Estupro no matagal

Um conto erótico de PeludoMG
Categoria: Homossexual
Data: 07/01/2014 21:45:43
Nota 10.00

Chamo-me Nelson, tenho 43 anos e divorciado a cinco anos. Sou Moreno claro 1,80 de altura, 75kg , ou seja , corpo normal. Irei narrar uma história que aconteceu no inicio de Dezembro de 2013 com meu filho e eu.

Nos meses de dezembro e julho o meu filho vem passar as férias escolares comigo em Belo Horizonte, já que o mesmo mora com a mãe em Boa Esperança , Minas Gerais. Além da comemoração da formatura do ensino médio, estaria comemorando com o meu garoto, Felipe, o aniversário do décimo oitavo ano de vida. Isso mesmo, Felipe estaria entrando na maioridade brasileira.

Felipe era moreno claro, tinha a estatura de 1,65 no máximo (neste caso acabou puxando a mãe que era baixinha) e tinha em torno de 78 kg. Ele era um menino gordinho, nada muito exagerado. O meu primogênito nunca foi de falar muito, era calado o tempo todo e sempre conversávamos coisa frívola, nada muito pessoal. Confesso que precisava estar o tempo todo puxando assunto para não ficar no silencio, na solidão acompanhada. Cheguei à conclusão que ele era um garoto muito tímido, nunca me falou nada sobre namoros, baladas e afins, coisas da idade pela qual estava passando.

Na primeira sexta feira de dezembro fui busca-lo na rodoviária de Belo Horizonte, já que o mesmo tinha fechado o ano letivo e já poderia comemorar a tão merecida férias. Saindo da rodoviária, com o transito ruim, passamos na loja da MC Donalds na Savassi para comer alguma coisa, já que não deu para eu preparar nada no meu apartamento.

Enquanto comíamos conversamos sobre a graduação Universitária a qual ele gostaria de fazer, sobre seus planos de vir morar comigo durante a realização da faculdade Etc... Perguntei se não quebraria nenhum coração feminino com sua partida, ele muito timidamente disse que não. Voltou novamente para o seu casulo, seu mundo interno. Seu olhar que antes era alegre e animado tornara-se triste e distante.

Chegando ao meu apartamento, ele foi desfazer a mala enquanto fui tomar um banho devido o intenso calor que fazia no dia. Logo foi a vez dele de se banhar, porém, como tinha esquecido os meus chinelos dentro do banheiro, bati na porta e perguntei ao Fê se não poderia entrar para pega-los. Resposta negativa, não deixou entrar para pegar e com o tom ríspido disse que quando ele saísse do banheiro eu poderia entrar.Não foi muita surpresa para mim, ele era muito tímido, como já havia salientado, e nunca trocava de roupa na minha frente, ou de qualquer um. Já saia do banheiro vestido, nunca na toalha.Clube? Nunca foi e se recusava a ir.

Sempre o incentivei a praticar algum esporte para melhor o corpo, deixar de ser um pouco gordinho, assim poderia ficar um pouco mais desinibido. Sempre achei que tinha algum problema com o corpo. Acho até que nunca tenha ficado com uma garota ou garoto. Para mim ele era virgem...

Enfim, sábado à noite fomos a uma churrascaria perto do bairro funcionários para comemorar a sua chegada. Por volta de 01:00 da manhã estávamos seguindo para casa quando fomos interceptado por outro carro, um fiat pálio vermelho, naquele momento não acreditei no que estava acontecendo... Durante os anos em que morei nesta cidade nunca havia sido assaltado.

Do carro desceu 3 meliantes . Um era careca de no máximo 1,70 , branco, forte e bem desbocado. O outro tinha os braços todo tatuado, altura de mais ou menos 1,80,moreno claro e magro. O último era negro, forte e usava barba. Todos armados até o dente.

Os três desceram do carro apontando armas na nossa direção, O careca e o tatuado entraram no carro e foi logo passando o meu filho para o banco de trás enquanto que o outro assaltante negro voltou para o carro que estavam. Começamos a perambular pelas ruas da cidade....

Subimos e descemos a avenida Afonso Pena diversas vezes , os dois bandidos urravam em nossos ouvidos que queriam o meu carro e uma quantia em dinheiro inimagináveis. Onde sacariareais aquela hora? Além do mais, não tinha essa quantia de dinheiro em minha conta bancaria.

Comecei a ficar apreensivo com a situação, Felipe nesta altura estava chorando de medo enquanto os dois indivíduos gritavam que iriam nos queimar vivos. Depois de rodarmos mais de uma hora o careca sacou o celular e ligou para o seu comparsa que estava nos seguindo em seus carros.

Ao completar a ligação o sujeito disse ao seu amigo que não estávamos cooperando, que eu não estava disposto a dar-lhes dinheiro e que achava melhor recebermos um corretivo. O negão concordou.

Ao desligar o telefone, o careca pediu para mudarmos o percurso.

Descemos e subimos as ruas da capital, passamos por lugares que nunca havia estado antes, passamos diversas vezes em um mesmo local, acho que para confundirmos e não denunciarmos a policia. Acho que rodamos mais uns 30 minutos e chegamos numa rua de terra sem iluminação. Estava difícil identificar por onde passávamos, mato e muito barro a nossa volta, só isso que consegui identificar.

Dirigi por uns 5 minutos até que avistei uma casa pequena com uma luz em seu interior.Estacionei o carro.

Os bandidos já foram nos tirando do carro e levando-nos para o interior daquela casa. A Todo o momento estávamos com armas sendo apontadas para a nossa cabeça. A casa ainda não estava acabada. Não tinha reboco e havia apenas um sofá, uma televisão, uma mesa e um colchão de casal no chão. Fomos jogados no chão e prontamente tivemos as nossas mãos amarradas por um fio de cobre.

Quando havíamos chegado ao local avistei outro homem no local, este era mais velho, aparentava ter aproximadamente 50 anos. Era grisalho e estava sem camisa com arma em punho. Deveria ter a altura do meu filho, porém, tinha uma pança de quem estivera bebendo a vida toda.

Neste momento todos os bandidos, menos este senhor, que ficou vigiando a casa do lado de fora, gritavam comigo pedindo dinheiro, me davam chute, socos... Queriam a senha do cartão. Estava a cada momento mais nervoso, estava naquele momento orando para que tudo chegasse ao fim o mais rápido possível. Não tinha o dinheiro que estavam pedindo, parecia surreal.

Depois de uns 10 minutos pedindo e gritando por meus bens materiais, o negão disse: “já que não quer dar o dinheiro por livre espontânea vontade, vai dar pela dor. Compade, pega a tesoura, vamos tirar a roupa deles.” Neste momento meu coração disparou, já imaginava o que iria nos acontecer.

O careca pegou uma tesoura e começou a rasgar a minha calça jeans e blusa me deixando só de cueca. Depois de me deixar semi nu, ele começou a fazer o mesmo com o meu filho, que na mesma hora se encolheu, numa mistura de medo e vergonha por ficar naquela situação na frente de todos.

O careca começou a cortar o short do meu filho deixando – o só de cueca e imediatamente rasgou sua blusa, deixando –o seminu. Naquele momento foi a primeira vez depois de anos que vi o corpo do meu filho. Ele tinha as coxas grossas e uma bunda muito gorda, o que não parecia, mais era bem grande a bunda dele. Tinha um pouco de barriga e uns peitinhos salientes, sem pelos nenhum pelo corpo. Achei estranho, pois sou totalmente contrário a ele.Será que meu filho não tinha desenvolvido direito? Agora entendi o por que de tamanha timidez e tristeza. Porque ele nunca me disse nada?

Neste momento o negão começou a rir “ Ahh, melhor do que eu imaginava, olha o filhinho dele, parece uma menininha, agora sim será interessante a nossa festinha” Imediatamente o negão puxou meu filho para de pé e sussurrou perto do seu ouvido “hum, vc será a minha melhor foda deste ano, vem cá gracinha...” Ele enlaçou pela cintura o meu filho e começou a chupar o seu pescoço, sua orelha enquanto repetia “ que delicia, você vai gostar do negão aqui, vai rebolar gostoso para mim” . Meu filho estava com os olhos fechados e ficou por muito tempo....

Depois de passar sua língua pelo pescoço de Felipe, o meliante começou a chupar os seus peitinhos e dar uns tapinhas em sua bunda, apertando com muita força. Até que depois de cansado da situação chamou para participar da festinha o tatuado e o careca.

Negão: “Hum, pessoal não sabe o que estão perdendo. Deliciosa a nossa menininha. Olha que peitinhos e bundinha deliciosos” Ao chupar de novo os peitinhos do meu filho, o negão chamou o careca que neste momento já acariciava o bundão do meu filho por cima da cueca. Quando ouvi algo que não gostaria de ter ouvido. Meu filho soltou um gemido, mesmo baixo , escutei.

Careca: “ ohhh, a menininha está excitada, vamos dar um trato nela amigo. Vamos tirar a cuequinha para ver o grelhinho.....”

Tiraram a cueca do meu filho, onde ele ficou totalmente nu, o que mais se destacou foi sua bunda, grande e lisinha, o que notei que parecia muito com a bunda da sua mãe. Seu pau era muito pequeno, mas deu para perceber que estava excitado. Neste momento fiquei muito constrangido com a cena. Agora entendia porque o meu filho era fechado em seu mundo.

Tatuado: “ Ahh, já quero participar, olha que bundinha e grelhinho pequeno. Que bonequinha, ganhamos na mega sena.” Neste momento ele se ajoelhou e abriu a bunda do Felipe e começou a chupa –la como se fosse parti – la no meio.E meu filho que antes gemia baixinho começou a gemer cada vez mais alto, me constrangendo com aquela situação.

Negão: “Olha aqui papai, seu filhinho sendo comido por machos, olha como geme sua putinha.” Neste momento ele pegou o queixo de meu filho, virando seu rosto em minha direção. ” Abre o olho, olha o papai ali” disse o negão. Felipe abriu os olhos que caíram lagrimas, olhou para mim. Senti certa tristeza misturada com excitação. Isso mesmo, meu filho estava sentindo tesão na situação.

Negão: “ Vai , vamos deita-lo de bundinha para cima lá na cama”

Eles o deitaram de barriga para cima naquele colchão velho e começaram a chupar o corpo dele todo. Os peitinhos que eram rosados , estavam vermelhos de tanto receber sucção. O seu pau minúsculo estava saindo uma babinha branca. Estava faltando pouco para ele gozar sem encostar no pau. Naquele momento percebi que meu filho estava entregue aos bandidos.Por mais que não gostasse da situação, o seu corpo estava fervendo de excitação.

Eles começaram a trepar com ele , a enrraba-lo , os três revessavam enquanto o Felipe gemia cada vez mais alto. Seu gemido ecoava como uma bomba em meus ouvidos.

Não sei se era o calor que estava naquele barraco , mais percebi que diante aquele ato, palavrões e palavras obscenas , acabei ficando de pau duro, o que prontamente foi percebido pelo Careca.

Careca:” olha só, o papai está de pinto duro, com certeza gostando de ver o filhinho sendo enrrabado. Vamos tirar a cueca dele para o filhinho ver o papai de pau duro” O careca veio em minha direção e rasgou a minha cueca com a tesoura, deixando o meu pau duro. “ Ahhh, pelo jeito ele não é seu filho, ou não herdou o pinto de macho do pai. Olha aqui menininha o pauzão do teu pai” Eles colocaram meu filho diante de mim segurando-o pelos braços, pois era notável a bambeza de suas pernas. Aquela cena do meu filho me vendo de pau duro nunca mais saiu da minha cabeça, juntamente com a visão do seu corpo delicado e feminino para um homem da sua idade.

Careca: “Agora, o filhinho vai chupar gostoso o papaiiiiii” nesta hora o senhor que estava vigiando a porta entrou de sopetão e disse “ Sujouuu, a casa do “Doca” lá na favela está cheia de policial, temos que ajudar a esconder o mano.” Vamo embora!” Os bandidos nos pegou nus e colocou no carro para que eu e meu filho fossemos embora, mas antes prometeu matar os dois caso chamasse a policia.

Dirigi feito louco pelo matagal e só consegui chegar no meu apartamento quando já estava raiando o sol. Depois disso o meu filho não disse mais nenhuma palavra comigo, dos seus sentimentos e o que tinha acontecido. Voltou para a cidade da mãe e só deve retornar nas férias de julho. Assim espero....

[email protected]

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
09/01/2014 23:57:04
Excelente conto. Parabéns pela riqueza de detalhes. Um dos melhores que já li por aqui!
08/01/2014 10:14:23
Delicia!! Se ele for esperto, vai mamar gostoso a rola do papai pintudo dele...

Listas em que este conto está presente

Contos Lidos
Lista para manter o registro dos contos lidos por mim.

Online porn video at mobile phone


minha mulher domestica comida pelo cacetudoroludo comendo cu de coroa e tem pau cagadoautor,Vamp19-Contos EróticosContos porno com motoristanovinha sendo f***** pelo padrasto por virgay transando de songacontos eróticos eu e papai pelados em casamulher bebada adorado apica do amigo e ocornoeu quero pornografia pornografia as meninas redondo com sua vida achando tudo grandevideo porno gay dois amigos vão dar uma corridinha e finda se pegando xvideoXsvideos mulher torturando escravo nuxoxota da filhinha pretinhaxvideos entuziasmada com rolaquero ver negão metendo na Nildodoutor prepara meu cuporno tarado castigando buceta visivelmentezairense fodendo com cavaloajudado pela esposa,cunhado pauzudo fode cunhada,contos e relatos eroticosamarro as bolas e esporrouwww.encanador embaixo da pia mundobicha.comcontos eroticos de putas e putos arrombadosXapeleta grosa nucu da loira xvideodesejo de matar no onibus encoxadorcontos casadas chupadeiraswww x. vidio gozano klbaixar video Foi socorrida e agradece com Foda pornôxvideos mao em sinado ofilho atrasacontos de transa com mylheres da orla da lagoa da pampulhaprica cavalaconto porno amor em londres guilherme e felipeporno dando a buceta noma tranza agresivaporno serena ali doeuvideos novinhas fazendo sequioso e gozandoxvideo de gay peao despencar fucionario para fude com o engenheiroamor sexo sem penetrarxvideos.meninas.sedo.esto.padas.afosaconto erotico tirando o cabacinho da entiadinha novinhaesposo regaço a b***** da mulher nua entra mais poderconto erótico com carreteiro ela me contou que tinha sentado na rola grossafudeu a buceta lozinha da mamaecontos de sexo depilada na praiavideo de mulher gozando esborrifadoquero ver mulher fazendo sexo pornô na frente computador com tema de borracheiros o meladoquero ver as frentistas de posto que tem a b***** inchadapesquizar pai e filha brncando nas ferias-pornodoidomulhe bebeno porra na tassacomendo o cu da nora - contos eróticosvídeos demulheres e fiado o dedono prigito ponodoidocontos de sexo depilando a sograconto eroticos de sentadaNoviha cemtano no carahaogosdosa dondoenfiou a sonda contos eróticosmulher tarada dançando forró Bem coladinhomamador de buceta contos eróticosSexocompaixaoas novas novia cenus estrupada pediu virgindadeeu sou noivo a irmã casada crente da minha noiva eu levei ela no meu carro pro motel conto erótico12 mulheres se gozando muito asseste videosexo.gay..enxet.cu.de.leiye.meu irmão chegou bebo mesmo fiz sexo com ele gozou dentro delacd_patryziax videos lavei o cu pro meu primoDepois que fui p macumba virei lesbica contosmulher bebada foi tamar banho e acordou ebgatada pelo cunovınha dancando de short xvıdeosconto erotico gay negao dominador gosta de maltratar viado brancovideo porno de picudo gozando na buceta de obeza e deixando a porra escorereu ti aguarrei novinha pede pacontos eróticos sexo no carnavalhttp://conhecer adolecente de peitinho durinho bucetinha bem apertadinhatitio comendo novinha inocente e ela dizendo devagar ta machucando minha bucetinhaxvdebaichodasaiacontos gay de escravos e o filho do patrãocontos de sexo raspei minha bucetaler contos eroticos menagetomou comprimidos de tesao e ele tesou forte mulher pornoxiriricas so com gatas turbinadasnegão pauzudo comendo a forca faxineiro do hotelcontos de mulheres safadas qu finjem dormir para ter o cu arregassadoconto erotico com porteiro velho coroa grisalhomulher tira roupa e o negao chega em purando o pau na bucetao e rasgapornô doido mulher ligando o marido na quarentenaroçadinha menininha gostosinha japinhana fazenda de amigos novinho conto eroticocontos eroticoflagrei esposa com garotos de progamacontos erotico tarado sequestrador fudendo nifeta filha de bacanafotos novinhas de collant rasgado e buceta aparecervideos padrasto gay e enteado gay provando coecas no quartomulheres que sem peseber motraram a buceta nos onibusvideos longo/penis monstro negros gosando dentro do cu do viadinho branquinhoo gay mundo bichacontos eangelica enlouqueceu com linguadameu corno troxe um negão para me foder e tirou fotos