Comi como sogra e comi como ex-sogra

Um conto erótico de Caneleira
Categoria: Heterossexual
Data: 27/12/2009 21:29:29
Nota 10.00

Como as coisas são. Como é a vida.

Foi só eu lembrar de Isabel e escrever para esta casa dos contos, o que se passou entre a gente; sob o título "Que saudades de minha sogra" e eis que encontro Isabel na noite deste natal.

Sempre fui devoto de São Judas Tadeu, aliás a família toda.

Entrei na Igreja de São Judas para assistir a missa-do-galo. Igreja cheia de fiéis, lotada.

Eu fiquei no corredor do lado direito do altar principal, no retábulo (altar lateral) de São Benedito. Faltava pouco para começar a missa. Fiquei olhando aquela multidão, olhando os retábulos, o teto da Igreja, as coroas e as moças.

Quando olhei para o corredor do lado esquerdo, para lá dos bancos centrais e paralelos, visualizei Isabel.

Meu coração disparou, a adrenalina impulsionou a velocidade do meu sangue. Fui ligeiro para o outro lado da Igreja.

Conseguindo chegar perto de Isabel, posicionei-me atrás dela e esperei minha ansiedade se acalmar, passar.

Mais calmo, um pouco mais tranquilo, por brincadeira fui me aproximando das nadegas de Isabel. Com a rôla dura, encostei de leve; sai e encostei outra vêz, permaneci prensando a bunda de Isabel. Ela olhou para trás com uma cara feia e me viu. Abriu um enorme sorriso e me abraçou, pegou meu rosto com as duas mãos e me deu inúmeras bitocas.

Peguei uma de suas mãos e disse: - "Vamos lá prá fora? Aqui está abafado".

E fomos para a calçada, onde um vento leve e fresco bafejou nossos rostos.

- "Caneleira, você aqui, meu amor! Há quanto tempo. Estava com muitas saudades".

- "Eu também Isabel, pensei muito em você, em nós".

Fomos andando pela calçada, não de mãos dadas, que alguém poderia ver, mas bem próximos um do outro.

-"Isabel, seu marido não veio?"

-"Não, ele não está bem e não iria aguentar esta aglomeração".

- "Vamos para um motel, Isabel?"

- "Um motel? Não! Preciso chegar em casa logo, não posso demorar. Tua ex-mulher está lá com o segundo marido e as crianças".

-"Você já teve caso com o novo genro? Já meteu com ele?"

- "Que é isso Caneleira? Você foi o primeiro e único genro. Não dou liberdades assim, você sabe, você me conhece".

- "É tá certo, me desculpe. Mas, e com outros homens, já tiveste casos?"

-"Já, você abriu meus olhos para a vida. Estão acabando com a natureza do planeta; pelo menos eu cuido da minha natureza. Graças a você, querido."

-"Isabel, a missa ainda vai começar e sua duração é de duas horas. Vamos pro motel? Dá tempo!"

Ela olhou para mim, olhou para o chão, olhou para o céu e disse: -"Vamos".

Fiquei tão contente que peguei-a de lado e apertei-a, num forte abraço.

Chegamos no motel e depressa ao quarto, depressa nos despimos e caímos na cama. Ela ficou por cima.

Começou a dar beijinhos na minha testa, nos olhos, no nariz, deu-me um selinho, beijou meu queijo, pescoço e meus mamilos, mordiscando-os de leve. Foi descendo e segurou minha pica, que já estava latejando.

- "Você lembra quando colocaste esta pica na minha boca, pela primeira vêz? Seu malvado, seu estúpido gostoso".

Com delicadeza foi movimentando, com as mãos, a pele do bichinho e com volupia enguliu tudo; subi aos céus. Apertando de leve, com os lábios, foi friccionando para baixo, para cima.

Não aguentei a mamação e esporrei dentro da sua boca e na ponta de seu nariz. Isabel estava uma loucura na arte de chupar. Quem diria.

Saí de baixo e fui prá cima de Isabel. Suguei-lhe os lábios, mordisquei-lhe as pontas das orelhas e os bicos de seus mamilos. Desci até a xana que já estava molhada. Enfiei a lingua com sofreguidão e Isabel gemeu.

-"Candeleira, que saudades de ti, da tua lingua, do teu caralho. Chupa Caneleira, chupa gostoso. Caneleira eu te amo, não consigo te esquecer, Caneleira".

Fui chupando, chupando, passando a lingua nas paredes vaginais, no grelinho. Apertei o grelinho entre os lábios e amacei-o com força. Isabel foi á loucura.

-"Caneleira, aí Caneleira, não aguento Caneleira, vou gozar. Aí Caneleira, Caneleira, uí Caneleira".

E Isabel gozou, gritando Caneleira.

Ela ficou inerte, peguei minha rôla e introduzi em sua buceta.

"Aí Caneleira".

Beijando apaixonadamente seus lábios, com a rôla dentro de sua xana, fui até a sua orelha e enfiei a lingua. Ela deu um solavanco gostoso e falou: - "Caneleira meu amor, te amo."

Em seu pé-de-ouvido, falei:

-" Isabel, pare de falar Caneleira, Caneleira".

-"Aí Jesus, que pica gostosa. Jesus como amo este homem. Jesus como ele mete gostoso. Mexe meu amor, mexe que estou indo á loucura. Aí Jesus, vou gozar; aí que coisa, Jesus".

Demos risada desta tirada cômica de Isabel e durante duas horas de missa-do-galo, gozamos gostoso.

Levei-a de carro até perto da Igreja e nos despedimos.

Trocamos números de telefones e não falamos sobre família, filhos e netos. Parecia que tinhamos feito um pacto silencioso.

Gosto muito de Isabel e a recíproca é verdadeira, tenho certeza disso.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
30/12/2009 09:41:29
Excitante

Online porn video at mobile phone


as buceta mais lagarmeu namorado roubou a calcinha da minha mae conto eroticoLiloca Fodendo muito Duro Emposicoesconto gay minha tia me transformou em sua empregadinhacontos eroticos meninas de doze anos transando com pai com calcinha preta com lacinhos rosaporno tia se destraiu e sobrinha ninfeta chupou o seu maridocontos romatincos gay pit boyneide cu de ouro calcinha entrando no cucasa dos contos eroticos gays de incesto e dominação sado- pai machão dominador e filho menino passivinhopai nua finha venha cu e conacasa dos contos gay Romance paiconto o comedor manda o corno obedece ea esposa esculachacontoseroticos/comadre rabudamassageando a bunda da mulher no ônibus devviagemSexo Negao fudeno com 45 cetimetro rola a novinha caga na varaengenheiro praia de nudismo relato eroticoxvideo porno caseiro de novinhas gordas de bayby dollvideo de sex com pauzaoassistir agoraconto erotico sendo ensinada por papaiporno no cinema cine operavai novinhas so grelao shortinho enterrado na bucetaXxvideos menina com corpo definidoconto erotico descobri que o marido de minha irma e honosexual acabei comendo ele e minha gostosa irmacontos fudeu a sobrinha na festa bebadadei pro professor pra passar contosconto gay lavando o carro de cuecaquero ver as mulheres da xoxota inchada e aceitando o cavanhaquequero ver a xoxotinha da minha irmã de Lurdinhacontos pornos estrupada pelo pai epela madrasta juntoslais minha enteada da xoxota apertadinha contossexo porno meu professor foi me visita pra me da reforço,e acabou me chupandoxvideos.com judiei da minha alunacontos eroticos entre jovens irmaos gemeoshetero passivo conto realeu e meu esposo somos crentes e ele pediu para eu dar o cu para outro,contosvídeo de pornô online que pausa e despausanítido comendo o c* de lingeriexxvideos vídeos porno doido entre cunhadaconto erotico funk peladavídeo pornô da retina p**** da retina e mandou um vídeo pornô dela não ela nuachantagiu a irmã e gosa dentroescrava sexual virgemcunhada bao queria mas aveitou trnsa com cunhadomarisa cm sede de pica grande chamo um negao para foder gostoso em conto o marido trabalhapornor.homem.gazando.nadunda.no.onibusEle me fodeu gostosoxividio xorA vovideo de gozano na cueca boxermoler dencendo com os peito aparesendquero vídeo XVídeos as magrinha galeguinha novinha de sainha afogada mostrando os lado da periquitaO doce nas suas veias (Capitulo 17) Autor Vamp19apaixonado por dois brutamontes da faculdade 12sexo esposa trail marido na mesa do quiosqueXVídeos mulher dormindo XVídeos mulher dormindo caindo no fornoAmo beijar os pezinhos dela principalmente usando rasteirinhas contosTravesti inceto desde pequenamulher caga incontrolavelmente no sexoMostrei a rola pra minha cunhada ela endoido falou que nunca tinha visto uma rla grandesexo mulher e homem laranhando(sexo) you tube penetracoes cavalaresler conto erotio descabaçando irma peludaconto gay contei pra ele que queria dar pra elever fotos de bucetad virgem e ler contos de norvinha perdendo o cabaçoAvo fica ecitada com os 40cm do pau do netofotos de bailarina safados fudendo dancando balé pornodoidocontos de zoofilia com pai e filhinhavídeos demulheres e fiado o dedono prigito ponodoidotesaozinho de menina deixando o pai da amiga louco de tesaovirei viado depois de velhosexopornodoido engolindo muita esperma sendo penetradacontos eiroticos leilapornHistorias erosticas viadinho dano o rabo para o seu tio e choracontos eiroticos leilapornxvideos.menimas.14.taxado.a.fossaquero assistir peladinho de gostosinho é doidinhoporno gostosona negona estrupada brutaenteduas lebiaca se beijando devangarmulher seria foi dormit do lado do irmaoteve a buceta gosadafimose filho tia mae contoconto erotico gay narrado yootubeencoxada mau cobertasex araminhapai rexha minha calcinha xvideoswww.sexo.conto.erotico.meu.padrasto.e.bigdotado.