Orgia na fazenda - Devorada por pai e filho

Um conto erótico de Izis Egpcia
Categoria: Grupal
Data: 26/10/2011 13:50:59
Nota 10.00
Assuntos: Grupal

Já estava na fazendo do tio Carlos a quase uma semana e continuava sendo muito bem servida, de um lado Tia Miranda e minha mãe me enchendo de mimos e cuidados do outro meu adorável tio Carlos satisfazendo-me sexualmente, ele era incansável e eu estava adorando tudo aquilo, em casa me portava como uma boa moça e nos celeiros e recantos da fazenda libertava a puta que existe dentro de mim. Carlinhos meu primo começava a dar sinais de que percebera que algo acontecia e por diversas vezes me cercava exigindo resposta, “Onde esteve hoje pela manhã?”, “Você sumiu depois do jantar, onde estava?”. Eu me privava apenas a olhá-lo com um sorrisinho de malicia, o que aumentava ainda mais sua curiosidade sobre meus repentinos sumiços, mal sabia que nessas horas eu me tornava a putinha do seu próprio pai.

Tio Carlos era um espetáculo no sexo, um verdadeiro mestre, sabia usar as mãos como ninguém e me deixava louca, mesmo na frente dos outros ele sempre dava um jeito de se aproximar e me falar algo no ouvido me enchendo de tesão. Mais, com as constantes indagações de Carlinhos, passamos a tomar mais cuidado para não sermos descoberto o que aumentada ainda mais nosso tesão.

Carlinhos me seguia pela fazenda, estava sempre por perto, nos últimos 2 dias escapa tinha ficado cada vez mais difícil, um verdadeiro jogo de gato e rato que claro, me excitava bastante. Quando enfim conseguia escapar dos seus olhares atentos e me encontrava com meu querido tio nos entregávamos a um sexo cheio de selvageria e desejo.

-Saiu novamente ontem à tarde não foi? Te procurei mais como sempre, você havia sumido, como num passe de mágica. – Disse Carlinhos na mesa do café da manha.

-Fui dar uma volta, gosto dos ares do campo. – Respondi com sarcasmo.

-Queria muito mesmo saber aonde você vai. Ninguém a vê em lugar algo – Insistiu

-Ora Carlinhos deixe sua prima tomar café em paz, para de fazer tantas perguntas, não há nada de errado em passear pela fazenda. - Disse tia Miranda recriminando a atitude de meu primo que, sem opção, mais uma vez ficou imerso em suas duvidas, ele parecia obcecado em descobrir algo.

Depois do café fui para a piscina, o dia estava lindo, sentei-me relaxadamente em uma das cadeiras vestia uma dos meus minúsculos biquíni, alguns minutos depois Carlinho aparece quebrando o silencio e a monotonia do lugar.

-Você esconde algo, eu sei, e eu vou descobrir. – Disse insistente, eu sorri maliciosamente.

-O que vc acha que tem para descobrir. – Perguntei aproximando meu corpo do seu.

-Não sei, mais sei que você esta fazendo algo, provavelmente com alguém que não sou eu. – Respondeu arrancado um sorriso mais expansivo de mim

-Ai Carlinhos você me faz rir.

-Mais você esta não esta?

-E se eu estiver? – Perguntei desafiadora

-Se estiver eu quero também. – Aquela insistência do Carlinhos me deixou muito excitada e uma súbita idéia passou pela minha mente, me imaginei sendo possuída pelos dois, por pai e filho.

-Quer mesmo descobrir?

-Claro

-Então ta. – Segurei Carlinhos pela mão e sai puxando.

-Pra onde você vai me levar.

-Fique quieto e cala boca, você quer descobri então eu vou mostrar. – Não queria falar nada, nada que me fizesse desistir da idéia, segui firme com o propósito de finalmente revelar meu segredo e ainda faze-lo participar de tudo. No caminho liguei para o tio Carlos pedindo para que ele fosse para lá.

-Para quem você ligou?

-Já disse pra calar a boca. – Chegamos ate o celeiro. -Fica aqui só sai quando eu chamar. – Carlinhos obedeceu e ficou escondido atrás de um velho trator abandonado no celeiro.

Não demorou muito tempo e tio Carlos chegou já logo me abraçando tirando a minha roupa e caindo de boca nos meus seios mamando com desejo.

-Muito gostosa essa putinha do titio. – Tio Carlos se levantou baixando a calça a liberando o objeto dos meus desejos, aquele pau enorme que eu tratei de devorar, lambendo das bolas ate a cabeçorra que sugava com força de tanto tesão, fiquei ali de quatro chupando o membro do meu tio, de repente senti alguém passando a mão em minha bundinha era Carlinhos.

-Era esse o seu segredo. – Disse Carlinhos – Você ta dando pro meu pai? Então era isso? – Apenas consenti com a cabeça sem parar o que fazia. Tio Carlos não pareceu nem um pouco surpreso com a presença repentina de Carlinhos

-Ah pai você bem que podia ter me contado neh? Afinal não ia ser a primeira vez.

-Ah filho uma mulher dessas quem é que quer dividir.

Eu ri maliciosamente entendi de pronto que aqueles dois já haviam dividido uma mulher antes e fiquei ensopada com a situação.

-Você só não pode contra pra ninguém. - Disse fazendo manha.

-Calma cabritinha, ele não vai contar pra ninguém, eu e Carlinhos gostamos de dividir, fique tranqüila e relaxe. – Disse tio Carlos.

-E relaxa linda, vamos começar logo essa festa, vira logo esse rabinho gostoso pra cá.

Carlinhos falou já me puxando e me deixando de quatro, obediente inclinei meu corpo sobre uma sela deixando minha bundinha completamente exposta para aqueles dois machos e comecei a acariciar levemente minha bucetinha que estava completamente ensopada, gemia baixinho enquanto me penetrava com meus dedos, afastando bem as nádegas. Carlinhos aproximou-se de mim lambendo meu cuzinho, finalmente seria possuída pelos dois e aquilo me excitava ainda mais, Ele cuspiu no meu radinho lambendo e enfiado os dedos na minha bucetinha abrindo bem e gemendo palavras desconexas, enfiou dois dedos no meu cuzinho abrindo bem e o preparando para o que viria, enquanto isso Tio Carlos observava alisando o pau já rígido, aproximou-se de mim e enfiou todo aquele membro em minha boca.

-Mama cabrita mama gostoso vai.

Sem cerimônias abocanhei todo aquele mastro enquanto tinha minha buceta explorada por Carlinhos.

-Eu vou comer essa bucetinha linda. - Disse já enfiando seu pau na minha cavidade me fazendo gemer com suas estocadas rápidas e profundas, continuava manando Tio Carlos e meu primo me penetrava dando tapas em minha bunda que já queimava. Ele tirou seu pau e começou a chupar novamente minha bucetinha,

-Vem vamos trocar.

Agora era Tio Carlos que me penetrava enquanto Carlinhos enfiava o pau na minha boca me fazendo quase engasgar.

-Chupa tudo vadia.

Tio Carlos estocava forte e Carlinhos me segurou pela cintura me empurrando contra o mastro de tio Carlos fazendo com que ele me penetrasse ainda mais fundo. Eu gemia feito uma cadela no cio sendo completamente deflorado, Carlinhos me segurou pelo pescoço empurrando minha cabeça contra seu membro eu estava descontrolada chupava loucamente seu mastro tomando tapas e puxões de cabelos.

-Deita aqui deita piranha. - Disse Carlinhos deitando no chão - Senta aqui senta, senta no meu colinho vai.

Obedeci e logo comecei a rebolar naquele mastro. Tio Carlos empurrou meu corpo para frente e invadiu meu cuzinho senti uma dor indescritível, tinha pela primeira vez meus dois buraquinhos completamente preenchidos e embora sentisse dor o tesão não me deixava parar Tio Carlos socava forte em meu cuzinho me puxando pelos e apertando meus seios enquanto Carlinhos estocava lentamente em minha buceta. Eu gemia desesperadamente.

-Troca Troca - Disse Carlinhos. – Vira ela vai. – Tio Carlos me levantou e me fez virar me deixando de frente para ele e me sentando novamente e encaixando o pau de Carlinhos no meu cuzinho abriu bem minhas pernas e enfiou seu cacete em minha bucetinha eu gemia de tanto prazer a sensação de ter dois homem era maravilhosa, a dor se misturava ao prazer, Tio Carlos sugava meus seios enquanto minha bucetinha era devorava por seu pau, estocou mais um pouco e levantou enfiando seu pau em minha boca novamente Carlinhos continuava estocando em meu cuzinho e enfiava os dedos em minha buceta me abrindo toda eu comecei a chorar de tanta dor e prazer.

-Chora vadia, chora com meu pau dentro do seu cu vai.

Tio Carlos me puxou tirando-me de cima de Carlinhos e me pós de lado no chão enfiando seu pau em meu cuzinho, Carlinhos colocou seu pau em minha boca e mais uma vez eu mamava enquanto velava estocadas no meu cu e tinha meu grelhinho massageado por Tio Carlos, ele estocou mais forte me fazendo gozar, meu melzinho escorria pelas minhas pernas, fiquei toda mole, Carlinhos me segurou enfiando seu pau fundo em minha garganta e rindo quando eu engasgava,

-Deixa ela me chupar agora vai

Meu tio enfiou o pau em minha boca e Carlinhos voltou a socar em minha bucetinha que já estava carente aquela altura, socou forte enfiando os dedos em meu cuzinho enquanto eu mamava em outra rola.

-Vamos encher essa cachorra de leite vai. Levanta vadia.

Eles me levantaram e me fizeram ajoelhar mamando nos dois membros e os punhetando Tio Carlos foi o primeiro a gozar enchendo meu rosto com seu liquido espesso depois foi a vez de Carlinhos que gozou em meus seios me dando um verdadeiro banho de esperma.

-Era isso que vc queria não era putinha – acenei afirmativamente com a cabeça enquanto lambia meus dedos sujos de espermas, eu continuei parada ajoelhada passando a mão em meu corpo e lambendo o que eu conseguia aproveitar do leitinho que ficara em meu corpo.

Deitamos os três no chão exaustos, meu cuzinho latejava mais estava completamente satisfeita.

Levantamos-nos e fomos os três pro açude que ficava atrás do celeiro e onde ninguém aparecia, tomamos banhos e iniciamos mais um seção de puro sexo. Transamos os três a tarde inteira, ora com um, ora com outro, ora com os dois.

Foi mais uma das deliciosas tardes que tive nas minhas férias inesquecíveis na fazendo do meu tio.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Izis Egpcia a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
03/11/2011 19:11:05
Delicia de conto, eu adoraria te banhar inteira com a minha porra também. Se um dia quiser fazer algo além de uma conto meu email é Beijos!! Nota 10.
26/10/2011 18:40:43
Dez delicia mim fez gozar gostozo aqi parabens
26/10/2011 15:47:43
muito bom uma delicia ai se eu te pego ai ai se eu te pego me add ta bjos

Online porn video at mobile phone


Calcinha cheirosa da filhinhacontos eroticos esguichadeiracontos eroticos.sou crente e putinha da buceta inchada.Contos eriticos putinha do meu cunhado bem dotado parte3xxxvideo .com cagando gostosofotos cu ebuçeta cheia de poraxvedeo conto erotico a forca no onibusvideos mulher madura com vagina peluda cheia de espermapadrasto fica louco quando era antiga das Calcinhasxvideo homem erra o buraco e toma empurraomulher fode a amiga a força amarra ela na cama sem elaquere porno doudoxvideo ela esguichou porra quando cumi o seu cuAliviando os funcionarios contos eróticosbaixar videos porno em portugues idioma em portugues mae dando pro filho na frente dos parentes que chegaram de viajem e foram pra casa deles mae dando a buceta pra eleabraçando por trás incesto relatocontos eróticos gosei no pal do sogro taradonovilhos e velho gay atrasando Conto.erotico sogra tatoadacontos eiroticos leilapornprica cavalame abandona grandona da n***** moreninha virgem recebendo na bunda e sangrandoassistir uma piriguete trepando pela primeira vez coleirinha e virgemconto paguei multa cu aregacadocontos eróticos irmãscontos: consegui convencer minha esposa ao culckoldingxxxvideosporno no teto ou na pissinaxvideos safada dirigindo e batendo punheta p pistoludocontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgeConto o meu tiu gozo duas vezis no meu cuzinhoXvideos garotas dificultando para arrancar o cabacinho da bucetinhaeintiada transano con seu padrasto ei vido caserocontos euroticos trai meu marido com o meu chefe na festa da empresa para ser promovidacasada d saia metendinasauna corroas inseistosexo pornô grátis baixar para trabalhar filho faz sexo com a mãe gostoso mete gostoso dando linguada nela né tipo de mesa mãe gosta deixa gozar dentrovideo porno pega secretaria bricando ca xoxota na livrariawww.casadoscontos Negra escraviza brancapornor doido batendo poleta na varanda homemMeu Delegado-Contos Eroticos zdorovsreda.ruSo grafida sendo encochada no trem xvideo comimagens de mulheres infiandos objetivos na bucetaPicudo fudendo cu da doida no barraco searchbuceta porno vidios mulher vestida de mamae noeu engatada com cachorropornô marido broxa uma mulher dá para Oicontos eiroticos leilapornnao resiste as investidas do meu genro contoconto erotico funk peladafotonovelas sexo transando cm a esposa e cunhada juntoscostos eroticos madrasta come cu de enteado com pintoo homem pegando a mulher traindo ele em casa lavando secando a madeira no rabinho delafui acampar com amigos e minha esposa contomulher casada se ensinuando para negao ate ele nao resistirconto erotico gay fui obrigado a virar travestiXvideos branquelas larga inxiridameu primo me pegou cagando e comeu meu cuzinho me chamo vanessacunhada ajuelha na frente do cunhado e engole rolaesesso de leite no cu www.putariabrasileirabarriguda trepanfoAliviando os funcionarios contos eróticospilha de vestido deu bobera com papai e a pica gozou na pomba porno inosentevizitou a. amiga levou foi rola x videosvideos dotado na praia de nodimonovias gpstosascontos erotico de puta dando da a buceta pro mendigoconto erotico motorista do ubercoloquei duas bolinhas de golfe na bucetaPerdendo cabaco com pai contosfoto devigilante pintudohomem safado alucando irma ate fudeconto erótico velho vizinho me arrombouconto lavador de carro pauzudoxvideofude a velhapau grosso atolado cuda lindinhaencontrar casadafonequero ver novınha que sao empregada fudendodando apora desse cabaçoconto erotico a pequenininhavideo porno de morena com blusa laranhadaConto porno de incesto de pastosogra fazendo sexo selvagem com o gel da pica cabeçudacontos erdicos gay evangelicosMulher fasendo croche e dano cu pornoxvideo qrebado ucabasuconto erotico gay negao dominador gosta de maltratar viado brancopornodoido se surpreendendo com pal do irmaovídeo de pornô daquelas negras de shortinho branco e short beija-floramor, você está querendo ser um corno manso? É isso que meu lindo quer?