Diário de uma Safadinha - III

Um conto erótico de Jabuca
Categoria: Heterossexual
Data: 10/05/2019 15:25:10
Nota 9.50

Eu e meu irmão estamos no ensino fundamental, meu irmão mais velho do que eu, está em outra classe e outra série.

Na minha classe estuda um menino lindo, muito bonito, nome dele é Felipe. Todas meninas estão afim dele. Coloquei na cabeça em conquistá-lo. Comecei a conversar com Felipe a todo momento que nos encontrava - na entrada das aulas, no intervalo e na saída do colégio. Tentava a todo momento, enquanto nos falávamos, encostar-me em seu corpo, principalmente quando não tinha ninguém por perto. Demorou, mas, enfim - Felipe me pediu em namoro. Selamos isso, com um selinho. Nossos encontros amorosos se davam na escada, entre o 2º e 3º andar e ali nos beijávamos. A primeira semana foi assim.

Na semana seguinte surpreendi Felipe. Nos encontramos, nos beijamos e agachei-me num degrau abaixo; puxei a bermuda dele até o joelho, coloquei a mão dentro de sua cuequinha e tirei sua rolinha para fora e bati-lhe uma punheta. Felipe no começo ficou estático, depois sorriu e gostou. Ainda não tinha esperma, como meu irmão e o Arnaldo. Felipe saboreou aquela semana. Ele nem sabia o que o esperava. Eu estava feliz, nenhuma colega ia ser páreo para competir comigo; ainda mais com a idade e a cabecinha que elas tinham. Estavam ainda brincando de casinha e nem sabiam, ainda, brincar com aquele bonequinho. Na semana seguinte, outra surpresa para Felipe. Fiz tudo igual ao da semana passada, mas não lhe bati punheta. Peguei sua rolinha e a coloquei em minha boca. Chupei aquela coisinha; a manjubinha dentro de minha boca, eu a jogava de uma bochecha para outra. Felipe já tinha história para contar. Eu e eles estávamos felizes. A escada começou a ficar perigosa, umas três vezes quase fomos pegos em flagrante. Resolvemos ir para a ala dos banheiros femininos. Na semana seguinte já estávamos lá e não íamos mais no intervalo. Íamos no final das aulas. Avisei meu irmão que nos avisasse quando a condução escolar chegasse. Fechávamos um banheirinho, eu sentava na tampa do vaso e Felipe abaixava sua bermuda. Acariciava a rola dele e a chupava. Nossas semanas eram assim e fazíamos até meu irmão avisar, batendo palmas no corredor. O que é bom dura pouco. Um dia estávamos no bem-bom, quando a porta do banheirinho se abriu com um forte pontapé; a porta abriu-se velozmente e foi bater na parede. Ficamos paralisado. Apareceu o Inspetor de alunos, furioso da vida.

"Estou de olho em vocês, já há alguns dias... seus malandrinhos... seus safadinhos..." = olhou para o Felipe, babando de raiva: = "Você, moleque... suma daqui... vai, se manda... não quero ver tua cara... amanhã falo contigo...!"

Inspetor olhou para mim, estava sentada na tampa do vaso - estava branca, pálida, tremendo, quase chorando.

"Você, Judith! Fazendo isso com tua idade...! Mesmo que você more nos cafundó do Judas... é muito cedo para você fazer isto. Se você entrar na Febem, você vai ver o que é bom prá tosse...!"

Inspetor levantou meu queijo com sua mão, fez-me olhar no olho dele. Alisou meus cabelos, passou a mão em meu rosto, enxugando as primeiras lágrimas. Ele se afastou um pouco, se aprumou! Pensei que ia embora. Ele abriu a braguilha de sua calça, tirou a rola de sua cueca samba-canção e balançou-a na minha cara. O tamanho de sua estrovenga era enorme, nunca tinha visto aquilo. Só conhecia a do meu irmão, do Arnaldo e do Felipe.

"Pega nela, Judith... faça um carinho e depois faça uma chupetinha..."

Não consegui segurar aquela matraca só com uma mão; segurei com as duas. Não sabia fazer carinho com aquilo tudo. Fui colocar na boca não consegui - era enorme. O Inspetor tentava fazê-la entrar e não deu. Fiquei só na chapeleta e fazia vai-e-vem; o Inspetor não estava satisfeito. Tentava empurrar para dentro da minha boca. Tanto tentou que esporrou entre meus dente, melou minha boca, meus lábios e meu queijo. Ele me tirou da tampa do vaso. Tirou sua calça, a cueca e sentou no vaso. Me puxou para si, tirou minha saia do uniforme, tirou minha calcinha. Colocou-me em seu colo de frente para ele. Abriu bem as pernas e ele mesmo, segurando meus quadris, me movimentava em cima de sua enorme jeba. Eu via aquele instrumento roçar a minha xaninha e encostar a cabeça nas minha nádegas. Foi me levando e me trazendo, sobre aquele trem, que se gozou todo. Jogando esperma na minha roupa e na roupa dele. Pegou papel higiênico se limpou, me limpou. Deu-me um beijo na boca.

"Não quero mais ver você com garotinhos, está bem?" Amanhã falo contigo...!"

Foi-se embora. Logo depois eu sai e fui esperar meu irmão no corredor. Jurandir apareceu e estranhou eu já estar ali. Falei para ele do flagrante do Inspetor. Do abuso eu não comentei.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
26/06/2019 11:18:56
Nossa
12/06/2019 21:25:22
Que bronca
01/06/2019 15:01:41
boaaaaaaaaa

Online porn video at mobile phone


conto gay apaixonado pelo traficante nando contos.eróticos gay o negro da rola grossa e cabeçuda me arrombou e virei sua esposa exvideos comeu a mae de calcinha no jantarlesbianismo entre evangelicas pornodoidocasa dos co.tos eroticos de casadas .o cabeleleirorabuda de calça apertada limpando estantepornou homem nao aguenta e goza na burcerta da putaxvideo tigrésámeninas caipirinhas lindas com a buceta encharcada de tesao metendo muito paus grandesporndoudo sua amiga deixo a toalha cair e começou o secoporrnodoido segurançaxvideos.meninas.sedo.esto.padas.afosaContos cunhadameu padrasto me comeuveio e foi comer o cu da novinha pede o recado e tirei a virgindade e saiu sangue da buceta e ela pega no meu pau cagou XVídeosComo perder o bv comendo o vomito e cagando no ventiladorconto crente com fogo na bucetadoce nanda parte cinco contos eroticoscontos eroticos drogadacontos eróticos crente. certinha meninas de baby doll fazendo sexo anal e oral e babando no pauXvideo nao sabia que aquendaria aquele mostro no meu cusinho vou contar como foicontos eróticos comi o cu do filho da mendigacontos de tia dengosa que deitou no meu colodois negros de 40cm de pau no rabo da intiada e sublinhaconto erotico ela passou a lingua na.minha buceta do grelo ate o.buraco da.vagina e enfiou a linguamostrando o tamanho pra mulheresna rua xsvedeovovô abusando conto eróticopadrasto dotado tentando fura cuzinho da intisda novinha dormindofotos d negros com o pinto d fora agarando com as maos peladosNego en acao fudeno virje xvpescado comedo a morena e a loiraxvideovídeo porno com uma negona de bunda grande recebendo três puconas no raboescreve palavra enrabardotransendo cominha conhada dospeitaocasa dos contos cunhado matheusepiei roludo mijandocontos eroticos jatos de porra na gargantabroderagem conto heroticos de peludos na mao amigaEu e meu namorado fizemos sexo na salagravei escondido dizendo vou gozar aicontos eroticos apostei e minha esposa sofreu no pau enormehomoprazer.blogspot.com.brcontos meu tio pauzaocuzinho apertadinho rosto lindinhocontos eroticos minha esposa ficou excitada quando viu o negao pauzudocontos porno scat lesbicotitio caralhudo noivo corninho safado noiva putinha contos eroticoscontos eroticos sobrinho xheirando calcinha da tia e batendo umao filho da minha patroa ele foi metendo seu pau na minha buceta virgem que sangro ele começou a fuder minha buceta eu gozei ele fundendo minha buceta ele gozo dentro da minha buceta ele começou a fuder meu cu virgem ele gozo dentro do meu cu quando eu sair do seu quarto minha patroa me frago eu saido do quarto dele minha patroa disse pra mim que eu ia ficar grávida do seu filho conto eróticoquero conto erotico de irma e irmao que transa e a ima caga na boca do irmao ele come a medaxvideo contrata negao pra alisa mais esgorega e entraconto erotico me viram.no mato e me comeramXvídeos idosas dengosa filhinha dengosa do papaixvideo novinha xuveradamulher mostrando a bunda com Arturzinho Só de shortxanas na moitaconto erotico gay narrado yootubehmem do pau piqueno fodobuceta grandetirando o cabaço da mornaXVídeos mãe escutando a filha f**** com negãovideo porno foi cobra o alugel ea cabou comendo a emquelina no xsvideovídeo de sexo negão lascando a b***** de magrinha Sonhadapuxar o courinho da piça pra mijar x videovidio de porno tia acordado subrinho pra da pra ele de ladinholindinhas novinhas trepandonumpau grándeContos pornos-enrabei minha mulher na frente dos nossos filhosvídeo da mulher da bundona sentando na pica do menino loboemteada faz sexo com padastro quando a mae sai pras compras xviduosloira gostosa foi mandar comsertar ou carro na oficina i o negao comeu elamete essa piroca noeu cu mim arba porno doidocontos eroticos casamento nupciasdelirando sexo filhinha inocente 18duas irmas abdo buceta oara o irmaofilme casal insurportavel pornodoidoconto lavador de carro pauzudomeu tio aproveitouse de mim conto erotico huntergirls71bicos de tetas estranhas.xvideoso cara tava comendo minha mulher ru cheguei ele tirou da buceta dela e enfiou na minha boca