Rex, meu primeiro

Um conto erótico de Velez
Categoria: Zoofilia
Data: 16/05/2009 07:49:32
Nota 9.29

Relembrando a minha primeira vez com cachorro.

Com os meus treze anos tinha tido só uma experiência homossexual com um coleguinha mais velho de escola que me tinha tirado o cabaço do cu e que me tinha posto a chupar quase todos os dias. Como morava perto de mim e vínhamos sempre juntos da escola, os meus pais chegavam sempre mais tarde, ele entrava, enrabava-me e depois dava-me a mamar e obrigava-me a engolir tudo. O pior é que o pai dele foi colocado noutra cidade e fiquei sem o meu montador. Tinha 13 anos e comecei a andar com um tesão no cu de subir paredes, metia a escova de cabelo no rabo, velas, etc, o que encontrava. Tinha nessa altura um cachorro de porte médio, vadio, que tínhamos recolhido, tratado, veterinário, etc um pouco maior que um cocker mas de pelo liso e preto. Dormia no meu quarto e era o meu companheiro para todo o lado.

Uma tarde estava no quarto, de quatro no tapete, todo nu a consolar o meu carente rabinho, com uma vela de estearina que tinha escondida para me enrabar, tinha-a chupado e lubrificado com bastante cuspo e penetrava a minha "xoxota" cada dia mais carente por um bom pau de macho, aproveitava esta hora ao fim das aulas antes dos meus pais virem da quinta que ficava ainda distante da nossa casa.. O Rex estava deitado no seu cobertor a um canto do quarto e quando me viu a escorrer da pila senti-o começar a lamber-me as nádegas e o reguinho já ocupado pela vela, desvairei com o calor da língua e a humidade dela. Empinei o rabo todo histérico e muito "puta" e retirei a vela expondo o meu anel às caricias do Rex, ele lambeu-me sofregamente o reguinho suado e a seguir montou-me de um salto, como era muito magro, conseguiu apertar-me a cintura com força e começou a bombar com muita rapidez e força, sem me penetrar sentia os pequenos jactos de esporra molharem-me as costas, o rabo e escorrerem pelo meu rego, todo doidão levei a mão atrás e pegando na pica do cachorro guiei-a para o meu anel, lubrificada com a esporra do cachorro e com os impulsos dele entrou logo arrancando-me um berro de dor, o Rex aumentou a velocidade e a profundidade das bombadas e senti uma segunda dor maior ainda, com um arrepio foi então que me lembrei do "nó" e apalpando conforme pude a minha "xoxota" percebi, em pânico que o nó tinha entrado e estava agora "engatado" ao cachorro.

Vivendo no campo já tinha visto muitas vezes cachorros a cruzar cadelas, cavalos e éguas, ficava fascinado!!, burros e burras. Não era por isso novo para mim o que estava a acontecer tinha mesmo já presenciado o Rex a cobrir uma cadelinha de uns vizinhos nossos ficando engatado mais de quinze minutos. Foi o meu segundo momento de pânico,......e se os meus pais regressassem mais cedo? iam-me encontrar engatado qual cadela com cio com o Rex, segurei conforme pude o nó dentro do meu anel e apertei com toda a força, com os ombros encostados ao chão segurei as patas do Rex o melhor possível de encontro a mim e aguardei que ele se viesse e o "nó" baixasse. O cachorro depois do nó ter entrado e o sentir apertado por mim julgou-se dentro de uma "cadela" de raça diferente e começou-se a vir como cachorro se vem. Com pequenos jactos e em pequenos intervalos, sentia-os passar na pica apertada com os meus dedos de encontro ao meu anel. A esporra quente enchia-me pouco a pouco o recto de leite muito quente e que me ia inundando o intestino, o Rex gania baixinho quase como um suspiro, babando-me todo o pescoço e costa de baba pegalhenta e viscosa.

Tentou virar-se várias vezes o que eu impedi segurando-lhe as patas conforme podia. Pelo tamanho do nó que segurava mantendo-o dentro do rabo se ele saísse nessa altura tinha-me rasgado todo. Deixei assim o Rex cobrir-me como se fosse uma cadela até que o nó começou a amolecer (tinha estado duro como pedra) e a certa altura escorregou-me por entre os dedos e saiu, gritei outra vez de dor, apesar de ter diminuído ainda era de uma grossura de respeito e doeu como o raio ao sair, arrastou um rio de esporra canina que me escorreu pelas pernas abaixo, logo lambida sofregamente pelo cachorro logo lambida sofregamente pelo cachorro que lambeu os leites que pareciam não parar de sair da mina "xoxota". Deitei-me de costas no tapete para recuperar o fôlego quando foi então que vi o tamanho da pica do Rex ainda a ejacular pequenos jactos de sémen translucido, sem hesitar peguei-lhe por trás do nó ainda visível e saboreei a esporra canina pela primeira vez.

O colega que me tinha descabeçado dizia que eu era um brochista natural e que fazia um boché de sonho, quando experimentei a vara do Rex na boca e a chupei saboreando o leitinho canino fiquei logo viciado com a pele macia do caralho e as golfadas que ainda aproveitei engolindo o que podia e deixando escorrer pelos cantos da boca e peito o resto que não conseguia beber. Deixei-o sequinho e quando o penis recolheu na bainha deixei-me estar a repousar felicíssimo de ter encontrado um novo montador, silencioso, discreto, e como vim a verificar sempre disposto a montar a "sua" cadelinha.

Beijos

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
12/02/2013 14:57:19
Nossa, maravilhoso.
10/08/2011 02:21:23
Delicia! Tenho a mesma experiência! Meu email é Eu e meu macho adoramos uma puta como vc.
11/02/2010 09:39:53
Ufa! Que foda louca!
13/07/2009 11:38:14
QUER UM CACHORRÃO PARA COMER ESSA TUA ROSQUINHA? FAÇO VOCE CHUPAR MINHA PORRA ATÉ SECAR TODA
18/05/2009 00:30:08
bom
16/05/2009 18:20:18
blurg !!! (http://ana20sp.sites.uol.com.br)

Online porn video at mobile phone


conto erótico casada vai escondida na festa de solteira e metecunhada louca pra sentir rola grande pega cunhado de pau duro e nao resistex videos sogra da remedio pra genro durmir e senta no pau delemotorista de onibus que molhou a buceta de tanto prazer em dirigirnovinha esgassada casada xvidioMora fodir o sogro coroaera so a cabesinha mais ele empurrou a rola toda no meu cuofereceu a filha pro caralhudo gigante xvideoscontos eróticos sexo no carnavalConto erotico sou madura vadia e filhonovinha safada com jorde mostra a puceda sem calsinha fodos 100fodossafadeza o homem usava camisinha para botar dentro do priquito da mulhernora safadas descobri que sogro tem a pica enormebaixa videos de menina dano abuceta de perna a bertarmassage nela e na buceta da nifestihacontos eroticos de esposa putarelato meu enteado me comeu gostosoconto de encesto filho 32 de pau quadrinhocalcinha cavada bs rachaXVídeos a mulher tortura escrava até mexer a b*****autor,Vamp19-Contos EróticosContos pornos-fudi a mendigapassando lingua no cu da esposa enquanto ela mama um pinto porno doidonegom gosano dentro do do menorvelhocasadacornohomnes esibindo seu pauzao no sanba cansao pornodoido20contos eroticos transei com meu filho gostosoconto erótico levando injeçãoconto pelado filho pai zdorovsredamulher pega manteiga e passa na bunda e no cu inteirinhoxvideos estralando no socacontos eroticos entre pai e filha em viagemapaixonado por dois brutamontes da faculdade 12Pernambuco que as mulher que tira o short bem curtinho se oferecendo Boys novo aquelas coroas tambémprovoquei meu irmao so de calcinha e ele me arrombou todinhaXIV filme pornô transando com toalhaconto erótico esposa de fériasVanessa queria brincar mais não imaginava que ia encontrar pela a frente um monte de safadinhos taradosContosveridicos contados por novinhaswww.homem moreno na ambulancia mundobicha.compornodoidosenhoracontos gay com barbeirosconto ertico mej marido e bi adora dar o cu emquanto come bucetaQuero trsnsar com o Adinlson meu padrastoporno tirando roupa itrando na picafui na urologista e acabei comendo seu cu xvideonovinha magrinha mija na pica grandexvideo magrinha com destão de buçeta dando gostozowww.moreno belo na ambulancia mundobicha.commeu filho me faz de puta capitulo 8 e 9 relato eroticocoroas de fio dental tão cheia de tesão Cheguei cheguei escorregando pela sua b*****o primeiro amasso a gente nunca esquecemulher nao consegue dezengatar do no do cachorro sexoOkara comedo viadoconto erotico vadia cadela sitiovídeo pornô grátis filho com a rola de 40cm por outro Sura fazendo sexo com a mãeSitio moto sobrinho conto eroticonovinha espia negao pisudo fudendo sua mãe pornogarotinha na siririca no bicamcasa dos contos eróticos patrão e empregadosexos de negues arregaçando xoxotasFernanda,vasconcello,zap,xvideostravesti comendo outra travesti atecagarconto de safada meu padrasto gostoso fudeu meu cu guloso eu pedia mais mete fode mair me fode gostocontos eiroticos leilaporndei minha bubuta contosCármen e a patroa contos eróticosnao aguentei meu filho virou meu amante primeiro contomulheres lesbicas emcostamdo a bicetinha gosamdo e gemendoflagas pirno homem motrando pau gozando pea novinha coriosa dentro de onibusmenina Com shot bem Curto Moh gostoAcontos erotico,meu genro me enrrabou dormindovirei viado depois de velhocontos eroticos.eu deixo mas sò a cabecinhaxvideo irma delicia centa no colo do irmao e nao guentakade o meu tio sabe como eu gosto de fazer amor pornodoidomulher pega marido dando pra entiado video caseirogeylindinhas novinhas trepandonumpau grándeAbuaando da tia com sono profundo roncandozoofilia os mais pegadoresContos eroticos de sexo com genrovideo a ti a vacilou eu comi o cuzihno do mulequePenis flacido castrar contoscontos eroticos com senhoras da igreja testemunha de Jeovámulher pega marido dando pra entiado video caseirogeyconto erotico gay com padrasto velho coroa grisalho