Renan X Paulo - 3

Um conto erótico de Nan1
Categoria: Homossexual
Data: 09/02/2015 22:35:20
Última revisão: 10/02/2015 06:55:20
Nota 10.00

Bom como eu falei, eu vendia o almoço pra comer a janta, eu não tinha um centavo no bolso, já tinha gasto os últimos trocados no barzinho com a galera.

O Paulo passou por mim me fitando.

Pensei: ahh puro sangue ta querendo o que será?

Pow o cara é cheio de marra, me esculhamba todo e depois fica me encarando?

Será que tomou calmante com vodka rs ou será que quer discutir comigo ainda mais, cara vacilão rs. (pensei comigo).

Eu não tinha mais grana e o busão já tava pra passar resolvi ir pra casa.

Eu: bom chegados eu já vou embora, o meu busão já vai passar, e eu tenho que acordar cedão amanhã, meu escritório não trabalha sozinho não, e é dificil gerenciar aqueles funcionários fodas lá rs.

O Pedro: nossa Renan você é o cara mais bem humorado que eu já conheci, caraio você se auto esculacha pow rs, mas fica ae se quiser te dou uma carona, daqui a pouco a gente vai pow.

Valéria: isso larga mão de graça Nan, vamos tomar a saidera e depois a gente vai embora pow, vai senta ae e vamos tomar mais uma.

Tenho certeza que seus funcionários vão trampa direitinho amanhã rs.

Israel: eu também vou querer carona Pedrão, eu avisei meu irmão e ele nem vem me pegar hoje, aí você me levar?

O Pedro ascenou com a cabeça dizendo sim.

Monique: humm não sei não heim, vocês três no mesmo carro, tudo safado, um gay, um bi e um com crise de identidade Hahahaha.

E você Vítor?

Vitor: to de boa gente minha mãe vem me buscar.

Eu: olha negada eu gosto da companhia de vocês, mas não tenho cacifi pra acompanhá-los não, to zeradasso, sem um centavo no bolso.

E você Monique, quer ver o bi aqui em ação?

Eu parto pro ataque em dois segundos kkkk, raxo você no meio com minha neca rs.

Tomamos mais uma duas ou três nem lembro, e resolvemos ir embora.

O Israel foi na frente com o Pedro e eu fui atrás, pra minha surpresa o Pedro morava no caminho indo pra minha casa e o Israel bem antes.

Deixamos o Israel na casa dele e partimos rumo a minha casa.

No meio do caminho a gente tava zuado, dois bêbados.

Começamos com uns papos nada a ver.

Eu: e então você é gay?

Caralho Pedrão nunca que eu ia imaginar, você mó cavalão, voz grossa e sem nenhum jeito, pow machão mermo rs.

É ativão?

Ele: sou nada vei, gosto de dar a rosquinha mesmo, sento gostoso até o bicho encaixar direitinho rs, gosto de violência, levar uns tapas na bunda, daqueles que estrala e gosto que puxem meus cabelos rs.

Eu: putz cara, sem vergonha, tu é safado heim, se eu não tivesse com pressa eu já tinha colocado o meu junior pra fora, queria ver tu sentar sem fazer cara feia haha.

Ele: ah essa micharia aí, tira aí pra eu ver se vale a pena, cachorro que ladra não morde moleque rs.

Eu: não mordo mesmo, eu como sem dó e com muita força kkk.

Ele me deixou em casa e foi embora, não fizemos nada, foi só discontração, brincadeira boba entre amigos.

Bom negada deixa eu explicar uma coisa sobre mim.

Eu sou pobre, sou catador e passo dificuldades todos os dias, seja pra comer um pão ou pagar uma cerveja numa roda de amigos.

Sim! Existem todas essas adversidades na minha vida, mas se eu não sorrir pro mundo o mundo não sorri de volta.

Sou feliz, cabeça fria, pé no chão e gosto das coisas simples, não preciso de muito não, eu só preciso levantar, caminhar e aproveitar tudo que eu ganho em cada dia da minha vida, e o resto?

O resto é consequência.

Sempre quiz uma vida melhor pra mim e pra meus pais, mas se eu sentar pra reclamar, pra chorar e pra ficar pedindo e esperando eu tenho certeza que quem perde sou eu, nada caí do céu se não chuva e avião rs, brincadeira gente.

Já em casa eu tomei uma ducha e cai na cama, mas fiquei pensando no Pedro, o cara é bonito é gente boa, eu cato sem pestanejar, o bichinho é um tesão.

No outro dia, levantei tomei um café, falei de como havia sido a aula e também que eu tinha ido num barzinho com o pessoal.

Minha mãe já começou com os sermões.

Renan, você está naquele lugar pra estudar, pra ter chance de ser alguém, se for pra ir pra brincar e perder tempo então é melhor tu parar.

Meu pai punha a xícara de café na boca, ouvia e concordava com a minha mãe.

Eu: ta bom mãe, eu vou prestar atenção na aula, não vou ficar na gandaia mais, ta certo?

Ela: acho bom mesmo.

Fomos para o lixão e naquele dia nem vi as horas passarem.

Já era umas duas e meia da tarde quando minha mãe me chama pra mostrar uma revista com a foto de um cara famoso ae que faz um programa onde ele escolhe no meio de vários participantes, um membro pra formar a sua equipe, com um salário lazarento rs.

Ela disse: olha filho, quem sabe um dia você possa fazer parte do grupo dele né?

É mãe o mundo dá voltas, quem sabe rs.

Uma coisa que eu admiro na minha mãe é a fé que ela tem, acho que ela tem uma fé por mim, por meu pai e por todos os nossos vizinhos rs.

Aquele dia eu fui pra facul, assisti as aulas e conversei um pouco com o Vitor, o cara era virjão, nunca furou só ficou nos beijos.

Eu falei pra ele que se continuasse tímido e retraído daquele jeito, ele ia passar a vida na punheta rs, o cara é devagar quase parando rs.

As meninas tinham ido no barzinho novamente, mas eu acho que elas estavam com esquema lá.

O Israel nem foi e o Pedro estava estranho, quase nem conversou comigo, mas não dei muita importância não.

Eu sentado lendo algo no jornal e eis que duas mãos se apoiam em frente ao meu jornal.

Eu levantei o olhar e pra minha surpresa era o Pauleti e seu rosto de garto mal e violento.

Fiquei olhando para o rosto dele.

Ele: o pobretão você está sentado no meu lugar, dá o fora daqui seu merda.

Eu tava sem paciência e por isso me levantei e sai andando.

Fui em direção ao banheiro.

Entrei dei um mijão bem gostoso, uma saqualhadinha e me viro ajeitando o bicho na calça. (Assutei)

Caralho assombração, vai me dizer que mijei no seu cochinho também?

Ou eu não posso usar o banheiro porque ele também é seu?

O que você quer cara?

To de boa, não quero confusão e muito menos briga valew?

Ele: e quem disse que eu to aqui pra brigar?

Você é muito atrasado mesmo heim muleque?

To aqui por outra coisa.

Eu: e o que é irmão?

Ele: Isso aqui ó!

O cara vei pra cima de mim, me empurrou dentro de uma das portas que estavam abertas, fechou a porta e trancou.

Sentou na privada, eu dê pé na sua frente.

O cara tirou meu pau pra fora, tava molão ainda, e começou a me chupar.

Eu fiquei louco, meu pau armou em menos de três segundos.

Puxa ele sabia como fazer o boquete, me sugava até a alma.

Nossa que tesão.

Então Paulinho, tu só tem cara de matador, gosta mesmo é de vara?

Ele me chupou com maestria, tirou gemidos de mim e me fez gozar na sua boca, eu esqueci de avisar, quando vi a porra já tava escorrendo no canto da boca dele.

Ele engoliu o que pode, tirou um lenço do bolso e se limpou.

Levantou e sem dizer nada, saiu do banheiro.

Como assim cara, tu faz isso e sai sem dizer nada pow?

Vamo bora pra algum lugar, pra terminar isso que começamos, o que tu acha? Perguntei!

Ele me deu um empurrão, me chingou de morto de fome e saiu meio que depressa, eu não entendi nada, esse cara é louco só pode rs.

Olhei na minha calça e uma manchona de molhado em volta do pinto, putz o pessoal vai achar que mijei na calça pow.

Voltei para o banheiro e tentei secar, mas não adiantou muito não, dei uma puxadinha na camiseta e tentei disfarçar.

Entrei na sala e todo mundo virou os olhos pra mim, me sentei e fiquei pensando naquilo que tinha acabado de me acontecer.

O Paulo acabou de me chupar porra, e como ele chupa gostoso, meu pau endureceu novamente.

O Pedro sentou ao meu lado e puxou assunto.

Pedro: Nan, posso te levar embora hoje? Preciso falar com você sobre ontem, pode ser?

Eu: claro Pedrão eu aceito sim, carona é sempre bem vinda hahaha.

No final da aula eu segui até o estacionamento com o Pedro, no caminho falamos um pouco do Vítor e também das meninas.

Ele estava bem nervoso e assustado.

Entrei no carro, ele deu partida e fomos embora em direção a minha casa.

Ele não falava nada e eu na curiosidade do gato indaguei uma resposta dele né.

Pedro, sobre o que quer falar comigo?

Ele sem me olhar disse: Nan desde o dia que eu bati os olhos em você, fiquei doido, me virou a cabeça, aí ontem você me abriu um brecha, fiquei super excitado e estou louco de vontade de sair com você.

Tem todo o direito de recusar, porque eu também não quero estragar o início de uma amizade, mas como sou objetivo, eu já quero deixar claro que to parado em você, você me deixa no tesão o dia todo.

Ele terminou de falar aquilo e já correu com a mão no ziper da minha calça.

Eu: calma ae Pedrão, eu não posso fazer isso não, pelo menos não agora.

Ele ficou sem jeito enquanto estacionava o carro pra eu descer.

Pedro eu te acho massa, mas é que hoje rolou um lance no banheiro e eu to meio sujo, vamos deixar pra outro dia, pode ser?

Ele me olhou meio que desanimado, mas fez que sim com a cabeça e foi embora.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Nan1 a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
10/02/2015 05:52:02
Bem legal
10/02/2015 00:12:06
Vish. Demora não pq eu adorei o conto
09/02/2015 23:00:19
Arasou! Vee se volta logo hein ...
09/02/2015 22:57:52
Muito bom. Posta o próximo logo.

Online porn video at mobile phone


mulheres da bucetona gostosas cápor defuscacontos eroticos.meu sogro me enrabou na barraca de campingxvidio.novinhas do cuzinho apertado resebendo pika cabesudacontos eroticos revista privateXVídeo pornô marido da um homem desceu presente surpresa para mulher com os olhos vendadosMulheres enfiando dildo animalesco na buceta xvideosmae flagra o filho transando com a erma novinha conto eroticovideoxxx contos eroticos tia bunduda madura ganhando leitinho do sobrinho.comedor de mulher dos amigos contoscontos eróticos de mulheres se vingando de rivalcontoeroticosfudenocontos de putaria sou puta de dois primo negroboquete toda hora minga sograporno surgido depois da conversa heteroBrasileiras lesbicas trazando gostozo com lesbi r-x asConto porno velho comendo meninaencoxadando gostosa d xortii com o pau pa foraconto cu entaladopausada no c* tão grande que ela cagou e gritou XVídeosfofoqueira.mim.da.a.bucetanovinha doida pra perder a virgindade combina pr despius da escolaMacho casado cheirando pezao de outro macho contospornordoido iniciante em punhetaswww.xvideos.com sexo com bravezatravesti branquinha e e s branquinha e rosada tranzando na xçcamaporno.mae.estrupra.finhafilha pede para o pai soca a pica uma cenora junto no cunovinhas com seios rachando de leite transandoporque o quando nomoramos os homens ficam pegando na bunda da mulhergozou dentro da buceta e a mulhervnao queria no xvideosFredzoo pornoContos er com fotominha sogra so espera meu sogro sair pra fuder comigo xvideoxvideos 2 min. transando coladinhos gozando muito escorrendo gozocontos eiroticos leilapornlesbicas esguichando de baldesvendo o servente no banho e fico louca com o pau grande deletravesti tomou banho com amoga e comeu bucetinha delavideos pornoinsetos filho fodendo mae prensadacontos erotico gay violentado lingeriecontos de surubas inesperadas com esposamorena boa tocando punheta pro cadaverfilme pornô lésbicas suando nariz na cara da outra Tirando catarropegando cachorro na rua pra praticar zoofiliacontos eroticos seminaristaabusada cruelmente por um negro roludo pornoconto corno confidenteporno casada adorando ao senti um estranho te alizando e esfre o pau nela no onibos na frente de seu maridoSexo com fucionaria buceta apertadinha relatostava pastor ver a mulher de mini saia gostosa e não aguentei e transeiXVídeosporno Malícia pareividio di hme k toroco disexoprimeiro negão a gente nunca esqueceler conto erotico de padre reaisbdsm humilhaçao extrema contobranqinha se esbarra na pica xvconto erotico homem mais velhoolha bucetimha linda da jumentinhacontos pornos cuidei de mamaeprensada no colchão pornnovinha com tesão levantou a noite pegou uma linguiça socando a b*****porno caseiro rasgando o cuzinho da safadinha e ela chorando de dor é uma dor insuportávelcontospornoeuqueriachantagiei a filha e a mulher do meu caseiro que cuida do meu sitio contosconto eroticosdei no primeiro encontromulher centa na bengalaContos zoofilia encentiveicontos meu filho veio morar comigo e no banho vi seu mega rolao eu queriaver vídeo pornô de homem chupando a b***** da mulher enfiando o pinto do KuduroBAIXA VIDEO PORNO APROFESSORA ELIZABETI DA ESCOLA NANDEJAprica cavalaso norabo xvideoadXvideo nao sabia que aquendaria aquele mostro no meu cusinho vou contar como foiporno gozas femininas fudendoarrebentando com o pal grandepai vai no quarto da filha gostosaxxvideonoiada chupa e bate polheta ate goza xvideos