Duas encoxadas com gozadas numa mesma manhã

Hoje acordei bem cedo porque tinha cliente no meu consultório fixo, tenho atendimento as 8hs mas como vi que estava chovendo e teria que ir de metro e ônibus resolvi acordar bem cedo, 5 horas eu já estava terminando de tomar banho. Coloquei uma saia branca longa, uma blusinha de alça rosa, uma jaqueta por cima e calcei um scarpin pra deixar meu bumbum enorme bem pra cima. Sai de casa de cabelo molhado ainda, subi a rua de casa e cheguei no ponto de ônibus, ainda estava escuro e lá estava uma senhorinha e um cara meio estranho que me comeu com os olhos. Adoro provocar e então me apoiei no ferro do ponto de ônibus deixando minha bunda dividida, ele que estava do meu lado foi mais pra trás com certeza pra olhar minha bunda gulosa. Uma hora virei pra reclamar da demora do ônibus e vi que ele estava com a mão sobre o pau, eu virei com os olhos já na linha da cintura dele, vi a cena, subi meus olhos, olhei em seu rosto com cara de desaprovação e voltei a olhar pra frente e na sequencia apertei ainda mais minha bunda contra o ferro.

Minha bunda estava tão dividida e ela é tão grande que o mastro do ponto de ônibus praticamente sumia no meio dela, mas dai a chuva apertou, tive que desatolar minha bunda do mastro, fui para mais dentro do ponto, foram chegando pessoas e mais pessoas, o ponto foi enchendo e as pessoas se espremendo e nada do ônibus chegar. Começou um vento e a chuva começou a vir de lado e a cada rajada de vento as pessoas se aproximavam mais, fui ficando espremida e quando me dei conta senti que estava colado no tarado que olhava minha bunda, prensei ele contra o luminoso do ponto e a cada rajada eu mexia gostoso. Nisso minha calcinha foi entrando dentro da bunda e seu pau por dentro da calça quase rasgando, começou a esfregar no meu cuzinho, o ponto estava tão cheio que ninguém conseguia perceber, vez ou outra eu olhava de pra tras com cara de brava, nojo, e o safado continuava com o pau bem duro e eu ficando cada vez mais molhada.

Já era 5 e 40 e nada do ônibus, o ponto ainda mais cheio e a chuva bem forte, não dava pra se mexer, aproveitei então e fiz algo delicioso, coloquei minha mão pra trás e achei a coxa dele, empurrei um pouco sua perna e ele se afastou nisso minha mão subiu até seu zíper e baixei, enfiei dois dedos entre o buraco do zíper tentando sentir a cueca e tira-la, ele entendeu o recado, voltei com a mão pra frente, senti ele se mexer atrás e finalmente percebi que seu pau estava de fora, coloquei uma mão de cada lado da minha bunda e abri na sequência fui com tudo pra tras, a cabeça do seu pau estava acertando entre minha bucetinha molhada e meu cuzinho faminto, dai levemente comecei a mexer, procurando um encaixe. Nesse vai e vem a cabeça do pau já começava a encontrar meu buraquinho traseiro, e com as mexidas a calcinha foi ficando de lado, até que senti a cabeça do pau dele entrar ali, com saia e tudo, me rasgando e eu sem pode me mexer gemer, nem nada, a cabeça grossa estava me arrombando ali no meio de dezenas de pessoas que nada viam, a chuva engrossava, agora eu começava a rebolar bem devagar tentando fazer com que entrasse mais um pouco, eu continuava olhando feio para ele, safado, dai então senti algo muito quente em mim, o safado tava gozando na minha bunda, dentro do meu cuzinho, sujando minha saia de porra quente e grossa, apertei ele ainda mais, senti seu pau amolecer e dai vi que ele se ajeitou guardando o pau. Agora eu estava escorrendo de tesão na frente e melada de porra na parte de trás da saia, sorte que eu tinha roupa reserva pra usar quando chegasse na clínica. Nem bem ele tirou o pau amolecido e o ônibus chegou, foi aquele inferno para entrar e eu percebi que minha saia estava molhada e isso a deixava transparente, e quem quisesse ver minha minúscula calcinha lilás não teria esforço.

Entrei no ônibus, pra variar muitos homens olhando minha bunda que já é grande, arrebitada com o salto e ainda transparente de chuva, percebi que alguns mexiam no pau enquanto me olhavam, só tinha eu de mulher nova, o resto senhoras de idade. Desci no Sacomã e fui pro metro, no caminho muitas mexidas, e quando desci na plataforma dei uma percorrida pra ver se tinha mais algum encoxador disponível, vários com cara de tarado mas percebi que um me seguia, dai parei, ele parou próximo a mim, me olhando com cara de tarado, eu olhei com desaprovação. Entramos no vagão e já fui para um canto me apoiar (aquele metro antigo que dei uma portinha de motorista) fiquei ali, dai ele veio pediu licença e ficou atrás de mim. O metro foi enchendo e na outra estação já estava completamente lotado com pessoas não conseguindo mais embarcar, todo mundo se apertando e pra variar problemas no metro faziam com que ele ficava parado mais tempo entre as estações (alias que eu adoro ser encoxada amo esses atrasos do metrô), o safado atrás de mim era tão puto que teve a cara de pau de colocar a mão nas minha cintura e me puxar de leve pra tras, puto! Estava de calça de moletom e senti um pauzão duro e grosso me querendo, olhei feio pra ele, e ajeitei meu bumbum, abrindo pra deixar encaixar, ele sussurrou algo no meu ouvido mas nem dei bola, o metro tornou a andar e ele me encoxando com força e o mais incrível é que ninguém percebe, quando o trem voltou a andar fui pra tras com tudo e de novo senti algo entrando em mim, Estação Santos-Imigrantes, mas gente entrando e o safado forçava o pau pra entrar, tava me machucando afinal tava de moletom, e eu sentia que entrava calça, calcinha, saia, tudo no meu cu e eu sem pode me mexer, falar nada, Chacara Klabim, e ele continuando e até que chegamos na Ana Rosa, todo mundo desceu, ele saiu de tras de mim e saiu com pressa, eu passei a mão na minha bunda e senti, levei outra gozada.

Coloquei a bolsa mais pra trás pra disfarçar, fiz a baldeação pra Santa Cruz e fui para a clínica, ainda não tinha ninguém e deu tempo de trocar de roupa, tive que colocar uma legging branca (pq o trabalho exige) só que minha calcinha estava sem condições de uso, toda gozada. Iria ter que passar o dia sem ela. Duas encoxadas com gozada na manhã, espero que tenha mais hoje no final do dia.

[email protected]

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
27/12/2018 10:43:38
me chama no email
26/12/2018 08:51:46
Nós que somos bundudas sofremos muito com isso nao é!? rs leia os meus relatos publicados também. (apelido no site: belladona)
uem
16/03/2017 20:42:14
que muito te encoxa bem gostoso dar uma boa gozada no seu lindo rabo
14/11/2016 12:03:01
adorei seu conto pego todo dia a linha verde se quiser
12/02/2016 17:50:24
Sua bunda deve ser incrivelmente grande e linda, me manda umas fotos dela. Vou procurar você em todos os metrôs até achar e poder te encochar:
09/02/2016 03:11:29
Eu adoraria ver o tamanho do seu bumbum vc pode me mandar fotos ps: adorei seu conto fiquei com muito tesão
18/07/2013 10:59:21
Esqueci ate do meu email
18/07/2013 10:58:21
Oi eu adoro ler seus contos eles me deixam com muito tezao mas em tds vc mensiona sua bunda grande vc poderia manda fotos suas para meu email nao aguento mais ficar imaginando.
18/12/2012 19:10:11
Meu nome é Rubia, adorei seu conto. Tenho um conto publicado aqui. "A procura de um amante". Também tenho um blog só com fotos eróticas e muitas coisas relacionadas a sexo. (rubiaebeto.comunidades.net) Um beijão pra você.
17/12/2012 21:17:09
Delicia delicia delicia. Uma tentacao em corpo de mulher, adorei. Bjos
17/12/2012 18:53:54
Ótimo conto, tenho uma fantasia enorme em gozar encochando uma gostosa assim, mas fico meio receoso, gozei lendo seu conto. Parabéns.
17/12/2012 15:55:31
Que delic aminha gata, quero encontrar voce no ponto do onibus minha tesuda. Quer ler meu conto??//kn.remontotdelka62.ru/it/texto/
17/12/2012 14:28:20
esse conto não tem nada de fantasioso, pois já gozei numa bundinha gostosa no metrô. sua narrativa está deliciosa, muito bem desenvolvida. 10.

Online porn video at mobile phone


incesto com meu vô contoscontos eroticos o nascimento dos peitinho da maninhagayxxvidepROLA CABEÇA DE COGUMELOCOM NOVINHA XVIDEOconto gay o Doce nas suas veias capítulo 2leitinho do papai contos inocentevideo de menage com a esposa e a comadrecontos eróticos adotei 2 meninas negras putinhascarolzinhabaixinhatrepanodeposito de porra molecadameu padrasto me vigiava tomar banho um dia ele comeu meu cupique esconde menina pics pornô de menina menina meninaContos picantes ainda virgem fui abusada por um entregador velhopor capricho vídeo pornô para mim cara o negão do pinto 26 de 65 aí na b***** da menina moreninha novinha gostosinho que tem aíencochadas na multidaoestupro esposa contos eroticosabaixa vídeo de sexo do escrava comendo a fazendeira no sítiomeu tio roludo arregaçou minha jovem esposa rabudaContos de caseiros negros idoso bem dotado comendo cu de patroas brancasmotorista de onibus que molhou a buceta de tanto prazer em dirigirfiume porno brasileroxvidio com mocabiqeler contos eroticos menagepinto nao entra na cetinh apertadinhnovinha fazendo exame toxicológico xvideos.comVoltei arrombada e cheia de porra mostrei para o cornocontos de nora da vizinhaMora fodir o sogro coroaEu sou domestica eu dei a buceta para meu patraosexo.dormiu.ma.casa.do.aimgo.e.acordo.com.o.braruho.do.amigo.fudemo.com.a.irmacomendo a buçetona da minha irma enquanto a mae passaContos meu pai me comeu com o consentimento da minha maebaixar xixi pornô caseiro marido vai trabalhar mulher chama mecânico arruma carrovideo que a menina deu sinifero para boneca dormirVidio porno xvidio com irmeo dando a buceta para irmao sonabolosexo contos eroticos comi minha prima d menor nordestinafudeu ate o cudela tento fujir nad bebadaconto erotico ela passou a lingua na.minha buceta do grelo ate o.buraco da.vagina e enfiou a linguafilho voyeur contox video comendo a irma moravamos sozinho na casa eu e elacontos eroticos Nao mexa nas calcinhas da mamae parte 2arrombando o cu da luzia contosconto anal crente bundudaSodomizando mae e filha contosxvideos encochei mha irma na festaxxx videos porno irmao fudendo a irma a foca e igravidando elaContos erotico pai gay viaja com o filhoxvidreo neta maeconto erótico de mendingoporno brasileira envolvendo ninfeta no celeiro da fazendaContos pornos-fudi a mendigacasadoscontos espiando a.siriricaporno tarado castigando buceta visivelmenteEMYRZ- CASA DOS CONTOS EROTICOSxvideosbrasileiras peittContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas dormindoamigo da bebida. meturado com sonifero porn gaycontos de sexo depilada na praiabaiana lavano a bucetonawww.pornodoido meninas no beijo na boucafilha adotiva safada com mae e pai contosesposinha pagando pepequinha no xvideosxnxx porno gey contos eroticos novinho pegando priminho no riachoVendedora gostosa do shoppingconto sou casado e adoro um plug anal inflavelfode_me mas esporra_te fora da conasó crente contoeróticospornô.comvoleiexcitadocontos eróticos deiminhabucetapromeu filho menor depois que cheguei daacademiaXvideos. Esposinha de vestidinho piscando a xerecaxvidio gainhameu namorado quer fazer sexo comigo menstruada conto eroticoxvideo novinha xuveradaXvideos... Humrumconto erotico minha filha se acidendo eu tive da banha nelaorgia na casa de swing mulheres enfiando a b***** nas ruas por trás das paredessexo pornô grátis o filme mete a rola na mãe chupa a b***** fofinha dela gostosa e ela goza gostoso na língua da filha sozinha g*************ensopando o cuzinho com gelquero ouvir contos eróticos bem gostoso com freira no conventocunhada transa com cunhado enquanto a irmã joga vídeo gameprica cavalaconto eroticom boa noite cinderelaxvdeos de sexo de mae ver o filho dormndo e da o cúnovinho com jetinho de viado levou pau grosso no cu e adorou contosFoderam a minha namorada para pagar divida contocontos eroticos/comeu novinha peludinhaconto erótico velho vizinho me arromboucontoerotico.com.br/contos/amamentando-o-gostosao/itravesti Levanta a mini-saia e senta na chapeleta do negãoconto porno amor em londresuma piroca cabecuda e cheia de veia me arrancou sangue do meu cu contos eroticominha mulher tatuou a dama de espadas na bunda contos eroticosesposa pelada curva para pegar sabonete marido pirocudo come cu dela semela espera ela gritahistórias reais de pedreiros que fuderan as mulheres do patrão