Rex, meu primeiro

Um conto erótico de Velez
Categoria: Zoofilia
Data: 16/05/2009 07:49:32
Nota 9.29

Relembrando a minha primeira vez com cachorro.

Com os meus treze anos tinha tido só uma experiência homossexual com um coleguinha mais velho de escola que me tinha tirado o cabaço do cu e que me tinha posto a chupar quase todos os dias. Como morava perto de mim e vínhamos sempre juntos da escola, os meus pais chegavam sempre mais tarde, ele entrava, enrabava-me e depois dava-me a mamar e obrigava-me a engolir tudo. O pior é que o pai dele foi colocado noutra cidade e fiquei sem o meu montador. Tinha 13 anos e comecei a andar com um tesão no cu de subir paredes, metia a escova de cabelo no rabo, velas, etc, o que encontrava. Tinha nessa altura um cachorro de porte médio, vadio, que tínhamos recolhido, tratado, veterinário, etc um pouco maior que um cocker mas de pelo liso e preto. Dormia no meu quarto e era o meu companheiro para todo o lado.

Uma tarde estava no quarto, de quatro no tapete, todo nu a consolar o meu carente rabinho, com uma vela de estearina que tinha escondida para me enrabar, tinha-a chupado e lubrificado com bastante cuspo e penetrava a minha "xoxota" cada dia mais carente por um bom pau de macho, aproveitava esta hora ao fim das aulas antes dos meus pais virem da quinta que ficava ainda distante da nossa casa.. O Rex estava deitado no seu cobertor a um canto do quarto e quando me viu a escorrer da pila senti-o começar a lamber-me as nádegas e o reguinho já ocupado pela vela, desvairei com o calor da língua e a humidade dela. Empinei o rabo todo histérico e muito "puta" e retirei a vela expondo o meu anel às caricias do Rex, ele lambeu-me sofregamente o reguinho suado e a seguir montou-me de um salto, como era muito magro, conseguiu apertar-me a cintura com força e começou a bombar com muita rapidez e força, sem me penetrar sentia os pequenos jactos de esporra molharem-me as costas, o rabo e escorrerem pelo meu rego, todo doidão levei a mão atrás e pegando na pica do cachorro guiei-a para o meu anel, lubrificada com a esporra do cachorro e com os impulsos dele entrou logo arrancando-me um berro de dor, o Rex aumentou a velocidade e a profundidade das bombadas e senti uma segunda dor maior ainda, com um arrepio foi então que me lembrei do "nó" e apalpando conforme pude a minha "xoxota" percebi, em pânico que o nó tinha entrado e estava agora "engatado" ao cachorro.

Vivendo no campo já tinha visto muitas vezes cachorros a cruzar cadelas, cavalos e éguas, ficava fascinado!!, burros e burras. Não era por isso novo para mim o que estava a acontecer tinha mesmo já presenciado o Rex a cobrir uma cadelinha de uns vizinhos nossos ficando engatado mais de quinze minutos. Foi o meu segundo momento de pânico,......e se os meus pais regressassem mais cedo? iam-me encontrar engatado qual cadela com cio com o Rex, segurei conforme pude o nó dentro do meu anel e apertei com toda a força, com os ombros encostados ao chão segurei as patas do Rex o melhor possível de encontro a mim e aguardei que ele se viesse e o "nó" baixasse. O cachorro depois do nó ter entrado e o sentir apertado por mim julgou-se dentro de uma "cadela" de raça diferente e começou-se a vir como cachorro se vem. Com pequenos jactos e em pequenos intervalos, sentia-os passar na pica apertada com os meus dedos de encontro ao meu anel. A esporra quente enchia-me pouco a pouco o recto de leite muito quente e que me ia inundando o intestino, o Rex gania baixinho quase como um suspiro, babando-me todo o pescoço e costa de baba pegalhenta e viscosa.

Tentou virar-se várias vezes o que eu impedi segurando-lhe as patas conforme podia. Pelo tamanho do nó que segurava mantendo-o dentro do rabo se ele saísse nessa altura tinha-me rasgado todo. Deixei assim o Rex cobrir-me como se fosse uma cadela até que o nó começou a amolecer (tinha estado duro como pedra) e a certa altura escorregou-me por entre os dedos e saiu, gritei outra vez de dor, apesar de ter diminuído ainda era de uma grossura de respeito e doeu como o raio ao sair, arrastou um rio de esporra canina que me escorreu pelas pernas abaixo, logo lambida sofregamente pelo cachorro logo lambida sofregamente pelo cachorro que lambeu os leites que pareciam não parar de sair da mina "xoxota". Deitei-me de costas no tapete para recuperar o fôlego quando foi então que vi o tamanho da pica do Rex ainda a ejacular pequenos jactos de sémen translucido, sem hesitar peguei-lhe por trás do nó ainda visível e saboreei a esporra canina pela primeira vez.

O colega que me tinha descabeçado dizia que eu era um brochista natural e que fazia um boché de sonho, quando experimentei a vara do Rex na boca e a chupei saboreando o leitinho canino fiquei logo viciado com a pele macia do caralho e as golfadas que ainda aproveitei engolindo o que podia e deixando escorrer pelos cantos da boca e peito o resto que não conseguia beber. Deixei-o sequinho e quando o penis recolheu na bainha deixei-me estar a repousar felicíssimo de ter encontrado um novo montador, silencioso, discreto, e como vim a verificar sempre disposto a montar a "sua" cadelinha.

Beijos


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Velez a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
12/02/2013 14:57:19
Nossa, maravilhoso.
10/08/2011 02:21:23
Delicia! Tenho a mesma experiência! Meu email é Eu e meu macho adoramos uma puta como vc.
11/02/2010 09:39:53
Ufa! Que foda louca!
13/07/2009 11:38:14
QUER UM CACHORRÃO PARA COMER ESSA TUA ROSQUINHA? FAÇO VOCE CHUPAR MINHA PORRA ATÉ SECAR TODA
18/05/2009 00:30:08
bom
16/05/2009 18:20:18
blurg !!! (http://ana20sp.sites.uol.com.br)

Online porn video at mobile phone


xvideo mobile .com tennho 45anos edei para um homem do pau bem grandevídeos pornô de loirinha bem gostosinho socando o dedo no c****** cabeludoxvideo flaga novinha magrinha e pega em varias posucaovideo porno chamei meu genro para mim ajudar e dei para elecontos erotico crente submissacontos eroticos eu era bem novaconto erótico f****** com cunhadohttps://www.casadoscontos.com.br/perfil/185159homens chupando gkschupar e engolir esperma comentariosvideo de mulhe rebolhadocontos eróticos de sinhozinho comendo escravafui abusado quando era adolecente, nao saou gay, mas me ecxito com porno gaybumbum gg virgem anal com dotado tentou correr mas conseguiugarotinha novinha virgem desmaia ao deixar um pênis muito grosso entrar naxaninhafoto de uma buceta nasendo os cabelos quando depila de estojopornodoido gozada no rosto e sorriuemprestei um ovo do meu vizinho contos eróticosfilho dopou sua mae e fudeu ela dormindo cantos eroticoassistir o filme de novinha metendo fazendo seu peito e trícepsmarido 23cm contoporno pago pra fazer faxina pagor tirar a blusa pagor pra tira a calsa pagor pra fazer boquete pago pra come a bucetaJaponesinha dandu u cusinhu pru negam bem dotadu 4quero ver vídeos Popozuda tomando banho na praia se bronzeando de cremes e de calcinhahomens com rolas veiúdas transandocavalopornocornoSitio moto sobrinho conto eroticohomem fode a buceta dabesta i goza jemendocontos eroticos ganhei um boquete no pokercontos gays de incesto- coroa machão dominador taradão comendo menino afeminado e submissoleila peituda p...a porno parracontos bunduda do corno no pagode no sitiowww.xvideos/fodasse eu empurro com forca mesmoler contos eroticos de padres reaisTirando uma lasquinha do cuzinho da minha filhavideos pornos de mulheres gravidas com sua buceta peluda dando pra varios homens pisudosgozadas no xvideo de mulheres que dar tremetreme naspernascontos sogro metendono cu da noraquero ve comto erotico de mulher qui foi estrupada bem novinha ainda bebe virgem do beusocontos eroticos encoxada no metro levei porra na bucetamorena de 58kg dando a bucetaconto erotico gay negao dominador gosta de maltratar viado brancoxvideo mulher uza ceu cu para gurda bola i leiteWww. faveladas fazendo sexo na promiscuidadegravidas de fio dendal ser mastubanpvidios. poco pisudo fodendo porcaminhas condiçoes imposta para o corno contos eroticoMulheres engatada e gosando com cachorros engatados nelas e um cassete enorme pulSando dentro da bucetinha ? homem fodendo rinoceronte homem fodendo financeirameu namorado quer fazer sexo comigo menstruada conto eroticoxvideo.com esfregando o pau na buceta lizinha e com um gemidinho sexo massagem na buceta com carinhoXVídeos minha sogra mestre de obra de casaxvideo novinha tomou cunhaque e ficou louca de tesaox vidio porno pegui a mulhe casada de saia na festa puchei a calsinha comicontos sinhozinho mamou meu grelinhoas mulheres cm a buceta grande panel de fuscaporno gay medico aroba com gosadas no pasiemtePorhb vovo porfavor nao fasa iso eu ainda sou mocinha eu nao quero contos eroticostirei a virgindade do meu irmão novinho contocontos eroticos fode Frouxobucetimha peqeninhapt arrombadas gg gosadas grelao pt porracontos eróticos_-fio dental ai ui oh fode gostosas. culpado roludascontos de amiga da netacontos eroticos a cunhada quietinha e.religiosaminha esposa adora tomar minnha porra quentinhavidios porno fuipego pele minha mulhe com meno a minha sogracontos com fotos encoxada no ônibusver vidios porno da xvidio mulher veste marido com langeri e deixa ele para o amante fuderXvideos cu de acrisconto bundao hiper carnudopprno xxx funde ate chora de dor na rola e disparacorno.gue gui esposa ligue pra.u amate delaxvideo bricando park mao boba a quaticobuceta efudelvidiopono mulher bica tecasadinha contosminha filhinha na punheta contosContos Eroticos Roberta no Cruzeiroxvideos incesto tia provoca garoto de. roupa transparente simplesmente nua por baixopamico ma forretas sex traza sexcache:I20bmnqm678J:gtavicity.ru/texto/2016115 xvdio esposa ensenado garoto a fuderpara dw brincar e come esse cu contosconto erotico alinecasado tem tesão em mamar cine porno spvalkuiria fudenoconto erotico estupro machos enjoarempornô doido um pau inacabavel para elaconto dei para meu filhopornô as n****** gordona da vagina gosmenta