Primeiro conto, primeiro menage

Um conto erótico de Kzal Jovem
Categoria: Grupal
Data: 05/05/2011 23:50:27
Nota 9.75
Assuntos: Grupal, Menage

Olá amigos, este é meu primeiro conto, acho q depois de ler tantos chegou a hora de tentar colaborar também.

Sou casado há quatro anos, e somos bem jovens, menos de 30 os dois. Desde que conheci o sexo me julgo bastante despudorado e não sendo bi masculino, pra mim o resto se torna tudo natural.

Ela também encara dessa forma e temos muitas fantasias em comum, mas pra chegar a despertar nela o interesse por tais assuntos não foi muito fácil não. Educação rígida, não que a minha não seja também, mas bem mais recatada e como a maioria das mulheres, apaixonada e com medo de magoar o companheiro, deixando muitas vezes sua fantasia de lado para que o parceiro não a julgue ou mesmo não frustre-o quando a revelar. Bom, mas vamos a nossa historinha.

Como disse, não foi muito fácil convencê-la a confessar suas fantasias, sim, confessar, pois ela, assim como todas as mulheres e homens do mundo tem fantasias sim, mas eu me esforcei, comecei a perguntar quando transávamos sobre as dela, como ela não falava muito comecei a pedir para que me contasse suas experiências anteriores, pois uma gostosa como ela, pele morena, altura mediana, corpo em forma, e rostinho de criança, só pode ser uma safada , foi o que sempre pensei, mas ela não era muito fã de me relatar suas histórias, depois fui descobrindo o porque, ela nunca fora muito bem tratada, nunca teve um cara que se dedicasse a fazê-la gozar gostoso. Então ela estava com seus desejos reprimidos.

Até que um dia, assistindo a um filme, pornô claro, vi um especial interesse dela pelas cenas entre uma atriz e dois atores, principalmente quando a atriz transava com um e tinha o outro todo a sua disposição para chupá-lo. Foi nesse dia que ela me confessou que essa era sua fantasia, ainda meio tímida com o assunto, mas já entrando na onda. A partir desse dia começamos a falar mais abertamente, e em muitas transas nos conversávamos de maneira bem provocativa sobre o assunto. Desde então comecei a procurar mais sobre o assunto e nos cadastrei no sexlog, a fim de encontrar alguém que pudesse ser a pessoa com quem ela toparia transar, ela topava, mas tinha suas exigências, uma pessoa normal, nada de bombadão, super macho, tudão, hiperdotado e todas as propagandas nesse sentido que muitos homens gostam de fazer a seu respeito, simplismente uma pessoa normal, assim como nós.

Procuramos muito e encontramos pessoas legais, mas todas de longe e nós não temos muito como sair de onde moramos, não temos filhos, mas o trabalho nos segura bastante. Mas apesar de não conseguir pôr em prática nossa fantasia, não desistimos, até que um dia (semana passada, ainda está bem recente), tive que ir a uma cidade vizinha a trabalho, fui para conhecer um grupo de possíveis clientes, fazer uma explanação e tentar fechar negócio, como ela não estava muito ocupada, resolvemos que ela iria junto, e possivelmente não voltaríamos no mesmo dia, poderíamos sair e curtir um pouco, já que era sexta-feira mesmo, e oportunidades como essas são raras.

Enquanto eu estava na reunião, ela me esperou no mesmo escritório, na recepção. Tudo correu maravilhosamente bem, e consegui um acordo interessante, tanto que combinamos todos de sair para jantar, inclusive as esposas. Fomos para um hotel e tomamos banho, eu e minha esposa. Durante a reunião observei que quatro dos participantes, excetuando-se eu, eram casados e apenas um cara, vamos chamá-lo de Jr, fictício claro, era solteiro, mas imaginei que namorasse, não perguntei pois, não era da minha conta mesmo, mas minha cabeça ficou a mil, pois se encaixava nas descrições que minha esposa fazia a respeito da pessoa com quem ela toparia transar. Depois do banho resolvi puxar assunto com ela, pra ver se ela tinha reparado algo diferente em alguém, pois notei que ao sairmos da sala o tal Jr a olhou de maneira bem direta, e ela me confessou que observara na hora em que saímos da sala que o Jr havia lhe filmado de cima em baixo, e ela bem vestida como sempre, na ocasião com uma saia longa preta e uma blusinha bem colada, o corpo bem desenhado e salto médio nos pés, cabelos presos batom e maquiagem básica, uma delícia. Então pedi a ela que se vestisse de maneira provocante, porém não vulgar, para nós vermos se, por acaso, poderia novamente ocorrer essa demonstração de interesse dele por ela, como nós tínhamos notado anteriormente. Ela topou, mas dessa vez colocou uma saia acima do joelho, não muito, mas o suficiente para eu achar quase demais, claro que tenho ciúmes, sou humano! Para completar vestiu uma blusinha realçando o decote do seio e deixando os peitos bem gostosos.

Fomos ao jantar, local público, chegamos quase todos juntos, de maneira que os cumprimentos entre os homens e as mulheres e as apresentações aos que ainda não se conheciam ocorreram antes de sentarmos junto à mesa. O Jr foi o único que deu um beijo no rosto de minha esposa, percebemos na hora que seu interesse era acima da média, e claro, adoramos, comentamos que deixaríamos para dar a deixa para ele somente na hora em que estivéssemos indo embora, se ele ainda estivesse ali.

Jantamos, e conversamos muito, bebemos um pouco, mas somente o necessário para não ficarmos tímidos na hora em que fosse ocorrer na real aquilo que em nossas mentes já havia acontecido muitas vezes, e nessa noite então, ainda mais.

Com o passar do tempo o pessoal começou a ir embora, de maneira que ficamos dois casais e o Jr, minha esposa levantou-se para ir ao banheiro e quando voltou notei que sua feição estava diferente, ela parecia estar decidida a tornar nossa fantasia real. Quando chegou à mesa, não sentou a meu lado, mas ao lado da outra esposa, esposa do Daniel (fictício também), já que havia algumas cadeiras desocupadas e já passava da 1:00, ficando de frente para mim, porém ao seu lado direito estava o Jr, também de frente para mim. Conversaram mais uma meia hora e o casal resolveu ir embora, já estava preocupado, achando que o próximo a ir poderia ser ele, pela demora dos demais. Quando eles saíram, o Jr Foi ao banheiro e minha esposa colocou sua bolsa em cima da mesa, abriu e quase não acreditei naquilo que via dentro, era sua calcinha, a safada foi ao banheiro e voltou sem calcinha. Meu pau não podia ficar mais duro que já estava, o tesão nunca antes havia alcançado tal magnitude. Dei-lhe um longo beijo, e quando terminamos, notamos o Jr em pé, ao lado da mesa, esperando para sentar-se novamente.

Pedimos mais umas bebidas e ficamos assuntando a vida daquele quase desconhecido, descobrimos que era solteiro, 29 anos e que morava sozinho, tinha sim os esquemas dele, mas nada sério, pelo que dissera. Mas como aparentemente todos ali estavam entendendo que as chances de uma noite boa rolar para todos eram bem grandes, ele também nos assuntou, mas já com certa malícia, o que adoramos claro.

Saí e fui ao banheiro e deixei minha esposa sentada a mesa ao lado de um “desconhecido”, boa pinta, sem calcinha e louca de tesão. Onde isso poderia acabar? Era exatamente o que eu queria descobrir. Demorei, propositalmente para voltar e adorei chegar à mesa e ver os dois com as faces rubras e cada um com uma mão escondida embaixo da toalha da mesa, em direção do sexo do outro. Fiz-me de rogado e minha esposa me falou que havia adorado conversar com o Jr, mas que achava que já estaria na hora de irmos embora, concordei. O Jr somente bebeu mais um gole e disse que ainda poderia ser cedo, mas a decisão era dela.

Não pedi a conta, fui ao caixa pagar, deixando os dois à mesa novamente, mas ela veio em minha direção sorrindo, radiante, com uma carinha linda, me disse que se eu topasse seria nesse dia e com aquele cara, me confessou que acariciou o pau dele sob a mesa e que ele havia lhe tocado a buceta, e estava louca de tesão. Eu lhe disse que por mim tudo bem, lhe disse que ela estava no comando, que essa seria sua noite, e para aproveitar bastante, demos mais um longo e delicioso beijo e ela disse que nunca poderia explicar o quanto me amava.

Voltou para a mesa, e eu, mais uma vez, demorei um pouco além do necessário, foi o tempo que ela precisava para explicar com suas palavras a ele aquilo que o mesmo já devia ter entendido havia um bom tempo. Observei os dois até o momento em que, de lá pude ver quando se beijaram com vontade e tesão. Voltei e me despedi do Jr, me fazendo de desentendido, minha esposa disse para eu ir, que já me seguiria, dei-lhes as costas e quando olhei para trás os dois vinham de mãos dadas, como um casalzinho de namorados.

Abri a porta de trás de nosso carro para ela, e ele deu a volta e entrou pela outra porta de trás. Tudo parecia ensaiado, todos tão loucos de tesão que nem uma palavra se pronunciava, somente ao ligar o carro, ela me falou:

- Já falei com o Jr sobre nossa fantasia. Ele disse que já conhece e adoria realizar.

E eu disse então:

- Percebi e adorei, você está no comando agora, não é Jr?

- Com certeza. Disse ele: - Vai ser um prazer para todos nós, adorei sua esposa é uma linda mulher, você é um cara de sorte, parabéns!

- Mas hoje o cara de sorte é você amigo, aproveite. Disse isso e pude ver pelo retrovisor eles se beijando, amassando por cima das roupas ainda.

Pensei em ir ao hotel, mas fomos a um motel, acreditando ser mais seguro. quando chegamos ao motel, pude assistir minha esposa pagando um boquete maravilhoso no banco de trás de nosso carro ao nosso amigo, que já havia lhe subido a saia e masturbava ela com dois dedos na buceta, sempre depiladinha e rosada, uma delícia.

Entramos e deixei os dois a vontade, sentei-me em uma cadeira ao lado da cama, servi uma dose e fiquei observando os dois. Como ela é linda! E como estava sensual, deitou o Jr na cama e foi tirando sua roupa, seu pau era do tamanho dou meu, não muito pequeno, 17 cm, e quase da mesma grossura, apenas um pouco mais fino, perguntei se ela tinha gostado e nem para me responder retirou ele da boca. O cara, assim como nós, bem higiênico, pêlos aparados e, segundo ela bem cheiroso. Não consegui ficar só assistindo e resolvi participar, dedicando uma linguada a sua buceta, já que ela estava de quatro chupando o pau dele, e como ela adora chupar, ficamos um tempão nessa chupação, trocamos e ele foi chupa-la e ela veio sedenta, chupar a mim e me falar que nunca havia acreditado que realmente fossemos fazer tal loucura, eu apenas lhe disse para aproveitar bastante e gozar como quisesse, que o momento era dela.

Enquanto ainda me chupava, pediu pra ele por a camisinha e comê-la, com vontade, bem gostoso, pois aquela fêmea estava louca por aquelas picas, ele a penetrou de quatro e de uma vez só foi ate o fundo fazendo ela engasgar com o meu pau. Comeu bastante, eu fiquei muito louco com a cena e não agüentei, enchendo sua boca de porra, que ela prontamente, como sempre faz, engoliu tudo, deixei os dois se comendo e pude assistir ao primeiro orgasmos de minha esposa na vara de outro cara. Foi sensacional, meu pau nem chegou a ficar mole, me deitei ao lado dela e pedi para comê-la, ela saiu do papai e mamãe com ele e sentou em cima de mim, quando ele ia tirar a camisinha para ela chupar seu pau, ela pediu que ele fosse por trás, ela queria tentar uma dp vaginal, eu sei que ela gosta, pois muitas vezes já fizemos com um consolo, um tanto menor, mas nesse dia estávamos tão loucos de tesão que ela consegui aconchegar em sua buceta, que não é tão grande assim, dois machos, foi delicioso, ela gozou como uma louca, foi demais pra mim, eu gozei dentro dela e o Jr tirou o pau e falou pra ela:

- Já que você gosta tanto de porra, toma a minha. E disparou uma monte de porra, vários jatos em sua boca, e ela bebeu tudo, como se fosse água, foi maravilhoso, eu ainda com o pau dentro da buceta gozada daquela fêmea, a minha fêmea e outro cara enchendo sua boquinha de porra, como ela adora e so eu tinha feito até então. Sugou tudinho e chupou o pau dele ate deixá-lo limpinho, fui a loucura vendo aquilo, meu pau nem chegou a amolecer de tanto tesão.

O Jr foi tomar banho e ficamos os dois, nos acariciando e nos olhando, muito mais apaixonados, continuamos nossa transa, ate ela gozar mais uma vez bem gostoso no meu pau.

Pedimos um taxi para o Jr e fomos tomar banho juntos, quando saímos do banho ele estava de saída, deu um longo beijo nela e disse que havia sido maravilhoso, dissemos que também adoramos e ele pediu para marcarmos denovo. Fomos para nosso hotel e transamos ate amanhecer, acabamos passando o sábado de molho, transando e descansando e voltamos embora somente a noite, felizes, realizados e muito mais apaixonados.

Espero que tenham gostado.

[email protected]

Até a próxima.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
09/05/2011 19:22:39
GOSTEI DO SEU COMENTARIO NO MEU CONTO E ADOREI VC RELATANDO GOSTO DOS SEUS CONTOS VELEUUU
07/05/2011 21:08:08
Adorei o conto de vcs. Simples e delicioso de prazer. Saio com casais há uns 12 anos e adoraria estar com vcs. Meu MSN é Adoro viajar para estar com um casal.
h.m
07/05/2011 18:14:09
O casal quando se ama realiza as fantasias sem frescuras, parabens.
07/05/2011 00:53:44
parabens pelo conto mais vcs poderian fazer agora com um casal podemos partcipar se vcs quisern
06/05/2011 13:56:44
parabens otimo conto se presisar de ajuda com sua esposa e so add
06/05/2011 12:12:30
Parabenizo a voce pelo ótimo conto e pela realização desta delícia de fantasia! Eu já participei de muitos menages com outros casais, que foram bons, mas nada se iguala aos menages onde a mulher era a minha esposa, onde eu pude ter o prazer de admirá-la em ação com outros homens! Veja meus contos neste site, e deixe também o seu comentário!
06/05/2011 02:20:26
me add no msn nunca transei com uma mulher casada
06/05/2011 00:14:47

Online porn video at mobile phone


contos erótico minha irmãzinha de babey dool anal icestoMeu cão ralf me comeu contosexo com a ima e u comlhadopadrasto cumeno intiada loira raboXevedeos cumendo a ex esposa do meu primo vedeos casero massagem na mamae bunduda contoscoroa grisalho boa pinta fudendo hdpornô sexo garota transando com apitando o quarto deitadabumbum gg virgem anal com dotado tentou correr mas conseguiucontos meu primo gordinho foi dormir comigo e comi o cuzinho delecontos eroticos no coletivo de curitibaconto gay novinho de tramandai.rsvideos de sexo pratoa pegado a enpegada batedo uma xiriricacasadas no swuingxvideo.comContos eróticos procurando aventura no clube de campocdzinhas contos reaisXvideo bilotinhoqero v omes mostrdo apica dura e grosa cabeça grade rolau preto e branco e vermelhoporno de coroucom novinhasquitedo gemedo pelada camisinhaComendo a garotinha contos eriticoirmsa emcoxada no banheiro pelo irmaocasadinha novinha dando abusetinha xxvideoporno mae surpreebdidavídeos de pornô pramin assinti agoravc acharam que quando eu terminasse eu.nao labia/uma chochota nao comia u cuzinhoa xaninha da verinhapezinhos suados e com chule contos eroticoscontos eu e meu sogro estuprano minha maeconto erotico paga alugueldoidoporno vrlho fudendo filha gozando dentroxvideos irmao fragando sua irma deitada pelafa de cochinha e come cu delaMeninas espacate frontal xvideoscontos eroticos craqueiracontos eroticos sendo abusandovov chorando na pisa do negao pisudode novinha que gosta de engolir bichão2 mulequis regaca a buceta da novinha branquinha tesudaxvidio ela mete muito ki abuceta.chega morder o caseteElda dando o cú gostoso"Foi um dos piores dias da minha vida. O que era para ser uma viagem de navio com minha esposa..." contos eroticosflagrei minha patroa na siririca contosincesto lendo no colo do papaiporno com5homens um na boseta no cu na boa e oresto na pirikitasexo surpresa rapaz ch3ga pra conserta a pia e rola chupada na xota hamaetrepando com a sua filha e ela goza a jatomeu padrasto me vigiava tomar banho um dia ele comeu meu cucontos picantes incesto mininha e menininhosaudades faze sexo com a minhia esposacontos gay viadinho aproveitando do molequeCriola virgem da o cu com medo pro tionovinha dodosexoanalfamilia favela pinto de borrachapadretaradocontosmagrınha nosexogostosinha dos quadris largos e grandes nadegas volumosasbunduda na piscina e Juquinhapornô vai consertar geladeira e ela transa com LetíciaXvideos novinas da bunda garnde 20 anoscontos patroa com a empregadanovinha distraída de shortinho folgadinhos sentou de perna abertada intolerância conto erótico gaycontos eroticos gays virei putinha de variosmaetrepando com a sua filha e ela goza a jatoxvidiocasada se fudeu na camaContas de incesto mãe tarada descabacando filho a força com fotoXnxx esposa do concunhadoxivedio fazer amor 💓 com marido filme de sexo com a minha sogra de remédio por meu sogro dormirwww.enteada pinoti.xvideoscontos sexo anal concunhada concunhadoVoltei arrombada e cheia de porra mostrei para o cornobrasileira escurinha cintura fina xvideoporno foi tomar banho no garape e encontrou a prima e fode elaconto erotico gay vovo deu leite pro netinhosrm calcinha rebolando querendo pau no buracoconto foto pirua cacetao gozada xviďeos tussa gostossa faxeno analAte o primo do corno ja me fudeucontoerotico eu namorada mae e tiocontos pornos-meu tio me comeu a forçamulher levanta profunda fazendo corda no pirocaoxvideos com gringa gie nao paga alugueuum conto erótico freguês meu filho dando o c******prica cavalaxvideo pequei porque nao vigieicorno brasileiro vendo sua esposa sendo emrrada pelo um picudoemtiadas xvdcontos eroticos. de velhas q fuderam com rapaz novo.contos eroticos nao aguentei e transei com a minha cadelaxvidio denguinho analxvidio.com homem com caralho monstro arregac;a buceta da branquinhaContos eroticos na casa da minha amigaquero ver a morena sexo gostosa batendo p****** com pau do homem roxinho e g****** pela b*****conto erótico Eu e o meu marido no bar da perdiçãoContos eroticos : transei com a cavalona loura da xotona peludatesao pelo chule da minha funcionaria contos eroticos podolatriabem quietinho cornitudeporno doido pai estrupando filha virgem ate ela chora de dor e inchacar a buceta e machucar o cupono. amugo. come. vabuda. da. namorada. do. amigo. xora. pau. olha