Trabalho da Faculdade com fogo...

Um conto erótico de Doce Flá
Categoria: Homossexual
Data: 03/12/2015 16:11:50
Nota 9.40

Olá, sou a Flavinha, tenho 21 anos, estou iniciando aqui no site. Já acompanho alguns contos deliciosos, mas nunca tive a paciência para parar e escrever, até que ocorreu o que lhes contarei a seguir. Sou uma pessoa comum, nem magra e nem gorda. Tenho 1,65 de altura e 66 kg, seios fartos e bumbum proporcional ao meu corpo. Pele morena clara, cabelos lisos, castanhos, até a cintura. Sou extremamente estudiosa e estou no 5º período da faculdade. O que aconteceu foi na semana passada, e desde então estou inquieta e sinto meu corpo ainda em chamas. Fernando é de outro curso, porém, cursa uma matéria, comum para todos os cursos, junto com minha turma. Logo no primeiro dia de aula desse semestre ele sentou-se na minha frente. Nesse primeiro momento não nos falamos, eu estava quieta e sozinha, afinal, minhas amigas não foram nesse dia. No segundo dia de aula dessa matéria, ele sentou-se na minha frente novamente e puxou papo comigo, perguntando algo que nem me lembro. A professora passou para a turma um trabalho que deveria ser executado em grupo de até 4 pessoas. Eu e minhas amigas somos em tres, sobrando uma vaga para o nosso grupo, eis que Fernando voltou-se para mim e pediu: “Posso fazer com vocês? Não conheço ninguém aqui! ”. Perguntei para minhas amigas, que responderam afirmativamente, derretendo-se por Fernando que é um rapaz deliciosamente lindo. Moreno claro, cabelos castanhos e olhos cor de mel. Eu como tenho um namorado, não me engracei muito para ele. Fiquei mais na minha. Na semana seguinte combinamos de reunir nosso grupo por 4 vezes para a montagem do trabalho, até a data de apresentação. O primeiro encontro foi na casa de Tatiane, ali percebi e conheci um Fernando super educado, galã e extrovertido. Um charme de fazer o coração disparar, não era para menos que as meninas ficaram derretidas por ele. No segundo encontro, que havia sido em um sábado à noite, Fernando me deu carona até em casa. Nesse dia conversamos sobre várias coisas. Ele me disse que eu era a mais instigante do grupo, talvez por eu não ficar me “assanhando” demais para ele. Fiquei com vergonha e disse: “Tenho namorado, melhor deixar esse papel para as meninas que são solteiras”. Para essa frase Fernando respondeu decepcionado: “Nossa, agora você acabou com meu dia. Achei que você estava livre. ” Conversamos mais um pouco, ele me deixou na frente de casa e despedimo-nos. O terceiro encontro foi na casa dele, em um domingo à tarde. Fui com o carro da minha irmã, já que meu namorado estava viajando a trabalho e não podia me levar. Dei carona para uma de minhas amigas e, ao chegar lá, a Tatiane ligou dizendo que estava doente e não poderia ir. Iniciamos a nova etapa do trabalho nós tres mesmo. Em torno de 1 hora e meia depois o telefone de Ana toca, era a mãe dela, na frente da casa dela, que acabara de chegar de viagem e estava sem chave. Ana teve que sair correndo para ajudar sua mãe, mas como o desenvolvimento do trabalho estava muito bom, ela preferiu que não parássemos. Então eu e Fernando continuamos. Ficamos por mais 1 hora e 45 minutos fazendo até terminar aquela etapa do trabalho. Então a mãe dele nos chamou para tomar um café e disse que precisava sair, para fazer uma visita a um parente. Ela e o pai de Fernando saíram e nos deixaram sozinhos. Começamos a falar sobre filmes, e Fernando me convidou até o escritório da casa para me mostrar a coleção de filmes. Uma coisa super empolgante que temos em comum. Somos apaixonados por filmes. A coleção de filmes do Fernando é invejável. Fiquei impressionada. Sentamos no tapete do escritório e começamos a falar sobre alguns filmes que gostamos e quando comentei algo sobre meu namorado ele disse: “Ah, não fala dele não. Assim vc corta nosso clima. ”, rindo eu questionei: “Que clima, maluco?!”, ele disse: “Esse...”, com as suas mãos ele segurou meu rosto e me surpreendeu com um beijo. Confesso que fiquei sem reação naquele momento. Porque senti casa centímetro do meu corpo estremecer, pensei em meu namorado, mas não queria resistir aquele beijo que foi DELICIOSO! E acabei por me entregar ao seu beijo lento, molhado e carregado de desejos. Senti sua respiração mais forte, e quando ele passa sua mão em minha cintura eu acabei empurrando-o, dizendo que aquilo era loucura e que eu tenho namorado. Eu suava de medo e vontade ao mesmo tempo. Ele me disse que sabia que eu queria tanto quanto ele, e que ele me desejava desde o primeiro dia de aula. Que meu namorado está sempre longe, e isso é verdade, pois ele viaja muito e ainda disse: “Você acha que seu namorado não se aventura? Não seja boba. Vamos ter esse segredinho só nosso”. Passou a mão suavemente pela minha nuca, que estava totalmente exposta, pois meus cabelos estavam presos a um coque. Aquilo me fez amolecer o corpo e confesso que perdi minhas forças, deixando meu corpo cair para o lado. Ele veio novamente em minha direção e começou a beijar meu pescoço, pois percebeu que isso me deixava muito doida. Pegou-me no colo, sem deixar de me beijar e me levou para seu quarto. Eu suava e sentia minha calcinha úmida. O tesão consumia cada parte do meu corpo. Ao me colocar na cama, ele tirou de uma vez o vestido que eu estava deixando-me apenas de calcinha. Calcinha branca, de renda. Confesso que fiquei tímida nesse momento. Ele me elogiava falando que eu era mais linda do que ele imaginava. Tirou sua bermuda, ficando apenas de camiseta e cueca. Veio em minha direção e beijou-me soltando meu coque e agarrando meus cabelos. Fala o quanto eu era cheirosa. Deitou-me na cama enquanto me consumia com aquele beijo delicioso. Minha respiração estava totalmente descompassada. Beijava-me o pescoço, nuca, passou pelos meus ombros, braços. Beijos minhas mãos. Beijou em volta dos meus seios, e antes de possuir meus mamilos enrijecidos de tanto tesão, olhou-me e disse que tenho os seios mais deliciosos. Delicadamente ele começou a dançar sua língua em um dos meus seios. Sua língua quente, molhada e sedenta por minha pele era muito habilidosa, faminta por prazer. Chupava e mordia de forma delicada, proporcionando-me um prazer inexplicável. Quando passou para deliciar-se com o outro seio, senti sua mão por cima da minha calcinha. Ao passar a mão, ele parou e me olhou dizendo: “Que delícia vc toda molhadinha para mim…” Tirou minha calcinha e voltou ao meu seio. Seus dedos brincavam com meu sexo. Me fazia contorcer de prazer. Uns mistos de tesão com medo ainda percorriam minha pele, mas me entreguei aquele prazer delicioso. Ele beijou minha boca mais uma vez e me disse o quanto sou linda e deliciosa e que ele sonhava a muito tempo comigo. Começou a traçar um caminho de beijos até chegar em minha xaninha, molhada, quente, apertadinha, depiladinha e pulsando de tesão. Beijou minhas nadegas, coxas, joelhos, virilha, até abrir minhas pernas, colocar uma delas em cima de seu ombro, tocou-me com seus dedos e ficou alguns instantes admirando minha xaninha que já estava louca para senti-lo. Me contorcia jogando minha cabeça para trás, até que senti sua linda. Meu Deus, que língua deliciosa. Arrancou-me gemidos altos, que sufocavam minha garganta. Agarrei os cabelos dele e ele deliciava com meu sexo. Demonstrava todo o prazer que sentia em me chupar, pelas passadas deliciosas, lentas, molhadas, firmes que sua língua dava em meu clitóris. Suas mãos seguravam meu bumbum, levantando-os suavemente. Ele apertava sua mão contra minha pele suada de prazer. Eu gemia descontroladamente. Rebolava deliciosamente em sua boca safada. Segurou minhas pernas para o alto, fazendo com que ficassem expostos e totalmente a dispôs de sua boa, o meu ânus. Iniciou lambidas que ele começava em meu ânus até o início de minha xaninha. Colocou sua língua em meu buraquinho e sugava-me, fazendo eu sentir uma sensação completamente nova. Deitou-se na cama e me pediu para ficar de joelhos, com minha xaninha em cima de sua boca e pediu-me com tesão: “Te quero rebolando na cara”. Prontamente fiquei na posição solicitada, comecei um movimento para frente e para traz, senti-o esfregando a cara em meu sexo. Deu tapinhas suave em meu bumbum, segurou com força e eu sentia ele colocar sua língua na minha xana assanhada. Um de seus braços esticou-se apertando meu seio e a outra mão percorreu um caminha a procura de meu buraquinho. Colocou delicadamente um dedo nele e eu me movia com frenesia, gemendo loucamente, sentindo sua língua em minha xana e seu dedo em meu buraquinho apertadinho. Cheguei ao meu limite, gozando deliciosamente naquela boca habilidosa. Senti meu corpo enfraquecer, ao passo que ele cuidadosamente me segurou e colocou de bruços na cama. Sentia espasmos percorrerem meu corpo, enquanto ele acariciava e beijava minha pele. Cada pedacinho do meu corpo sentia seus beijos e carícias. Fui em direção ao pau dele. Queria senti-lo em minha boca. Ele me segurou e disse: “Não, hoje vc não vai senti-lo nessa boca gostosa. Vai ter que se contentar com ele ou na sua xaninha ou no seu cuzinho. Se quiser mais, vai ter que me dar mais outro dia!” Meeeeu Deus, quase gozei de novo só com esse suspense. Empurrei-o na cama, tirei sua cueca e quando ia abocanha-lo ele me segurou, me beijou e disse: “Não, ou sua boca não terá ele. Agora escolhe, xaninha ou cuzinho?” Eu queria tudo, queria senti-lo em minha boca, em meu cuzinho e em minha xaninha. Não sei ao certo o que houve, mas quando me dei por conta eu já estava sentada em cima dele, rebolando vagarosamente em seu pau, duro, forte. Rebolava lentamente enquanto ele gemia em sussurros. Segurava minha cintura e conduzia os movimentos que eu fazia. Para cima e para baixo. LEEEENTAMEEEEENTE!!! Sentia meu corpo tremer. Começamos a aumentar o ritmo deliciosamente, até que eu já cavalgava feito puta em seu pau. Gemíamos juntos. Aquele homem delicioso, me fez sentir-me uma vadia, descontrolada. Um sexo deliciosamente maravilhoso. Minhas transas com meu namorado estão muito monótonas. Meu corpo vibrava de tesão. Ele segurou-me e rapidamente, sem tirar seu delicioso membro duro de dentro de mim, virou-me, ficando por cima, e suas estocadas ficaram cada vez mais intensas. Deliciosas. Loucas. Eu gritava de prazer. Pedia mais e mais. Agarrada ao lençol senti seu gozo chegar e derramar-se em minha barriga, enquanto eu atingia meu segundo orgasmo. Ficamos deitados ali por alguns instantes, até recompor-nos e tomarmos juntos um delicioso banho, acompanhado de mais amassos e orgasmos. Hoje ainda me sinto molhada ao lembrar de nossa transa e hoje, temos aula juntos, e já combinamos de ir para algum lugar depois. Se gostaram do meu conto, deixem comentários deliciosos para mim. Quem sabe eu conto sobre a noite de hoje. Beijos molhados para vocês =)

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
27/07/2019 10:35:08
muito longo seu conto mais é delicioso.
06/12/2015 08:02:01
Muito bom continua
05/12/2015 06:23:43
Muito bom gata. Continue mais Se quiser trocar experiências e fazer uma.amizade.
05/12/2015 01:17:56
simplesmente adorei me adiciona ai no skype adoraria ser seu amigo no skype bjos meu e-mail tambem eh o mesmo do skype me manda uns contos linda
04/12/2015 17:30:52
nossa! flavinha,vc e uma delicia gatinha novinha safadinha e gostosa do jeito que eu gosto delicia,lendo seu 2 contos vc me deixou louco de tesao e de pau duro na mao querendo rasgar a bermuda e a cueca juntos,hum! adoraria te conhecer e poder provar dessa gostosura toda,dessa bucetinha molhada e desse cuzinho apertado me add ai delicia hotmai,skype e face to esperando vc gostosa.
04/12/2015 10:28:33
Anjo Discreto, obrigada por passar por aqui. Andei lendo alguns de seus contos. Delícia e tentação seriam minhas descrições para os que eu li! Beijos
04/12/2015 10:27:14
Oi Txico, obrigada por sua visita!!! Fico feliz que tenha gostado e tido sensações deliciosas com meus contos...
03/12/2015 16:29:31
Uau mega delicioso, aguardo o próximo muito bom conto parabéns fiquei mega excitado. Estamos criando um grupo só com a galera do cdc, qualquer coisa manda um email para

Online porn video at mobile phone


incesto sendo encoxada e rebolando gostoso contos pornoconto porno cunhada ivonetecachorro engatado homen eterotia e sobrinha se diverte c uma pica d borracha enorme ponodoidocheirava qs calcinhas de casaintiada nao resitiu o.pau grandecontos eroticos cona madura sofre com piça ggXvideo quebrarao o cabaco do meu cu vou contar como foihttp://quero conhecer adolecente para namoro com peitinhos novinhos e bucetinha lizinhacalça legue mostrando abuçetaespiei a minha madrasta gostosa e fiz um vídeo caseiro delaxvideos comeu irma da conhadbocete nu travetiaEroticoscontos.com /casadas 25cm duplvídeos porno caseros esposinha fazendo suruba com 3homvideo meteu ate otalo no cu e o corno so olhando ela debrucomarido arumo garoto par soca na buceta da esposacontos eiroticos leilaporncachorro lambendo a buceta com esparadrapo abrindo o cuzinho contosSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhaContos eroticos fui estuprado por travestisFotos de mocinha empinando o cu para o negao de pau mandigovídeos de biscatinha novinha brasileira gostosa safada entiada metendo c padrasto sem ninguém perceberFelipe e Guilherme- Amor em Londredmulher ficado vemelha de tato chupaowww.xvideos- gaysinho gosta de chupar seu peniz comprido e mole chupa para passar o tempo chupando seu penis igual um bambu gigante.commistisinha alisando a bucetinha videovideos porno e sensuais de mãe de Santos que dizem que as pomba giras gostosas mais gostosasnaugr sexo69 no sofáfiz uma foda bisexual com meu filho minha filha minha esposa meu caseiro sua esposa e sua filha contosnovinha branqinha que nem papel do bucetaoprica cavalacalçinha ate amarotada na bucetaconto erótico mulher casada f****** com cunhado YouTubeavisinha gostosa de fildentalHomens roludos fodendo a filha do amigo Astrogildoporno menina virgem ser marturbado de calçinha de redinhaHistórias Eróticas de velho com siliconadafotos maifudenovidios porno mae dilinhoporno. meu. filio. viu. minha. bucetanovinha deixa cao dotado engatao no cu e se arrepende zoofilia gratisvirei viado depois de velhocontos erótico com marido tampa os olhos da esposacontos eróticos não resisto a um pau duroCovidei meu amigo pra toma uma cerveja em casa depois comemos minha esposa casa dos contosmulhe bebeno porra na tassacontos eróticos fazendo a sogra drogadaLuana contos erticosloira jogando pinbolin pelada no saguão do hotelpeguei meu amigo nu no quarto e batemos uma punhetamim pediu emprego e dei a buceta contos eroticosXVídeos queimadinha feira do Sol e tirando a roupa na praiaistorias em quadrinhos novinho safado chupa o cu da titia safadanao sou gay dei o cu o caseiro minhs mulher contocontos eroticos de comedores gozando dentro da esposamulheresacademiasexocomo entroduzir um penes no cu da mulhet com caltelanifetihha loira levado no cu amarada sei dofiume porno garoto senti tezao pela crentinhaesposa levantando o vestido para o pedreiro comer lá em casa reforma vídeo pornô doidocontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgeflaguei a filhinha do caseiro fazendo coisa errada e chantagiei ela contosabaixa vidio de mulhe de camizola provocanteTia flagra sobrinho pelada de 25cm do peladão A força Ele come a tiapalavroespornobrasileirasContos eroticos,negao tripé tirando o cabaço da ninfetacache:Vk2StliVkE8J:gtavicity.ru/texto/20040419 revelação de filme pornô com minha mulher transa com meu jardineirovidio porno novas com.cavalo dominando apenetraçao gozo