minha amiga de verao

Um conto erótico de lucy ane
Categoria: Homossexual
Data: 27/08/2009 01:08:31
Nota 9.57

Eu estava de férias escolar e aproveitei para ir viajar e curtir uma praia, afinal aquele fim de ano estava muito quente.

Como boa baiana que sou adoro curtir um sol uma areia e melhor ainda, pessoas passeando a beira mar. Aquele dia eu estava muito quente mais não estou falando só do calor, mais também de um fogo que subia das minhas entranhas e me deixava suando e molhada (não era molhada de suor se é que me entende).

Pois bem coloquei uma bermudinha, meu biquíni por baixo, uma mochila que considero parceira mortal de aventura e fui saindo de casa. Peguei minha moto na garagem de casa e fui a caminho da praia.

Depois de algumas horas eu já estava la sentindo o ventinho e o cheiro de maresia que faz bem pra qualquer um. Fui direto a uma pousadinha que sempre me hospedo quando estou na cidade e deixei minhas coisas, como já estava no meio da tarde resolvir ir ate uma lanchonete próxima fazer um lanche e depois voltar pra pousada, deixaria para curtir praia mais a noite ou no outro dia de manha.

Pois bem fui à lanchonete, sentei e pedi o cardápio estava lotada afinal em época de temporada as praias lotam, dei sorte de ter encontrado um mesa vazia pois ate no balcão tinha gente...

Enquanto eu escolhia indecisa o que comer no cardápio percebi a entrada de uma menina, bom mulher, muito bonita por sinal, aparentava ter seus 18 anos, comparando aos meus 19 anos a diferencia era bem pouco notável. Percebi que ela procurava um lugar para se sentar mais não avia espaço então eu a chamei e ofereci que ela se sentasse na cadeira vazia que estava na minha mesa se ela não se incomodasse é claro... ela agradeceu e se sentou com um belo sorriso.

Quando ela sorrio eu senti um certo tremor muito estranho,mas mantive minha postura e continuei a foliar indecisa o cardápio.

Ela vendo minha duvida sobre o que pedir perguntou se eu queria uma dica, respondi que queria sim e ela me disse “Aqui vende uns petiscos maravilhosos porem a porção e bem grande pra uma única pessoa se você quiser podemos dividir?” claro respondi e assim pedimos a nossa primeira refeição...

Ela era super simpática, tinha uma estatura mediana, morena clara, uma boca perfeita, um olhar forte e castanho e pra completar o pacote ela tinha um papo que deixava qualquer um na dela.

Nos apresentamos e ficamos conversando sobre a cidade as novidades de verão em fim assunto não faltava... Tempo menos ainda já que o que mais tinha na lanchonete era gente pra ser atendida. Entre um assunto e outro ela me perguntou se eu estava sabendo da festa que estaria acontecendo na cidade mais tarde, como eu não sabia que festa seria eu a pedir mais informações, ela deu um sorriso de menina danada e disse que eu talvez não gostasse mais a festa daquela noite era uma festa GLS se eu quisesse conhecer um pouco mais que estava convidada. De imediato eu deixei que ela não descobrisse que eu sabia mais daquele mundinho do que ela poderia imaginar, fiquei na minha e me fiz de inocente perguntando onde era como fazia para chegar no local da festa essas coisas e por final perguntei se ela iria e se estaria acompanhada, ela respondeu que não estaria com ninguém e que se eu quisesse ir ela poderia me acompanhar... eu aceitei sem deixar transparecer meu interesse, dei o endereço de onde eu estava e marquei o horário para ela me encontrar... nesse tempo veio nosso petisco, conversamos mas um pouco e depois cada uma foi para casa pra poder se preparar para logo mais a noite...

Tomei banho me produzir com o que eu tinha levado e aguardei na recepção da pousada por ela, no horário combinado ela estava na portaria perguntando por mim, nossa ela realmente era linda quando a vi pela segunda vez meu coração se disparou e eu sem saber o que dizer acabei não dizendo nada melhor do que “vamos”.

Peguei um capacete com a dona da pensão emprestado e fomos à festa, chegando lá começamos a conversar sobre o assunto GLS e discutir opiniões, como eu estava dirigindo preferir não beber nada que tivesse álcool então fiquei a base de sucos e refrigerante, depois de uns dois drink`s sem que eu a esperasse me olhou e disse que estava muito afim de mim e que queria ter a oportunidade de poder me beijar naquela noite... Eu a olhei e sem dizer nenhuma palavra a beijei intensamente por um bom tempo. Ela surpresa com minha reação perguntou se eu era mais antes de ela completar a frase eu a dei outro beijo. Sorrindo ela disse que iria concedera como um sim... curtimos a festa por mais umas horas e ela me perguntou se eu estava hospedada em um quarto de casal, eu acrescentei a minha resposta um convite para ela ir passar a noite no quarto comigo, sem questionar ela me pegou pela mão e foi indo em direção a porta de saída da boate.

Quando chegamos a pousada eu já estava louca só de pensar o que ela tinha em mente, abri a porta ela entrou, eu a pedi que esperasse eu tomar um banho pois a festa tinha me deixado muito suada e enquanto isso ela ficou la deitada na cama vendo a tv sem parecer estar prestando atenção no que se passava...

Entrei no banho tomei o mais rápido que deu, sai do quarto enrolada na toalha nada mais, ela estava me esperando, quando me viu vestida ou melhor despida como eu estava levantou e se aproximou de mim bem devagar me olhando nos olhos, eu mantive a respiração e fechei os olhos senti suas mãos em meus lábios, depois senti sua boca bem de leve sobre a ponta de minha orelha, ela passava sua boca pelo meu pescoço e suspirava forte, suas mãos que decaia sobre minha pele ia desentrelaçando a toalha molhada, ela continuava a suspirar subiu a boca ate meu ouvido e disse bem baixinho em forma de gemido “eu quero ter você esta noite” eu já não tinha nenhuma vontade de dizer que não, naquela hora, deixei me levar pelo desejo, pela vontade de estar com ela...

Ela me beijava sedenta me acariciava delicadamente, derrepente ela me puxou para a cama e me empurrou na direção dela, eu sentei e ela veio em um encaixe perfeito e se sentou no meu colo, segurou em meu cabelo forte e flexionou se sobre mim, naquele instante eu já estava louca de tanta vontade de poder toca_ la, mas daí ela se levantou de meu colo e pediu para tomar um banho... boba e morta de vontade não disse nada apenas apontei para a porta do banheiro e dei a toalha que estava sobre a cama.

Ela saiu do banho, não usava nada alem da toalha, seu cabelo molhado sobre o rosto, seus braços enroscados um ao outro e uma pele molhada e arrepiada talvez do frio. Ou não. A luz do quarto estava apagada e ela ao perceber isto deixou a porta do banheiro entreaberta com a luz acesa, seu olhar parecia mais uma flecha ardente em chamas que me acertava o peito e deixava meu sangue fluir por todo o corpo em estado de transe...

Ela deu um paço em minha direção e deixou a toalha cair seu corpo estava despido to meu, eu sabia que eu poderia toca_ la eu queria ter logo o contato físico com ela, mas ela me seduzia, fazia um jogo que me deixava cada vez mais exitada eu estava pronta e precisava dela naquele momento... Eu me levantei e a peguei pela mão, deixei que meu corpo quente encostasse no dela, segurei com uma das mãos em sua nunca e com a outra percorri seu corpo... não suportei estar tão perto e não poder beija a sua boca... a beijei... desci minha boca pelo seu pescoço enquanto meus pumões buscava ar na superfície de sua pele, ele me segurou firme entre seus braços e me lançou contra a parede, ela era firme quando tinha de ser, era dominadora e isso me deixava mais louca... enquanto eu estava presa entre a ela e a parede senti que sua boca com hálito quente descia pelo meu corpo, senti o toque da sua língua em meu seio, senti seus dentes encostarem de leve sobre minha pele, sentir o sugar dela sobre mim... naquele instante a expressão “VOU TE LEVAR AO CEU” fez sentido pra mim.

Fomos pra cama, ela deitou sobre mim e veio ate meu ouvido e disse “peça o que você quiser que eu faço” eu não sabia o que pedir ela parecia saber o que estava fazendo acreditava que ela poderia me surpreender... não disse nada extraordinário apenas ME SURPREENDA... o poder da palavra foi atendido, ela estava ali me levando aos extremos desceu bem devagar sobre meu corpo despido beijava minha pele de leve como o encontro de um beija flor e um lírio...desceu mais foi de encontro a minha virilha sentir dessa vez algo mais que lábios, ela desceu mais e eu pude sentir o toque de sua boca sobre meu órgão senti seu gemido de satisfação por estar ali, na ora eu também gemi de prazer... ela era lenta e sabia onde tocar, mal tinha começado e eu já me sentia em um estado elevado de prazer... talvez fosse seus jogos, mas ela também dançava com sua língua dentro de mim, senti cada movimento que ela fez sobre meu clitóris, queria mais ela era calma e paciente eu comecei a desejar mais e mais...derrepente ela veio com o dedinho e me penetrou, gemi era gostoso, era leve e suave, ela me chupava como uma fruta doce, senti movimentos novos ela começou a fazer círculos com a ponta da língua em minha vagina e eu não agüentei...GOZEI em sua boca como nunca tinha gozado com ninguém.

Ela subiu sobre mim e me beijou, nossa senti aquele cheiro de sexo em sua boca, meu corpo se arrepiando, ela me mostro o dedinho que estava me penetrando e o colocou na boca chupou todo... Depois me beijou... eu precisava retribuir tanto amor e queria muito saber como ela era, o desejo era tanto que eu queria estar dentro dela.

Enquanto nos beijava eu a deitei por baixo de mim e comecei a acariciar seu seio depois desci ate eles e os chupei bem leve como ela havia feito com o meu, desci mais e fui direto a sua vagina eu queria muito pra fazer joguinhos estava louca pra sentir ela, pra devolver tanto prazer que eu havia ganhado...

Passei minha língua bem devagar em seu clitóris e sentir ela pulsando em minha boca, ela gemia e eu estava ficando muito exitada com aquilo, ela começou a se meche sobre mim bem devagar, segurou em meus cabelos com força mas de modo que não me machucou e junto a gemidos ela pedia pra eu a chupar... Eu me lambuzava em seu liquido que derramava de suas entranhas era doce, eu senti quando ela puxou mais forte meu cabelo e pediu pra eu não parar pois ela ia gozar... Aquilo foi muito gostoso de ouvir não resistiria nem pararia se ela não quisesse, continuei no mesmo ritmo minha busca pelo seu gozo e então ela gemeu mais alto e eu a sentir gozando em minha boca... Ela vibrava de excitação e eu mais ainda... Da mesma forma que ela subir por sobre seu corpo e deixei que ela provasse um pouco do seu gosto em minha boca...

O quarto se encheu com a magia do sexo naquela noite, estávamos ali só nos duas e tínhamos a noite toda para trocar ações e desejos...

quem se interesar por mais historinhas de uma olhada no meu blog lesbicadanoite.blogspot.com

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
10/12/2009 14:03:24
parabens com certeza vou dar uma passadinha no blog
01/10/2009 16:21:37
nossa adorei o conto...pude imaginar aqui como foi...amei..estarei indo no blog certamente...
31/08/2009 17:03:40
AimJá tóH te Seguindo no Blog.....Muir Legal o ContoH aDorei..
29/08/2009 14:17:34
Hum..adorei me add

Online porn video at mobile phone


contos eroticos embreaguei minha mulher e comi outrafotos de buceta de mulutaposo enchuga o meu priquitocontos foto peituda amamentadoConto erotico de pai cheirando as calcinhas sujas da filha bucetudaSEXO AMADOR DE VADADA DANDO POR NEGAO VIDIOxvideos nããoooa vida de um mauricinho apaixonadoContos eroticos elacarecamim pediu emprego e dei a buceta contos eroticosx vidios completo mae patendo uma puenda por filhoconto erotico minha filha fasendoxixiver filmes porno só porradãonao devia mas fiz sexo com meu filhoxvporno de novinha de dezeseis anosde vestido trazandocarol novinha e so quer usar chortinho socadoporno as novinhas cem peito de 8 a 10 perdedo a virgindade pro pailevei a minha noite também nua da filha me trata nua mandando minha pelada nua e vizinha tá na loja com meu pequenocontos herotico .primo do namoradocomendo a sogra contoscontos de casadas o cara atrevido me comeu na filanegao esplodino um cusimhovideos de incestos com viuvas bem gostosas e carentes doidas pra gozaremConto erotico de mulher que chorora muitocontos eroticos climax daputinha amigosvideo de sexo magrinha tentou fugir mas fico imobilizado com o pau gigAnte no cuwattpad ele seguro na minha cintura com força empurrava seu pau grosso na minha busetaela pegou u jenro dotado peladocontos eroticos nl cinema hxh passando a mao na picaSentando na pica cheia datesão com pedreirovidios de cachorro pauzudo emgatado nas novinhas ate o talomano nao me tente incesto contoscomedor enrabando professora virgemcontos eroticos A Dama e o Bruto vi a minha irma de shortinho nao resistir e batir um ponheta xvideosContos zoofilia encentiveivirgemcasadoscontoscontos eroticos provocando meu cunhadometendo o pau na chefs.em do pornô brasileiro XVídeosX video Adilson mim fodemelhorescontosdeincestopesquisar por mega dotado fodendo a cunhada grávida contos eróticos mae do meu amigo gostosavideconto erotico ensinando a tia de motocontos erótico menininho na faxinaxxvideosograamigo gay bundudo liso vestido de mulher na festa conto gayLoirinha flagada cagando bem grosso no banheiro da Tiacontos erotico cm irmaxxvibeo morena fudeno com 4negao no trabalhonovınha fudeno a prımeıra vezcontos eróticos uma vida incestuosa como tudo começou pt 3Conto erotico de shortinho para cunhadotrês machos rasgando o c* da n***** pedindo mais v**** dupla 300 e relaxada aberta chupando sem parar na boca v****conto gay do pedreiro que comeu o branquinhoxisvideo casero gemida mas gostosacasos amad entea nua banh fas gosa ponh casa favela cariocamulheres de vestido batendo uma punenta para o seu marido e ele gosando e ele gosando muitodoce nanda contos eroticosxv inacreditavel as novinhas baby trasandominhas condiçoes imposta para o corno contos eroticoconto erótico tesao em raxinhas minúsculasnovinha gritano gostozo paicomo fazersrxo pinto vibradorMulhedoida.pra.goza.cpm.pau.do.cachorronovinha de chinelo havaianas contosesposa tomadora de porra contoscontos/Arrombada no matagal por negoesxvidio novinhas peteno o capaso pate 1tirando a virgindade do c* da novinha de fidelidade arrumadinhoeu nunca eu tinha fundido a buceta mestruada da minha esposa a noite ela tava na cama comigo ela tava de calcinha eu disse pra ela eu quero fuder sua buceta ela disse pra mim que ela tava mestruada eu disse pra ela eu quero fuder sua buceta mestruada conto eróticohttp://muher bunda grande fiudentau na praia gostosacontos eroticos de zoflia com cavalospadrasto cavalomulheres brincando com penis so na portinhaxvideos nildaobrasileira escurinha cintura fina xvideotio negro de 40cm de pau no cu da intiada