O loiro da cicatriz que eu amo parte 17

Um conto erótico de Henrinovembro
Categoria: Homossexual
Data: 01/05/2016 00:34:21
Nota 10.00

Mais uma parte desse conto para vocês, continuem votando queridos.

um abraço a todos.

******

Parte 17

******

Iria sim hahaha chupar aquela bunda branca.

Passamos a tarde e o início da noite conversando com minha família, atualizamos todas as informações com meus pais e meu irmão, Fernando se levantou e foi na cozinha, aproveitei a ocasião e disse.

George: Se vocês me dão licença eu irei tomar água.

Me encaminhei até a cozinha e comecei a beber a água, Fernando chamou a atenção.

Fernando: Mano, os nossos pais aprovaram o relacionamento de vocês, estou feliz por você.

George: Também estou feliz e falar em relacionamento, me conta ai sobre suas pretendentes.

George: Não venha me falar que não tem porque um homem lindo como você não fica de canto.

Fernando: Não tenho ninguém em especial.

George: hum. E aquela menina, a Fernanda, ela é linda.

Fernando: Não sei, queria uma namorada com coxão e peitão rsrs

George: Quer coxão e peitão é? Vai namorar com um frango vai.

Fernando: Estou brincando seu respondão, a Fernanda é linda sim, mas não sei se ele iria gostar de mim.

Quase engasguei com a água que eu bebia no momento.

George: Putz heim. A garota suspira quando te ver, baba em você e ainda canta o seu amor.

George: Ela gosta muito de você.

Fernando: Vou falar com ela.

George: Ok

Voltamos para a sala, Fernando ia na minha frente, papai e mamãe estavam de costas para a direção em que eu e o Fernando estávamos vindo, Lucas estava bem de frente para minha direção, eu teria que provoca-lo até a hora de dormir, tinha que fazer alguma coisa, Fernando sentou no lado dos meus pais, somente Lucas me via, peguei uma caneta na mão e o olhar do meu Leão me fitava, joguei a caneta no chão e me virei de costa, abaixei lentamente empinando a bunda, peguei a caneta e levantei lentamente e a coloquei na boca, fazia tudo isso olhando para ele.

Pensei seriamente em rir, mas ao ver que ele tentou esconder a ereção com a almofada do sofá eu me contive, estava tudo dando certo, iria continuar as provocações para deixa-lo louco e para poder tirar vantagem dele.

Me sentei ao seu lado no sofá, não nego que estava com um sorrisinho no rosto, peguei o controle da tv e liguei a mesma, enquanto assistíamos qualquer coisa na televisão, segurei o controle e o masturbei de leve, os olhos do Lucas estavam voltados a minha desenvoltura, ele segurava a almofada com força no colo, eu estava contando os minutos para que ele me puxasse para o seu colo e me beijasse ali mesmo.

Continuei com minha tortura sexualmente subliminar para com o Lucas, e pouco a pouco as pessoas foram indo para seus

quartos, só restavam Fernando, Lucas e eu. Meu irmão se levantou alegando sua ida para seu quarto, me levantei e chamei o Lucas para deixar, ele estava inquieto, se levantou assim que o Fernando sumiu de vista, seu pau estava duro com pedra, estava marcado no shorts dele, um volumão que chegava arrepiar.

No caminho ao quarto ele foi calado, acho que estava pensando em uma maneira de me punir, e era ai que eu queria chegar, deixar ele louco e sujeito a sugestões para aliviar o tesão, iria me aproveitar da situação e depois negão haa, poderia levar a surra de rola que viesse.

Abri a porta do meu quarto e o larguei, ele se encaminhou até a cama e sentou e ficou me encarando, via a grande resistência que Lucas fazia para não me atacar e violentar uma pessoa fraca como eu kkkk(mentira), não aguentei e provoquei mais ainda, tirei minha camisa devagar, abri o zíper da minha bermuda e arriei bem devagarinho, eu estava com uma cueca boxer preta, modelava bem minha bunda e quando me abaixei para tirar a bermuda me empinei bastante até quase cair com um impacto contra meu corpo.

Lucas voou em cima de mim, me agarrou e me lançou na cama, veio por cima de mim me mordendo, lambendo e chupando cada parte do meu corpo, o tesão era nítido nos seus olhos, a fúria o dominava, arrancou e rasgou minha cueca, ele iria comprar cuecas para mim pois estava destruindo todas as minhas.

Me virou de barriga na cama, fiquei com a costa e abunda exposta para ele, ele começou a me encoxar e enquanto isso ele me chupava no pescoço, mordia meus ombros, eu sabia que teria que limitar ele pois amanhã ficaria todo roxa, mas valeria a pena cada chupada, cada mordida e cada encoxada daquele homem.

Ele ficou pelado em questão de segundos, voltou a me encoxar, seu pau melou toda a minha bunda com seu liquido pré gozo, me puxou para frente dele me fazendo encarar seu pau, abocanhei de uma só vez e ultrapassei meus limites relacionado as medidas do pênis dele, estava pronto a dobrar seu tesão, larguei o pau e o fiz deitar direito na minha cama, subi em cima dele e ficamos na posição de 69, meu cu estava à disposição dele para fazer o cunete maravilhoso.

Assim como eu o Lucas caiu de boca no meu cu, uma voracidade tomou conta de nós, por conta do tesão não estávamos poupando uma boa foda, enquanto Lucas chupava meu cu, ele alternava com dedadas, metia 3 dedos de uma vez, meu anus estava preparado para ser arrombado novamente por aquele cacete, chupava seu pau com bastante vigor fazendo gemer um pouco alto, sai de cima dele fiquei em um posição em que apenas eu pudesse chupar.

Lucas mantinha as pernas dobradas, fazendo seus joelhos ficarem altos em relação a cama, sua bunda dava uma visão linda, enquanto alternava a boca entre o pênis e as bolas eu abaixei um pouco mais a língua tocando no cusinho, a primeira vez foi muito rápido e ele não teve reação nenhuma, na segunda eu enfiei a língua e chupei, Lucas logo reagiu me puxando de lá, disse.

Lucas: Amor ali você não toca não, deixa intacto.

Não questionei, o primeiro passo foi dado.

Voltei a chupa-lo mais agora com cautela Lucas esticou as pernas acabando com qualquer contato com a sua bunda, quando achei que estava na hora de levar rola eu me levantei e fui até a cômoda no quarto para buscar a camisinha e lubrificante, vi sua bela bunda desnuda na minha cama, quando voltei e me deitei ao seu lado, ele veio logo todo cheio de tesão para cima de mim, ai eu o ataquei.

George: Amor, você tem uma bela bunda, muito linda mesmo, deixa eu dar um beijo nela.

Lucas: A George já vai começar, já disse que não né, deixa intacta.

George: Mas amor não vou violar seu cu se eu apenas beijar suas nádegas, é coisa rápida, por favor amor, poxa você sempre faz isso comigo, eu juro que não toco no seu cu.

Lucas totalmente contrariado aceitou.

Lucas: Olha nada de gracinha, nada de tentar meter a língua no meu cu.

Ele virou de bruços na cama e me deixou com a visão da bunda mais linda que eu já teria visto.

Me aproximei dela lentamente e queria tanto registrar aquele momento, mas ele iria me matar kkkkk

Passei a língua em toda sua extensão, segurei ela de leve com as mão e beijei ela, lábia e beijava, mordi ela de leve,

Lucas permanecia calado, eu estava adorando, comecei a chupa-la devagarinho, chupava e mordia, vi que estava ficando vermelho a área e estava enfim me vingando dele, tomei a coragem necessária e mordi com vontade, Lucas gêmeo com dor e se virou bruscamente na cama, seu pau deu uma lapada no meu rosto e ele me puxou para cima de si e disse.

Lucas: Seu safado, abusou da minha ingenuidade né, fez aquele teatro pornô na sala só para me deixar insano e poder

conseguir seu objetivo não é?

Me tascou um beijo que me deixou sem ar, seus lábios tentavam engolir os meus, sua língua invadia a minha, sua pica estava melando toda minha coxa, minha bunda, era tanto liquido que eu chagava a me assustar, eu peguei o lubrificante e lambuzei seu pênis e ele fez o mesmo com meu cu, atolou seus dedos molhados espalhando lubrificante na área.

Me encaixou no seu colo e me fez cavalgar na sua vara, rebolava em cima dele, sentia ele dentro de mim, requerendo cada vez mais espaço, enquanto eu rebolava ele apertava minha bunda com suas mãos e ainda bombava com uma certa velocidade me fazendo quicar sobre ele.

Gemíamos em sintonia e tentávamos não fazer muito barulho para não acordar ninguém, Lucas dizia.

Lucas: Aaaaaaaa amor que gostoso, cavalga mais no meu pau, senta bem gostoso senta, eu não vou aguentar muito

tempo, isso está muito gostoso.

Lucas: Deixa eu te fuder bem forte deixa amor? Deixa eu colocar bem fundinho nesse cusinho que é somente meu.

George: Lucas, me fode, me fode mesmo, caralho que gostoso seu porra, me fode, esse cu é somente seu.

Lucas: aaaaaaa vou te arrombar meu pequeno.

Desci de cima dele, me encaixei na cama, fiquei na beirada dela, coloquei um travesseiro em baixo da barriga aumentando minha altura, Lucas veio ficou em pé atrás de mim, e me penetrou novamente, começou a bombar com uma velocidade razoável, foi aumentando o ritmo aos poucos, começou a rapidez que me faziam ir para frente, aquele homem encaixado em mim, gemendo e urrando no meu ouvido, seu suor caindo nas minhas costas, sua língua na minha orelha, cheirando meu pescoço e falando pornografias para mim.

Lucas: Sente amor essa rola te arrombando, ela é tua, você vai ter ela sempre que quiser, assim como eu vou fuder esse cusinho quando eu quiser, seu putinho gostoso e safado, vai ficar na vara do seu namorado, seu noivo e marido.

Lucas: Você é meu George Andrew, sempre foi e sempre será, vai levar no cusinho sempre, aaaaaaaa toma seu puto, toma seu gostoso.

George: Aaaaa me dá mais amor, quero mais, me fode do jeito que você quiser aaaaaaaaaa delicia.

Lucas aumentou mais o ritmo e firmou sua bombadas, seus urrus estavam bem graves, sua respiração bem ofegante e enfim gozou enchendo meu interior de porra quentinha, se debruçou e se largou em cima de mim, como ele era bem maior que eu, seu peso me sufocou e eu sai de baixo dele, deitamos na cama e nos abraçamos, quando eu estava passando

a mão pelo seu tórax Lucas me fala.

Lucas: Amor a gente tem que dormir juntos mais vezes, não consigo mais dormir sem sentir teu corpo próximo ao meu, teu cheiro me vicia, tua voz me deixa extasiado, eu te amo George, vamos casar e viver juntos um amor para o resto da vida.

Sai de seu lado e subi nele, minhas mãos tocavam suas mãos, estava sentado em cima do seu pau, me inclinei e beijei sua boca, e disse já chorando;

George: É claro que sim, eu quero e aceito casar contigo amor, quero sim viver uma amor para o resto das nossas vidas, quero sentir teu cheiro delicioso sempre, quero sentir essa segurança que você me proporciona, sentir esse calor que você me passa.

Nos beijamos mais uma vez, e transamos de novo naquela noite, cansados adormecemos juntos e abraçados.

Quando acordei vi que ele estava dormindo ainda, o sol iluminava o quarto, seu rosto brilhava com um belo sorriso, sua linda cicatriz que me enchia de amor, e uma bunda grande branca cheia de marcas roxas de chupada e uma dentada no lado esquerdo, enfim deixei ele todo marcado.

Continua.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive henrinovembro a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
07/10/2016 12:28:18
Chegou a me dar um "quentinho" no peito 😍💓🙌
11/08/2016 15:27:04
Amei a parte do casa com frango. Leva 10
05/05/2016 19:33:28
Muito bom!!!
04/05/2016 15:49:40
adorei, eles merecem tudo de bom
02/05/2016 00:30:00
Muito que perfeito, amando tudo isso 😍
01/05/2016 23:36:03
Nossa lir tudo to loko pra saber mais detalhes da história nota 10
01/05/2016 20:05:56
Adorei! Espero que Lucas seja passivo tb, acho chato esse negócio de um dá e o outro come! Abraços!
01/05/2016 12:08:07
Amei. Muito bom :) .
01/05/2016 08:42:38
Cada vez melhor a sintonia deles. O amor! Está maravilhoso❤
01/05/2016 07:48:43
nosssa que delicia.
01/05/2016 07:46:54
Huum, interessante o pensamento de alguns ativos. Eles podem beijar, lamber e morder a bunda do passivo, mas o contrário nao vale. Por quê? O passivo também sente prazer em acariciar bundas, até mulheres sentem isso! Mutio boa a tua vingança. Imaginei a cena; pena que não pudeste registrar tua marca nele. Um abraço carinhoso para os dois, Plutão P.S.: quando mando um abraço para os dois, estou assumindo que se trata de um relato; se não for, se for apenas um conto, o abraço vai apenas para o autor.
01/05/2016 03:03:13
Iuuuuiiiiiiiii
01/05/2016 00:47:21
Este conto é lindo
01/05/2016 00:42:30
Maravilhoso.

Online porn video at mobile phone


negra do.corpo violao e uma bunda gigante de fio dental socada na buceta gostosaver mulhe chutando bocetareginaconto erotico gay viado submisso vira femea do negaoao entrar no quarto me deparo ela gozando muito sexo porno brasil spPretinha labios carnudos sendo enrabadaxvidio homem velhoe mulher bem velha tranzandovideospornobrasileiroscom famíliagarota linda e gostosa gritano e gozano muito na rola do maridotravrsti chupano apica docara atrais do balcao sem nigem peceberxvidio flutuando de minisaiameu vizinho gordinho passo aqui so pra mim da uma chupada videos xirmão bem dotado tirando o c***** da sua Irmã DulceContos eróticos de incesto mãe tarada descabacando filho dotada com fotosx vidios branqinha cabelopretosòmente no cuzinho da esposacorno sendo enrrabado contosmeu marido viciou em porra de machoeu falei o homem que foi quietinho garrou a mulher à força dentro de casa escondida e estuprou ela f**** com ela transou com ela à forçaxvideos cliente dotado fica com pau duro durante exame e a depiladora acaba não resistndofoi pular carnaval com amigo levou esposa virou cornoxvideo mobile .com tennho 45anos edei para um homem do pau bem grandexxxfilmes zoofilia com dog alemaomoça bonita lisinha dando em São Paulo sozinha correndo numinha.irma.uza.shortinho.por.baicho.da.saiabrazileira pedi comi minha buceta i meu cu i gosa deContos eroticos larissa submissa dos tios parte 1x videoz traveati gozandocontos heroticos arrombda por um negaocontos eroticos adoro negras de ceios hem pequenos e bucetiha inchadaputa tomando olugar da eguinha zoowww.xvideo com novia da favela a dora regasa o cu e tem que filma a cara da vadeavídeo da vizinha ela é pornô chama o marido da outra novela saindoconto eroticos de sentadaZelou e gozou dentrocachorro botou ate o nopro no cu da mulherxxvibeo fudeno tatinhaver filmes de sexo comnovatasmulher recebendo massagen enlouquecidacontos eróticos comi o cu da minha netinha demenorContos eroticos gravida evangelicaSou mulher casada meu compadre me fodeujudea. abuceta em estrupocontos nao resisti vi a buçeta da minha mae bebadaLer contos eroticos de transei com minha cadelamulher fode compomba de 30 centimetrocinco moleques arrombaram minha noivanovinho de curitiba gosando na cara no xisvidiogordo casa dos contosSimpson bucetas inchadas das mamãe gostosas levando pau grande e grossocontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgenovinho.geminho..de.pau.duroconto erotico gay fui obrigado a virar travestiboafoda-gozada-dentro-trans-acavaladas-Relatos de novinhas brincando de pique escondeantunesfagner entre homensXVídeos todo ensebado de saboneteGta brut mulher nuaPegadinha rolando xsvidiomeu genro me fodeu titia safada gozando esquirt contosMulher enfregrando a rola do jumento na bucetacomendo coroa. cabelo vermelho puta fasendeirade chorte atolado boquete amador xvideos online mae engoli ou cospi fidelidade marisa chupando meu paunamorada puta traindo o namorado enbaixo.do nariz dele corno manso xvideoxvideos gays hot boys porteiro comedo o morafonovinho vendo o roludo pela janela e ficando loucoela pegou u jenro dotado peladocrente fudendo e narrando pro maridoliteralmente engatada com doghumilhaçaocontoseroticoPapai vio eu de sainha sem calsinha fes eu senta en seu colo pal fora da bermuda semtei gostei dei ate meu cu po meu pai contosXVídeo mucama transando com feitorcontos eroticos corno manso tatuagemchulezinho da amiga - contos podolatras