbicaConto erotico de crentinha safadaFefepika23cmContos encesto mae cu sangranovelho .porno 50 citimetroCasa dos Contos Eróticos Winnereintiada transano con seu padrasto ei vido caseropadastro poe pau na boca da garorinhaContos Gays Sobre Valentoes : Casa Dos Contoscontos erotico trai meu noivo com o velhogordinha rabuda da seno curiada pele irmãohistoria-erotica de entiado bem dotado fudendo a entiadapornovinhas da zona norte rjfoda insana com cunhadarapaz passa o dedo na bucetinha virgem da novinha e ela gritar de dor contoscontos pornô, o velho tarado da ruamillasissyvirei a cadela da turmaconto crente com fogo na bucetagrtandoo casadas escandalosasirma fabiana de carinha de anjo coçando a xoxotacunhada sonhado pegando no pal do cunhadocontos eroticos corno bebado esposa com fogo no rabo amigo roludovideo ppnor gay de bombriro botado adoleecente pra chupar xnxxconto erotico gay viado desobediente tem que tomar na caraxvideos coroas enpegada faxineira limpando a louça e o patrao chega em casa e acaba fazendo sexo com elaquero ver fotos de buceta de saquinho de geladinhoConto erótico bricadeiras eradas com o paiSobrenatural-Contos Eroticos zdorovsreda.ruContos chantagiei minha irmazinhacontos eroticos enxendo a crentinha de porrarelatoeroticomorenanovinhos com tensão na cabeça da pica e batem puetapornosacana dando perdido em meu tioyoutube tarado comeu sibrinhas sexaul tirado a roupa nuascobertura conto gaymenina deixa seu amigo xupar asuabucetaq gostozo e bebe porra d pau do meu sogro. escodido d marridoFilha ta louquinha pra dar e sua mae nao quer deichar xv poenonovinha 18 ano que foje pra cama dos.pais pra trepa com elesxvideo firmozabem quietinho cornitudeporno.socu.epeitos.glande.pinto.enormecontos eiroticos leilapornvideos porno da carolzinha santos bundudasxvideo porno de esposa americana novinha traino o marido americano ela dano o cuzinhover mulhet de sainha rebolando no motelcontos o telefone tocou agora sou cornocontos com fotos de donas de casa normais sendo fudidas por varios homens e muleques pintudosPorno sexo gemido de prazer de esfomeadas com pauzao gostosover filme pornô comendo a b***** da minha cunhada rosanes e gostosaHomens roludos fodendo a filha do amigo Astrogildosequencia de heteros cacetudos gozandoquero ver moças dentro de casa de baby doll bem gordinhovidios de sexo de casais e namoradas aliciadas no cinema eroticos e parceiros fingi nao vesexo porno fui no meu ginecologista ao abri a perna ele me chupou todinha deliciavídeo de moleque pequenininho trancadinho batendo p****** sexofilme porno.gay transado.com o padastro.com a mae dormindo mundo bichaanimopron.com lara umcavalonovinha e pinininha no sexo com pauzudoProdroto meti pau dura na buceta da entiada dorminoxvideos brasileiras q nao aguentaram no cu e tenta fugir mas o parceiro nao deixarcontos eiroticos leilapornSo Uma Boquete Contos Eroticosloiras coroas levando gozadas boca xvideocabundudas na piscina em golindo galayoutube porcas no cio fodendo com homem e gozando dentro delas videospunhetá p gostosa dormindo ŕuivaporno filho comendo a mrabuda dormindocam esc no banheiro da idosa flagra ela na siririca bevoces vão declha eu doidinho por você nus fingirwww.todas.fotos.de.renata fan.pelada.sem.calcinha.mostrando.a.buceta.dela.mesmamulher faze do sabao segano boceta da outanovinha de sainha jeans espremendo e Golias