Parte 5 Quarto dia com meu Mestre - Final

Um conto erótico de PauloMasoka
Categoria: Sadomasoquismo
Data: 07/07/2016 22:40:04
Última revisão: 14/04/2019 13:14:39
Nota 10.00

Primeiramente, gostaria de agradecer os e-mails que recebi.

Também quero pedir que comentem e votem aqui.

É importante para mim saber a opinião de vocês.

Continuação…

-Levantem-se! Bradou meu Mestre.

Senti aquele salame semirrígido abandonar minhas entranhas. O escravo tentou ficar de pé, mas a corrente que o ligava a mim não permitia. Eu até tentei obedecer, porém, mal conseguia me mexer. Sentia muita dor…

Após soltar a corrente da coleira do escravo, meu Mestre ajudou a me levantar, pude ver no travesseiro a marca da minha mordida e o molhado das lágrimas.

Vendo que eu não estava em condições de continuar a sessão, O Mestre ordenou ao escravo preparar um banho para mim na banheira e oi prontamente obedecido.

Fiquei aí, em pé e em silêncio até estar em condições de caminhar até a suíte do meu Mestre. Nesse tempo, enquanto soltava meus pulsos, os prendedores dos meus mamilos e colocava uma guia em minha coleira, Fui informado em relação ao meu novo irmão de coleira:

1 – Seu nome era Equum, cavalo em latim. Faz sentido….

2 – Ele era, hierarquicamente, superior a mim. Por isso, teria que obedecer todas as suas ordens.

3 – Equum não podia me punir por nenhum motivo, qualquer desobediência ou erro meu deveriam sem informados ao Mestre para que, apenas ele, pudesse me punir.

4 – Meu irmão de coleira gostava muito de sexo. Outro escravo antes de mim havia desistido por não suportar seus desejos...

Fui puxado pelo coleira pelos dois lances de escadas que levavam do “quartinho da dor” no porão até a suíte do mestre no segundo andar. Entrei na banheira com hidromassagem e relaxei enquanto me recuperava.

Fiquei sozinho a maioria do tempo, dava para ouvir os gritos de Equum após os estalos do chicote, meu Mestre estava se divertindo.

Quando a água começou a esfriar, decidi sair da banheira e me enxuguei com a toalha que ali estava e, como não havia nenhuma ordem para sair dalí, decidi me ajoelhar, de cara para a parede ao lado da privada.

Encostei a cabeça na parece e, acho que cochilei por alguns instantes.

-PORRA! Mandei você vir aqui, escravo!

Despertei assim, obedeci ainda meio zonzo...

Equum estava de joelhos ao lado da cama. Dava para ver os vergões vermelhos em suas costas. Me posicionei ao seu lado.

-Me chupem! Agora! Disse deitado a grande cama

Como ainda não estava totalmente recuperado, Equum foi mais rápido e abocanhou o pênis ainda flácido. Não sei o que houve dentro da boca, mas o negócio ficou duro em poucos segundos.

Fui para o outro lado da cama e logo nós dois chupávamos o membro rijo. No começo foi difícil sincronizar mas com o tempo conseguimos. Enquanto um se dedicava à cabeça, o outro de dedicava ao corpo e ao saco

Não entendi quando o Mestre deu um pulo e empurrou nossas cabeças com força em direção aos seus pés. Olhei para Equum tentando entender o que aconteceu, ele me olhou e disse sussurrando:

-Diga que foi você!

-Quem foi o filho da puta que me mordeu? Respondam seus inúteis! Gritou enraivecido o Mestre enquanto se sentava na cama.

Com o susto acabamos nos ajoelhando no chão, um de cada lado da cama. Eu olhava para Equum e para o Meste sem saber o que falar. Devia obedecer meu irmão de coleira?

-Só pode ter sido ele, Senhor! Disse o escravo enquanto apontava o dedo para mim.

-Seu escravo de merda! Acha que vai ficar assim? Meu Mestre me puxava pela coleira até um gancho na parede ao lado do grande armário. E desse armário saiu a ballgag enorme que inibiu meus gritos enquanto sua fúria novamente era descarregada em mim.

Um aparelho de choque foi colocado no meu pênis, a eletricidade percorria por ele todo, numa intensidade que fazia eu me debater de dor. Os gritos eram abafados pela ballgag.

Os polegares foram presos com uma algema de dedo e fixados num gancho acima da minha cabeça. Afastadores foram colocados nas minhas pernas me deixando, assim, completamente indefeso.

Não havia percebido que Equum não estava mais no quarto. Mas notei quando ele retornou trazendo os prendedores que, anteriormente, haviam me prendido para o seu prazer. Rapidamente essas peças voltaram aos meus mamilos pelas mãos do Mestre e as correntes foram puxada, e com força, pelo seu auxiliar que me olhava com um discreto sorriso maldoso se divertindo com sua travessura.

Novamente o chicote estalou nas minhas pernas, desta vez com muita força. Chegou a escorrer sangue.

Acabada a punição, fiquei ali com os prendedores, puxados pelo peso das correntes e o aparelho dando choques entre minhas pernas, para “pensar no que eu fiz”, enquanto meu Mestre e Equum transavam na cama em minha frente.

Fiquei alí durante umas 2 horas até que o mentiroso escravo fosse embora, não antes de olhar para mim e rir daquela situação.

Fui solto e ordenado a me ajoelhar onde estava.

-Por que me mordeu?

-Não fui eu!

-Está dizendo que foi o Equum? Ele é um escravo exemplar! Jamais faria isso!

-Desculpe Sr. Não farei novamente! Disse de cabeça baixa e totalmente submisso.

-Vista-se e pode ir!

Cheguei no meu apartamento e havia uma caixa grande madeira vinda a Alemanha à minha espera. Com a dor no corpo foi difícil levar da portaria até meu apartamento. Abri a caixa e havia uma outra, de papelão fechada com fita adesiva em um papel escrito “não abra essa caixa. Voltarei em breve! Rainha Selma!”

Passaram-se dias e minhas feridas foram melhorando aos poucos. Rainha Selma não quis me dominar virtualmente pois precisava me recuperar. Contei tudo que aconteceu e ela disse que tudo aquilo havia sido demais e, se eu quisesse, podia procurar um novo mestre.

No dia seguinte, o celular toca e vejo a mensagem do meu Mestre:

“O que você fez foi muito errado, mas vou te dar uma nova chance. Se quiser continuar a ser meu escravo, você deve fazer um treinamento. Eu conversei com a Domme Jaqueline, a rainha travesti que iria te dominar no filme e ela concordou em te dar um treinamento intensivo de dois dias.

Essa é a condição para continuar comigo.

Responda Sim e eu te passarei o contato dela.

Responda não e apagarei seu número e não nos veremos nunca mais.”

E então? O que devo responder? Digam nos comentários.

O conto continua após 15 comentários com votos.

Se você gostou até agora, não custa fazer a sua parte, né?

Lembro sempre que não é para repetir as torturas dos meus contos.

E-mail para contato: [email protected]

devaneiossolitariosm.blogspot.com

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
08/07/2016 14:56:30
Valeu Arturzinho! O que eu respondo? Sim ou não?
08/07/2016 06:25:59
Caralho.... sem palavras!

Online porn video at mobile phone


Vampiros elobisomens-Casa dos Contos Eróticosconto eróticos comendoa mulher doamigo a forçacontos eiroticos leilaporncontos eróticos família vavela minha mãe comigo no banheiroContos eroticos comi minha filha com margarina"padre não é homem"mulata com pratinho xvideos.comvovô idoso chupando o cuzinho do Netinho o pinto contos eróticosimagens mexedinho fazendo sexo e de biquiniAmém tempinho comendo veado vídeo pornô vídeoCasa de Contos fodas a uma cadela pitbull da vizinhaContos pornos-fodi a mendigaO doce nas suas veias (Capitulo 10) Autor Vamp19porno contos menininhas da crechehomem da rolona família inteira numa razão mulhereu coloquei a minha pica cabesuda gozando nua buceta grande e carnuda 2018meu marido perdeu aposta e eu paguei com a buceta pornocontos de safadeza um andarilho fudeu minha mulheramigas segurando a amiga pa ser estrupada na despedida de solteiracornossubmissocontoandrew arlindo dellavoglio casa dos contoso qui faco pra demorar enjacularcontos eroticos de mulher sendo xingada e tomando tapa ma caracontos eiroticos leilaporncontos eroticos casadas arrombadas por pauzudos super grossos e 25 cmmobile zoofilia com cachora femiaconto erotico gay branco dominador gosta de maltratar viado pretoxoxotas em perigo cabaçoler contos eroticos menageForcei minha mae e ficar nua conto incestoxvideos Marquinhos picudo fudeu a novinhaestupro esposa contos eroticoselagosou cavalgado na vara grande videosvih a madrasta de shortinho e n aguentei pornoporno com uma policial de chortinho no meio dos homen do batalhãoxvideoa aventuras anal gay sexo anal ate goza dentro no pelo anal gaymenina fode com negro dismarcado.chingando e gritando e fala que vai gozar.xnxxflagra de coroa transando de bruço em praia de nudismocontos minha mae gravida do pedreirocontos eroticos gay inicio fui surpreendido por um adulto dando minha bundinha e fui xantageadocontos eroticos - an american taleboquete da irmazinha casadoscontosgaleguinha filha de papai metendo com a pica no tabaco bonitinha gostosinhacobtoseroticos uma pequena apostaXVídeo amassadinho estrangeiracontos eiroticos leilapornvideo porno de chorte apertado arfossacontoseroticos aiaiiii to gosandonegao me enrabandoXvideo mobile Filha tem buceta piluxxvideos cproas exibindo seu cu videosVídeo mulheres grávida de nove mês com homens bem dotadovideos porno mulher goza muito se afrouxa as pernascontos gay de conxinha com o idolovideos mulher dorme homem pintudo metendo nela de conchinhacobtoseroticos uma pequena apostacontos eroticos menina foi brincar na casa da amiga e pai comeu amquinhawww xvidios gay avatajadoporno caseiro comendo cu da nnovinnha ela diz ai meu cu caralhomelhorescontosdeincestoconto titiocomeu meu cu no natalvideo de sexo com novinha com varios moleque no igarapélemarc as menina que tava chupando a rolaPai chupando e amassando os seios e vagina da filha e passando a mao na vagina dela ver video calcinha molhadaMULHERES GOZANDO COM FORTES MODISCADAS NA ROLA DO CARA DE MUITO TESAOhotwife e marido contosxxvideos fazendo tia toinha gemerdois garoto brasilero se cumendo gemendo muinto na primera vezmulata de short amrelo deitada de bunda pracima e o marido mexendo na bunda delaContos eróticos de mães evangélicas e filhasPornos johnata caseiros 2017casa dos contos eu mudei por ela 2 marisTirei o himen da buceta da esposa do meu amigo sua buceta sangrou conto eroticoGeoMatheus -Votos |zdorovsreda.ruvideo de mulhe no banheiro tomando baio pegado pombacontofudi minha cunhadaMulhers de abatia filmo vdio caseiro pornoconto erotico gay viado submisso vira femea do negaocontoerotico eu namorada mae e tio