O doce nas suas veias - (Capítulo 2)

Um conto erótico de Vamp19
Categoria: Homossexual
Data: 30/10/2015 11:49:44
Nota 10.00

A casa que escolhi para ficar é grande e vazia, abandonada por muito tempo e suja em todos os sentidos da palavra. Aquele local havia sido uma clínica que foi abandonada por algum problema de infestação e ninguém nunca mais a comprou por ser grande demais e muito afastada do centro da cidade. Eu acordo às sete horas da noite quando o sol já está há algum tempo fora de alcance.

Sinto-me novo pelo banquete que tive ontem, embora preocupado com as consequências que aquele desastre pode trazer. Nesse país, as pessoas não costumam a ter porões, o que é complicado para mim às vezes. Decido que vou construir um o mais rápido possível. Dinheiro não é problema. Tive que dormir encolhido na parede mas só antes de ter certeza que a luz do sol não iria entrar por nenhuma freixa do quarto.

Agora saio de casa sem o chapéu e usando o meu sobretudo. Minha rua é escura e muito confortável para mim, mas meus olhos costumam brilhar no escuro e chamar a atenção das pessoas. Quando perguntam, digo apenas que é algum efeito e que possuo olhos vermelhos por causa de uma doença herdada da minha mãe. Ando pela calçada e observo meus vizinhos. Estranhas pessoas cheias de peculiaridades.

Chego ao local da cidade onde tudo já é mais iluminado. Conheço essa rua. Dobrando algumas esquinas chego no beco escuro onde Jesus se escondeu de mim debaixo de um carro e mais alguns ruas adiante o cemitério. Mas pelo outro lado posso ir direto para a praça bem iluminada e movimentada.

Estou muito ansioso no momento de um jeito único que só aqueles da minha raça conseguem ficar. É o sangue humano temporário nas minhas veias que me deixam tão suscetível as emoções humanas.

Quero ouvir alguma coisa a respeito do que aconteceu na noite passada, ouvir se desconfiam de algo, se Niara está bem. Não que me preocupe muito com ela, mas gostarei de saber que a garota tão valente está sendo bem cuidada. Sei que um dia poderei beber seu sangue. Mas são pessoas como ela que decido não tomar o sangue inteiro.

“Bar da Noite” leio em voz alta um bar bem movimentado e luminoso com mesas por todos os lugares, até mesmo na calçada. A música é algum tipo nojento e alto que inferniza meus ouvidos. Ignoro. Passo por algumas mesas cheias e paro na frente do bar encarando o interior. Algumas mesas vazias onde poderei me sentar. Muita gente está olhando para mim nesse momento. Coloco minhas mãos nos bolsos do sobretudo e começo a sorrir para todo mundo. As mulheres são as primeiras a retribuir o meu sorriso. Entro no bar e sento-me numa mesa. Um homem de pele escura e nariz grande vem me perguntar o que vou querer. Ele encara diretamente nos meus olhos. Consigo sentir o sangue correndo por suas veias, doce e delicioso.

‘Eu quero você’ eu sussurro. O homem não me escuta. ‘Eu quero uma cerveja.’

‘É pra já.’

Eu espero.

Concentro-me ao meu redor. Quando as pessoas estão tão perto eu consigo escutar o que falam, mas todo mundo aqui está falando de coisas banais e ultrajantes ao mesmo tempo. Mulheres só falam de homens, homens só falam de mulheres. A música é horrível.

Quero sair daqui. O que vim fazer aqui? Esse é o lugar errado.

Alguém começa a falar de mim. Eu abaixo a cabeça e escuto. A mulher está falando dos meus olhos vermelhos. Ela os acha bonitos e atraentes e o meu cabelo longo é bem diferente do que os homens daqui costumam usar. Agora elas riem do meu jeito introvertido. Eu olho para elas nesse momento e sei que meus olhos estão brilhando. A morena que falava de mim me acompanha com o olhar à medida que me levanto da cadeira e vou até ela, inclino-me e lhe dou um beijo.

Fácil. Fácil demais.

‘Que porra você tá fazendo com minha namorada!’ um homem grita. Eu fico completamente mortificado. Tudo que menos preciso é um escândalo. Mas o homem não pensa da mesma forma. Ele olha para mim e vê que seu porte físico aparenta ser bem melhor que o meu e me empurra.

Eu não me movo, o que o deixa muito confuso e desnorteado. Eu me viro e vou colocar uma moeda de ouro em cima da mesa onde eu me encontrava. O garçom volta com a cerveja e olha para mim surpreso.

‘Senhor? Já vai?’ ele olha para a mesa. ‘Não aceitamos esse tipo de dinheiro.’

‘Não aceitam ouro?’ falo com descrença. Estou perdendo a paciência com essas pessoas estúpidas.

‘Ouro?’ ele parece confuso.

‘É uma moeda de ouro’ explico-lhe, como se falasse com um doente mental.

Alguma coisa de vidro se quebra na minha cabeça. Se eu fosse humano, aquilo seria muito doloroso. Sinto um líquido gelado escorrer pelo meu cabelo e encharcar minha roupa. O gosto é doce. Mas não tão doce quanto sangue. Viro-me para o homem cuja namorada eu havia beijado. Controlo minha fúria. Carnificina não é uma coisa boa nem para um vampiro. É sinal de fraqueza.

‘Eu peço perdão por ter beijado sua namorada’ falo. Ele é um homem feio e bruto. ‘Não tenho nenhum interesse nela. Na verdade, a acho muito fácil.’

Todo mundo ao meu redor começa a rir. Não sei qual é a graça. Estou simplesmente falando os fatos.

‘Eduardo?’ Escuto sua voz e olho para a entrada do bar. Lá está ele, Jesus, radiante, ele entra e me encara com uma preocupação genuína que esquentaria o meu coração se não estivesse morto.

‘Jesus, bom te ver, rapaz.’

‘O que está fazendo aqui?’

‘Sinceramente não sei.’

‘Ele beijou minha namorada.’ Ele diz para Jesus como se o conhecesse. Está confuso pelo fato de que ambas as suas tentativas de me ferir não surtiram efeito algum.

‘O senhor Eduardo?!’ Jesus exclama.

‘Beijei. Foi um erro.’ Admito.

Jesus começou a rir. Eu acho seu sorriso contagiante e lhe dou um dos meus.

‘Bruno, ele é novo na cidade. Pega leve.’ Jesus olha para mim. ‘Precisa de ajuda para se encontrar novamente?’

Eu olho ao meu redor e vejo todo mundo me encarando. Muitas pessoas em minha volta num momento de estresse pode ser extremamente trágico para todo mundo.

Jesus é minha salvação.

‘Seria uma ajuda bem vinda.’

Eu o acompanho para fora do bar. O som de corações batendo tão perto alivia e eu consigo relaxar por pouco tempo, mas logo percebo que o coração de Jesus é ainda mais perigoso de se estar perto.

‘Aonde você deseja ir?’ ele pergunta educadamente.

‘Ao prefeito da cidade.’

‘Não temos prefeito. Uma prefeita. Seu nome é Evangeline e ela é uma pessoa boa.’ Eu não gosto do que ele me diz. Prefiro que ela seja uma pessoa ruim. Assim será mais fácil corromper.

‘Ótimo.’

Jesus olha-me de um jeito divertido. ‘Está todo molhado de cerveja.’

‘Eu sei.’

Ele dá uma gargalhada que me deixa confuso por muitas razões. Uma delas é o jeito que me comove. Deve ser o sangue dos humanos que havia bebido. Falando nisso…

‘Meu amigo Jesus…’ ao falar isso, eu dou uma gargalhada por causa da ironia. Mas isso só o deixa muito confuso. ‘Desculpe-me. Mas eu escutei notícias terríveis de algumas coisas que aconteceram com uma jovem garota ontem à noite? Você sabe de alguma coisa?’

‘Ah sim… Sinto muito que tenha que estar presente logo num momento de tamanha vergonha, senhor Eduardo’ ele diz de um jeito tão parecido como as pessoas da minha época falavam que fico surpreendido positivamente. ‘Conheci a tal garota hoje de manhã. Ela veio à igreja e conversou comigo. Não sei por quê. Ela conversou comigo pessoalmente e me disse que alguns garotos da cidade tentaram fazer uma coisa horrível com ela, uma coisa que não quero nem repetir para o senhor por sentir muita vergonha.’

‘Entendo.’

‘A mãe dela já foi na delegacia e tudo vai se resolver. Quatro dos criminosos já foram pegos e estão sofrendo as consequências. Dois ainda estão desaparecidos.’

‘Desaparecidos?’

‘Sim. Niara me disse que eles podem estar no meio da mata ainda, fugindo da vergonha. Sinceramente, senhor, vai me perdoar se achar isso muito errado, mas eu gostaria que eles não voltassem nunca mais para a cidade.’

‘Meu bom amigo, eu entendo sim.’

Seu cheiro chega ao meu nariz com tanta intensidade que sinto alguns tremores. Mesmo estando bem alimentado, minha sede ataca e eu sinto medo. Medo de machucar esse garoto. Por quê? Não sei. Desejo saber?

É como um aviso de que eu estaria cometendo um grande erro em tocar numa pele tão imaculada como a de Jesus. Mas não me controlo e lambo meus lábios secos. Estou sofrendo por dentro. Jesus fita-me de um jeito preocupado.

‘Tem certeza de que quer continuar? Parece mais pálido do que o normal, Eduardo.’ Ele para abruptamente na rua. ‘Oh, desculpa, Eduardo. Não queria chamá-lo de pálido.’

‘Ora, desde quando pálido é ofensa?’ pergunto, sorrindo. Mesmo em meio às dificuldades, não consigo segurar o sorriso. Já haviamos andado o suficiente para chegarmos a rua da igreja. O que não havia percebido é que a prefeitura fica ali também perto da igreja. Há uma cruz pendurada na porta da prefeitura cujas paredes é decorada com centenas de pequenas cerâmicas amarelas.

‘Você é uma pessoa boa, Eduardo.’

‘Jesus, se me perdoa, já sei onde é a prefeitura, posso ir sozinho. Adeus, amigo. E muito obrigado mais uma vez.’

Ele parece ferido quando me afasto, mas é para o seu próprio bem. Como posso dizer isso a ele? Não posso, nunca poderei. Mas o mais surpreendente de tudo é como aquilo está me ferindo por dentro. Nunca me importara tanto com uma pessoa desde que Verona me acordou dos mortos. Sempre achei impossível que fosse um dia me questionar a esse respeito. Obviamente, muitos da minha raça são bem mais velhos do que eu, mas eu achava que sete séculos eram o suficiente para ter aprendido tudo. Estava errado.

Claro que estou errado. Posso ter andado nesse mundo por muitos anos como uma criatura da noite, mas não amadureci, tenho o mesmo corpo que tinha e meu cérebro não cresceu. É difícil assimilar.

Estou mais confuso do que o normal.

Jesus é diferente. Preciso decidir se devo matá-lo logo de uma vez ou… ou fugir.

)

)

Sr.Chris: obrigado, cara!

S2DrickaS2: obrigado, dricka, agora que continuei eu vou continuar sabe nem q eu tenha q dar um final meio abrupto se ninguém estiver gostando mais

lu6454: demoro só pq gosto de da ruma revisada antes d postar, sou meio desatento

Helloo: oh que lindo, obg

Edu19>Edu15 : valeu edu

Ru/Ruanito: kkkkkkk

crys12: estou aqui! kkk

Yami : oh valeu obg mesmo um bj e um abraço pra ti tbm


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Vamp19 a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
30/10/2015 21:59:59
Ameii.
30/10/2015 18:28:15
De nada e adorei o capítulo e sorrir muito com "Jesus é minha salvação" e "Meu amigo Jesus" kkkkkkkkkk e concordo com S2DrickaS2 ela tirou as palavra da minha boca,a história é ótima a escrita também e nem ouse mesmo de chegar a abandonar o conto kkkkk Um Beijo♥
30/10/2015 14:43:20
"Jesus é minha salvação" kkkkkkk
30/10/2015 14:15:24
Nossa, seu conto esta muito incrível.
30/10/2015 12:49:36
Cada vez mais interessante...
30/10/2015 12:41:07
ótimo
30/10/2015 12:23:07
Eu gosto bastante da tua escrita e da tua história. POR FAVOR não pare no meio da história. É gosto do que tou lendo,nem que seja só para mim ,mas continue. Bjos e até babyA.
30/10/2015 12:05:01
Ler**
30/10/2015 12:04:35
Típico de uma paixão platônica, excepcionalmente se Jesus estiver com o mesmo sentimento e, por um acaso, não ter retribuído, acho que é isso, não tenho ctz kk, como sempre, está mt bom de se assistir, é bem semelhante a True Blood, eu particularmente achei um pouco parecido, enfim, gostei mt
30/10/2015 12:04:31
Típico de uma paixão platônica, excepcionalmente se Jesus estiver com o mesmo sentimento e, por um acaso, não ter retribuído, acho que é isso, não tenho ctz kk, como sempre, está mt bom de se assistir, é bem semelhante a True Blood, eu particularmente achei um pouco parecido, enfim, gostei mt

Online porn video at mobile phone


Tufos sacana carlinhos lambendo buceta da maenão sou nada guardar minha branquinha novinhaficamos nuas e sastifeitasxvidior minhar prima perde que eu chupase a budeta delagatinho bem caladinha Também safado discaradinhaIrmao comendo irma sfd Xvideos.comcontos de mulheres defecando em seus parceiroscontos dormindo com meu padrasto picudoxxxxvedeo minha tia mi chama pra durmi mais elacontos bulinando minha tetinhaXvideos. Esposinha de vestidinho piscando a xerecajayrinho baiano no xvideos trqnsansocontos eroticos minha esposa no forroO filme corno manso de verdade existir pornohistoria dicorno sendo traido por dotadowww delexvidio comaí louca aquela fudida uuuimeninas de beydoll nuaxporno novinha tomando banho de porta aberta ai o seu irmão entra e ver ela e fica de queixo caído com o que ta vendo conto erótico sem grana para pagar alugueltia de shorts grudadinho dandotesao pelo chule da minha patroa contos eroticos podolatriapornoantigonovinha.comcontos eroticos chantagiei minha professora para ela me dar o cucontos eiroticos leilaporncarioca dando buceta peluda pros dois marmanjos e gemendo alto pornodoidocurrada pelos negões no carnavalconto sexo cheirando tenis do molequecontosexo com mulher sindrome de down dando o cutia acorda sobrinho e recebi gozo na bocacontos eróticos sou gostosa e acabei seduzindo meu irmao gostoso e acabamos no sexoquadradinho erotico incesto COM HUMORConto erotico cuzinho de casadinhacontos eiroticos leilapornnariz de policial dando o priquito a outros policialposo enchuga o meu priquitoXxvido forçanda dei pro mwu treimado gozandovideo de menage com a esposa e a comadrecontos desvirginando a mulher do cornomulheres provocando pedreiros encanadores que vão receber suas casas de casadosadoramos fuder em familia contosfodendo velha viúva a força contos eróticosvideo porno novinha de 16 domdo p negao da rola de70 ctmconto erótico vigilante do bancovídeos porno em mendigos pede esmolas e a safada dá pra ele a bucetahomenagem a cornodaputa sou evangelica casada mas adoro da o cu pro meu visinho que vivi me comendovídeos pornô da Umbanda neguinha coitadaconto erotico gay com padrasto velho coroa grisalhodois negao dt realisa fantasia de uma mulher casada boa fodaIrmao come cú irma dormímdowww.relato mulher deu cu pro cachorro e ficou emgatada.com.brcontos mae gostosa peituda de baby dollhomens pauzudo que gosam ligero se meter com forsa no cuevangelicas na zoofilia com cachorroeu já perguntei onde tu tava ontem Live sexo vídeo pornô deixa que eu adoro vai bater igual a Shakirabaixinhas levando no cu ate cagarcontos tia marta mete no rabotava em casa sozinha com papai e acabei trepandputa zoofilia coladacontos eroticos fiz chantage a minha mae e comi seu cusinho sem ela queterMeu nome e quero ttansar com o Adilson meu padrastohomem gostoso da rolona hàhàhà gemendolactofilia porno em sao carlos spvideo de sexo gostoso purro sexo mulher com doismorena linda tampa a boca do irmao e senta em sua rola enlouquecidavídeo vídeo da Mônica e balançando a bundinha com toalhae essa tua carinha síndico na me olhandotia assusta ao ver sobrinho novinho pelado/contoseroticosnovinha virgem no vídeo caseiro transando com padrasto e botando a Nova Palmanegao esplodino um cusimhoxnx porno de TRS bem pisudomasturbando olhando mulher bronzerarcontos estuprei a obreira da igrejaporno gay conto o plaboy e o traficante marrentopornor doido homem batendo poleta na varanda