Vivendo na India-3

Um conto erótico de katrine
Categoria: Grupal
Data: 15/10/2011 19:37:08
Nota 10.00

PUNJAB 3- DEGRADAÇÃO

Durante uns dias a vida voltou á velha rotina, até porque o Rolando esteve em casa adoentado, quando melhorou informou-me que tinha que se ausentar uns dias para ir a Nova Deli tratar de uns assuntos no escritório central, perguntou se eu queria ir, declinei o convite desculpando-me com o calor sufocante que fazia naquela época, aceitou a situação sem problemas. Vim despedir-me dele á porta quando voltei para dentro Abhaya esperava-me " Andreia tens em cima da cama um dos teus vestidos europeus...veste-o...vamos dar uma volta pela propriedade..." fui para o meu quarto toda excitada, que novas surpresas me preparara ? em cima da cama estava um vestido de linho branco comprido todo abotoado á frente, comprara-o por ser muito fresco e apropriado ao clima, tirei os calções e a camisa e vesti-o, como era muito fino e decotado as minhas volumosas mamas viam-se á transparência e quando andava quase saltavam para fora,estive para vestir soutien mas pensei " ora aqui não há mais ninguém e o Ahaya já viu tudo...". Levou-me a passar pelos jardins que rodeavam a casa, eu tinha a noção que com o sol o meu corpo era perfeitamente visível através do tecido, Abhaya caminhava enlaçando a minha cintura, de quando em vez a sua mão deslizava para o meu rabo e pressionava o espaço entre as minhas nádegas através do vestido, ao andar as mamas abanavam e os mamilos roçavam no fino linho da roupa provocando-me arrepios de excitação, ele ia indicando o nome das várias plantas, por vezes colocava-se atrás de mim e eu sentia a sua dureza contra o meu rabo, nessa altura a sua mão acariciava lentamente os meus peitos, estava a ficar molhada e pronta para a acção, virámos para as traseiras, de repente estaquei assustada os dois jardineiros Falak e Mahavir olhavam-me assombrados, tinha-me esquecido completamente deles ! estavam especados junto de uma grande árvore agarrados aos seus instrumentos de trabalho apenas cobertos por uma tanga, com o sol a bater-me por trás eu devia ser algo digno de se ver, poucos pormenores do meu corpo lhes deviam passar despercebidos, senti-me enrubescer, Falak ( um jovem adolescente ) parecia hipnotizado pelas minhas mamas, Mahavir (um velho de idade indefenida ) tinha o queixo caído mostrando uma colecção de dentes podres " Abhaya os jardineiros...o que vão eles pensar..." murmurei começando a voltar para trás, Abhaya segurou-me firmemente o braço e levou-me para junto deles " vão pensar que morreram e estão no paraíso..." disse-me sardónicamente, virei-me para ele assustada " o que pretendes fazer..." perguntei vindo-me a terrível ideia de que ele queria intregar-me aqueles dois indígenas sujos, esse pensamento indignou-me " está na altura se sentires vários homens dentro de ti..." afirmou convictamente enquanto me agarrava as duas mamas por trás , desenvencilhei-me bruscamente " nunca...és um porco...não me entrego a esses...a esses sujeitos..." olhou-me de alto a baixo abanado a cabeça " a milady é que sabe...basta dizer não...e tudo acaba..." fiquei ali com as pernas a tremer, a minha parte racional dizia-me para ir para casa, mas a luxúria que ele despertara en mim prendia-me ao chão, Abhaya falou rápidamente para os dois homens que olharam para ele embasbacados, repetiu-se de forma ríspida, aproximaram-se hesitantes ,as suas mãos começaram a apalpar-me desajeitadamente as mamas sujando o vestido branco, Abhaya deu nova ordem, Mahavir começou a beijar-me e a lamber-me a cara, o seu hálito era agoniativo " foge Andreia...vai para casa... " dizia uma voz dentro de mim, mas a minha coninha começava a ficar melada e eu não me mexi , o jovem começou a desabotoar desajeitadamente o vestido, libertou as mamas e começou a lambê-las e a amassá-las os seus olhos estavam esbugalhados, uma das mãos do velho apalpava-me entre as pernas por cima do vestido, deixei escapar uns gemidos , Abhaya veio por trás e empurrou-me pelos ombros, forçando-me a ficar de cócoras " tira-lhes as tangas..." como num sonho obedeci, ficaram nus á minha frente , Falak estava ruborizado o seu pau era de dimensões normais, Mahavir lambia-se segurando entre as mãos um instrumento ( ainda semi-erecto ) de uma grossura impressionante, Abhaya empurrou-me de encontro ao caralho de Mahavir, estaja sujo e cheirava a urina, fechei a boca e virei a cara " engole-o ou levanta-te..." gritou virando-me a cara para aquele mastro de carne, abri a boca rodeando-o o pau com os lábios, o velho agarrou-me com uma mão pela nuca e começou a bombear lentamente, a outra mão apertava uma das minhas tetas, como quem ordenha uma vaca, Falak batia compulsivamente com o caralho na outra mama e em menos de nada começou a esguichar porra no meu peito, atrás de mim Abhaya levantou-me o vestido e começou a foder o meu cu e a cona com os dedos, eu chiava de tesão já completamente esquecida da situação degradante a que era submetida, o pau do velho engrossava cada vez mais esticando os meus lábios até que começou a lançar o que pareciam litros de esperma na minha garganta, apertou fortemente a minha nuca forçando-me a engolir até que me engasquei e a langonha espessa escorreu pelo meu queixo, atrás de mim as cuecas foram-me arrancadas com um puxão " está toda molhada milady...quer a coninha preenchida...não é ? observou Abhaya continuando a estimular-me com os dedos, por essa altura eu já perdera toda e qualquer dignidade, precisava desesperadamente de ser fodida " sim Abhaya sim...sim...fode-me...por favor...por favor..." Mahavir havia-se deitado na relva o seu pau mantinha-se erecto " monte-o milady...é todo seu..." ordenou Abhaya com um gemido de prazer encavei-o de uma só vez dentro de mim, a minha cona recebeu-o com prazer, comecei a cavalgar desenfreadamente " AGHHH...AGHHH...sim...sim...oh é tão grosso...sim...arregaça-me toda...toda..." como se percebesse o que eu dizia o velho agarrou-me as ancas e começou a mexer a pélvis ao ritmo dos meus movimentos, Falak colocou-se atrás de mim e enterrou-me o caralho no cu com o entusiasmo da sua juventude, gritei de dor, mas esta logo desapareceu substituida por um prazer intenso, Abhaya colocou-se á minha frente e começou a bombear o seu pau na minha boca, comecei a ter orgasmos sucessivos, gritava e chorava de puro êxtase, os meus machos vieram-se dentro de mim enchendo os meus buracos com o seu semen, quando me largaram fiquei caída no chão, rodearam-me continuando a masturbar-se para cima de mim enchendo o meu vestido e corpo de esperma, Falak na força da sua juventude estava de novo teso, deitou-se em cima de mim e penetrou-me, molhada como estava a minha cona recebeu-o fácilmente, ele martelava-me com todo o vigor, as suas mãos amassavam as minhas tetas, coloquei ás pernas á volta da sua cintura e comecei a acompanhar o seu ritmo " AGHH...sim...fode-me...fundo...mais fundo...aghh..." gritava eu como uma perdida, o velho estava exausto encostado á árvore, mas Abhaya trepou-se por cima da minha cabeça e começou a foder brutalmente a minha boca, parecia que me ia arrancar a cabeça " puta...grande puta...arrebento-te toda...toda puta...AGGHHH......engole " recebi nova carga de porra na garganta, Falak gozou dentro do meu útero grunhindo descontrolado. Abhaya ajudou-me a levantar, estasa dorida mas satisfeita como nunca " vamos milady...eu ajudo-a...precisa de ir descansar...tenho grandes planos para si..." atordoada deixei-me guiar como uma criança, no quarto olhei-me ao espelho nada restava que se parecesse com a orgulhosa Andreia Magalhães, tudo o que eu via era uma mulher desgrenhada, com a roupa suja de terra e esperma, que lhe escorria igualmente pela cara, coxas e nádegas .


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive katrine a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
17/10/2011 11:13:34
Suas aventuras são maravilhosas!!!!!!!!Continue á aprender como ser uma mulher plena!!!!!!!!!!!!
16/10/2011 13:48:21
ola de novo... parabens... estou adorar a nova temporada dos seus contos... isto promete!!! obrigado por nos presentear com tanta sensualidade... um beijinho do seu fa numero 1 Bruno Rocha

Online porn video at mobile phone


Conto porno da pequena solangePutaria brasileira puta da a a fortãocanto eróticos brutal e escrotomulher dano cuzinho de fildental a toladoencostei meu pau na bunda da minha irma ela ficou brava xvideofilho deseja sua mãe pelada dormindo para poder comer ela com a b***** toda arreganhada e melecada de tanto gozarconto erotico gay com padrasto velho coroa grisalhoTaradinha louca pra pega no pau do tiu contosTelamengens te.gosto muitotati traindo marido com bombado na academiavídeos pornô com novinha gostosinha Sukitaxisvido cruzametoxvideos com rabunzelpano vidio garotas com bucetas jigantezoomfilia com eguafilha fodendo com pai na excursaoComo se escreve “ manda video porno ” em inglesnalvinha fudendo com homem mas velhorSou mulher casada meu compadre me fodeuporno xvideo empregd d bundona grande pratao tarado safado passando a mao na bunda da empregada sem ela deixagostosa.foi.faser.xixi e.tarado.atacolcontos eroticos de jovem transando menstruadas com o professorxisvido tia sobria dorminosexo quente incestomadrasta vendo futebol na tvcontos incesto mae gts conto gay guilherme e felipecontos eroticos. bi femininodei o cu pro diretor gay contosvídeos pornô com novinha gostosinha Sukitanegão com uma chapuletada pomba muito grande enfiando em loira gostosaporno conhecendo minha primacontos neta da minha vizinhapegando cachorro na rua pra praticar zoofiliabaixado xvidio mulher chpado rola no banheiroenfiando o dedo na viver a na praia de nudismocontos eiroticos leilapornXvideos. Esposinha de vestidinho piscando a xerecaeu, minha namorada, mae e tio contoeroticocasasdoscontos 49/54xvideo com cabelo da depilação gradinho gozadaContos eroticos gay o engraxatexvideo brasileiro onde tia dorme mais sobrinho na mesma cama nú acarradoscontos eiroticos leilapornmorena dando uma gozada grande de vua cala pra simaContos de coroa chatagiada pelo sobrinho e gostandodei minha esposa santinha a um comedorgozando na entrada da bucetinha minúsculas de frango assado bem devagarsafada ergue.a.saoa.empina.o.rabo para levar gosadamulhermetendo a mão rodunha na bucetapadrasto cavalomundobichacavalovidio porno piqueno conhadanovinha dando pauzudi com cazelinanovinia gozandocontos herotico eu tem fichen peido e cu eu amoContos porno,gostosa transou muito com moto taxicontos esfolei o anus da mamae bebadacontos eroticos.fui tomar banho com meu ermaozinho e nao rezisti ao ver seu tiquinho duxvideo firmozaxvidio louco desejo vestidinhocontos eiroticos leilaporncontos de esposa piranha corno manso esculachaDoxxvideos tetano fuder a coroar brasireraponodoido sexo anal a tres negoes pintudo e uma loira viciadacontos de noiva putinha corninho safado tito caralhudocontos eroticos de evangelicas metendopornodoidolucianacontos eróticos gay cunete entre molequespca groca cabecuda gozando dentro video pornoxvideos liberei a vagina para um eteroesposadis pra marido voce deicha outro homen me chupar e comer minha. bocetax video de porno entiada vadia novinha espera sua mae sai e deixa seu padrasto comer ela de sainha so de fildendal por baixoMeu nome e quero ttansar com o Adilson meu padrastoxvdio Miguel Falabelafudendo a ledinha relatos