Que safada minha Nega!

Um conto erótico de Marido safado
Categoria: Heterossexual
Data: 18/05/2009 10:02:45
Nota 9.33
Assuntos: Heterossexual, Amor, Sexo

NEGA SAFADA! QUE DELICIA!!!

Olá venho pela segunda vez, escrever sobre minhas aventuras junto a minha Preta safada, como já mencionei e para quem não leu meu primeiro conto, me chamo Humberto 38 anos e sou casado com uma morena deliciosa de nome Maisa 42 anos de puro tesão e safadeza! Uma baixinha das coxas grossas e roliças, e dona de uma bunda, ahhh aquela bunda, (minha perdição, meu deleite) e uma bela e doce buceta toda depiladinha!!!

Bem, vamos ao acontecido. Minha Neguinha é muito safadinha, e eu adoro quando ela se transforma numa verdadeira puta, mais isso entre quatro paredes, só eu e ela, até já fantasiei sexo a três, porem somente fantasia, mais ocorreu uma situação que por si só é muito excitante.

Fomos passar um final de semana em uma pousada numa cidade Histórica de Minas Gerais, e nas vezes em que viajamos só nóis dois, gostamos muito de namorar, de andar agarradinho, e dessa vez não foi diferente, logo na chegada a pousada fomos muito bem recebidos creio eu que pela dona do local, uma morena nem tão atraente, e seu marido um cara alto barbudo, com cara de poucos amigos.

Percebi que o safado não tirava os olhos da bunda de minha nega, até comentei com ela mais ela disse que eu estava inventando. Tudo estava muito gostoso, passamos um belo dia, andamos e conhecemos um pouco da pequena cidade, a noite saímos para acompanhar uma apresentação de um grupo de danças típicas da região, e aproveitar para namorar um pouco.

Maisa estava deliciosa, em uma blusinha que deixava seus ombros a mostra, botou uma calcinha preta com um detalhe na frente em desenho de uma borboleta, e atrás, um fiozinho que descia por dentro daquela suculenta bunda morena, e vestiu uma calça que realçou seu rabinho deixando ele redondinho ela sabe que fico hipnotizado pelo seu rabo.

Eu não tenho paciência e comecei ali mesmo a passar e apertar aquela delicia, ela tirava minha mão e sorria, como quem quisesse dizer: aqui não tenha paciência! Andamos um bocado na volta para a pousada e ao passar por um sobrado daqueles antigos que tem uma enorme sacada paramos debaixo num cantinho meio escuro pra tirar um sarrinho, ficamos nos beijando e eu apalpando a nega gostosa, ficava passando a mão pra sentir o contorno do fio dental por cima da calça, e vez ou outra enfiava a mão e sentia aquele rabinho arrepiar.

Estava tão bom que mal víamos quem passava pela rua, e num olhar distraído percebi que o casal da pousada estava a alguns metros a nos observar, e também se tocavam. Chamei Maisa e fomos terminar a brincadeira em nosso quarto.

Ao passar pela recepção pedi para a moça que estava no atendimento se era possível nos levar duas Ice e duas cervejas, visto que não dispúnhamos de frigobar no quarto. Entramos no quarto e eu já estava a mil, louco pra sentir o cheiro daquela fêmea, provar de seu melzinho, e já parti para o ataque, e se quer lembrei de trancar a porta com a chave! Maisa adora me provocar e enquanto eu tentava desabotoar sua calça ela me dizia: Amor deixa pra amanhã, vamos dormir estou cansada. Eu nem dava ouvidos e finalmente abri a calça, e pude então sentir o cheiro de buceta que aquela mulher exalava, um perfume maravilhoso, passei a mão e senti a calcinha molhada, disse a ela: Então você não quer não é? Diz isso pra essa bucetinha safada, ela ta todinha melada, doida por um cacete!

Puxei a calcinha de lado e lambi gostoso, senti o melzinho escorrer pelo canto da boca, ela gemeu feito uma gata safada: Aiiii assim eu não resisto. Terminei de tirar sua calça e deitei-a na cama e ajoelhado no meio de suas coxas chupei gostoso seu grelinho, enquanto brincava com o dedo em seu cuzinho que parecia sugar meu dedo pra dentro!

Ela gemia e se contorcia, pedindo para fode-la logo. Eu disse: pra quem não queria ta com muita pressa né? ela num pulo levantou da cama deu a volta e me empurrou para cair deitado de costas sobre a cama, tirou a minha calça e por cima da cueca mesmo mordia meu cacete dizendo: você queria buceta seu puto, agora vai ter, e abocanhou meu caralho deliciosamente, hora chupava hora batia com ele naquela cara de safada, em certo momento olhei e percebi que havia alguém espiando na porta meio aberta.

Era a mulher, a dona do local, tomei um susto e recuei, Maisa olhou para ver e ao perceber que se tratava daquela mulher, apenas disse: Gostou? se quiser pode vir eu divido com você. Eu não tava acreditando, logo minha preta, ela devia mesmo estar louca de tesão, a mulher entrou e ficou olhando de lado, apenas tocando num de seus seios, Maisa a puxou e pediu pra ela ajuda-la a chupar minha pica, ela não demorou e caiu de boca, as duas chupavam, juntinhas, até chegavam a tocar suas linguas, a mulher foi se soltando e já estava alisando a bunda de Maisa, enfiava o dedo na buceta melada da nega e lambia! Meu tesão era enorme! Duas putinhas me chupando, e uma delas eu nem sabia o nome.

Maisa ficou de quatro e gritou: vem filho da puta, vem foder sua putinha, soca esse caralho duro em minha xotinha melada. Atendi de pronto e comecei o vai e vem gostoso, a mulher não ficou olhando, entrou por baixo de Maisa e senti sua língua em minhas bolas, hora ela me lambia hora lambia o grelinho de minha preta, tirava o cacete da xota e ela chupava gostoso, aumentei o ritimo e Maisa gritava: Mete safado, mete que eu vou gozar com essa puta chupando meu grelinho, ai que delicia, me chupa vadia, chupa o pau do meu macho!

A mulher saiu e ficou também de quatro, eu fiz menção de tirar o pau da buceta de Maisa e socar naquela buceta desconhecida, porém Maisa num grito só: Nem pense nisso, esse cacete é só meu, deixa que essa vadia quem come é aquele safado pauzudo ali!

O barbudo estava na porta de pau duro batendo uma punheta, entrou e de uma só vez e com uma brutalidade enorme socou o caralho em sua mulher, que gemeu do nosso lado. Maisa agora estava enlouquecida, não tirava os olhos do cacete entrando e saindo daquela cadelinha, com carinha de safada parecia querer sentir aquela pica em sua boca, lambia os labios de uma forma que me enlouquecia. Com a bunda já vermelha das fortes palmadas que levava do bruto a mulher começou a gritar que iria gozar, e Maiza arrebitou o rabão e dizia gemendo: Também quero, quero gozar, mete com força, enche minha xotinha de leite, ela ta com fome de pica, fode sua puta, fode seu putoooo. Eu não agüentava mais era muito tesão, peguei na cintura da nega e soquei com força, ela começou a chorar e dizer: tou gozando filho da puta, tou gozandoooo... Safado gostoso!

Não aguentei mais gozei tanto que minhas pernas ficaram bambas, o barbudo não dizia nada, Gozou urrando e batendo na bunda de sua fêmea. Os dois foram saindo devagar e fecharam a porta, olhei para Maisa deitada satisfeita e sorri, ela disse: Você gostou não foi?

Beijei mais uma vez sua xotinha e adormecemos juntos....

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
25/05/2009 20:58:57
eu também gostaria de foder essa putinha, libera ai vai!!!
19/05/2009 00:49:31
Oi... ótimo conto... deu vontade de... bem melhor eu tomar um banho água fria. Beijos de Delicia. Entre em contato. http://jr.amanteideal.zip.net/ JR O Amante Ideal
18/05/2009 15:06:51
E aí cara, não libera essa nega pra mim não?
18/05/2009 11:46:19
Muito bem narrado, excitante, parabéns...
18/05/2009 11:15:49
aiiii, delicia, adoro chupar um cacete melado de buceta! amo quando lambém minha xota com um cacete atolado. amei...!
18/05/2009 10:48:52
legalzinho, queria mais detalhes, como ja disse sou amante de uma baixinha rabuda, a minha tem uma bunda linda, que se pintar uma boa troca, ficarei feliz de ver sendo enrabada por outro macho! enquando eu dou um trato na dele. nota 10
18/05/2009 10:44:01
Muito bom! Gosto de ler seus contos, parecem muito reais, e me dão um tesão tremendo, essa sua putinha, Maiza, deve ser um tesão, fico lendo e imaginando ela de quatro com a bela bunda que vc diz que ela tem, acabo batendo uma bela punheta. se quiser dividir essa ambundancia de bunda, terei prazer em socar meus 21cm nessa safada!

Online porn video at mobile phone


encoxada conto eroticoconto meu sobrinho cheirou minha calcinhafilme pornô de mulher com vagina da vaquejada vagina é uma peixadaSo putinha chupando rolas de 16centimetroxvideo porno filme erotico de traisao esposa infiel traino com melho amigoxvideo mãe pega filno peladocontos provoquei papai pauzudoContos eroticos gays dilaurentis casa dos contosvidio porno di homen abuzando di mulhe disaia nu onibuscoletsnia gozando nos pemtelhos xvideoHomens goja duas vez no xvideioestava carente e dei pro meu cachorrocorno levou esposa pros caminhoneiros foderem contoBusetinha lizinhawww xvideo prostituta ceda mal com fregues pausudoxisvido mai perdi no jogo fodiquero ver vídeo pornô de novinha sendo estrupada na noite passada passada amor comigo a noitexvideo filhover mae dormindo sofa fica pau duro coloca na boca delarevezamento minhabunda casadamigre.me/w4IgEcomi ocu da minha vo contosralado rola cu vertido x vidioxvideos com . sexy porno ju safada adora provoncar mulher safadavideos pornos gratis mae pede pra filho traser a toalha e filho nao perdoapodólatra xvídioContos eroticos larissa submissa dos tios parte 1novınha metendo agaxada na rolacasada se mostrano em casa pra corno e amigos juntos desfilando de fioVoltei para casa toda arregaçada e cheia de porrameu marido viciou em porra de machocontos eroticos eu minha mulher vimos minha sogra dando o cu1tesao na cuecac**** ver sua magrinha gozar multiplico na pica do amigoporno negras pegas que foram espiadas no litoral paulistaestupro esposa contos eroticosXvideo irma uza massage para seduzirminha esposa cely e nosso caseiro negrao nosso machovelhas com ocu frocho peida demas dando o cluxnxx o kara metendo no cu dela ela cumessa a si batecontoseroticos de incesto aiiiiiiiiiiiiii maninhacomo descabaça minha sobrinhacorneado e enrabado pelo primo pirocudo contoscontoeróticocoroa engravidei minha sogracontos eroticos minha irma novinha peidou quando tirei o cabaco delaninfetinha de saia comprida provoca dog zoofiliafilha pede para o pai soca a pica uma cenora junto no cuincesto com meu vô contosabaixar vídeo de putaria de mulher fresca daquelas gostosas do cuzãomostrando buceta po amigo pater uma xvidiocontos eroticos carcereiro tarado/estuprado no presídiocanalha tirou sangue da bucetinha virgempassando lingua no cu da esposa enquanto ela mama um pinto porno doidodemônio pausudocontos eroticos me comeram a forçacontos eroticos sete anoswww.xxvideo menina colegial mae calvolgandobuceta de carla visgando xvideosxvideos divaga nao vo ti regassatranzasaovivovid porn casei entead fio dental fas gosa ponh casaesfregando no busao quando ela descuidou entrou na xanaadryelli pornodoidocontos erotico da irma batendo punheta no irmao machucadopequenos videos de porno brasileiro pais peludos de sunga que tira a virgindade da filha e goza dentro da vaginaxvideos as mãe i fininhofininho gostosamassageando a bunda da mulher no ônibus devviagempadrasto ver a novinha nua e ficabatendo punhetagigantao arrastando o magrinho gayconto.de mulher kue faz o marido de bobo e trepa c negaoninfomaníaca viciada em zoofiliadvd porno vizinho come cu vizinha a forcaprimo não aguentou pau de outro primo Chorão e g******Conto erotico de mulher que chorora muitoXvideos cunhada deita com cunhado dormino fica sarrano neleestupro esposa contos eroticosminha esposa me surpreendeuporno eu e minha cunhada ficamos sozinho em casa não resistir elaconto erotico novinho safado 05,03,2017 hq pornode a gangue dos monstrosdando um chupao na sua amiga a forsa lisbico porno