Uma vida de sexo - Fudendo a amante de minha tia

Um conto erótico de RICARDO MARTINS
Categoria: Heterossexual
Data: 18/04/2010 21:46:10
Nota 9.60

Dei-lhe a chupada pedida sua boceta molhada e gostosa um grelo grande como eu sabia que minha mãe também tinha assim como Isabel o que me levava a crer que todas as mulheres da família haviam puxado minha vó.

Quando cheguei em casa meu pai deu-me uma bronca já era mais de cinco horas e eu não avisara aonde ia e nem vim pra casa para almoçar, Dei-lhe uma desculpa qualquer e fui deitar-me em seu quarto eu estava cansado. Mamãe avisou que deixara meu almoço no forno, pois eles iriam pra um jantar dançante na escola de samba, eram umas oito horas, quando Isabel me acordou querendo saber onde eu estava, pois meu pai havia ficado preocupado. Contei-lhe tudo, pois nela eu podia confiar e éramos confidentes, ao acabar de contar,

– Porra! Tu comeste titia, porra isso a gente não pode contar pra ninguém como eu gostaria de ver você fudendo ela, porra tu não ta mentindo não, me deixou com tesão estas muito cansado para dar uma, me chupa pelo menos me faz gozar,

– Vou te fazer gozar com a boca, pois hoje ainda vou sair com Glorinha.

– assim todas as e as quintas ia encontrar titia na feira, uma quinta feira eu passei pela barraca titia não estava, julguei que já tinha ido pra casa da amiga e fui direto pra lá, bati na porta quem me atendeu foi a amiga,

– -oi entra tua tia hoje precisou ir ao mercadão cuidar de uns problemas e pediu para avisa-lo, dando-me consentimento para se quiseres, eu cuidar de você,

– Cuidar de mim como?

– Puxando-me para o sofá, já foi me beijando, pegando no meu pau por cima da bermuda.

– Você sabe como, deixa-me ver este menino tua tia fala muito bem dele, arriada em minha frente puxava minha bermuda a retirando, pegou em meu pau ainda mole e o colocou na boca o chupando como se estivesse chupando uma bala sua língua o envolvia o jogando de um lado pro outro da boca, ele logo ficou duro, ela o olhou falando

– - porra menino que espetáculo que pau bonito tu tens. Há eu vou medi-lo, levantou pegou uma fita métrica e o mediu 17,50 x13 puta que pariu e você só têm 16 anos isso ainda vai crescer muito, (ela estava mentindo, não cresceu quase nada hoje tem 18x14.) voltou a me chupar enquanto se despia, ela era do tipo falsa magra 158 de alt. Uma bunda levemente proeminente, pernas normais, olhos castanhos, grandes e brilhosos e cabelos castanhos claros compridos quase chegando a cintura, sem pintura mais bem tratada e cheirosa, era uma mulher bonita o que chamava atenção era seus seios, grandes em comparação ao seu corpo à boceta totalmente raspada, despida convidou-me vem meu bem vem pro quarto que eu vou te dar gostoso,

no quarto deitou-se de costas me chamando,

– - vem coloca este pau na minha boceta, vem meu bem.

– Eu ainda sem atinar nada obedeci, comecei a esfregar meu pau na abertura da boceta,

– Ela – não me maltrate meta logo, mete este pau em mim anda,

– Comecei a entrar nela lentamente sua boceta apertada e quente parecia estar com febre, suas pernas escancaradas para me receber, meti e comecei a me movimentar, parecia que eu tinha um ventilador abaixo de mim, seus movimentos eram rápidos e giratórios, eu sentia meu pau estar sendo tragado, esmagado dentro de sua boceta se eu continuasse a me movimentar com força eu iria gozar logo, assim diminui meus movimentos, ela de olhos fechados movimentava-sse ferozmente, sua mão puxou minha cabeça e sua boca procurou a minha, anunciou que estava gozando e eu sentia os espasmos de sua boceta em meu pau, gozei, ela enlaçou minha cintura com suas pernas me deixando preso dentro dela, ficamos assim por uns cinco minutos, sua boceta não parava de ter espasmos seus braços e suas pernas, envolvia-me, enquanto sua boca não descolava da minha, meu pau após jorrar tudo que podia, amoleceu dentro dela, ela respirando fundo soltou-me e esparramou-se na cama, pediu,

– Abraça-me e me beija, a abracei coloquei meu braço lhe servindo de travesseiro,

– Ela era de uma meiguice, beijando-a fui descendo e comecei a chupar-lhe os seios eu estava maravilhado nunca tinha tido uma mulher com aquela reação após gozar.

Fui descendo chupando e beijando todo seu corpo cheguei a sua boceta lambi em volta,

Meu esperma e seus líquidos corriam em direção ao seu cu, chupei só o grelinho tentando evitar os líquidos,

Ela puxou-me para cima, dizendo,

- Só me beija deixa eu me recuperar,

- Assim ficamos por um tempo, ela começou a se mexer pegando meu pau começou a chupa-lo quando começou a endurecer, falou – vamos deixa-lo quietinho ai por um tempinho, levantou-se - já venho, foi ao banheiro, depois a cozinha, perguntou-me você toma cerveja, eu não tinha costume mas disse que sim, ela voltou com um prato de salgadinhos e duas cervejas num balde de gelo, encheu os copos me serviu falando,

- - o que sua tia disse sobre você é pura verdade, você é um amante gostoso vem beber vem, falou enquanto pingava cerveja nos seios,

- Comecei a lamber os pingos de cerveja que iam descendo e ficando mais fortes, quando cheguei na boceta ela derramava e eu bebia o liquido tendo sua boceta de cálice parou de derramar a cerveja, ordenando,

- Vai bezerro mama na boceta da amante da tua tia anda, mama seu puto.

- Estranhei, mas não tive tempo para pensar cai de boca naquela boceta livre de pelos raspadinha e lisinha como bunda de bebe me virando coloquei o pau em sua boca e comecei a fode-la, sua boca engolia meu pau e eu chupava seu grelo, já sentindo que iria gozar e encher sua boca de porra e fui aumentando meu ritmo, ela parou saiu de baixo de mim dizendo,

- - tu é um puto querendo gozar na minha boca depois eu deixo agora não, tome um gole de cerveja não queira gozar agora ainda é muito cedo,

- Puto, aceitei a cerveja bebemos e comemos os salgadinhos ela deitou-me em seu colo ficou acariciando minha cabeça, me dando selinhos nos lábios, mamou-me os mamilos, e desceu para meu pau que escorria uma gosminha o limpou com o lençol e o engoliu quando o viu duro ficou de quatro dizendo, vou te dar o cu mais você vai foder-me do jeito que eu gosto bota na boceta tira e enfia no cu com força tira enfia na boceta e assim vais foder-me até gozarmos, pegou uma lata de vaselina e me deu passa um pouquinho no meu cu e em seu pau mas só um pouco,

- Eu nunca tinha usado vaselina comentei, eu já usei xilocaina, vaselina nunca tinha usado.

- - xilocaina não é pra quem não gosta de dar o cu pois é uma pomada que tem anestésico a gente não sente direito, vaselina não só lubrifica e a gente sente tudo, me come que tu vai notar a diferença

- Passei um pouquinho de vaselina em seu cu ela voltou a me chupar e falou vem começa fodendo-me na boceta, depois passa para o cu anda vem, deitou-se de costas com as pernas bem escancaradas e bem pra cima.

- Ao colocar-me entre as pernas dela para meter-lhe ela colocou as pernas no meu ombro ficando completamente disponível para mim, enfiei o pau senti sua boceta apertando meu pau e comecei a socar, ela começou a gritar,

- - no cu anda, no cu, mete no cu anda,

- Tirei da boceta e meti no cu,

- Ela vibrou, - assim seu puto, mete com força, assim mete, volta pra boceta, assim volta pra boceta,

- Na posição que estávamos, Eu tinha uma nítida visão e comecei a fazer sua vontade,

- Boceta, cu, cu, boceta enfiava com vontade, ela remexia-se e eu metia ela gritava e eu metendo, ela começou a pedir,

- - me bata com força bate em mim seu puto, e jogou as mãos em mim me arranhando o peito com suas unhas lhe meti a porrada dei socos como se tivesse brigando na rua ela começou a chorar gritando que estava gozando para mim não parar e gritava,

- Bate seu puto, covarde bate, no cu, na boceta, bate seu puto, assim no cu, assim na boceta,

- Arranhava-me, eu batia, gozei em seu cu despejei toda porra que podia e desabei eu estava esgotado, nunca tinha tido uma foda assim, deitei-me ao seu lado,

- Satisfeito por um lado e por outro com raiva dela eu estava todo arranhado meu peito sangrava eu tinha batido pouco na filha da puta,

- Ela tentou me abraçar, dei-lhe mais uma porra da e mandei sair de perto de mim,

- Mostrando meu peito a ela

- - porra olha o que você me fez tu é maluca porra,

- Ela sorriu levantou foi ao banheiro voltou com um liquido e com gaze,

- Dizendo - desculpe eu me empolguei e passei dos limites, mas também quem manda você ser tão gostoso a muito tempo que eu não gozava tanto deixa eu te limpar depois eu arrumo um jeito de te recompensar.

- Limpou meu peito com muito carinho enquanto falava

- -mas fala a verdade não foi gostoso, você já tinha comido assim alguém,

- Comecei a rir e concordei que tinha sido muito gostoso e ainda falei que o eu sabia é que não era correto tirar do cu e colocar na boceta, pois poderia causar doenças, ela concordou comigo que te fato poderia sim e mesmo com os cuidados que ela tomava ainda era perigoso,

- - mas eu de vez em quando me arrisco principalmente quando estou com um homem que me atraia, deitou-se com a cabeça em minha barriga e começou a brincar com meu pau colocou na boca chupou o enrolando na língua, levantou-se e falou, enquanto se dirigia ao banheiro,

- - hoje eu acho que acabei com ele sua tia quando chegar vai ficar em falta

- Peguei cerveja no balde de gelo enchi o copo tomei de vez da cama eu escutava o chuveirinho do banheiro, devia estar lavando a boceta levantei e fui ver, ela estava com um objeto tipo uma bexiga com um bico comprido e injetava um líquido na boceta e enfiava o chuveirinho a seguir para tirar o liquido, pegou um sabonete líquido espremeu na mão e esfregou na boceta enfiando os dedos dentro dela e lavou também o cu com o sabonete, comecei a rir vendo aquilo ela então me viu e me chamou para tomar banho com ela, entrei debaixo do chuveiro ela me esfregou e me lavou ao passar a mão na minha bunda introduziu o dedo em meu cu, dei-lhe uma porrada ela riu e me beijou,

- - vou adorar você,

- Pegou uma toalha no armário me enxugou e me mandou para a cama,

- - vai deitar vai

- Deitei-me e comecei a pensar porque ela disse que era amante da minha tia

Da cozinha ela me perguntou se ainda tinha cerveja eu tomei o ultimo copo e disse que não, ela veio comum prato de salgados e mais duas cervejas colocou no balde e encheu nossos copos bebemos e comemos conversando, ai, lhe perguntei porque ela dissera que era amante de minha tia,

- Ora porque somos amantes, você nunca soube que duas mulheres podem ser amantes, um dia talvez você meta com nós duas juntas, ela só esta dando pra você porque eu consenti e falei que se ela metesse contigo eu também ia querer e fizemos o acordo de você comer as duas ela sabe que eu estou aqui agora metendo contigo eu é que não sabia que ia ser tão gostoso, e assim falando pegou meu pau colocou na boca e jogando as pernas por cima de mim jogou sua boceta na minha boca, ao passar a língua na sua virilha senti gosto de vinagre e reclamei - porra isto esta com gosto de vinagre ela riu e falou,

- - eu temperei pra você,

- Quando botei a boca na boceta tava com gosto de morango,

- Agora ta com gosto de morango, ela riu novamente levanto-se falando,

- Espera ai, vamos cuidar disto, foi à cozinha voltou com creme chantili passou na boceta e a enfiou na minha cara,

- - morango com chantili não é gostoso aproveita

- estávamos nos chupando quando a porta do quarto abriu-se e minha tia meteu a cara na porta,

- Ai né seus putos me sacaneando e você seu Pedro não tem vergonha me traindo com minha amiga, o susto me deixou mudo, minha tia me olhava com os olhos fuzilando de raiva eu não sabia o que dizer, ela se aproximou de mim me deu um tapa na cara, Deise nada falava só olhava amuada no canto da cama, titia puxou-me pelos cabelos botando minha cabeça, pra fora da cama suspendeu a saia ela estava sem calcinha e colocou minha cabeça entre suas pernas, ordenando agora seu puto de castigo chupa minha boceta suja do jeito que esta, ao colocar a boca em sua boceta estava com o mesmo gosto de morango da boceta de Deise, e ai seu puto quer chantili também, elas estavam combinadas de me darem um susto


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive cravador a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
27/08/2019 22:49:39
Amei legal
30/06/2010 23:39:06
Bom...
26/06/2010 11:27:28
Estou ficando sua fã....rs....não nega nada a ninguem! Queria estar no meio disto. Sinceramente, voce nao parece ter somente 16 anos. Escreve muito bem. Mistura um pouco narrativa com dialogos, as vezes deixa passar uns errinhos, mas nada que atrapalhe a viagem que fazemos ao viajar na historia. Amei!
18/04/2010 23:44:52
MUITO BOM, METE A PORRADA NESSA CACHORRA...

Online porn video at mobile phone


venho a fuder cu a venhaVídeo mulheres grávida de nove mês com homens bem dotadoa xaninha da verinhacontos eroticos A Dama e o Bruto conto erotico pego usando calcinhacontosgosandodentrocotos eroticos negao roludo berei gritei vi estralas empurou meu uterodeitei de conchinha com minha mae peitudaContos encontrei minha filha no puteirocontos eróticos envolvendo policial federealcontos eroticos.meu sogro me enrabou na barraca de campingconfissoes incesto enteadovir minha sogra toda sex e acabei pequerando e fiz sexo com sogravaqueiro me comeu em cima do cavalo pornhomens gays a mamar na piroca vavada de leitenovinho lizinho entra na rola grossa e cabeçuda quaze desmaiaas cunhanda dodo pro cunhandoconto erotico huntergirls71mtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1meninas virgens engatada varias vezes com caes na zoo contos eroticosergueno.a.sainha.da.fernandinha.e.meteno.a.picacontos eroticos - an american taleconto mulher sede a chantagem de garoto tranzarmulhers com roupas detigrinhasgosadasdepiladora pega cliente com pau enormequadrinho eroticoela goista de rola no café da manha inseistocontos gay luiz virando mulherzinha na cadeiacontos de sexo depilando a sograporno xxvideos meninas sentodo o cu em cima do pau mostando a bucetaLoucoencoxandogordinleitorgostosas minisaia enos debaixodelasWww,sexo,com,negoes,bigdotados,em,quadrinhos,com,brcontos e vidios homem casado na casa de massagem ė enrrabadocontoerotico namorada e mae putas do tio jorgecontos eróticos mãe rabuda que não usa calcinha dirigindo e alisando a buceta lisinhakade o meu tio sabe como eu gosto de fazer amor pornodoidoler contos eroticos menagecontos de encoxadas nos transportes publicosfilha minha femea contoconto erótico gay o riquinho e o favelado 30conto foto pirua cacetao gozada contomorenaboazuando meti a pica na b***** da égua meladinhacontoseroticos/comadre rabudacontos eroticos gays o principe roludoporno mhnha mae e irma sao putas 1 contomeu patrão desejou comer a minha namorada vídeo pornô cornos Aracajuxvedeo filho na aquenta ve sua mae de calsinha e acoxa elacontos de fada.dava a bucetinha quando tinha entre 6 e 7anis de idadeconto erotico huntergirls71Suruba inesquecívelxvideomacho cheira pica homem ensebadaporno irado sexo no salã de belezameu amigo e eu comemos minha irmaxvideovídeo de Kid Bengala transando com mulher brigona XVídeosxisvido sobria dormi coemfregando a bçeta no buzu e metou pornoxvideos.20150690.compinto nao entra na cetinh apertadinhcache:O6GiaR9Gb0sJ:zdorovsreda.ru/texto/20180120 porn diario de leticiavelhos pintudos andando na praia nudistas videosME.ININHAS SAPECAS XNXXContos eroticos .meu filho vive me encoxando sinto seu penishttp://comto erotico massagista erotica colocando dedo no cú da menina virgemcontos eiroticos leilaporncontos Fudidos De machucamento vaginal meu sobrinhoxvidio menina bem mobinhaxvideo sinhazinha vai na sezala da cu para o escravopornordoido menagem