School Vol:I

Um conto erótico de Gabriel
Categoria: Homossexual
Data: 05/06/2018 19:49:04
Última revisão: 05/06/2018 23:18:09
Nota 9.00
Assuntos: Gay, Homossexual

15:42m São Paulo, Brasil.

- Como você quer começar?

Tic Tac...

Tic Tac...

Tic Tac...

Tic Tac...

-Podemos ficar aqui o dia todo se preferir!

Tic Tac...

Tic Tac...

Tic Tac...

-Bom. Sou seu psicólogo e já faz uma semana que estou tentando algo com você. Sua família já cogitou a possibilidade de um psiquiatra, mas quero tentar te trata sem nenhuma medicação... Só me ajuda te ajuda. Não quero te fazer nenhum tipo de mal...

Tic Tac...

Tic Tac...

-Desisto...

Ele estava levantando da sua cadeira branca a minha frente com seu jaleco branco e sua planilha de plástico duro transparente aonde estava anotando as informações mais relevantes para a sua pesquisa.

O relógio em cima da mesinha – O único objeto que fazia algum tipo de baralho – Me fazia recorda de uma época aonde tudo era fácil.

Ele era novo no ramo e também na empresa. Lembro-me da pequena discussão que teve com meus pais e o dono da clínica no corredor. Meus pais não queriam que ele me tratasse por ser novo no caso, preferiam um profissional mais experiente para trata da minha depressão. De tanto discutirem, optaram por fazer um teste com ele e se acaso melhorasse no decorrer do tempo - Isso seria em um mês ele continuaria.

Naquele lugar tinha hora para tudo; para comer, para momentos de laser, para se exercitar e fazer outras coisas. Para ir ao banheiro andávamos com uma pulseira eletrônica que apertávamos um botão, em instantes aparecia um funcionário com roupas brancas nos levar até o banheiro que ficava na parte mais alta do local para que não houvesse fuga. Estava com depressão, pelo menos era o que diziam, mas me tratavam como louco.

Não estava ligando para quem iria me tratar ou conversar, estava pouco me importando com ele e com qualquer outro que aparecesse, apenas queria me afogar no meu mar de decepções que me enfiei e afundar, afundar, afundar até que encontrasse o fundo dele. Não estava facilitando para ele, na realidade não estava facilitando para ninguém e nem queria facilitar, mas meus pais não me deixariam em paz e esse psicólogo até o momento é a prova disso. Não queria está nesse lugar, nesse momento nem respirando queria esta, mas era o certo. Tinha um plano, e precisava executar o quanto antes.

Olho para janela aonde raios de sol tentava entrar naquela sala extremamente gelada e com todo o meu orgulho desarmado digo:

-Bom...

Ele estava com a mão na maçaneta pronta para ser aberta; tira a mão dela a trancando novamente.

–Bom?

- Como devo começar? – Nunca tinha precisado passar por nenhum tipo de tratamento ou conversar com algum psicólogo sobre uma “possível” depressão. Sempre fui uma pessoa na minha, mas amava a minha vida por ser simples. Não era complicado ser eu. Sempre fui uma pessoa calada quieta que não tinha nenhum tipo de problemas sociais. Dava para perceber que não estava bem, eu não queria morrer, mas também não estava querendo viver. Olhava para ele e era notória sua expressão de preocupação. Ele me aparentava ser uma pessoa jovem e preocupado com estado das pessoas em sua volta.

Seus cabelos loiros num corte Quiffed Back o deixava com cara jovial o aparentando ter menos idade do que tinha, seus olhos azuis penetrantes focavam em mim tentando entrar no fundo da minha alma, era notório que não queria perder nenhuma informação. Sua pele extremamente branca, quase albina demonstrava que tomar banho de sol não era o seu gosto. Mesmo coberto por um jaleco branco, percebia o quanto fino ele se comportava. Tudo era cronometrado e simétrico, com certeza a pessoa mais charmosa que conheci nos últimos dias.

Estava em uma sala branca sem móveis nenhum, no teto várias lamparinas iluminava o local e mesmo de dia permanecia acesa. Entre eles tubos de entrada de ar deixava um ar gélido incomodar todos que estavam ali menos o doutor que parecia não se incomodar com a claridade e o frio que fazia.

Eu o incomodava, meu silêncio o deixava aflito. Ele queria saber de mim. Ele me parece ser uma pessoa boa. Quem sabe um amigo, alguém que possa-me ajudar chama Gabriel e tenho dezoito anos. Fiz dezoito alguns meses atrás antes de...

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
06/06/2018 00:01:43
Escrita boa, não ligue pro Valter. O único problema foi o conto ser curto e, consequentemente, sem muitos acontecimentos senão uma única cena. Promissor.
05/06/2018 21:43:28
AINDA SEM MAIORES EMOÇÕES. MUITOS ERROS NA ESCRITA.

Online porn video at mobile phone


mulhe caimo mapica gotoza vodio bamcavirei putinha do titio cassetudoMinha Esposa Gordinha Rabuda Me Coloca Chifres Casa dos ContosContos eroticos pai liberal.comcazadas..trazas.moteu..baixadas.rjpornodoidogarrafastrazei com minha vizinha d camizola na cozinha dela ponoxvideos ela acodou com o marido chupandoporno aaii taduedo seu pau e groso ei fia tudo gosa ladentro eu quero caga sua porrabeijar o pescoço e acarencia meu bumbum adoropadrasto cumeno intiada loira rabocontos so homens gemeos transandosex incesto cumendo a priminha piquena e magrinha linda comendo o cu piquenaporno contosminha mulher deu na massagemcontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgeO negrão entupiu a bucetao de minha mulher casadiscontoscontos de surubas inesperadas com esposaso eu minha enteada metendomoreno sarado de sunga de bombeiromaior busetao gosado t.v porra gg pistolaoprica cavalaXvideos gracissecasa dos.contos eroticos irma bundeiraconto erotico corno na lua de melconto erótico grávida fogosahomens de de sambacancao cossando o pau diro e peludoAliviando os funcionarios contos eróticosconto erotico dormindo e encoxada por estranhoContos pornos-fudi a mendigaquero ver conto erótico sapeca safado gostoso amor dentro do carro dentro da capoeirafilme pornô panteras tratei minha esposa mal só de raiva ela ficou com outroxvideoporn com casada de legui bebadaMoreena Fudendo A Mil So Na Bucetasogras manipuladoras contos eroticoscontos eroticos.meu sogro me enrabou na barraca de campingcontos eroticos putinhas oferecidassogro transando com nora contosfiz uma foda bisexual com meu filho minha filha minha esposa meu caseiro sua esposa e sua filha contosMenina asusta com tamanho da pica saindo dabucetadamaenegom gosano dentro do cu da menina de menorConto erotico quado dei leitinho para minha filhacontos eroticos putinhas oferecidascomtos eroticos flagrei minha entiada de quatro na cusinha de mini saia e com a calsinha enfiada na xana çoxvidioporno correu da rolaXvidios cornos de nefinhasmulhe com ceceta ano fazeno sexomae belisca querendo chupa buceta da filhagordinha rabuda da seno curiada pele irmãoarrumei um macho bem r***** pra f**** o c****** do meu marido contos gayevangelicas na zoofilia com cachorroxvideos mãenao acreditonissoenpregada safada acedia filho do patrão e coloca sua filha para participar do sexo xvideoxvidos pono pai penga fila dominhomostra ceu pruquito que. eu mostro meu pauentrou gosada chanacontoseroticos/comadre rabudasogra gostosa deu pro genro na reuniao de familiaceta e bunda 205 só as gostosasler contos eroticos menageminha mae me iniciou na zoofiliapeguei minha sogra de vestido ei so olhando por debaixoamitos drmindo com amigo cacetudo e sentindo a vara cotucar seu rabo contos eroticosirmagostozaxvideoConto erótico menina e deixa pelada na escola e humilhdacontosdecornoseputas.blogconto erotico com gravidez de reprodutor de aluguelmeninas brincando de esconder e sendo abusada sexualmente contosmassagem na prima mais velha conto fotoSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhaMae e puta fudeu filio estoriacontos transando com cunhado mais novomamilos grande emfiando na bucetameu amante come minha filhaver vidio pitudo dando uns amasso na novinha que nunca vio rolacontobm erótico de incestoirma normalista - contos eróticospai tem pauzao descomunnal e soca tudo no cusiho da filha gostozinhaeu nunca tinha chupafo e lambifo cu de homem. minha buceta escorriameu genro conto eroticoAbusada de calça leguecomendo a cunhada com permissão da esposa contos eroticosDorinha morena branquinha e a ruiva loira morena branquinha e a ruivahomem tarado esfodo bucetae depois a nossa ludimeu amor da minha vidacontos eroticos peguei uma garotinha do interior pra criar e ensinei tudo sobre sexo pra elaminha gata pediu que eu metese so no cuzinjo dela contos eroticos