NOVAS AVENTURAS SEXUAIS - 08

Um conto erótico de Escritos
Categoria: Heterossexual
Data: 17/08/2017 13:08:23
Nota 10.00

Capítulo 8

Alguns dias depois da morte do pai de Nate. Ele e sua madrasta, Diana, estavam sozinhos em casa.

- Sobre o que você quer falar comigo? - perguntou ela, entrando na sala e sentando de frente para ele.

- Eu quero que você saia dessa casa - avisou Nate. Finalmente ele conseguiria se livrar dela - Você vai receber tudo o que tem direito. Mas essa casa é minha.

Diana via o sorriso no rosto de Nate ao falar com ela. A frieza dele a espantava.

- Você é tão frio. Nós somos uma família.

- Uma família? Você tirou minha mãe da jogada e casou com ele. - ele riu debochado - o testamento dele declarou que eu vou herdar tudo. Acho que ele não tava muito feliz com você, ultimamente.

Diana, sentada de pernas cruzadas no sofá, o deixava falar.

- Estou feliz que eu nunca mais irei te ver.

- Entendo - ela disse - então você não quer dar mais nenhum dinheiro para a piranha que tirou sua mãe da jogada. Acha que se livrar de mim, será bom? - ela perguntou rindo.

- O que é engraçado?

- Ouça, você está herdando tudo do seu pai, inclusive todas as contas. Você não sabe nem por onde começar, vai falir em 2 meses.

-Esta dizendo isso porque você quer o meu dinheiro.

- Eu não me importo com sua herança, seu pai deixou uma poupança ótima pra mim e minha filha, e além disso eu tenho minha galeria. - Diana deu sua última cartada - De repente, se você me der todas as obras de artes, eu serei boazinha e ainda te ajudo a não falir.

- Dar as artes para você?

- Serão as taxas de transferência das artes que irão te falir. Se eu vender antes, depois de tirar minha parte, você ainda terá um bom lucro, e ainda possuirá sua herança.

- Podemos resolver isso com nossos advogados, mas isso não muda o fato de você sair daqui.

- e a Amanda? - perguntou Diana, se referindo à filha.

- o que tem ela?

- Eu vi o jeito que você olhou para no enterro – Diana descruzou as pernas - você deseja ela, não deseja?

- Você esta doida, apesar de te odiar, nós sempre nos tratamos como irmãos.

- Mas vocês não são, eu vejo o jeito que você olha para ela. Nos deixe ficar um pouco mais, resolvemos logo o assunto da arte e ela será sua.

- Amanda nunca iria aceitar isso...

- Deixe ela comigo.

De noite...

- É tão incomum, nós três sentarmos e jantarmos juntos, como uma família - Disse Amanda para sua mãe.

Os três estavam à mesa, Amanda de frente para sua mãe e do lado de Nate.

- Realmente

- Fico muito feliz por você esta aqui - Amanda fala para Nate e segura sua mão.

- Sério?

- sim, temos que fazer isso mais vezes.

- Amanda - Chama Diana - eu preciso falar com você mais tarde...

Depois do jantar, Nate foi dar uma volta pela cidade. Quando voltou, Amanda o espera no seu quarto.

- Nate, é verdade o que a mamãe disse? Está nos expulsando? - ela perguntou com tristeza - eu achei que finalmente conseguiria conviver com meu irmão postiço.

Amanda foi ate ele, e o abraçou.

- Não nos expulse, não nos abandone.

- Amanda...

Antes que ele pudesse falar, Amanda colou sua boca na dele. O beijo começou tímido e foi esquentando, Nate tomou a rédea da situação. Enquanto se beijavam, ele foi tirando a roupa de Amanda, lentamente, dando oportunidade dela se afastar, caso não quisesse. Como ela não se afastou, ele a deixou apenas de roupas intimas, fez Amanda deitar na cama, e se despiu, ficando de cueca.

Nate se aproximou, e passou a mão no peitinho dela, tirando o sutiã.

- você é linda, Amanda.

Ele apertou o biquinho do peito dela e depois colocou a boca, começou então a chupar e lamber ate ficar duro, ai fez a mesma coisa com o outro.

- Ahh, Nate - gemeu ela.

Nate desceu a mão ate a calcinha de Amanda e a tirou, depois, devagar, abriu as pernas dela e passou a mão na bucetinha.

- você esta molhada, Amanda.

Amanda colocou a mão em cima da buceta dela, tirando a mão dele.

- Irmão, por favor...

Nate tirou a mão dela, e puxou a buceta dela em direção a sua boca, lambendo.

- eu... Eu vou... Ficar maluca... Irmão.

Quando Nate escutou ela o chamando de irmão, enfiou a língua, chupando com mais vontade. Nate tirou sua cueca, e colocou sua ereção na entrada de Amanda.

- N... Não - disse Amanda, quando sentiu o pau dele. Ela o empurrou, e se afastou dele.

- O que foi? - ele perguntou assustado - Amanda, nós chegamos tão longe.

- Não, eu não posso - Amanda falou chorando - eu não quero transar com você desse jeito...

- Amanda...

- Não importa o que você diga. Eu não quero que minha primeira vez seja assim. - Ela olhou para ele - eu faço qualquer outra coisa.

- Qualquer coisa? Você tem certeza, Amanda?

No dia seguinte...

- Eu estou indo - Avisou Diana, para a filha - Tenho que resolver algumas coisas da galeria e falar com meu advogado.

- Sim, mãe - Amanda lavava a louça, quando sua mãe saiu.

Diana passou por Nate na portaria do prédio, pegou seu carro e foi embora.

- Nate - chamou Amanda, quando escutou a porta de abrindo - Me... Me desculpa por ontem.

Nate a deixou na cozinha e foi pra sala, ele tinha acordado cedo e ido ate seu advogado. Quando voltou trazia um catalogo com todas as artes que herdou do seu pai.

Nate olhava o catalogo, quando Amanda entrou.

- irmão... - chamou ela, colocando a mão no seu ombro - por favor, não nos expulse daqui, ou expulse somente a mim.

Amanda usava a camisola que usava para dormir. Nate, num movimento rápido, colocou a mão por baixo da roupa dela, chegando ate sua buceta.

- Você não esta usando a roupa de baixo?

Ele colocou os dedos na buceta molhada, depois tirou a mão e usando a umidade para passar a folha.

- Tire a roupa e fique de quatro na minha frente - pediu ele.

Amanda olhou para Nate, que continuava a olhar o catalogo. Ela resolveu fazer o que ele pediu, quando Nate viu a posição dela, ele fechou o catalogo e levantou.

- Comprei uns brinquedinhos para gente, já que não posso te penetrar. Vamos tentar esse daqui.

Nate mostrou para ela um pequeno consolo,

- Em que buraco você quer? - ele perguntou, e colocou o consolo na boca, deixando molhado, depois passando na buceta dela.

- Não, ai não.

- Certo... Então vamos fazer nesse aqui. - e colocou na entrada do cuzinho dela.

- Não, vai me romper.

- você aguenta.

- mas... Eu estou assustada, Nate.

- você disse que faria qualquer outra coisa - Ele se aproximou do ouvido dela - eu quero te ver gemendo de prazer.

- então coloca no meu cuzinho, mas seja bonzinho. - Com a autorização dela, Nate começou a enfiar devagar. - Você é tão mau, maninho.

Nate começou a movimentar, devagar, enfiando aos poucos o consolo dentro dela, ganhando espaço. O cuzinho virgem de Amanda relaxava para receber o brinquedo.

O tesão de Amanda era grande, seu cuzinho escorria, e Nate percebeu, aumentando o movimento.

- Sabe maninha, acho que você será uma ótima escravinha, e vou começar o seu treino.

Amanda gozou.

Mais tarde...

Diana estava na galeria, quando recebeu a visita de Nate.

- Essa é a primeira vez que vem aqui - Diz ela, se aproximando dele.

- Vejo que você já esta planejando algumas coisas com as obras de artes do meu pai.

- Tenho que me preparar pra quando você concordar com minha proposta.

- É sobre isso mesmo que eu vim conversar.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Escritos a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
MMS
10/12/2019 09:46:37
Submissão e uma coisa que faz aumentar o tesão neh!!!

Online porn video at mobile phone


contos pai atolou tudo no cuzinho d filha.com fotoscontos eroticos minha esposa gosta de apostaCONTOS EROTICOS COMENDO CACHORRA E O CACHORRO ME COMEUsentei no colo do meu tio o pau endureceu e nos fudemos contosminha esposa embuchada contosvídeo pornô com homem enfiando o braço todo no ânus da mulher despejando muito líquidopai vai no quarto da filha gostosaxxvideodeposito de porra molecadaxnxx batendo uma para o marido coletâneasou safadinha adoro analcom p maninho casa dos contoso inimigo do meu marido me comeuContos erticos irmas gulosas mamando na pirocona dos seus irmaos em uma orgia na piscina de casadezejo ver evangeliça casada tranzando e peladaguri ñ aguentou pau grande, contosmulher. de59 anos godtoza de chprtinhotravest rabuda d ginasioMulheres fudeno escandalosas gritando vou goja no xvideoschupando cuzinho beiçudonovinha timidaxvidioquanto a mãe tava cantando a repressão a novinha tá f****** com padrasto quero ver no vídeocontos de encoxadas nos transportes publicosporno doido sapatona transando♥♡♥♡♥♡♥♡sexo ela nao quis da so acariciarFeitor tranzado com escravo novinhoconto bundonadisvirtuando a bucetamae. gosa pau fillho sentadasem calcinha contospesquisar, na ora do sexo porque tem qui assobra dentro ds bucetafotos do castiel o anojo de sobrenatural nu roludo Contos mendiga pornovidepporno com quatriplo aos gritoperdi a virgindade pq quiz conto incetowww.xvideos/maior testao de buceta ele nao rezistiutravrsti chupano apica docara atrais do balcao sem nigem peceberpopa.da.bundagozaxvidiosexopornoO doce nas suas veias - (Capitulo 2)-zdorovsreda.ruconto incesto ajuda filho novo quebrado a lavarPenis flacido castrar contosxxvideosnegraslesbicasfotos pes tezudos femininosxvideos caseiro menininha so de camisola usano salane de comercontos eroticos - an american talemenina no ômega escondido pedindo para ver a pica do desconhecido XVídeoscontos picantes de amor gaysVideo de pai comendo a filha e tira o cabaço cem do no yootubehttp://img2.virgula.uol.com.br/x495.jpgx vidio comtos eroticos flaguei mamãe econtos meu filho meteu nu meu cu finju dormiConto erotico de casada q nao se satisfaz com o pau d marido e fica com tesao d ver velho pintudomãe vai no curral e ve o filho com pau duro e fica olhaee transaesposinha puta veste roupas curtasconto gay contei pra ele que queria dar pra elefudeno com a esposa do do meo melhor amigo em pornobrasileroenfiar mangueirá liguada no cu da guarotaDei para meu irmão novinho contos eróticosConto enteada apaixonada pelo padrastomulher de 18 anos abaixado homem verdadeiro dando a b***** e ela peidandocontos eroticos dois machos chupando minhas tetas como bebes golusosabrir vídeo de pornô de negão mongolóide metendocontoerotico eu namorada mae e tioXvideos so de novingas de 15 aninhos sendo estrupada pelo irmaocontos eroticos dando mamarsexo.gay..enxet.cu.de.leiye.xvedeo filho na aquenta ve sua mae de calsinha e acoxa elacontos erotico cheirando calcinhas usadas da familiaconto erottico ela me shantageoufoto de mulher bem gorda com a b***** bem arreganhada lâmpadaquadrinhos eroticos cunhada sedentaporno sexo janela secretaler contos eróticos de mulheres fazendo sexo anal e peidandomeu cuzinho amanheceu melado e doendo contos gayhomens pauzudo que gosam ligero se meter com forsa no cumeu primo e eu na resistiu e comeu o bucetao da minha tia conto