O garçom que me pegou de jeito

Um conto erótico de Hunters12
Categoria: Homossexual
Data: 01/08/2016 20:43:05
Nota 10.00

Eu me chamo Júnior, sou de uma cidade do interior de Pernambuco e, por questões acadêmicas e profissionais, vivo em Campinas. Tenho 1,80m de altura, 78 kg bem distribuídos, uma rola de 17cm bem grossa, muitos pelos somente nas pernas e uma bunda lisa e volumosa que me rende altas piadas entre a galera do trabalho (e alguns elogios também...rs...). Sempre saio com a galera para um happy hour, entre mulheres e homens, nós nos divertimos muito. Nunca namorei homens, mas sempre trepo com uns caras. Tenho meus p.a. (pirus amigos). Na última semana, num dia comum, quase fim de semana, como saio mais cedo do trabalho porque alguns dias viro a noite, a galera combinou em nosso grupo do Whatsapp ir em um bar que raramente íamos para comemorar o aniversário de uma colega. Banhei e segui de carro mesmo, pois não pretendia beber. O bar super charmoso, com um cara tocando e garçons extremente simpáticos. Foi literalmente uma festa nosso encontro. Acabei bebendo. Um garçom, em especial, me chamou muito a atenção. Ele era mais baixo que eu, forte, estilo parrudo (um touro mesmo), braços grandes, peito largo e uma leve e deliciosa barriguinha. A bunda e a mala uma atração à parte. Atendia a todos com muita atenção, cuidado e discrição. As meninas todas se alvoroçaram. Algumas chegaram a ser até inconvenientes com o rapaz soltando cantadas bestas. Neste clima doido de festa e azaração, alguns colegas foram se arranjando no grupo mesmo. E eu na minha. Muitos colegas me davam tesão, mas sem condições, pois a maioria era (ou demonstrava ser) hetero. O happy que se estendeu e virou programa noturno foi até tarde. Altas horas, resolvemos ir, pois era dia de semana, trabalharíamos no outro dia e só dava nós no bar. Pagamos e saímos. Lembrei que estava de carro (meu meio de locomoção para o trabalho no outro dia) e, apesar da insistência de alguns para me dar carona e eu deixar o carro, resolvi chamar um daqueles caras que conduzem em caso de emergência (para não dizer, quando o motorista está bêbado). Depois de eu dar certeza que ficaria bem, todos se foram. Nada de conseguir um condutor, resolvi usar o Uber que eu já devia ter usado para chegar ao bar. Nisso, alguém me pergunta se eu precisava de ajuda, era o garçom tourão. Contei a história e o boy disse que, pelo que eu disse, ele morava próximo à minha casa no Cambuí e também pegaria um Uber. Mas se eu quisesse e confiasse, já que eu, ao menos, sei onde seu local de trabalho, ele que não bebeu poderia ir dirigindo para mim e já lhe dava carona. Gostei da ideia de ficar perto e olhar para aquele delícia e de retribuir a ajuda e a disposição. Concordei. Cada um cancelou o pedido do Uber e nos dirigimos ao meu carro. Para mim, era um prazer ter aquele homem por perto, seu perfume e seu cheiro natural me inebriavam. Ele me contou de onde era e porque estava em Campinas e eu falei de mim. De vez em quando, ele me olhava para responder algo e eu me derretia com sua boca e seus olhinhos rasgados. Conversamos amenidades todo o percurso e eu amava toda vez que ele passava marcha ou apertava um pedal, pois via seus músculos contraírem. Fiquei até com medo de estar dando bandeira e o cara ralhar comigo. Chegando em casa, abri o portão do prédio e entramos. Agradeci muito e, por educação, eu o convidei pra subir e tomar uma água ou um café. Para minha surpresa, ele disse que aceitaria um café e tambem queria usar o banheiro para "tirar a água do joelho". Borboletas brotaram no meu estômago...rs! Subimos e o cara elogiou muito o prédio e, quando entramos, o apartamento. Indiquei onde ficava o banheiro da suíte, pois o social estava bem bagunçado. Eu avisei que prepararia um café enquanto ele 'tirava a água do joelho'. Rimos. Ele voltou ainda fechando a braguilha e se sentou na banqueta do balcão. Eu servi o café e uma água com algumas guloseimas e sentei ao seu lado. Tomei só café e água por causa da bebedeira e ele só o café, pois disse que lanchou ao sair do trabalho. Terminado o café e esgotado o assunto, ele vira para mim, agradece e, enquanto colocava a mão grande e forte em minha coxa, diz que foi ótimo me conhecer. Quase engasguei com a água que bebia. Ele riu, secou com a outra mão a água que escorreu em meu queixo, pegou em minha nuca e me puxou para si. Ele me beijou gostoso e passava a mão em meu corpo. Eu retribui e me entreguei. Lavei as mãos naqueles braços, peito e coxas. Tirei sua camiseta e quase gozei só em ver aquele macho. Lambi seus mamilos, seu suvaco, desci pela barriguinha e quando fui libertar o pau. Ele pegou em meu queixo, puxando-me para cima e pediu um banho primeiro. Seguimos para o banheiro e nos beijando, ele se despiu. Tudo era grande naquele homem! Seu pau arcado para baixo era como uma banana nanica bem criada: grande, grossa e veiuda. Ele entrou, se ensaboou e eu só espiava. Com cara de safado, meu touro perguntou se eu entraria ou se ficaria só olhando. Entrei e reiniciou a putaria. O boy beijava muito! Ensaboou meu corpo, principalmente, minha bunda e seus dedos achavam, por vezes, meu cuzinho depilado. Doido de tesão, eu me abaixei, puxei a pele daquela mariola e mamei. Era muito duro e não entrava nem metade na boca. Lambi suas bolas, subia e descia com a língua em seu cacete e engolia desde a cabeça até onde dava. Meu macho gemia alto com a gulosa que eu fazia. Perdi a noção de tempo e mamei muito. Extasiado. Ele mandou parar senão gozaria e disse que tinha muito por vir antes de gozar. Mostrei a toalha e pedi para ele sair primeiro que eu terminaria o banho. Fiz toda a higiene íntima necessária e digna daquele boizão. Quando fui para o quarto, a visão foi incrível, o cara estava esparramado na cama, vendo um pornô gay na tv e manipulando seu pau em riste. Pirei. Subi nele, mamei um pouco mais aquele pau babadíssimo e o beijei. Estiquei a mão e alcancei camisinha e lubrificante no criado e entreguei a ele. Enquanto beijávamos, o boy encapou a caceta e lamecou de gel. Passou no meu cuzinho e o acariciava e tentava penetrar com um, dois dedos. Eu beijava, gemia e rebolava. Estava fora de mim! Ele afastou minhas bandas, apontou e forçou seu pau para meu anelzinho. Senti muita dor, mas forcei para entrar. Entrou um tanto bom e ele gemia alto dizendo que meu cu ia estrangular seu pau. E eu falava que sua jeba ia estourar meu rabinho. Ficamos assim um tempo e foi delicioso, ainda mais que o cacete, por seu formato, não entrava inteiro naquela posição. O garçom falou que queria me pegar de quatro. Eu o obedeci e ele veio por trás afoito. Naquela posição, pude sentir seus pentelhos aparados relarem em minha bunda. Aquela tora entrava e saía inteira. A posição favorecia a penetração daquela vara envergada. Eu me sentia arrombado e me arrepiava a cada bombada. O boy socava, tirava tudo e colocava de uma vez, batia que ardia minhas nádegas e, praticamente, gritávamos de prazer. Eu ouvia toda hora que meu cuzinho era demais e que meu bundão era inesquecível e que ele se apaixonou por ela desde a primeira vez que eu me levantei para ir ao banheiro no bar. O puto segurava meu ombro e fincava o mastro. Eu empinava, ao máximo, meu rabo Sentia aquela verga bater na minha barriga. Suávamos. Ele fazia o que queria com meu buraquinho. O cara fodia muuuito. Ele disse que queria gozar no meu peito. Tirou a camisinha, eu me virei também já quase gozando e o boy despejou uns 6 jatos de porra no meu peito. Puxei a piroca para minha boca e gozei lambendo aquela cabeçona inchada. Para minha surpresa, o boy lambeu a própria porra em meu peito e me beijou. Amei (e nem pensei nos riscos na hora!). Ele me beijava, cheirava o pescoço e me acariciava. De tão cansados, adormecemos daquele jeito mesmo e abraçados. Acordamos com meu celular, tomamos banho juntos e mamei muito até gozarmos. Eu o deixei em casa que realmente é pertíssimo da minha e segui meu caminho. Trocamos contato, mas viajei neste último fim de semana. Hoje, segunda-feira, é folga dele e sairei mais cedo do trabalho para ficarmos juntos. Fico mole só em falar nele e excitadíssimo em relembrar nossa transa. Espero que se repita...


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Hunters12 a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
03/08/2016 02:42:33
Ótimo conto... ❤❤❤❤❤
02/08/2016 06:58:32
Bom demais!
02/08/2016 05:15:16
Eitaaa
01/08/2016 23:13:18
Muito bom! Parabéns e boa sorte com o garçom! Amo Campinas!

Online porn video at mobile phone


os videos de sexo os lolitos da picaosou cara discreto mais adoro vira puta xxxvideos.comconto erotico - como me tornei amante de um haitianocontoerotico eu namorada mae e tioela tentou não da a bunda. mas ele botuo tudinho devgarinhoxvideo quase rubiaebeto tanzadocontos eiroticos leilapornvideos decopirsa para casaconto erotico comendo a ovelhaeu confesso que transei com meu tio xnxx contos eróticos a mâozinha pequeninha da filhinhacasada aguentando 24cm de rola do amante que nao aguenta e goza rapidoquero vídeo pornô do viado trocando noscoputariha gratis de pai chupando os peitiho duro da fiha noviha bobihanovinha xeia de pintas na bct na siriricaconto erotico traicaochantagemIsac -Hugo |Contos Eroticos zdorovsreda.ruconto gay tiozao deu cudescabacei o cu da minha tiatranza.de.maljeito.x.vidiomorena rabuda foi tomar engesao e se esfregou no medicoxvideos gay fui estuprado por que nao paguei as drogasqual a posicao que temos que fazer quando damos o anus e para o espesma na escorrer para a vaginaconto gay bostaFotos de marcelinho carioca nu pirocudocontosgosandodentroconto esposa com sobrinhocd_patryziaPorno contos incesto mamaes com tesao iniciam suas meninas ensinando siririca..masturbaçao..chupar e punhetar papaisfilhas ve paes trazando e entra na putariacutucou a menininha sem penetrarviado faz chupeta em macho violenta enche a boca de pprtaMeu marido viaja e meu sobrinho me fodecontoprimeirafodaconto eu hetero tinha 18 anos o pedreiro me comeucalcinha cobrindo so a metade x videoV contos de mulheres sendo fodidas por cãocontos eroticos meu marido gosta de ir ao cinema porno para ve homens ecitados e me exibi em praias e escolher um para transa primeira vse com outroXVídeos XVídeos vídeo novo mulher nova XVídeos chupa mulher chupando pau até gozar o negão só vídeo de mulher chupando e se engasgando e vomitando sem graçaXVídeos pornô padrasto comendo enteada ela me procurou e eu não resisti vídeo brasileiroconto erótico de gay vestido de mulherCona e cu relatosescrava esculacho pondo no cu delaputinha tres coraçõescontos eroticos verdadeiro minha namorada so deichava eu surra o pau na sua bundahomens balancando as bolas pornodeixei ele encoxar minha mulher videosgranfina xvidiiscontos de corno minha namorada virou puta de um traficantepadastro de 35cm de pica no cu da intiadacontos eroticos diaristaporno doido brasileira lesbica desmaia sua amiga e cheira a xota e chupa a bucetawww.testedefudeludade coroas.brcontos de incestos surubas com irma em casa nusirmao pintudo com 35 centimetro comendo irmavideos porno marido viciado em comer a fezes da esposaVoltei para casa toda arregaçada e cheia de porrameu amante come minha filhaxividio vo come teu cu bem devagax vidiu pono negau turado uma loira insima da cama ela gritado eo negau.garadoxtubinho zofilia com cadela no cioconto erotico minha filha se acidendo eu tive da banha nelahome filma mulhe no oinibomulher com aparelho nos dentes atrapalha mulher chupar um cacetconto erotico seduzindo o sogro velho coroa grisalho peludocontos sobre padre taradoencoxada no metro xvdConto erotico enganoadventista casa sunga contos eroticosbelo sexo dormindo de conchinha com a titiasexoevangelicaxvidios geys pegando priminho pre adolesentescoletania de negao socando ate o saco nas esposas gringas com vestidos pornocontos eróticos fiz macumba pra comer a mulher do meu cunhado#tio ruquero ver vídeo de sexo com mulher transando com outras mulheres usando aquelas picas de borracha de elástico sem garfo e comcontos gays de incesto- coroa machão dominador taradão comendo menino afeminado e submissoFidendo com aspermas abettaporno loiras xiri gigante anal picas trinta centímetrosSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhaarregassano ocu dagostosaconto erótico dei a bct ao mordomoconto erotico tia bucetuda e sobrinho pausudo de sungaContos gay comi o cu do cafetaocontos eroticos ela me deu o cuzinho/lesbicaotoza dadaCasados no motel tentando sexualmente o garçonxvideo Comendo a Mulher do Meu Tio Cielycontos eroticos ninfeta curradavideo de colegial sedo encoxada por baixo da saia com penis pra fora entremeio as pernas e varginaarretada e gostosa minha mae conto incestocontos eroticos nl cinema hxh passando a mao na picacontos eroticos paniquete disse que o diretor fodia sua bundangatadas anais zofilia contosdona cely eo caseiro tom contos eróticosralado rola cu vertido x vidiofilha adotiva safada com mae e pai contosBucetao agoentando pintao no xvidio