Meu Amigo me Amava - ÚLTIMO CAPÍTULO

Um conto erótico de Multiplosex
Categoria: Homossexual
Data: 06/03/2011 14:26:36
Nota 8.60

Meu Amigo me Amava – Capítulo 110

Momentos Finais – Fortes Emoções

A vida nos dá oportunidades para sermos felizes, nós que por medo, preconceito, imaturidade, dentre outras coisas, que desperdiçamos tais oportunidades. Todos nós temos sonhos, desejos, mas sem sombra de dúvidas o mais importante é sempre o mesmo, e para todos, seja rico, pobre, homem, mulher, gays, lésbica, jovem, velho, ou seja, todos nós queremos ser felizes. Uns buscam a felicidade numa realização profissional, num bom emprego, construindo uma família, num casamento, ou simplesmente na vida. Tem pessoas que vivem cada diz como se fosse o último, e realmente estão certos, pois cada dia é único, mas quantos dias, quantas oportunidades já deixamos passar, por medo de enfrentar a família como o meu caso, medo de se assumir primeiramente pra si mesmo, de se aceitar, quantas vezes já renunciamos uma oportunidade de tentar ser feliz, por achar a pessoa feia, errada, por pensarmos que existe um ser no mundo que seja a nossa cara metade, perfeito, assim como queremos, tola ilusão, pois não existe alma gêmea, não existe um par perfeito para ninguém, se fosse assim não haveria tantas tristezas no mundo, tanta gente infeliz.

Ao desperdiçarmos essas oportunidades de sermos felizes, cometemos erros incorrigíveis muitas vezes, e esse erro custa caro, e dói muito, talvez seja a pior doença, pois não há remédios para amenizar a dor, não á cura, e você sempre sofrerá, pois saberá que é única e exclusivamente por sua culpa que você não é feliz e isso não tem remédio.

Durante esses meses do nada aparece um cara no meu local de trabalho que muda minha vida de pernas pro ar, nunca senti algo tão forte por alguém como senti por ele. Devido aos meus medos, preconceito de não me aceitar e principalmente a falta de coragem de enfrentar minha família fez com que eu afastasse inúmeras vezes a felicidade de mim, mesmo assim a vida foi generosa comigo e coloca um vizinho que para muitos pareceu irreal, mas eu sei que é real, pois ele existe. Fui criticado, mas também recebi muitos elogios, e mantive minha humildade durante esses meses todos. Confesso que as vezes as críticas me atingiram, não negativamente, pois essas nem levei em consideração, mas pelas pessoas que mencionei nesses contos que realmente existem, mas isso vai da cabeça de cada um.

O Pedro e o Gileno estavam sendo submetidos a uma das maiores humilhações que uma pessoa pode passar o abuso sexual. Após Barbosa tentar estuprar o Pedro e ele entrar num desespero tão grande de chegar ao ponto de desmaiar todos ficam tenso no quarto da tortura mantido pelo delegado em sua delegacia. Gileno é o primeiro que nota o real estado do Pedro e grita.

Gileno - Ele desmaiou!!!!!!!!

Novais que estava delirando com o boquete profissa de Gileno tira sua pica da boca do rapaz e se veste rápido muito puto da vida.

Novais - Que porra você fez Barbosa, falei pra pegar leve porra, olha aí.

Barbosa - Não fiz nada de mais Novais, só estava preparando pra meter e o cara desmaiou.

Novais - E as porradas que você deu no cara, caralho Barbosa você sabe que o chefe não curte tortura cara, abuso até vai, sabe que os elementos não vão abrir a boca, se não viram moça na cela, mas espancamento não cara, esqueceu, esse país é uma zona, mas direitos humanos eles levam muito a sério porra!

Novais tenta reanimar o Pedro de todo o jeito, que continua inerte, frio, sem mover um músculo, Barbosa vai e confere se o Pedro está respirando, percebi que sim e se acalma mais. Gileno continua no seu canto quieto, preocupado com o Pedro, mas sabia que qualquer reação sua desesperada poderia trazer conseqüências graves, ainda mais com o estado dos policiais, então preferiu ficar ali, vendo tudo em pleno silencio.

Barbosa - Se veste aí viadinho caralho.

Novais - Vai Gileno, se veste cara.

Gileno prontamente pega suas roupas e se veste, os policiais fazem o mesmo com o Pedro ainda desmaiado.

Passam mais ou menos 10 minutos e nada do Pedro reagir. Ate que os policias decidem abrir o quarto e saem os dois. Ao saírem e trancar a porta Gileno se aproxima rapidamente perto do Pedro.

Gileno - Pedro... Pedro acorda, acorda Pedro.

Pedro segura forte as mãos de Gileno, que abre os olhos.

Pedro - Fala baixo Gileno, estou bem.

Gileno quase solta uma gargalhada de nervoso e alivio.

Gileno - Que susto Pedro, pensei que você.../

Pedro - (corta) Vou continuar desmaiado aqui, e você quietinho no seu canto. Gileno armaram pra gente, não sei quem mais armaram. Temos que sair dessa cara, temos que arrumar um jeito de avisarmos ao Breno, a alguém cara se não iremos virar comida de rato nessa delegacia cara. 10 quilos de cocaína não é brincadeira não, é condenação na certa, isso é tráfico cara. Tem certeza de que aquela droga você não tem ideia de quem possa ter a colocado lá em casa?

Gileno - Não cara, eu não tenho a mínima ideia. Mas o que você pensa em fazer Pedro?

Pedro - Gileno a gente não pode ficar aqui cara, alguém precisa saber que estamos aqui, você mais do que ninguém sabe que não posso ficar preso. Gileno eu não posso ser preso cara, se for condenado por isso você sabe muito bem o que vai me acontecer.

Gileno - Pedro calma. Acho que temos direito a fazer uma ligação sei lá, liga pro Breno, pra Luciana, pra alguém cara. Eu estou ficando desesperado, você viu o que aqueles policiais queriam fazer com a gente?

Pedro - Isso não é nem o começo Gileno, aqui é apenas uma delegacia, se formos pra uma penitenciária cara seremos massacrados, é um verdadeiro inferno. E você meu amigo com esse corpo, com esses cachinhos loiros, será presa fácil. Temos que sair daqui.

Gileno e Pedro ouvem passos em direção ao quarto, falam baixo.

Pedro - Volta pro seu lugar, fica quietinho aí que eu vou fingir estar desmaiado.

Gileno - Pedro quanto tempo você acha que vai conseguir os enganar que está desmaiado cara? Esse plano não vai durar muito tempo.

Pedro - Tudo o que precisamos agora é de tempo Gileno, pra começar não sermos estuprados por esses filhos da puta. Fica na sua aí.

Pedro fica exatamente do jeito em que estava, caído no chão, fecha os olhos, finge está desmaiado. Gileno também no mesmo lugar, parado, fingindo ainda estar em pleno estado de choque.

Entram no quarto os policias Barbosa e Novais, acompanhados pelo delegado.

Delegado - O que aconteceu aqui Barbosa, por que esse elemento está desmaiado, o que vocês fizeram porra?

Novais olha ameaçadoramente para Gileno que abaixa os olhos. O delegado vem em direção a Gileno, se abaixa no chão, olha fixamente em seus olhos e pergunta.

Delegado - O que houve aqui rapazinho, o que esses vermes fizerem com seu amigo?

Gileno - (com medo) Nada não doutor, meu amigo que tremendo de medo acabou desmaiando com as perguntas.

Delegado - Você tem certeza de que foi somente isso que aconteceu?

Novais e Barbosa o encaram.

Gileno - (confirma) Sim Senhor, apenas isso.

Delegado - Falei que era só para darem uma dura, um susto para que confirmassem tudo, não espancar porra. Esquecerem tem direitos humanos na parada, meu nome pode ir pra lama por causa da incompetência de vocês.

Novais - Não fizemos nada doutor, demos apenas um susto, o rapaz está aí duro, gelado feito pedra.

Barbosa - Isso mesmo doutor, o cara caiu do nada.

Delegado - Preciso do relatório de vocês com a apreensão da droga. Enquanto isso deixe os dois aí, daqui a pouco aparecem os amigos, advogados, e eles tem que estar apresentáveis.

Barbosa - Sim senhor.

Saem Barbosa e Novais, o delegado olha pra Gileno e sai por último fechando a porta. Ao ouvir a porta ser trancada Pedro acorda.

Pedro - Gileno o Breno precisa saber que estamos aqui cara, ele precisa saber.

Gileno - Mas como?

Pedro - Nesse momento a Luciana já deve ter ido procurar o Breno, tomara que ela o encontre, ele saberá nos ajudar.

Enquanto isso Luciana desesperada leva Luana, sua filha as pressas pra casa de uma colega de trabalho.

Luciana - Leila, por favor, fique com a Luana.

Leila - O que houve Lu?

Durante a conversa Luana, filha do Pedro chora muito, desesperada por ter visto seu pai sendo preso.

Luciana - Uma coisa horrível minha amiga, o Pedro meu ex- marido, foi preso, a Luana viu tudo, eu preciso fazer alguma coisa.

Leila - Como assim preso, o que houve?

Luciana - Eu não sei, não temos muitos amigos aqui, mas tenho que resolver tudo isso.

Leila - Tudo bem Lu, eu fico com a Luana. Calma minha linda, tudo vai se resolver, vai dar tudo certo.

Nisso Luciana abraça a filha forte, que ainda chora muito, enxuga seu rosto e sai.

Enquanto isso na casa dos pais de Alessandra Jhonny ainda se encontra acordado olhando para o teto, Alessandra dorme o sonos dos anjos após a transa entre os dois. A cabeça do Jhonny é uma incógnita, cheia de perguntas e nenhuma resposta, estava muito confuso sobre tudo, magoado comigo, em dúvidas sobre as escolhas que fez em sua vida. Levanta-se em silencio, completamente nu vai ao banheiro, toma uma ducha, veste uma cueca, bermuda e sandália, pega a camiseta coloca no ombro e sai, estava um dia lindo de domingo, sai a pé, caminha durante uns 20 minutos pensando em tudo, estava confuso, as lágrimas escorrem pelos seus olhos, estava querendo fugir de tudo, vem imagens da sua cabeça dos seus 18 anos, descobrindo a força de um sentimento, vem imagens do Estevão, um home que para o Jhonny era tudo o que ele sempre quis, bonito, inteligente, se entregou verdadeiramente para esse homem de corpo e alma, depois cai a mascara de cordeiro, vem imagens da ameaça, Jhonny começa a descobrir quem ele realmente é. Essas imagens dolorosas são cortadas por outras, a primeira vez que o Jhonny me vê, o surgimento da nossa amizade, o dia em que ele me conta na areia ser gay, nossas conversa, o dia que na rua, em frente de casa, ele confessa ser apaixonado por mim. Jhonny chega a praia, olha pro mar, vê pessoas brincando, jogando vôlei, vê uma criança, um menino brincando com seu pai de bola, se perde olhando pra essa cena.

Enquanto isso chegam Pezão e Estevão em seu apartamento, radiante, felizes.

Pezão - Nossa patrão, saiu melhor do que encomenda.

Estevão - Um plano de gênio, perfeito.

Pezão - Patrão até eu fiquei com pena dos rapazes, vão ser condenados com certeza, 10 quilos de cocaína é muita coisa, no mínimo cinco anos, com bom comportamento saem antes.

Estevão - Que nada, com qualquer advogado iniciante não pegam nem um ano. Brasil Pezão, cadeia é feita pra pobre e pra preto, quem é os dois pobre e preto então está na vala, se fode bonito. Réus primários, o Pedro tem emprego fixo, bons atencedentes, não fica na cadeia não.

Pezão - Patrão parece que o senhor fez tudo isso com os otários, mas no fundo não quer fuder a vida de nenhum dos dois, parece que tudo isso é uma armadilha, quem o senhor quer fuder na real patrão?

Estevão - Pezão você está começando a ficar sem graça, fazendo muitas perguntas. Vem comigo.

Pezão - Pra onde patrão?

Estevão - Apenas vem e cala a boca.

Estevão leva Pezão, seu comparsa para seu quarto, tranca a porta. Pezão se anima todo e se joga na cama, de tênis, jaqueta e tudo. Estevão começa a se despir, vai completamente pelado para o banheiro. Seu corpo malhado, branco, lisinho, sua bunda com marca de sunga, é um homem tesudo, gostoso mesmo. Pezão fica de pau duro só em acompanhar com os olhos Estevão entrando no boxer.

Estevão - Eu não disse que iria te recompensar, vem Pezão, vem tomar banho comigo.

Pezão rapidamente começa a se despir, tira seu tênis, sua calça jeans, sua jaqueta e camisa, caminha de cueca até a porta do boxe, depois tira a cueca, sua pica já estava dura feito pedra, reta, uns 10 cm, rola grossa, apontada em direção aos Estevão, que vira de costas e levanta uma das pernas, Pezão segura sua perna, posiciona a rola e enfia numa estocada só até os ovos no cuzinho de Estevão, que geme e começa a rebolar feito uma vadia.

Estevão - Vai meu macho, me fode com pressão, enche meu cuzinho de porra quentinha vai.

Pezão começa a bombar forte em Estevão, que rapidamente fica com sua rola dura também. Pezão soca muito, bastante, Estevão delira de tesão, adora ser fudido com força. Pezão tira o pau ainda duro da bunda de Estevão e entra debaixo da ducha, Estevão sai do boxe pelado, se enrola na toalha e sai do boxe. Pezão sai atrás, Estevão se joga na cama de bruços, Pezão joga seu corpo em cima dele, vai beijando seu pescoço, dá mordidas, beija toda suas costas, até chegar a sua bunda, abre com as duas mãos e começa a passar a língua, Estevão de cara na cama geme baixinho, pezão é experiente, saliva bastante o cuzinho rosado de Estevão que relaxa, novamente pezão enfia até os ovos em Estevão e começa a bombar com força, entra e sai cada vez mais frenético, até que pezão dá um alto gemido de prazer e goza, enchendo o cuzinho de Estevão de porra.

Enquanto isso Luciana desce desesperada do ônibus e vai até a minha casa, bate palpas até que meu irmão Rick vem atender.

Luciana - (desesperada) O Breno está em casa menino, é urgente.

Rick - Quem é você?

Luciana - Por favor, menino, ele está em casa?

Rick - Não, meu irmão não está aqui, mas o que está acontecendo?

Luciana - Você tem o celular dele, sabe onde ele está, preciso falar com ele é urgente, urgente!

Rick manda Luciana entrar, vai correndo para o quarto pegar seu celular, nisso vem minha mãe.

Zilda - Oi tudo bem? Você quer um copo d’água, está acontecendo alguma coisa?

Luciana - Sim está acontecendo uma coisa horrível, meu ex marido foi preso.

Zilda - Quem minha filha?

Luciana - O Pedro, amigo do Rick, ele foi preso.

Zilda - O que?

Vem o Rick com o celular.

Rick - (celular) Atende Breno, atende.

Enquanto isso está eu e o Robertinho no quarto, que me abraça forte, não entendo bem o que acontece. Nisso vem Valeska com meu celular.

Valeska - Breno seu celular.

Breno - (celular) Fala Rick tudo bem?

Rick - (celular) Breno tem uma moça aqui querendo falar com você.

Breno - (celular) Uma moça, mas quem?

Rick - (celular) O nome dela é Luciana.

Breno - (celular) Luciana? Passa pra ela.

Luciana - (chora) Breno.

Breno - (celular) Fala Luciana o que houve?

Luciana - (celular) Breno você precisa me ajudar, na verdade ajudar o Pedro.

Breno - (celular) O Pedro, como assim, o que houve com ele?

Luciana - (celular) Breno... o Pedro, ele foi... Ele foi preso!

É um choque, perco completamente os sentidos.

Robertinho - O que foi Breno, o que houve?

Valeska - Meu Deus, Breno está tudo bem?

Luciana - (celular) Ele foi para a 125ª DP do centro do Rio Breno, alô Breno você está me ouvindo?

Breno - (celular) Sim Luciana, estou te ouvindo. Por favor Valeska pega papel e caneta.

Robertinho - O que houve com o Pedro Breno?

Breno - Como você sabe que é com o Pedro?

Robertinho - Ele foi preso não foi?

Vem Valeska com papel e caneta, me sento na cama e anoto o local. Nisso o Robertinho sai do quarto,desce as escadas e vai para a beira da piscina, fica olhando fixamente para a água azul e límpida da piscina.

Após anotar o endereço saio desesperado da casa do Robertinho e o encontro a beira da piscina, Valeska vem atrás.

Breno - Robertinho, por favor, cara, me leve até a delegacia, o Pedro foi preso e eu quero saber o que houve?

Robertinho - (sério) Breno vamos sim, mas antes eu quero conversar com você.

Breno - Que conversar cara, o Pedro está preso, está preso, conversamos no carro, ou você me leva ou pego um ônibus.

Robertinho me pega pelo braço firme, me olha sério de um jeito que nunca havia pegado antes.

Robertinho - (firme) Se acalma porra!

Breno - Cara é o que?

Robertinho - Breno se acalma cara, esse é o momento em que você mais vai precisar ter calma na sua vida.

Breno - Do que você está falando cara, que calma, o Pedro está preso, eu preciso saber o que está acontecendo, eu preciso ajudá-lo.

Robertinho - Por isso mesmo cara, pra ajudá-lo você vai precisar matar a cabeça no lugar, ser mais racional do que nunca. Ele vai precisar muito da sua ajuda cara, muito.

Breno - Robertinho cara por favor, eu já percebi que você não é muito normal cara, sério, antes não acreditava muito nisso, mas tem algo que não é normal em você.

Robertinho - Deve ser por que tenho apenas 18 cm e você tem 20, realmente não sou normal, você está acima de média nacional cara.

Breno - É sério porra, o Pedro está preso e você falando merda, não fode.

Robertinho - Não fode você cara. Eu sou normal sim, mas tenho um dom, é meio foda falar sobre isso, mas acho que agora é o momento. Cara eu desde criança, desde os meus 8 anos de idade eu vejo coisas, tenho visões.

Breno - O que?

Robertinho - Isso mesmo, eu tenho visões, vejo imagens distorcidas, não muito claras, mas que depois acontecem. Eu durante muito tempo fugi disso, tentei tirar isso de mim, mas não consegui, isso só me fez sofrer mais. Breno eu antes da minha mãe ficar doente eu sabia o que iria acontecer com ela, eu sabia cara que ela ficaria muito doente, e não pude fazer nada.

Breno - Cara por que você está me dizendo isso, por que isso agora?

Robertinho - Por que hoje quando você me pegou desmaiado na cozinha eu previ coisas horríveis cara, eu vi muito sofrimento, muita dor, coisas terríveis. Você vai ter que ser forte pra agüentar tudo isso e ajudar todos nós, todas as pessoas que precisam de você, e principalmente, se ajudar.

Breno - Como assim me ajudar?

Robertinho - Breno eu sei que você está doente cara, eu sei que você está muito doente, eu vi isso no noivado do Jhonny, você tentou disfarças, mas não me convenceu.

Breno - Cara você está surtando.

Robertinho - Bem que eu gostaria de está surtando cara, as coisas seriam mais fáceis.

Breno - Cara vamos embora por favor.

Robertinho - Tudo isso está próximo de acabar cara, mas até o fim muita coisa vai acontecer, é sério, a gente não consegue mudar uma vírgula do destino, o máximo que conseguimos é adiar, tudo em nossa vida, completamente tudo está escrito num grande livro, chamado livro da vida, todos nós temos o destino traçado.

Breno - Robertinho isso aqui não é novela cara, não é filme, é vida real.

Robertinho - Por ser real é mais doloroso cara. Breno mantenha sua cabeça no lugar, seja forte cara e não perca a coisa mais linda que você tem que é o caráter.

Breno - Robertinho para de falar assim, parece que está se despedindo.

Robertinho - Não é o momento de despedidas cara, e sim de escolhas, e de bombásticas revelações e reviravoltas.

Breno - Isso quer dizer que você já sabe o fim de tudo, então me diz cara, como tudo isso vai acabar, que escolhas devo fazer, me ajuda, será que essa sua Visão não serve pra nada, apenas para anunciar coisas ruins?

Robertinho - Também faço parte de tudo isso cara, estou no mesmo barco que você.

Breno - Vamos, seja o que Deus quiser, mas, vamos pra delegacia.

Entramos eu, Valeska e Robertinho no carro, vamos pra delegacia. Chegando lá encontro o Rick com a Luciana aos prantos.

Luciana - Eu até agora não sei o que houve, mas o Pedro foi preso.

Breno - Mas o que houve gente.

Rick - Breno tudo bem.

Breno - Sim Rick, mas o que você está fazendo aqui na delegacia cara?

Rick - Vim trazer a moça.

Robertinho - Por favor, o delegado. Onde é o atendimento aqui.

Investigador - Pode falar, o que deseja?

Robertinho - Falar com o delegado, sobre a prisão do meu amigo. Breno qual o nome dele mesmo completo?

Luciana - Pedro... Pedro Duarte Lima.

Robertinho - Sobre a prisão de Pedro Duarte Lima e seu amigo, Gileno Souza Gomes.

Breno - Robertinho como você sabia o nome completo do Gileno?

Nisso o Robertinho me olha fixamente nos olhos, lembro da nossa conversa minutos antes em sua casa, abaixo os olhos, entendo tudo.

Nisso vem o delegado.

Delegado - Pois não.

Robertinho - Quero saber sobre a prisão dos meus amigos, Pedro Duarte Lima e Gileno Souza Gomes.

Delegado - Você quem é?

Robertinho - Meu nome é Carlos Roberto

Delegado - Você é o que dos elementos, advogado, da família...?

Robertinho - Sou amigo dos dois. Quero saber o real motivo da prisão dos meus amigos delegado, o que houve?

Delegado - Quer um conselho rapaz, contrate um advogado, um bom advogado, não esses de porta de cadeia. A situação deles é bem delicada, 10 quilos de cocaína não é brincadeira.

Robertinho - O que?

Delegado - Isso mesmo através de uma denúncia anônima chegamos a residência dos elementos e se confirmou. Foram encontrados no local 10 quilos de cocaína pura, pronta para o tráfico.

Robertinho - Mas doutor isso é uma armação, e armação das mais chulas. Delegado não passou pela cabeça do senhor que os dois podem ser vítimas de uma armação. Plano de iniciante, só pode, disque denuncia, 10 quilos de cocaína dentro do quarto. Por favor.

Delegado - Bom... estamos investigado, precisamos reunir provas, e até que se prove o contrário os dois permaneceram aqui.

Robertinho - Voltaremos ainda hoje com um bom advogado, que entrará com um recurso de para que respondam o processo em liberdade. Bons antecedentes, trabalho fixo. Não ficaram na cadeia. Delegado voltaremos ainda hoje, o senhor pode ter certeza disso.

Não muito longe conversamos eu e Luciana.

Luciana - A Luana está desolada Breno, ver o pai sendo preso, coitadinha.

Breno - E o Pedro, falou alguma coisa?

Luciana - Ele pediu para te procurar, que você saberia o que fazer, você sabe temos poucos meses de Rio, e ele tem um enorme carinho por você.

Breno - Ele é um ótimo amigo, e um excelente profissional. Ele vai sair dessa se Deus quiser.

Vem o Robertinho.

Robertinho - Breno a situação dos dois não é nada favorável cara.

Breno - Como assim?

Robertinho - Tudo indica que foi uma armação e das pesadas.

Breno - Por que cara?

Robertinho - Encontraram na casa do Pedro 10 quilos de cocaína cara, cocaína pura. Eles nem poderão ser autuados como usuários, 10 quilos na lei criminal brasileira é quantidade pra tráfico, aí a coisa muda de figura.

Luciana - (chocada) Isso é um absurdo, o Pedro nunca usou drogas, nem fumar ele fuma.

Robertinho - Sabemos disso,por isso afirmo que tudo isso não passa de uma armação.

Breno - Meu Deus mas quem faria isso com o Pedro.

Robertinho - Temos que arrumar um advogado, um bom advogado pra entrar com um recurso para que os dois, o Pedro e o Gileno respondam ao processo em liberdade. Doutor Rubens é um excelente advogado, fará isso por nós com certeza.

Luciana - Que bom. Não tenho nem como agradecer rapaz. Por isso o Pedro pediu para te procurar, ele sabe que pode contar com você Pedro.

Robertinho pega o celular e sai, liga para o advogado. Luciana me abraça, é sincera e me sinto péssimo pela situação, e principalmente, pela culpa, mesmo eles não sendo mais marido e mulher, foi por minha culpa que eles se separaram, e até então a Luciana nunca desconfiou de nada, e isso me matava.

Vem o Robertinho.

Robertinho - Doutor Rubens já vem, falei que eram amigos meus que havia se envolvido numa grande armação. Ele vai se inteirar junto ao delegado do depoimento dos dois, para começar a redigir a argumentação para entrar com um pedido de habeas corpus junto ao juiz. Vai dar tudo certo Breno, calma.

Breno - Tomara a Deus.

Robertinho vai até a sala do delegado.

Robertinho - Doutor o advogado do Pedro e Gileno já está a caminho, quer ler o depoimento dos dois, para entrar com um recurso para que ambos respondam o processo em liberdade.

Delegado - Como assim?

Robertinho - Isso mesmo doutor, os dois são réus primários, endereço fixo, bons antecedentes, será fácil o juiz expedir um habeas corpus para os dois. E venhamos e convenhamos que essa história está muito mal contada, tudo se encaixa perfeitamente demais, ligação anônima, 10 quilos de cocaínas pura dentro de um quarto. Coisa de iniciante.

Delegado - Tudo bem, que venha o advogado.

Robertinho sai da sala, delegado vai até o corredor e chamam os policiais Novais e Barbosa que estão ainda bastante ansiosos com o estado que deixaram o Pedro no quarto.

Delegado - (nervoso) Agora fudeu tudo seus energúmenos!

Novais - O que houve chefe?

Delegado - O que houve Novais, o que houve foi o seguinte. Está vindo um advogado aí, querendo ler a porra do depoimento dos dois, e um deles está desmaiado na porra daquele quarto. Isso vai me fuder Barbosa, isso vai fuder com minha carreira.

Barbosa - Calma doutor, acho que o rapaz já deve ter acordado. Vamos lá.

Delegado - Vocês vão lá porra nenhuma, comecem a escrever a porra do relatório agora mesmo da apreensão dos dois, pra ontem ouviu bem? E mais acordem os dois, temos que fazer a ficha que nem foi feita ainda.

O delegado sai de sua sala e com outros dois policias que estavam de plantão vai até o quarto em que estão Pedro e Gileno que está sentado encostado na parede e Pedro fingindo está desacordado no chão, deitado.

Delegado - E seu parceiro como ele está?

Gileno - Ele ainda está desacordado doutor. Por favor chame um médico, deve ser alguma coisa.

Delegado - Pacheco... Pacheco.

Entra o policial Pacheco. Pega o Pedro no colo e o leva para outra sala, tipo enfermaria. Coloca o Pedro deitado numa maca e saem da sala, ao ouvir a porta sendo trancada Pedro acorda e se senta.

Pedro - (pensativo) Eu tenho que arrumar um jeito de sair daqui meu Deus, se não tudo estará perdido. Quem armou essa pra mim, quem quis me ferrar desta maneira, quem?

Enquanto isso o delegado vai tomando o depoimento do Gileno as pressas enquanto os policiais Novais e Barbosa vão redigindo o relatório de apreensão da droga e prisão dos dois.

Dlegado - Nome?

Gileno - Gileno Mendes de Souza Campos.

Delegado - Profissão?

Gileno - Sou autônomo.

Delegado - Como assim autônomo, trabalha de que rapaz?

Gileno - Sou... Sou garoto de programa.

Delegado - Está explicado então o por que da droga.

Gileno - Não está explicado nada doutor, o senhor está com preconceito, não é pelo fato de eu ser um profissional do sexo que justifique que seja um drogado, um traficante ou coisa do tipo. Pode fazer exames, nunca usei essas porcarias, não preciso disso para viver, muito menos para me divertir.

Delegado - Me diga onde você estava na noite anterior a apreensão da droga em sua casa.

Gileno - A droga foi apreendida pela manha. A noite eu estava na rua, a trabalho.

Delegado - Escreve aí Menezes. O depoente, Gileno Mendes de Souza Campos, 23 anos, natural do espírito santo, profissão, profissional do sexo, afirma que na noite do dia 24 de setembro deste decorrente ano de 2010, afirma está a serviço.

Delegado - Onde é seu ponto de programa meu jovem?

Gileno - Rua Atlântica.

Delegado - Ponto nobre carioca.

Delegado - Prossegue Menezes. Afirma está a serviço na rua atlântica, zona sul carioca.

Delegado - Agora quando você chegou em casa, me diz quais foram seus passos?

Gileno - Cheguei em casa primeiro que o Pedro, isso pela manha, umas sete da manha.

Delegado - Onde estava?

Gileno - Fazendo programas, claro.

Delegado - Tem como provar?

Gileno - Sim... tenho como provar doutor. É só mandar chamar meus amigos aqui, eles comprovaram toda a verdade, que passei a noite inteira trabalhando e que vim pela manha para casa, sem nenhuma droga.

Delegado - Prossegue assim Menezes, o acusado afirma que passou toda a noite a trabalho, e que tem testemunhas, que posteriormente serão arroladas para futuros interrogatórios, na intenção de dar um álibi ao acusado.

Gileno - Continuando doutor, eu chego em casa, e me jogo no sofá mesmo, estava cansado. Pela manha, isso umas dez horas chega o Pedro, conversamos, falamos sobre a noite. O Pedro passou a noite em um noivado, e dormiu na casa de um amigo nosso.

Delegado - Nome desse amigo?

Gileno - Conheço ele como Robertinho.

Delegado - Prossegue Menezes, o depoente afirma que seu amigo Pedro a noite esteve em um noivado, e dormiu na casa de um amigo. Gileno pelo seu depoimento começaremos a investigar se suas afirmações procedem, agora você será fichado.

Levam Gileno para uma sala, tiram suas fotos de perfil com uma numeração no pescoço, tiram suas impressões digitais, Gileno está confiante, não demonstra fragilidade ao contrário de Pedro.

Enquanto isso Jhonny que estava até então andando sem rumo pelas ruas, pensando na sua vida e em suas escolhas, toma uma importante decisão. Volta pra casa dos pais de Alessandra, sobe direto pro quarto da noiva que estava se arrumando para sair e dispara.

Jhonny - Alessandra precisamos ter uma séria conversa.

Alessandra - O que foi meu amor?

Jhonny - Ale eu não quero mais me casar com você, me desculpe, a culpa não é sua e sim minha. Seria um grande erro continuar com isso, não seriamos felizes, você é uma mulher linda, uma pessoa muito legal, o problema está em mim.

No choque de Alessandra ao ouvir o Jhonny.

Enquanto isso entra o Pedro na sala do delegado.

Delegado - Senhor Pedro Duarte Lima.

Pedro - Sim.

Delegado - Confesso que estou surpreso até agora, pensei que sairia daqui rápido, mas vejo que me enganei, o senhor não tem nada para me contar?

Pedro - Contar... sobre o que?

Delegado - Sobre o assassinato do seu padrasto no Espírito Santo, em que você é o principal suspeito. Pedro você matou o marido de sua mãe?

No choque do Pedro.

Robertinho que está ainda nos corredores da delegacia recebe um telefonema do hospital.

Robertinho - (celular) Alô.

Robertinho - (celular) Sim... é o filho dela, algum problema.

Robertinho - (celular) O que ?

Robertinho - (desligando o celular) Estou indo para aí agora.

Eu que estava conversando com Luciana, ex-mulher do Pedro vou até o Robertinho.

Breno - O que houve Robertinho?

Robertinho - (aflito) A minha mãe Breno, ela piorou, o estado dela se agravou muito nesta manha. Breno a minha mãe cara, ela vai morrer.

Breno - Calma cara, vai dar tudo certo.

Robertinho - Será Breno... Será? Cara o que vai ser de mim sem minha mãe me diz, o que?

Robertinho sai da delegacia as pressas, desesperado.

Enquanto isso Vinicius que estava na praia vai para um quiosque e se senta, sente um enorme vazio, não suporta mais apenas ser usado. Desde o inicio foi assim em sua vida, apaixonou-se pelo amigo de pelada de seu pai, entregou-se a ele e depois foi humilhado, e assim foi com todos os caras que se envolveu. Com o Robertinho ele pensou estar seguro, ter domado seu coração, porém, acabou se envolvendo. Estava triste, ferido na alma, não tinha mais forças para suportar, nisso aparece o Kadu, lindo, de sandália, camiseta, bermuda e óculos, senta-se na mesma mesa de Robertinho, tira os óculos.

Kadu - Vinicius.

Vinicius - (se levantando) O que você faz aqui cara?

Kadu - (segura Vinicius) Preciso conversar com você cara, e é sério.

Nesse meio tempo chega o advogado, doutor Rubens.

Rubens - Tudo bem?

Luciana - Que bom doutor que o senhor chegou, por favor, ajude meu marido.

Rubens - Calma... Tudo vai ser resolver na forma da lei. Preciso falar com o delegado.

Rubens entra na sala do delegado, ficamos ansiosos na recepção esperando, até que sai o delegado e Gileno.

Breno - Gileno tudo bem cara?

Gileno - Tudo sim.

Breno - Doutor onde está o Pedro?

Rubens - O caso do Pedro é mais complicado. Consegui liberar o Gileno, pois ele é réu primário, paguei a fiança e está tudo certo, responderá o processo em liberdade. Já o Pedro me surpreendi com sua ficha criminal.

Breno - Ficha criminal, como assim?

Rubens - O Pedro é acusado de um processo no Espírito Santo, em que é o principal suspeito.

Breno - Principal suspeito, como assim?

Rubens - Principal suspeito de assassinato. De ter matado o seu padrasto. Ele encontrava-se foragido, algo do tipo. Vou tentar entrar em contato com a comarca do Espírito Santo para me inteirar sobre o processo, mas parece ser algo complicado, e a mãe dele parece ser testemunha ocular de que foi mesmo o filho que matou o marido.

Breno - Meu Deus!

No meu choque

FIM

Chegamos ao fim dos contos, agradeço de coração a todos vocês que com muito carinho e paciência acompanharam toda essa trajetória até aqui, muito foram as críticas, porém, maiores foram os elogios desse verdadeiro fenômeno neste site, um conto com 110 capítulos. Peço desculpas pela minha ausência ao longo desses meses, inúmeras foram as divergências, como o fim da faculdade, monografia, vida pessoal tumultuada. Mas muito ainda tem a acontecer com os personagens deste conto. Qual será a reação de Alessandra com a decisão do Jhonny em terminar o noivado? A conversa entre Vinicius e Kadu, o que resultará dali? A mãe do Robertinho tendo seu estado de saúde se agravado, o que acontecerá? Pedro assassino, como assim? Será esse o mistério do seu passado que ele sempre fez questão de esconder? E o Estevão, ficará impune depois de tantas armações? Muitas são as perguntas e vcs sabiam que num conto não teria como responder a todas elas. Então cabe aos comentários e e-mails de vcs uma segunda temporada de meu amigo me amava. Por que eu devo escrever uma segunda temporada de contos de meu amigo me amava? Aguardo os e-mails de vcs em [email protected] Você que lê meus contos e até hoje não me escreveu, e vc que sempre me envia escreve, me envia um e-mail, por que eu devo continuar a escrever os contos até o fim, afinal com quem eu fico no final, com o Pedro ou o Jhonny, o título sempre foi, meu amigo me amava, isso significa que um não me ama mais, o que será que houve? Para saber da resposta, só depende de vcs. Forte abço.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
11/09/2012 23:29:52
seus contos sao demais
02/10/2011 01:37:18
MUITO BOM!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! (PARABÉNS!!!!!!!!!!!!!!!!) MARAVILHOSO BRENO, CADA VEZ MELHOR!!!!!!!!!
19/03/2011 22:44:46
continuaaaaaaaaaaaaaaaa
19/03/2011 19:08:54
fla Breno !! mermaum adorei o ultimo cap. fiquei at surpreso com o FIM de repente!! mas adorei a ideia da segunda temporada!! obg por nao nos abandonar. nao posso dizer pelos outros mas eu adoro vc e suas historias!! e fiquei mto feliz msm em sabre q vc nao vai simplesmente parar!!! aguardo ansiosamente por essa segunda tempo. mas do q ja normalmente sou!! excelente o cap. 110! nota 1000 abç's!!
10/03/2011 15:31:14
SEMPRE TE DEI 10, MAS HOJE VOU DAR 5 PQ COMEÇAR O CONTO E SÓ POR QUE O IBOPE DIZ QUE A AUDIENCIA DIMINUIU NAO IMPLICA EM ENCERRAR A PEÇA E DEIXAR OS ESPECTADORES FIEIS SEM O TERMINO - CREIO QUE VOCE É UM NARRADOR EXCEPCIONAL E FARÁ A 2ª E 3ª E 4ª E QUANTAS TEMPORADAS FOREM NECESSARIAS PARA EXPLANAR OS ACONTECIMENTOS FINAIS, VALE SALIENTAR QUE COMO SEU CONTO É PRATICAMENTE UM DIÁRIO PESSOAL ESTE JAMAIS TERÁ FIM, ENQUANTO VOCE EXISTIR, PORÉM VOCE PODE ELEGER UM PONTO X ARREMATANDO TODOS OS QUESTIONAMENTOS E PROMOVENDO A CONCLUSÃO DE SUA "MONOGRAFIA" AGUARDAMOS A CONTINUAÇÃO DO DESFECHO.
09/03/2011 11:43:10
Morri' nossa só você em Breno para criar tantas perguntas em resposta nas nossas cabeças! Cara, muito bom mesmo! Excelente... que trama! Nossa, quanta emoção! Fiquei pasmo... Fi,m? Nunca! Continua cara, por favor! 2ª TEMPORADAA! Escreve por favor! Escreve para seus leitores que te amam! Parabéns por tudo! e continua cara, sem esses resposta vamos ficar loucos! kkk Obrigado por tudo Breno!
07/03/2011 22:56:37
Cara, parabéns por tudo até agora escrito!!!! continua viu? lê meu e-mail e mantém contato quando quiser!!! abração
07/03/2011 21:51:58
Breno,mim chamo Edmilson moro em pernabuco e comecei a ler seus contos pela metade mais ao comecar ler, como falei procurei seu primeiro conto e comecei do zero Meu amigo mim amava capitulo primeiro e fui lendo fui lendo e cgegeiu a seguinte conclusao:vc cara e o melhor escritor ate hojre para mim ganha de todos os autores da globo e da red record mais quero lhe falar que vc para mim ja mora no meu coracao sem eu mesmo te conhecer porque na vida sofremos tantos?Essa e a pergunta que procuro entender vc cara sofreu tanto e ainda sofrer,porque se acabaram mais com certeza ficaram sequelas, magoas,ressentimentos e vou so te dizer mais uma coisa continua faca o que seu coracao manda brother e nao deixa nos todos que te acompanhamos vc esse tempo todinho sem o final da sua vida cara .Vida sim e novela nao porque em novela e ficcao e com vc tenho certeza que foi vida real e real mesmo amigo.Olhe pode ate parecer duvidoso mais te amo cara e se vc quiser ter mais um amigo AMIGO de verdade mim adicione no msm pois quero muito te conhecer pow de verdade e nao ligue para o que o povo fala pois estou mim descobrindo agora e sei que e dificil por demais e sei o quanto a sociedade e preconceituosa mais uma hora temos que nos decidir e estou tao com medo quanto vc pois temos que escolher por nossa felicidade pois e o que realmente nos faz feliz.Boa sorte brother e continua pois queremos muito saiber do final e vc nao sabe o quanto sua vida tem mim motivado a fazer minha sdecisoes e a refletir sobre mim de vedade cara vc e nota e tenha certeza vc e um amigao muito querido e sem mim esquecer PARABÉNS.nao vou dar nota pois sua vida nao tem preco nem seus contos,
07/03/2011 13:54:59
Foi show de bola seus contos mais fiquei triste quando vi o FIM nao teve fim Ufas 2 temporada aeew , queria que o Jhony qficasse com vc o pedro só lia pro sexo>.<...
07/03/2011 13:53:25
07/03/2011 09:08:28
bom axo q nunca postei um comentario nos seus contos e confesso q não li todos os capitulos mas fikei tão curioso para saber como acabava essa historia. E infelizmente percebi só agora q essa novela realmente supera algumas novelas da tv. bom antes eu so lia "UMA VIDA" e "DESCOBERTAS ADOLESCENTES" mas agora garanto que se vc continuar essa historia tão complexa e intrigante eu prometo q farei o possivel para não perder nenhum capitulo da segunda temporada. nota 10 me add no msn pra conversar sobre um pouco de td. abraçossss.
07/03/2011 09:08:26
bom axo q nunca postei um comentario nos seus contos e confesso q não li todos os capitulos mas fikei tão curioso para saber como acabava essa historia. E infelizmente percebi só agora q essa novela realmente supera algumas novelas da tv. bom antes eu so lia "UMA VIDA" e "DESCOBERTAS ADOLESCENTES" mas agora garanto que se vc continuar essa historia tão complexa e intrigante eu prometo q farei o possivel para não perder nenhum capitulo da segunda temporada. nota 10 me add no msn pra conversar sobre um pouco de td. abraçossss.
06/03/2011 23:15:57
Esse conto é bom.E acredito que se vc quisesse dava para finalizar o mesmo em duas postagens. Sem ser necessário uma segunda temporada. Preferia o conto na primeira pessoa. Era bem mais interessante. Esperava que vc finalizasse o mesmo desta vez, e não enrolasse mais. Desculpe a sinceridade.
06/03/2011 18:19:10
cara pelo amr de td que é sagrado vc tem que cotinuar. mano seus contos é um classico to escrevendo uma serié: DESCOBERTAS ADOLESCENTES. mas tenho a certeza q naum chega aos pés do seu. amigo seu conto é uma novela mil x melhor q muitas novelas da globo. e vc deve continuar na segunda temporada pq tds os seus fãns meressem saber o fim dessa maravilha. continue sim por favor
06/03/2011 18:04:19
Parabens, arrasou mas continue!!!!

Online porn video at mobile phone


Autor do padre. Não é. Homem contos. Eróticosquero ler histórias e conto de homem casado que deu o c* pela primeira vez o c****** vídeo para travesti do pau gigante chorou rebentou em conta se dói ou nãomulequinhos olhando a surubavideos porno filho goza cinta liga acidentalmentecasada coroa video fotocorno secretoXVídeos XVídeos vídeo novo mulher nova XVídeos chupa mulher chupando pau até gozar o negão só vídeo de mulher chupando e se engasgando e vomitando sem graçaimpressando gostosa na parede porno doido analnovınha fudendo no motelflagrei mamae com irmaoXXVIDIO.COMEU.ASUACUNHADAporno as novinhas cem peito de 8 a 10 perdedo a virgindade pro paicasei com um velho brocha mas levo machos pra casa contos eroticosNo motel eu fudi a buceta e o cu virgem da minha sogra conto eroticocontos patroa com a empregadaPauzao no cu Bucetao arregasada esguinchando xvideogostosotirado sua roupa xvideoAliviando os funcionarios contos eróticoscontos eiroticos leilaporncontos eroticos sou viciado num cuzinho de machoxvideo gay menino batendo chutinho de cuecaContos novinha perdeu cabaço do cu com roludao tremxvideo Comendo a Mulher do Meu Tio Cielyele colocou com muito carinho aquela pica enorme na minha xanapiveti comeu a mai durminoas gasela mas brancas fud com pica bem grande e grutanoencochando ate gosar ne onibus lotado xxvideosxvideo encoxando na mao no bisqual a posicao que temos que fazer quando damos o anus e para o espesma na escorrer para a vaginaeu, minha namorada, minha namorada e meu tioxvıdeos porno magrınhas gostozaContos Gay Iniciado pelos guri depois pelomaninho nao quer me comer contosConto erotico enganovideo gratuito meu vizinho foi me ensinar matematica e fez sirirca em.mimnovinha distraída de shortinho folgadinhos sentou de perna abertacrente safada contoscuzinho+delicioso contosuma mulher com uma bucetona deliciosa fudendo locamente com um picudomunher gozar gritando na pica du amantesContos me foderam muito por perder a apostaNego en acao fudeno virje xvfui viajar com minha nora minha buceta ei cu delamenina fudedo de xortiu de dormicontos eroticos de padres gaysContos me pegara trasando com uma menina e me castraram cab****** assaltou a casa e meteu a mão na boca da Neide da novinha e fez a transar com ele a força vídeo pornôbaixa videos de menina dano abuceta de perna a bertarxvideos. corno linpa a esponinhamim obrigaram a comer minha mae contos eroticoQuadrinhos cabeludos de uma gangue de monstros tarada por mulheres gostosas! HQs lotadas de criaturas horripilantes que vão te dar medo e prazer!Xxvidios buceltinha de menorcontos eroticos neta libera o c pro vovContos de meninas ki deu abuceta pra uns velhos tarado pau enormescadelas bucerudas fudendo no cioPutinhas novinhas lsd rupegou ela .no catacavaco e meteu a rolaXVídeos real Carangola 1280porn contos eroticos negao foi entregador fudeu minha esposaminha vizinha puta contopornô sogra puxa calcinha de lágrimasbaixar pornô sogro ditas com novinhas greludasas novinhas de corretivos e g****** muito no ânusfazer downloader://xvideos.blog.br/negao-lhe-seduziu-apenas-pra-lhe-arrombar/quero ver os filmes porno o pai tonto e fode com afilhapornodoidomadrasta me oçhandotarado convenceu so passar o pau no grelinho virgen da filhinha e enpurrou tudogey fazendo fime porno com homem infindo garrafas no geycomo virei travesti contoencanador conto gayxvidios os dias era asimloiras gostosas com abuçeta bigodinhox porno velho fedeno nefinha novinha amadoraxvidiocasada fudendo a pica do machohome gozando cachara zoofeliapornoesposa revoutada com o marido da o cu na frente dele pornodoidocurradaxvideoFaxineira e chefinho marcos contos eroticosvídeo pono tento fugi do negao mais se treme toda de tanto gozámulher marido chamaum cara dotadao para fudeelaso vadia dandu cu centandoConto Meu Pequeno ,Meu Amor 1Temp. completa casadoscontosgordas lpucas de tesao