COMENDO A COLEGA DE SALA

Um conto erótico de maeca
Categoria: Heterossexual
Data: 14/07/2011 08:26:16
Nota 4.67

Me chamo Israel. 51 anos, l,70, 80 kilos, desquitado, amasiado com uma empresária do ramo têxtil;

Fui transferido para trabalhar em Matinhos, litoral do Paraná.

Todos os finais de semana eu subo para dar assitsência a minha amásia caixa dois, que não me deixa passar necesidades, mas cobra muito, um dos motivos de eu pedir para sair de Curitiba e ir trabalhar no litoral.

Na filial da empresa conhecí Sahara, loira de 42 anos, solteira, amasiada por sua vez com um negrão cara de marginal, ex-policial, com cara de poucos amigos.

Eu e Sahara trabalhavamos na mesma sala. Ela, veterana na empresa, sempre me ajudava no trabalho, a fim de minha adaptação no novo ambiente funcional.

A empresa estava passando por reformas, contratando mais funcionários, com o trabalho crescendo a cada dia, passamos a fazer hora extra, às vezes almoçando ou jantando juntos, eu e Sahara.

Em setembro de 2.010 seu marido subiu a serra. Veio para Curitiba justamente na matriz de nossa empresa tratar de assuntos de segurança. Ficou dez dias na capital.

Eu de segunda a sexta sozinho na cama, em seco, tocando punhetas durante o banho da noite par aliviar o tesão.

Sahara, nos últimos dez dias daquele mês sem seu homem.

Na última sexta de setembro daquele ano fomos jantar. Tomamos vinho e a conversa saiu do profissional para o familiar.

O vinho é um estimulante erótico. Faz o pensamento ficar sem vergonha, pudor.

Sahara me me levou em seu corsinha ver a paisagem da noite no balneário Perequê.

Parou o carro em frente a um grande terreno abandonado, desligou o motor e sem pedir licença segurou por cima das calças minha pica, já devidamente dura.

Começamos o amasso.

Tirei para fora minha rola e minha colega de trabalho mostrou como é que se faz um boquete.

Enquanto ela me chupava eu enfiava um dedo em seu cú, em sua buceta.

Não demorou muito não. Nosso tesão era muito grande. Minha colega mamando igual a uma bezerra sentindo minha pica inchar em sua boca, tomou leite quente, grosso, viscoso.

A cada ejaculada Sahara gemia alto com o pau na boca.

Acabamos gozando juntos. Foi muito gostoso.

Não ficou uma gôta de leite para fora.

Me beijou. Senti em sua boca o gosto de minha pôrra.

VAMOS ACABAR O QUE COMEÇAMOS. MEU MARIDO ESTÁ COMEÇANDO A SER CORNO.

Saimos do balneário Perequê e fomos ao meui apartamento que fica em frente ao nosso trabalho.

Estavamos em seu carro.

Minha preocupação era os vigias da empresa verem eu colocar chifre em um ex-policial e depois contarem a ele.

Mas, como comer mulher casada é bom, fomos à luta.

Ja dentro de meu apartamento, Sahara, sem calcinha, debruçou-se sobre a mesa da sala, abriu bem as nádegas me oferecendo seu botãozinho rosado e piscante.

Me ajoelhei, passei a lamber sua buceta de baixo para cima parando com a língua bem no olhinho de seu cúzinho.

A cada toque que eu dava com a língua seu cú piscava.

Lambi, lambi bastante. Cuspi, deixei bem lubrificado e comecei a torturá-la esfregando a cabeça de minha pica na porta de seu rabo.

Enfiei só a cabeça e parei.

Passei a chupar sua nuca bem forte. Queria deixar minha marca.

Com uma das mãos fazia carícia em seu grelo. Com a outra fazia rodinhas no bico de seu peitinho.

Foi só ela pedir e eu enfiei tudo dentro de seu cú num golpe forte.

Enfiei e passei a estocar com força.

ISSO, MEU MACHO. VAMOS FAZER DE MEU MARIDO UM CORNO PERFEITO.

A cada estocada Sahara dava um grito.

Foi preciso tapar sua boca para não acordar os vizinhos.

A polaca gozou entre gritos sustados e gemidos.

Parecia que estava apanhando.

Gozei junto.

No banheiro a cadela me chupou o pau novamente, virou de costas e eu comi sua buceta.

Na saida de meu apartamento fez a chupeta final dizendo para eu encher mais uma vez sua boca com meu leite, que ela queria ir saboreando lentamente até em casa.

De setembro a janeiro passei a ir a Curitiba duas vezes por mês.

Minha matriz, que vamos chamar de Celiane, não é burra, já antenada, passou a desconfiar.

Uma noite, na casa de minha mãe, no Alto Bouqueirão, em Curitiba, ela pegou meu celular e viu mensagens de Sahara para mim.

Foi aí que meu barraco começou a ruir.

Foi a partir deste momento que minha mulher oficial passou a telefonar todos os dias para minha colega amante em MAtinhos fazendo ameaças.

Dizia que Sahara não dava só para mim, dava para Adalberto, chefe de nós dois em Curitiba.

Celiane, minha mulher oficial mandou eu escolher; se eu insistisse ficar comendo minha colega Sahara em MAtinhos perderia a mesada. O poder econômico fala alto.

A situação ficou muito ruím, a ponto de eu procurar o marido corno de Sahara e cuidadosamente contar que estava comendo sua mulher.

Foi , na páscoa de 2.011, quando eu estava indo almoçar no restaurante da Bisa na cidade, que nos encontramos.

Ele, o corno, estava passeando de bicicleta na ocasião do encontro.

A princípio o cara ficou translúcido ao saber que era corno, mas com muita habilidade na colocação de chifres fui fazendo ele ver que era bom ser corno. Fiz ele entender que fiz por nove meses sua mulher feliz e agora estava devolvendo bem comida, com a buceta e o cú devidamente alagardos.

Como quem tem cú tem medo, estou pedindo minha volta para Curitiba, pois quando contei que estava comendo sua mulher, senti que no fundo o corno não era tão manso como eu esperava.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive maeca a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
24/03/2013 01:33:08
.
31/07/2011 17:26:57
Menino, que fixação é esta pelo tema corno? ótimo conto
16/07/2011 00:46:52
MARTIM42...Caro Martim, está relamente difícil entendê-lo. Muito difícil. Você é formado em filosofia? Não creio. Leia novamente o conto, ou todos eles e sinta o real inserido no contexto. Eu particularmente nao estou entendendo nada do que vc está escrevendo como comentário analitico.
15/07/2011 09:51:15
Desculpe vc não percebeu minha confusão: como vc foi capaz de relatar a preservativa do Ricardão assumindo que a história é verídica? Se for conto é fácil de perceber, se for real, difícil sem a colaboração do Ricardão.
14/07/2011 17:41:13
ROLAENTRANDO - Claro. Vivo no Paraná. Os contos que escrevo estão ligados diretamente a minha vida aqui no litoral do estado. Você quer que eu invente? Não dá, né caro leitor. MARTIM42 É, você não está percebendo mesmo. Todos os contos estão ligados explicitamente a minha vida com meu marido e o último cara que andou me comendo. Todos. Não se trata de um passo atrás não. Para seu deleite vou contar o que aconteceu comigo durante o espaço que fiquei sem marido e sem amante. Aguarde. Claro que aqui no litoral do Paraná.
14/07/2011 13:11:45
seus contos sempre acontecem no parana?
14/07/2011 09:21:16
Não estou percebendo: vc parece que está contando o mesmo conto continuamente, agora no POV do Ricardão. Só falta contar o ponto de vista do corno! Desculpe, não tem continuidade, isto é, é um passo atrás relativamente ao seu conto anterior. Esperava mais aventuras da esposa agora com consentimento do marido. Parece-me que está a "engonhar a história".

Online porn video at mobile phone


xxvibeo fudeno tatinhaconto erotico cinta ligas putapresa no cativeiro sem banho pornoxnxxxxvibeocomgordinha que dá de bruço com a b***** depiladinha gêmeashomem de canastrão chegando em casa de mulher querendo dar a b***** delaconto eroticos lésbico putinha vadia vagabunda piranha fuder tapa na cara buceta xoxotafilmes de sexo so conegao do pao grosso e negona da buceta inchada Rubiaeneto Com imagens com movumento sexoContos eroticosConto erotico a esposa gostosa recatada velho taradocervepono.compornocontoincestosminha esposa me falou q quer sentir outro pau na sua bucetacontos eróticos mulher transando com negãoconto erotico velha casada banca negao pirocudogranfina caindo da sacolaconto etotico patroa e empregada bixesual e seu esposofui encoxada no culto da igrejaVidios porno loirinha magra consegui colocar.um pau de 60m no cu xvidios.comcontos eróticos de negao c empregada domésticaVideo de pai comendo a filha e tira o cabaço cem do no yootubequero ver mulher só de calcinha fio-dental Zinha deitada de papai com as perna aberta de frentenovinhas.abrir.buzentacontos eroticos de coroas com seus inquilinossexo.mulher tranzando com o cara da pizza.braseirocontoerotico eu namorada mae e tioler contos eroticos de padres reaisflagrei minha irma traindo seu namorado e chantagiei elapornodoidosenhorabest camerasconto gay acordei com a pica do meu irmão atolada no meu cúcontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgeconto esposa peida pau comedormae deliciosa abusando de garoto a noite insestona fila para o dentista e minha pica ficou dura conto eróticoSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhasaudades faze sexo com a minhia esposapornodoidoteste de fidelidadeadvogada abrindo sua buceta no motelcheirei a bunda da gorda conto eroticomulher tem garra para aguentar o dotado no pornodoidovideos nacional gritos e gemidps de homens passivos embaixo dos machos caralhudosMulher andando de fildental arredor do homem ai depois o homem aranca no dente e gosa na buceta delaVanessa queria brincar mais não imaginava que ia encontrar pela a frente um monte de safadinhos taradosfude aforsa cracuda sapecacontos eiroticos leilapornxvideosmãe com gravidinhayoutube tarado comeusobrinhas sexaul tirado a roupa nuascuzinho mulher no comando rebola analcontos de mulheres sendo fudida com o marido do.lado em transportescropped mulher chorando no cacetecache:LX1yfsMaqggJ:zdorovsreda.ru/texto/201504548 aninha e meu tio cacetudo com foto e todos os contossvideos porno mulher tentando escapa. do pau do outro na frente do marido mas nao comsegue e corno decha"felipe e guilherme - amor em londres"contos eiroticos leilaporno dia que conheci o glory role contoAnnabelle o c****** aqui ó aqui não aqui ó p******* do c****** v************** seu viadocomo esconder do meu marido que a minha buceta ta cheia de gala de outro?ad bucetad mais petfeitas do mundoxvideo mulher passa por baixo da corda e arrebenta maiorcuiada gostosa lavando roupa so de calcinha com bucetaoContos etoticos filha rabudaporno brasileira pequei miha irma toma banho e tirei a virgindade delafoto.neta toumou calmante pra transar.com filho.virgem sangra bunda.dele choraContos eroticos convenci minha amiga a tranzar e gozei dentrodois garoto brasilero se cumendo gemendo muinto na primera vezcontos erotico flagrado pela a sogra no banhoela cagou no meu pau conto eroticoXvidiosnovinho penheta nobanheirosexoconto erótico do meu avôyoutube tarado comeu novinhas mobilizado sexaul tirado a roupa nuasFotos novinlhaa dormindo e sendol abusadaxvidio.c miha mae n siriricapadastro poen pau na boca da menininhoneide cu de ouro calcinha entrando no cuele colocou com muito carinho aquela pica enorme na minha xanafasse%20x%20pornoconto sexo cu por gustaMeu nome e quero ttansar com o Adilson meu padrastozdorovsreda.rupeguei meu irmao gay e minha irma virgem fudendo nao aguemtei cumi os doisespiabno a irma troca de roupa e tranza com ela porno.doidocontos safados coroas casadas com filhas transan com genros dotados mais vistostorei um garotinho virgem