Historias da Lela 3 - Enrabada pelo primo do meu Namorado

Um conto erótico de Gabriela
Categoria: Heterossexual
Data: 17/01/2019 14:49:24
Nota 9.93

Oie, tudo bem meus lindos?

Sou a Gabriela, Morena da pele branquinha, cabelos pretos, bumbum grande, seios médios/pequenos, pézinhos 34, cinturinha fina, safada ,que ama putaria.

meu email é: [email protected] , respondo todos conforme meu tempo.

Hoje vou contar o dia que o Gustavo, primo do meu Marido, me Enrrabou, quando eu ainda estava namorando ele, na epoca da fáculdade.

Um bom tempo se passou, desde que entramos na faculdade, festas a parte, tinha muita ralação, agronomia nao é um curso fácil e nos dedicávamos muito, mas claro, sempre sobrava um tempinho para a diversão.

Neste dia, Gustavo que estudava na minha sala precisava ir até uma fazenda proxima a cidade pegar algumas amostras para um trabalho, tivemos aula apenas no periodo da manhã, era uma quarta-feira dia de muito sol, estava quente pra caralho.

Eu precisava de algumas amostras, mas infelizmente Luis teria aula na turma dele e não conseguia me levar, então falei com ele se poderia ir com seu Primo para buscar essas amostras na fazenda.

Gustavo confiava D+ em seu primo, e disse que tudo bem, pois estaria atolado de matéria até o final do dia.

bom, eu não odiava o Gustavo, eu até já fiquei com ele anos atrás, o que eu odiava era a maneira como ele me tratava, por conta do nosso "casinho" no passado, sempre o mandava para PQP, mas ele não desistia.

Porem, como a necessidade faz o ladrão rs, fui com Gustavo para essa fazenda, e pela minha surpresa, Gustavo desta vez não deu de cima de mim, começamos a conversar como duas pessoas normais, sobre a faculdade, sobre o trabalho apos a faculdade, coisas da vida.

- 4 Anos Antes:

Era um sábado , quente e Pedro (Antes de Perder a virgindade - 2 Virei Boqueteira) , o menino com quem eu havia ficado e mamado na frente de casa, tinha combinado com algumas pessoas um dia na pscina da casa dele, e havia me chamado.

Então lá fui eu, 16 aninhos, vesti um biquine comportadinho, branco, fiz um rabo de cavalo no cabelo, vesti um shortinho jeans e uma blusinha regatinha branca, e fui até a casa de Pedro, que ficava umas duas quadras da minha.

Varias pessoas da escola ali, meninas, meninos, e um pessoal que eu não conhecia, mas que jogava bola com Pedro.

Pedro e eu apenas ficávamos, mas nao era nada sério, ele ia la em casa, nos beijavamos , eu chupava ele e ele ia embora, e estava tudo ótimo como estava, e eramos felizes assim.

Pedro, se aproxima de mim na pscina, e diz no meu ouvido:

Gabi, meu amigo Gustavo do futebol, quer ficar com você, rola?

Eu olho , e vejo o menino, e penso:

Uau, que gracinha rs.

Digo que sim, e Pedro volta até Gustavo.

Gustavo loirinho, olhos verdes, na epoca era malhado, tinha um corpo atletico, pois seu sonho era ser jogador de futebol profissional, uma delicia de rapaz, eu eu queria muito prova-lo rs.

Gustavo chega em mim na pscina, e pergunta se podemos ir até o fundo da casa de Pedro, eu aceito e lá vamos nós, nesse dia os pais de Pedro não estavam, então era um monte de adolescente sozinhos em um casa com pscina.

Chegamos la no fundo da casa de Pedro, Gustavo já me pega pela cintura, cheio de atitude e pegada, começa a me beijar, e é muito bem correspondido, nos beijamos intensamente, que beijo gostoso, que boca quente, que maos grandes rs.

Suas maos percorriam meu corpo, apertando meu bumbum com força, alisando meu corpo inteiro, me fazendo ficar arrepiadinha e com tezao.

Nao me faço de boa moça rs, e começo a alisar o pau dele por cima da fina bermuda de futebol que ele usava, ele estava visivelmente excitado, e parecia uma rola enorme , abaixo a bermuda com minha mao, e o tiro de dentro da cueca, e realmente, para um menino de no maximo 17 anos, tinha uma rola grande e gostosa, nao grossa, mas cabeçuda, do jeitinho que a Lela ama chupar rs .

Gustavo me olhava, me beijando, e diz: Deixa eu sentir sua boquinha Gabi.

Eu não digo nada, sempre fui muito obediente rs, apenas ajoelho e começo a mama-lo, chupando e lambendo aquela rola deliciosa, quente e gostosa com minha boquinha.

Gustavo olhava pra um lado e para o outro, para ver se nao via ninguem , eu nao me preocupava, apenas mamava aquela rola linda e gostosa, até que ouço uns urros, de Gustavo e seu corpo todo se movimentar, pude sentir um jato forte de porra bater no céu de minha boca e logo apos encher minha boquinha de porra.

Uau, como gozava aquele menino, gozava muito, encheu minha boquinha, com uma porra grossa, e gostososa.

....

Gabriela, Gabriela!! GABI!!!...

Levo um susto, de onde eu estava, na fazenda pegando minhas amostras e lembrando da epoca de escola, quando conheci Gustavo.

Digo:

Oi Gustavo, tava aqui distraida.

Falava um pouco sem graça, enquanto o olhava.

Gustavo: Sim, eu percebi, vamos embora? Eu ja peguei as amostras e pelo jeito voce tambem né?

DIgo: SIm vamos sim Gu.

Pegamos tudo, colocamos no carro que estavamos e partimos rumo a cidade, que ficava uns 50 KM de distancia, no camnho Gustavo reclamava do calor, eu digo que tambem estava com muito calor, e que seria ótimo achar um rio no meio do caminho. Mas falava da boca pra fora até que:

Gabi, eu conheço um riozinho que fica aqui perto, quer ir lá?

Digo: Mas não é muito Longe Gustavo? E eu nem troxe roupa.

Estava vestindo uma calça jeans e uma botina , uma blusa polo do curso e um boné.

Gustavo:

Que nada, vamos la é pertinho e o rio é rázinho, a agua só vem até os joelhos.

Digo: Ta bom, mas só vamos la olhar, pq eu nao sei onde é e depois eu volto aqui com seu Primo.

Gustavo entao vira na primeira estrada, e dirige por uns 10 minutos, e logo estamos no rio que ele havia dito, era um riozinho bonito, com algumas arvores em volta, agua limpinha, com corredeira, e algumas pedras, ficando a beira da estrada.

Aproximadamente 10 metros da estrada, que nao era tão movimentada, descemos do carro, e vamos para baixo de uma arvore, se proteger do sol , o lago nao estava muito cheio, por causa da seca.

Tiro minha bonita, fico com os pés no chão, e caminho com Gustavo até a beira do rio, onde nos sentamos abaixo de uma arvore, e fico ali, vendo aquele lago.

Gustavo estava afim de entrar, e eu digo:

mas vc nem trouxe ropa, seu doido.

Ele falou:

Haa Gabriela, oque tem aqui vc ja viu .

Falou isso ja tirando sua calça, sua camisa, ficando apenas com uma cueca boxe preta, que marcava bem o volume , mesmo sem estar duro, formava um volume lindo de se ver rs.

ASsim, Gustavo entra na agua, e fica tacando agua em mim, com a mao, dizendo: Vem Gabi, a agua está uma delicia.

Fico olhando para ele e pendo:

Delicia está voce rs.

Gustavo tinha ganhado mais corpo, nao estava malhado, mas tambem nao era gordo, estava no ponto rs.

E aquele volume, fazia minha imaginacao ir novamente para os anos de escola.

Eu sabia que transariamos ali, a beira daquele rio, mas era uma coisa que eu não queria acreditar muito, mas que tambem queria muito, então dei uma de inocente, e comecei a tirar a roupa, ali mesmo, ficando apenas de calcinha e sutiã.

Gustavo bateu palmas, fiz questão de empinar meu bumbum pro lado de Gustavo enquanto tirava minha calça, quando me viro, o vejo ali, parado, e com o pau completamente duro.

Gustavo me olha e diz:

Olha só o que vc fez Gabriela.

Eu dou uma risada, e falo:

Larga de ser Tarado Gustavo.

Taco agua nele, molhando seu corpo, mas me aproximando dele, enquanto jogava agua, Gustavo apenas me olhava, e segurava a rola na mao, ainda por baixo da Cueca, eu dou um sorriso sacana, e nos olhamos por uns instantes, Gustavo dá um passo para frente, em minha direção e nos beijamos, ali mesmo.

Beijos intensos, como da primeira vez que o beijei, minha imaginação me levava novamente naquele momento, ha anos atrás, e meu tezao só aumentava, intensamente, enquanto sentia aquelas maos firmes me pegando e me apertando contra sue corpo.

Nossos corpos roçando um no outro, nossas bocas, roçando uma na outra, e minha maozinha ali, roçando naquele caralho por cima da cueca, Gustavo senta em uma das pedras, que tinha ai, e tira a rola para fora, ainda do mesmo tamanho, cabeçuda, porem mais incorpada, grossa, deliciosa.

Começo a mama-lo , chupando sua rola com minha boquiha, itnensamente, ouvindo seus urros e gemidos dizendo:

Isso sua putinha, que delicia ... que saudades eu estava dessa boquiha...

Eu mamava inteiramente aquela rola e suas bolas, chupando e lambendo ela, enquanto o masturbava, ouço ele me chamando para kikar , entao paro de chupar, tiro o que faltava de minha roupa, ficando peladinha, e subo em cima dele, encaixando minha bucetinha em seu pau, começo a kikar gostoso com minha buceta nele, sentindo aquela rola grossa, entrando em mim, indo fundo até o talo em minha buceta.

Sua boca abocanha meus seios, chupando como se fosse devora-los, enquanto sua mao aperta minha bunda e me faz kikar mais forte e mais rapido, eu gemia locuamente, gritando alto, gemendo alto, nao importando se alguem ouviria, apenas snetia aquela sensacao deliciosa de ter uma rola dentro de mim ...

Entao em um gemido alto e entre urros, começo a gozar no caralo de Gustavo, cansada, saio de cima dele, e fico de 4, Gustavo entao volta a penetrar minha buceta com seu caralho, que entra fundo e forte, socando violetamente, em minha bucetinha, com pressao, cheio de ódio, fuzilando minha buceta com sua rola gostosa.

- Aiii CARALHO OOO.. hummm que delicia Gustavo , me fode sue puto, me fode GOSOTSO, soca vai , fode essa buceta ,seu safado ... QUE DELICIA ... hummm

Gustavo loucamente me fodia, sem dó, socando em minha bct com força, me fazendo gritar ainda mais alto, cansamos da posição, entao deito de ladinho, na pedra, para Gustavo foder minha bucetinha, mas em vez de meter em minha bct novamente, Gustavo começa a pincelar com seu pau meu cuzinho e diz:

Deixa eu foder esse cuzinho? Sou loco pra foder essa bundona gostosa..

Como eu não sei dizer nado rs, digo que sim e abro minha bunda com a mao, para facilitar para Gustavo, que começa com dificuldade a enfiar sua rola cabeçuda em meu cuzinho.

Puta que pariu, que dor da Porra.

Foi receber aquela cabeçona inteira dentro do meu cuzinho, mas minha bct estava toda babada, molhadinha , cheia de tezao.

Gustavo termina de penetrar seu pau em meu cuzinho, até metade apenas, pois nao aguentei mais, mas foi o suficinete para ele me foder gostoso , eu olhava para ele chorosa, com dor e com tezao ao mesmo tempo, com meus olhos cheios de lágrima, mas minha buceta toda molhada, meu corpo arrepiado, com espasmos , no mixto de dor e prazer, ainda recebia tapas em minha bunda, com foça, deixando marcas de sua mao em mim.

Eu gemia alto, e pedia mais, mais, pedia com mais força, mesmo com a dor que sentia, eu queria mais.

AInnm ,isso Judia vai gostoso, Judia da sua vadia , judia do meu cuzinho seu cachorao. ... hummm

Gustavo, diferente de Luis, aguentava muito tempo , sem gozar, me fodendo muito, me deixando toda assadinha, socando seu pau no meu cuzinho.

Até que começa a gozar nele, nessa altura, eu ja estava de 4 novamente, com o pau atolado em meu cuzinho, recebendo seus tapas em minha bunda, enqunato sentia seus jatos de porra inundando meu cu.

Depois de gozar, nos lavamos no rio, eu estava satisfeita, toda doloria, mas satisfeita.

No final , voltamos para a estrada, e dirigimos até em casa, em um profundo silencio.

Mas no fundo eu sabia que GUstavo nunca mais pararia de me foder.

Espero que gostem <3 não esqueçam de comentar e votar.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Gabi.sapekinha a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
24/09/2019 20:39:57
Adorei legal continua assim obrigado
15/08/2019 08:44:37
que fogo meninaa
20/06/2019 00:10:58
Top
13/06/2019 00:45:36
Como sempre, bela história. A famosa enrabada. É que putinha pra gostar de mamar rola. Hein!? Votei com tesao em vc.
12/05/2019 13:23:09
Tesão da porra sua vadiazinha
09/05/2019 14:17:42
que delicia
08/05/2019 20:19:22
Hummm. Que delícia! Já imaginou ele gozando na sua boquinha
07/03/2019 20:11:18
Deu vontade de te comer toda. Delicia.
09/02/2019 14:14:04
♥❤♥ Adorei o conto. Votado nota 10! Leia os meus: EU, MINHA ESPOSA E MEU AMIGO DA ADOLESCÊNCIA. Beijos. ♥❤♥
09/02/2019 09:35:30
Delícia de conto. Votado nota 10. Leia a minha série de contos também: EU, MINHA ESPOSA E MEU AMIGO DA ADOLESCÊNCIA.
29/01/2019 12:03:57
Delicia de conto, minha esposa tb é bem putinha safada, confira nossas aventuras... Temos um blog para casais liberais: http://clubedosmaridoscornos.blogspot.com/
29/01/2019 09:10:19
Delicioso!!
18/01/2019 14:33:27
Muito top....
18/01/2019 12:36:35
Danadinha...
18/01/2019 10:49:43
Boa narrativa,mas o conteúdo não é novidade. Vc tem um diferencial interessante,seus contos são desconexos,não estabelece ordem cronológica
17/01/2019 20:14:16
Muito excitantes amei
17/01/2019 19:17:12
Sensacional conto
17/01/2019 15:14:03
Demais, GABi! Você me enlouquece... bjs

Online porn video at mobile phone


estupro esposa contos eroticoscontos sissyefaç de porncontos-padre comendo a meninacomo você gosta de dar o cú ao trasex devagazinho bem gostoso ou no arranca tudo vidiolesbicas esguichando de baldescontos eroticos assediada pelo cunhadocontos vi uma mulher cagandocache:O6GiaR9Gb0sJ:zdorovsreda.ru/texto/20180120 meniina lavano abuctaXvideo mulher pagando boquèti violentoespiabno a irma troca de roupa e tranza com ela porno.doidovideo de porno .que nuher mão quanta que.cagaxvideo da tia com medo a som brinha gozado na boca delatransando com o principe e o lobo mausobrinho f****** o c* da tia enquanto o tio sai para viajar XVídeosCont erot .quando meti na minha empregadinhscontos de boquete bom de primos e primas novinhoscontos lésbicas brigando reconciliaçãoporno sem casaminhasmeu corno troxe um negão para me foder e tirou fotospornô em famíliaxxvQuero trsnsar com o Adinlson meu padrastoestrupei minha irma na cama do nossos paisComo era as bucetas no tempo da minha avótendo prazer filhinha youngcontos erotico transformei meu marido em mulherzinhaconto viadinho gosta de ser fudidonovinhas com seios rachando de leite transandoXvidios cornos de nefinhasxvideos rolas chapuletadasdoce nanda parte cinco contos eroticosquero um filme pornô pai comendo a filha bem gostosa e ela de calcinha fio-dental e mini sainha enfocando dele e gritandocarioca dando buceta peluda pros dois marmanjos e gemendo alto pornodoidoa filhada vai passar o feriado na casa de seu padrinho e tem pensamento erotico com elecoxas descoloridas fazendo sexoguiguiba dando o cu XVídeosimplodandosessentona casada carente de rola sozinha no fim de semanafotopono vajina de menosdavideo pornor espetacular com mulheres ki sao loucas por homem de pica giganterapaz passa oleo no cu grande da loira empura a bica ate gozarmulheres dando a b***** nas posições do mais Lambada pau entrando com muita forçaduas lebiaca se beijando devangarcontos erotico trai meu marido com um velhovidematepornoamante goza dentro e a puta se abaixa e dispeja na boca do cornoContos sexo eu e meu irmao brincando de lutinhahistória e fotos sogra bêbada queria presente de aniversário dar o c* a vida amigos do genrovideos proibidos corno narra esposa chorando com gozada no cuzinho negao rasga o cux video caralhomuitogrande mulher não aguentosexo pozicao mamaeve papi pornodoidox vidio doguinho comedorwwwxvideo mae presa de baixo da mesavideo sexo de perveção com minha mãechupei lambi os pés da minha prima mais nova dormindovídeos demulheres e fiado o dedono prigito ponodoidocontos eroticos sete anosxvidiomarido namorando atrais da esposaXvideo filhos louco leva leite co sonifero pra maepicudo gosa n cu d casada e tira bostaXvidio enfindo.o pefotos de bucetas beiçudas pono doidoAliviando os funcionarios contos eróticosContos eroticos feitiço virando mulhermulheres que procura hamem pratrepa em pernambucominha primeira siriricachupou a b***** da velha gorda e ela piroumulher de shortinho jeans desfiadinho socado na ruaxvideos tapeando dorme com prima efaz carinho nela sexovedeos gay amigo. bater pulheta para amigopornordoido mulher gostosa em garganta profunda engolindo opau todoContos eróticos - quero roubar o marido da minha mãecorneado e enrabado pelo primo pirocudo contos