UM TRAFICANTE EM MINHA VIDA 13

Naquele momento não sabia o que fazer, estava parado em frente à cama com a mão na boca o Nando do outro lado me olhando esperando uma resposta que no mínimo teria que ser bem convincente. Pensa Felipe, pensa.

- então alguém pode me dizer o que esta acontecendo por que tu gritou Jean? – Jean me olhou, olhei pra ele ambos não sabíamos o que responder, mais tinha certeza que teríamos que dar uma resposta. Então respirei fundo e comecei a falar.

- não foi nada Nando é que eu estava arrumando o travesseiro do Jean e sem querer eu me desequilibrei e acabei apertei sua barriga bem no seu ferimento.

- daí eu gritei por que doeu muito foi isso. – Jean falou se ajeitando na cama.

- achei que era outra coisa.

- deixa de ser bobo Nando estava ajudado o Jean só isso. – fui ao seu encontro o abraçando repousando minha cabeça em seu ombro. Nando me envolveu em seus braços. – e onde você estava que não o vi sai e esta manhã esta todo suado?

- aproveitei que não precisei ir pra nossa casa fui treinar na academia e fazer a minha aula de jiu jitsu.

- você quer fica mais forte do que já é?

- não mano, mais se eu parar de treinar vou perde o que já ganhei e sempre é bom ganhar mais uns quilos de massa.

- já disse que não gosto quando você se refere a mim com esse tipo de palavreado. – sai do abrigo de seus braços me afastando dele.

- foi mal, mais é que é meu jeito vem Ca. – Nando vem em agarrando pela cintura me tascando um beiju gostoso molhado me dando leves mordidos nos meus lábios.

- esta bem eu te perdou, mais vê se me chama de outra forma.

- de meu amor pode ser?

-ficaria feliz.

- esta bem meu amor.

Deixamos o Jean descansar seguimos para o quarto do Nando dando entrou no banheiro tomou um banho fiquei esperando ele pra ir à casa da tia que nos esperávamos para o almoço. Nando saiu enrolado na toalha todo molhado aqueles fios de água escorrendo por aquele corpo forte musculoso, segui um desses que foi descendo passando pela barriga fazendo a curva envolta do umbigo e seguindo pelo caminho da felicidade ate sumir na toalha. Que moreno ele me olha e da aquele sorriso safado. Na hora meu pau ficou duro. Nando vem se aproximando me olhando como um tigre que cercava sua presa para lhe atacar ele ataca minha boca com uma vontade me deitando na cama vindo por cima já tirando minha camisa. Vou descendo com a mão circulando todo seu peito descendo pela barriga chego à toalha e a desprendo de sua cintura.

Coloco a Mao em seu pau que já estava duro feito pedra, começo masturbá-lo ele gemia entre beijos. Nando foi descendo beijando meu pescoço, peito passava a língua na minha barriga tirou meu calção e a cueca juntos, meu pau estava tão duro que doía quando vou pegar ele pra me masturba Nando segura minha Mao e faz uma coisa que jamais imaginaria que ele faria. Nando colocou meu pau todo em sua boca, meu Deus fui a o céu e voltei sua boca era quente macia molhada eu segurava o lençol gemia mordendo minha língua de tanto tesao que sua mamada estava me proporcionando. Era maravilhoso o modo que ele me chupava nunca avia sentindo esse prazer, mais se ele continuação eu gozaria ali mesmo.

- Nando para se não eu vou gozar. – ele me deu mais uma chupada que me fez ver estrelas, ele vem me beija coloco a mão no seu pau que baba de tão duro.

- eai gostou?

- nossa amei nunca ninguém fez isso pra mim.

- que bom que fui o primeiro fiquei imaginando tu sempre me da prazer em tudo, sou louco pelo seu corpo cada pedaço dele me deixa com tesao, tu me excita de uma forma, então pensei por que não da um pouco daquilo que tu me Da.

- então é minha vez de te dar prazer me encaixei em meio a sua cintura passei saliva no meu anus ele fez o mesmo com seu pau e colocou na entrada e foi forçando quando a cabeça entrou senti uma dor forte, Nando vem me beija o abracei e assim foi entrando o resto depois que senti suas bolas encostarem-se à minha bunda Nando parou um pouco ate me acostumar. Logo já estava mexendo recebendo as estocadas forte que ele me dava era muito bom ter um homem daquele porte do Nando todo gostoso viril cheio de tesao me possuindo acho que ficamos uma hora fazendo amor. Depois ficamos deitado abraçadinho eu com a cabeça em seu peito ele mexendo no meu cabelo.

- Nando.

- hum.

- eu te amo, o amo mais que minha vida, não sei se consigo viver sem ter você ao meu lado. –levantei meu rosto e olhei aqueles olhos negros como a noite. –Nando nunca me deixe, por favor.

- também te amo eu já prometi que nunca ia te deixar, mais prometo de novo que nunca vou sair do seu lado. –ele vem me dando um beijo calmo suave com ternura voltei a repousar a cabeça em seu peito e fiquei por um bom tempo abraçado ao meu amor.

Depois no levantamos tomamos um banho com muito amor nos secamos colocamos uma roupa e fomos à casa da tia que estava com muita saudade logo que me viu já fez aquela festa dizendo que estava com muita saudade que eu tinha a abandonado blabla bla coisa de mãe que sempre quer ver a cria por perto. O dia foi maravilhoso estar de volta nem que seja um por um breve momento me fez bem feliz matar a saudade da comidinha ver o Tiago não que eu não o via, por que volta e meia ele estava La em casa já que o trabalho não era longe. Aproveitei o perguntei do pessoal do restaurante que estava com saudade que um dia eu iria aparecer pra fazer uma visita. Almoçamos e comemos as sobremesas que dona Fátima faz que diga são divinas ela fez uma marmita pra levar para o Jean. Como ficaria o final de semana ali disse que voltaria amanha para almoçar de novo com ela. Nando me deixou em frente a sua casa disse que teria que resolver algumas coisas relacionado o movimento. Disse que ficaria bem que não precisava correr com nada. Ele me deu uns daqueles beijus dele que me deixam sem ar, não reclamo, pois sei que é o jeito dele bruto de pegada forte acho por que ele não me vê como uma mulher. Entrei em casa fui à cozinha peguei um garfo faca um prato segui para o quarto onde o Jean estava bati e entrei, ele estava deitado vendo TV quando me viu se sentou com pouco de dificuldade ele não disse nada arrumei o prato.

- mano eu queria me desculpa Por ter ti beijado hoje pela manhã. – entreguei o prato.

- agora almoça depois conversamos esta bem. –ele apenas a sentiu com a cabeça pegou o prato e começou a comer.

Fiquei sentando olhando um desenho que passava no SBT acho que era o naruto. me levantei fui à cozinha peguei um copo de refrigerante, voltei o entreguei voltei a me sentar enquanto só se ouvia o som da TV. Logo ele terminou peguei o prato e o copo coloquei na mesinha me sentei na beirada da cama.

- então pode começar do por que desse beijo?

- mano como posso te dizer isso. – Jean fez uma pausa passando a mão na cabeça era nítida sua vergonha.

- fala Jean não fica fazendo esse suspense todo.

- mano eu sou completamente apaixonado por ti pronto falei. – quando ele me disse não me surpreendi eu já estava desconfiado e o beijo foi à conclusão.

- continua.

- no começo eu não sentia nada, mas a cada dia que o conhecia eu me sentia atraído o modo que tu me tratava me deixava mais fascinado e de repente o teu sorriso não saia da minha mente e quando o Nando me pedia pra ir te buscar eu ficava feliz por que sabia que o teria perto de mim sentir seu abraço, seu calor, seu cheiro era tão gostoso e quando finalmente eu aceitei o fato de estar apaixonado por outro cara eu estava disposto a falar contigo, Naquele dia se lembre que tu chegou tarde por que estava fazendo um trabalho com sua colega? Então foi no mesmo dia que o Nico te estuprou. O Nando me contou que vocês dois estavam juntos namorando. Eu vi minhas esperanças de ficar contigo cair por terra. Então guardei esse sentimento só pra mim, estar ao seu lado já me bastava.

- Jean eu amo o Nando.

- eu sei não estou pedindo que me ame, sou eu que te amo sem te merecer.

- não fala assim eu tenho um carinho muito especial por ti.

- eu sei, e a única coisa que ti peso é que não deixa de gosta de mim não deixa de ser meu amigo. – ele já falava chorando me deu um aperto no coração fui até ele e o envolvi em meus braços Jean afundou sua cabeça me meu peito me abraçando forte.

-nunca vou deixar de ser seu amigo,

-promete?

- eu prometo. –ficamos um tempo em silencio.

- obrigado por me ouvir alem de tudo me compreender tirei um peso de minhas costas esse segredo estava me matando por dentro me sinto mais aliviado.

- devemos sempre falar o que sentimos nunca devemos guarda para gente por que no final acabamos enlouquecendo.

- posso te pedir uma coisa?

- pode.

- não conta nada para o Nando, ele não entenderia.

- claro vai ser nosso segredo.

- é nosso segredo. É tão bom ouvir seu coração bater seu corpo é quente, fico feliz pelo Nando ter o encontrado. Espero um dia encontra uma pessoa que me ame como você o ama.

- pode ter certeza que você vai encontra qualquer um ficaria feliz em ter você como namorado. É só deixa seu coração aberto para novas possibilidades.

Fiquei com ele abraçado alguns minutos, Jean era realmente um cara muito especial em todos os sentidos era doce, meigo, carinhoso, prestativo o cara perfeito para qualquer mulher ou homem. Ficamos a tarde inteira vendo filme fiz umas pipocas pra gente me diverti muito com ele. Logo à noite aproveitei para ir ao mercado queria fazer uma janta bem gostosa, quando estava saindo tinha um dos capangas do Nando na frente de casa.

- eai mano o que faz aqui fora?

- eu vou ao mercado quero compras umas coisas.

- de boa vamos então.

- não precisa ir comigo eu sei o caminho.

- eu sei mano, mais o Nando disse que não ti quer andando sozinho por ai que era pra eu cuidar de ti.

- tudo bem vamos então.

Voltou a morar na vila?

- não estou só passando o final de semana.

-Beleza.

Era muito bom caminhar por aquela vila, passar pelos becos vielas ver o pessoal aquele movimento de gente. Quando cheguei à esquina do mercado vi os capangas do Nando que me conhecia os cumprimentei, tinhas mais uns que eu não conhecia que ficaram me olhando.

-de boa vai La que vou ficar aqui te olhando.

- ok

Segui para o mercado entrei comprei tudo que precisava sai quando estava chegando à esquina ele se levanta coloca a arma na cintura. Foi seguindo comigo pelo caminho. Cheguei a casa aproveitei liguei a TV coloquei na MTV, dei uma organizada na cozinha e comecei preparar tudo. Fiz uma carne assada com batatas adore com salada arroz branco e suco de laranja natural. O cheiro estava maravilhoso preparei a mesa estava terminando de lavar a salada quando cinto uma mão grande me pegando por trás fiquei todo arrepiado. Nando foi beijando meu pescoço me virei e fui recebido por um beijo maravilhoso.

- que cheiro gostoso que vem dessa cozinha?

- estou preparando uma janta pra gente. – dei mais uns beijos nele.

- me deixaeu ver o que esta fazendo. –ele foi querendo abri o forno.

- não Nando esta quase pronto, espera um pouco vai tomar um banho quando volta já vai esta tudo pronto.

- esta bem. –ele me deu mais uns beijos. –te amo.

- também te amo, vai La meu gostoso fica bem cheiroso.

Terminei e preparar a salada fiz um prato para o Jean, um copo de suco e levei pra ele. Voltei esperei o Nando ele vem com um calção sem camisa com o cabelo molhado que na hora fiquei excitado. Sentamos-nos e jantamos claro que ele devorou tudo que tinha parecia um trator.

- Nando pelo amor de Deus come devagar.

- amor não da pra parar essa comida esta muito boa. – ele colocava uma garfada atrás da outra parecia que estava lidando com um a pá.

- eu sei Nando pelo menos tenta comer devagar daqui um pouco você vai engasgar

- uma coisa vai ficar estabelecida aqui, quando tu vir pra ca tu que vai cozinhar.

- quer dizer que você não quer um namorado, mais sim uma empregada?

- não é isso meu amor é que passo a semana toda comendo essas comida horrível, só como bem quando vou à casa da tia e quando estou contigo. Então quando tu vir pra ca faz essas comidas gostosa, por favor. – meu Deus como posso resistir àquela carinha de cachorro com fome e abandonado que ele fez.

- esta bem só por que te amo.

- obá também te amo.

Bom aquele final de semana foi maravilhoso passamos o tempo todo grudado conversei bastante com o Jean quando o Nando tinha que sair pra resolver suas paradas. voltei para o meu AP bem feliz já estava com saudade do meu cantinho. As semanas seguiram tranquilamente assim como o mês. O Jean se recuperou muito bem do ferimento de bala, eu estava mais atarefado com os trabalhos que o professor passava pra gente, sempre Aline e eu fazíamos dupla. Nesse meio tempo ela começou a ficar um carinha do curso de odontologia ele era mo gatinho todo jeito de surfista pegador de onda, na hora do interva-lo ele sempre aparecia para lanchar com a gente. Todas as vezes que ia a casa da Aline pra gente fazer algum trabalho o Andre sempre estava em casa, e ficava sempre na sala fazendo alguma coisa ou simplesmente ficava vendo TV. Ele sempre lançava aqueles olhares, era prestativo fez lanche pra gente e tudo. O trabalho era bem puxado que nos levou um sábado intero mais um pouco da noite estávamos moídos pelo cansaço físico e mental. Em relação ao Nando estava tranqüilo não era o sábado de ele vir, era o sábado de ele ficar o com o David. A mãe da Aline era uma pessoa muito queria ela fez uma janta pra gente que estava divina, jantamos e voltamos pra sala pra arrumar o material. Aline estava muito cansada via em seus olhos.

- Aline sei que esta cansada não precisa me levar eu pego um ônibus.

- que isso amigo eu te levou não vai me custar nada.

- amiga eu sei que você esta se fazendo de forte, mais esta na sua cara que esta acabada.

- ai migo magoou.

- boba sabe que estou brincando. –dei um abraço nela.

- eu posso levar o lipe em casa claro se ele quiser. –Andre falou me olhando.

- por mim tudo bem. –falei com um arrependimento eu sabia que ele tinha certa atração por mim e estar sozinho com ele era uma chance para que ele pudesse fazer algo.

- migo poder ser tu não vai ficar bravo comigo?

- claro que não aproveita toma um banho bem quente e descansa.

- ai migo eu te amo.

- também te amo boa noite.

- boa noite, e Andre cuida bem do lipe não vai fazer besteira.

- pode deixar mana. Vamos?

- vamos sim. –Peguei minha mochila e seguimos ate seu carro que era um Vectra gt. preto. Entramos e partimos a metade do caminho fomos em silencio até que ele resolve falar.

- então como vai o namoro?

- vai bem obrigado.

- e você já estava namorando alguém.

- não estou curtindo uma pessoa só que essa pessoa não me vê como eu a vejo.

- que pena cara espero de coração que você se declare, pois sofre por um amor não correspondido é chato. – olhei pra ele que sorri

- acho que você esta certo eu vou cria coragem e vou fazer isso. – ele me olhou e sorriu.

Chegamos em frente ao prédio peguei a mochila no banco de trás e por educação perguntei se ele queria entra pra tomar um café seria um modo de agradecer pela carona. Prontamente ele aceitou entremos subimos abri a porta ele entrou joguei a mochila no sofá seguimos pra cozinha coloquei água na cafeteira o filtro e o café.

-então seu namorado não vem hoje?

- não hoje é o dia que ele fica com o David.

- e quem é esse David? Ele falou se escorando na pia cruzando os braços.

- há é o filho dele.

- serio o cara é casado e esta contigo?

- não ele não é casado e nem separado só tenho um filho com uma mulher, e eles tem a guarda compartilhada. Então o David passou dois sábados por mês com o Nando.

- entendi e você é a futura madrasta.

- Andre. –olhei com cara de reprovação.

- me desculpa foi mal.

- e você como esta a faculdade?

- bem estou quase me formando.

- e a Carreira de modelo vai bem?

- é faço alguns trabalhos, mais por Rob mesmo. Você também poderia ser modelo se quisesse.

- não é meu perfil.

- cara você é bonito sorri fácil é magro mais definido e tem esses olhos que encanta qualquer um tem todo requisito que uma agencia precisa.

- esta bem vamos parar com essa conversa e tomar logo esse café.

Ficamos ali na cozinha ele falando mais algumas coisas de sua vida, já estava começando a gosta dele claro como um amigo. Terminamos o café larguei as xícaras na pia seguimos pra sala.

- então muito obrigado pela carona. –estendi a mão para cumprimentá-lo, ele apertou me olhando fixamente em meus olhas. Quando estava soltando ele me puxa meu corpo pra junto do dele e cola sua boca na minha invadindo-a com sua língua foi tão rápido que não deu tempo de eu ter alguma reação. Apenas o empurrei-o com toda a minha força.

- Andre, por favor, vai embora. – me afastei dele ficando atrás do sofá.

- lipe eu preciso ti confessar a pessoa que eu estou curtindo e você cara. Ele vem pra cima tentando me agarrar eu me afasto mais ainda dele.

- Andre eu não quero ouvir nada, por favor, vai embora.

-cara me ouvi, por favor, eu nunca senti isso por ninguém você é a primeira pessoa que eu me sinto atraído de verdade.

- vai embora agora. – falei gritando que minha voz ecoou pela sala toda. Ele me olhou deu um suspiro deixando os ombros caírem, se virou e saiu deixando a porta aberta, fui até ela fechei com força que o quadro que avia na parede caiu escorei-me na porta e deixei meu corpo escorregar por ela, abracei meus joelhos e uma vontade de chorar me invadiu meu ser e não segurei as lagrimas deixei que elas rolassem pelo meu rosto. Ele não tinha o direito de confundir a minha cabeça.

Continua

boa noite galera primeiramente gostaria de pedir desculpas pela demora. bem sei que esses dias que fiquei sem posta muitos acharam que abandonei o conto, mais podem ficar tranquilos eu vou até o fim, so que vcs vao ter que ter paciencia, pois a faculdade esta me matando quase nao tenho tempo pra dormi, e tem mais uma pessoa aqui reclamando que nao estou dando atenção pra ele hehehehe. gostaria de agradecer ao mail do narciso que se preocupou comigo em saber se estava bem e se precisava de ajuda. o agradeço de coração e pode ficar tranquilo estou bem. bom galera espero que gostem comentem e votei.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
18/05/2015 14:02:02
Cara parabéns pelo CONTO é magnífico. Muito lindo só espero pelos capítulos finais. Ele não vai até o 16 capítulo pois não??? Quando vc irá colocar os restantes finais eu acho que vc dever está com algum problema não sei.
07/07/2014 15:38:31
continue
26/06/2014 20:35:19
Gostei!!!!
08/06/2014 11:19:33
Uai... Acredita que eu só fiquei sabendo que vc postou uma nova parte só hoje? Da próxima vez, por favor, responde o e-mail falou?
05/06/2014 11:28:00
10 :D
02/06/2014 13:09:12
Que bom que voltou!
01/06/2014 10:59:47
Muito boa a sua historia, abc
01/06/2014 08:25:00
Feliz que estás Bem. E quanto a correria,não está fácil pra ninguém:).
31/05/2014 20:02:12
Feliz por seu retorno ao conto!
31/05/2014 13:07:08
Caramba...Já se faz tantinho tempinho que não mais lembrava desse conto.Que bom que você voltou.
31/05/2014 10:21:02
Feliz com seu retorno
31/05/2014 09:26:19
Menino, nunca mais nos assuste desse jeito! Pelamoooor. Fala pro Jean que tamo na pista u.u kkkk. Agora, serio, espero que esteja tudo bem... sucesso na sua carreira como medico e como marido do Nando.
31/05/2014 09:23:32
Jurava que o Nando iria ficar desconfiado, bem se está, ele está disfarçando bem. Sempre assim, quando está namorando aparece gente até de outra galáxia para atrapalhar kkkk. E você querendo tapar o sol com a peneira e acabou dando corda para o loiro, estou achando que ele vai voltar.
31/05/2014 09:20:44
Que bom que voltou. Esta cada vez mais complicado , primeir o jean , agora o andre. E como assim o andre esta te confudindo? Continua logo. Ate o proximo Bjs
31/05/2014 08:36:20
QUE BOM QUE VOLTOU...ESTAVA COM SAUDADES.
31/05/2014 06:00:41
Perfeito*--*
31/05/2014 04:20:37
Ele Nando como todo bom e honrado traficante irá lhe matar e eu verei as manchetes no Cidade Alerta "AMOR DOENTIO: RAPAZ ÉMORTO POR NAMORADO TRAFICANTE)
31/05/2014 02:25:54
Gente achei que o Nando tinha te matado , kkkk, poste loogo seu lindoo :)
31/05/2014 01:06:17
Mtu bom
31/05/2014 00:38:57
Nossa qnto tempo... Senti saudades... Feliz por teres voltado... Vamos lá não deixa nós novamente sem seus capítulos...

Online porn video at mobile phone


contos encoxei mamae rabudaMulheres se vingando da amiga amiga humilhação amiga fetiche Lolytaputynha XVIDEOIRMAPUNHETAfilla recrama porque opau do seupai nao entra nabuseta delaconto erotico novinho safado 05,03,2017videos pornodoido enfermeiras se dando prazer depois de uma plataocoroa ao sentir o caralho na cona esporrasse todacontos porno clareira da cadelacavalo estupra poney zoo animal pornconto do negao capataz e menino novinhoPica cabeçudas encaixando espertinho na xanahomem metendo o dedo na cadelunha filhoteconto dei o cu no onibuscontoseroticos/comadre rabudanegao fudendo engenheiro na obraNinfeta ansiosa para exprimentar negão de pissa grande e grosso e fica toda arrombadaconto gostoso no pique esconde com dezcontos erotico dei o meu cu a forca pro pedreiro caralhudoconto erotico gay fui obrigado a virar travestitira ochorte pica nela pornotva bucetacontos da julia gorda contos de sexo depilada na praiamorena de fiu dentau vermelhotirinha de Filosofia na rola no cú de dona Florindavideo de novia aprido abusetia vixiquero ver todos os filme que As Mulheres Ricas pegando a xoxota na cara dos homens com a imagem bem grande e g****** na boca descendo embaixo na boca deleVaqueiro fazendo sexo com a plaquinhacontos eróticos de lésbicas de coleira e plug analauto escola conto eroticoxivideo com mulhe senta na cosolo e gosa no cucontos eróticos meu irmão pediu pra mim conpra umas coisinhas pra elecontos eróticos meu maridoviado corno na zoofiliacontos eroticos safados de professoras madurasmulheres acordano so de mini chortr e calcinhagozadas no xvideo de mulheres que dar tremetreme naspernascontos eroticos de mulheres evangelicas que adoram provocarcontos de sexo minha mae sento no meu coloconto erogico cabaco perdido com profesor caralhudoContos eróticos procurando aventura no clube de campoboyzinha n************ o c****** peidando e olhando para trásbiscateiro/xvideosVideo de porno com puta de 19 Anos video de 01h00http://conto me vinguei com pauzudocontos estuprei a obreira da igrejacontos eróticos pastorameu cuzinho viu tocha com o dotadoboyzinho encoxando no hetero no onibusler contos eroticos menage"Pq minha xota arde depois que eu fodo até o talo?"eu tava no meu carro com a minha cunhada casada crente eu perguntei pra ela você já foi em um motel ela disse pra mim eu nunca fui em um motel eu levei ela pro motel conto eróticonora novinha conto sexoContos eroticos mamaeeee uii aiicontos eroticos com madrinha e afilhadocontos dei pra todo mundo do colegio meu maridinho foi corninhocontos eroticos gays o principe roludoquero ver filme pornô com sapato de plástico vermelho enfiando a rola no cú delemulher Fazendo Estripetise Para Seu Marido E Depois Acabado em sexocontos erotico de puta dando da a buceta pro mendigosapateira e chupando a rola do outro comendo o c*miha putinha loira procura negao do pinto grandeestourando com o cu da amadora e ela cagando no pauflagra de coroa transando de bruço em praia de nudismonovinho brasilero geme muinto na sua primera vezCasa dos contos eroticos katia minha esposawww.contos deixei titio chupar minha bucetinha na minha infânciamulherzinha gostinho se exibindo na praia só de biquínifime de porno mae e filhatrazano no banherowww.xvideos.com corno nao perdubacontos eroticos gay virei mulhermulher a mos tado a buceta de fiu dentaufatos meninas crentes sendo enrrabadas com muito tesaofotos cu ebuçeta cheia de poraquero ver meninas gostosas de perna aberta provocante mostrando abelhinhas x video.comminha mulher me fez de mulhezinhacontos eróticos minha esposa me trai com um velho negaoentregei uma pizza e mepagou com boqueteengulo esperma e recomendo conto eróticofazendo o bumbum de colçhão e torada.xnnmassagista magrinha gostosa que gosta de pincelarconto herotico minha namorada e meu paihistorias eroticas perdi minha virgindade anal e vaginal