Vingança muito prazerosa....

Um conto erótico de Bird
Categoria: Heterossexual
Data: 09/07/2019 22:33:42
Última revisão: 12/07/2019 05:36:05
Nota 9.88

Para entender todo contexto a uma história que é longa, mas se quiser ir direto para ação é só ir até a linha marcada com xxxxxx, boa diversão. Depois de chegar aos meus 40 anos, casado em com dois filhos e ter evitado inúmeras oportunidades de pular a cerca estava tranquilo. Tenho uma vida ótima financeira e sexualmente, minha mulher é gostosa e gosta tanto de sexo quanto eu. Vi amigos perderem casamentos por fazerem tudo errado. Sexo mexe muito com a cabeça, tem uma parcela gigante de importância em um casamento ou uma nova relação e pode ser um perigo em uma relação extraconjugal.

Se for para transar com alguém que seja uma pessoa desconhecida, sem dar nomes, sem telefones ou contatos. E nunca ter um segundo encontro com a mesma pessoa, pelo menos era assim que eu pensava.Só que depois de tantos anos e uma situação inesperada aconteceu: comi uma garota de 25 anos no banheiro feminino da empresa, uma rapidinha deliciosa. Poderia terminar ali, mas no dia seguinte peguei ela de jeito e passamos a noite em um motel. A garota, Cinthia até aquele momento tinha trepado no sofá da casa do namorado como maior aventura, nunca tinha sido enrabada. Pois com ela no motel fizemos de tudo. Vi o quanto de tesão ela sentiu, eu também senti mas o que ela tinha a perder? Um namorado que estava na Alemanha a um ano e eu um casamento com a mulher que amo, filhos e minha reputação na empresa. A vantagem é que moro em uma cidade e a sede da empresa é em outra cidade. Só apareço na sede onde ela trabalha para reuniões de planejamento ou apresentação de resultados.

Por isso quando meu celular tocou no sábado, no aniversário do meu filho e vi na tela: Cinthia, todos esses pensamentos vieram a minha cabeça...puta que pariu! Normalmente atendo o celular na frente de todo mundo, mas me levantei e fui até a frente de casa usando a desculpa do barulho. E atendi: oi Cinthia, e ela respondeu melosa: oi meu gostoso! Meu estomago embrulhou. Ela continuou: liguei para dizer que te acho um tesão que você é o máximo, que me masturbo quase toda noite pensando no que fizemos sabia? Suando frio respondi: é você também incrível, pensando em um jeito de encerrar aquela conversa. E ela: ai que gostoso ouvir isso! Eu preciso dizer uma coisa. Caraaalho, comecei a suar mesmo, usei camisinha, tirei ela direitinho. Pqp, ela deu uma sentada sem camisinha, mas já tirei. Faz três meses, pensei isso em menos de um segundo. A partir do momento que ela continuou: eu estou....paralisei.....indo para Alemanha. Achei que tinha entendido errado, Alemanha? É Alemanha, meu visto saiu e o Lothar meu namorado está aqui para me levar. Você ficou tristinho?

Imagina, achei ótimo parabéns seja muito feliz. Me senti muito aliviado.

Voltei para festa tomei um whisky duplo. Minha mulher perguntou o que aconteceu e falei que ouve uma alteração na minha agenda de reuniões. Ufaaaaaaa. O tempo passou e eu fui promovido a diretor depois de ser decisivo na implantação de uma filial. Eu já não precisaria viajar o mês todo e a filial é em Curitiba onde moramos.

Na noite depois da festa de inauguração e do anúncio de minha promoção fomos para casa. Minha mulher estava linda. Ela tem 1m65, cabelos castanhos, olhos azuis e seios médios para grandes, Estava com uma maquiagem leve que destacavam seus lindos olhos, vestido branco de alcinhas..pensei humm que seios e uma sandália branca que a deixavam mais alta que eu. Normalmente ela usava saltos pequenos para não ficar mais alta que eu, mas hoje estava com salto 10.

Estava linda e gostosa, notei os olhares para ela e estava louco para pegar ela de jeito. Como estávamos sozinhos fui para um motel.

Depois de treparmos muito e fazer ela desfilar só de sandálias para mim, ela se deitou de bruços na cama. Puxou meu rosto e disse: preciso falar sério com você. Eu estava me sentindo mal comigo mesma depois da segunda gravidez, mais gordinha mas você nunca deixou de ser atencioso, mas(sempre que tem um mas vem encrenca) depois que você começou a implantação da filial estava sempre cansado. Ela disse que entendeu no começo, mas depois de alguns meses cansou de não ser notada por mim. Só que com a academia, roupas novas e principalmente com uma nova atitude passou a ser uma mulher muito mais interessante. A autoestima era outra, mas como eu não demonstrava tanto interesse ficou a dúvida se ela ainda poderia seduzir um homem. Até que uma noite depois de um happy hour, ficaram somente ela e um colega no bar. O cara já tinha tentado discretamente outras vezes e ela tinha se esquivado, mas desta vez ela não correu e acabou indo com ele para um motel.

Ainda acusando o golpe perguntei como foi e ela falou que foi bom, que ela chupou ele e comeu ela três vezes. Papai e mamãe, de quatro e....anal. Disse que o pau dele é mais fino que o meu e a penetração e claro o álcool ajudou ela a me soltar. Foi só essa vez, e não tenho vontade de repetir. O cara é o Alan casado com a Carol. Aquela loira linda.

Ainda tentando digerir a situação contei o que aconteceu comigo e a Cinthia. Não podíamos ter mais segredos. Depois de tantas revelações transamos loucamente mais uma vez.

Voltamos a ser o casal que se ama e transa muito( na medida do possível com duas crianças) , e voltei a fazer surpresinhas como colocar bilhetinhos embaixo do travesseiro, fazer ligações inesperadas.

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Eu estava tranquilo até que na festa de aniversário da minha esposa haviam sido convidados, familiares, amigos em comum e todo pessoal que trabalhava com ela, e o tal Alan apareceu com sua esposa. Ele me cumprimentou de maneira temerosa, senti no seu olhar. Eu estava tranquilo e como é natural, formamos grupinhos de homens e outros de mulheres. Depois de muita bebida o Alan falava baixo: mulher pode ser nova, velha, casada se der mole passo a vara mesmo. Me controlei mas aquele cara na minha casa, comendo e bebendo do meu whisky estava passando do limite e deixando alguns convidados constrangidos.

A Carol o chamou para ir embora e nesse momento fiquei conversando com ela. Fiquei olhando aquela mulher linda, elegante em um vestido vermelho. Conversávamos e eu olhava para boca, os seios, voltava para os olhos, as pernas, os pés delicados. Nesse devaneio tive uma ereção. Coloquei minhas mãos a frente e segurei uma taça tentando disfarçar. Ajudei-a colocar o casaco e no hall de entrada quando ainda estávamos sozinhos a segurei pela cintura e dei um beijo em seu rosto. Ela pareceu um pouco assustada com minha atitude. Logo veio minha mulher e atrás o cambaleante marido. Aconselhei ela pegar a chave do carro, mas ele falou que era o macho alfa. Mulher só dirige para ir ao mercado e levar as crianças na escola. Peguei a filha mais nova deles e a coloquei na cadeirinha. Ela agradeceu e eles saíram em disparada rua abaixo.

Já haviam passado duas semanas e eu não tirava da cabeça a ideia de vingança daquele palhaço e da ereção que eu tive conversando com a Carol. Ela estava ainda mais bonita de quando nos conhecemos mais com jeito de mulherão , não tão magra quando era modelo mas muito gostosa. Inteligente, fina, loiira, cabelos lisos até o ombro, olhos castanhos, lábios finos um sorriso incrível. Lindos seios, uma barriguinha que não perdeu depois da segunda gravidez, uma bunda bonita e coxas bem torneadas e firmes. 1m 76, sim ela é mais alta que eu e o marido.

Eu não queria ferrar a vida do Alan, só foder a esposa dele. Contratei um detetive por duas semanas. Foi caro mas descobri que ao invés de jogar bola na primeira terça-feira ele saiu do trabalho, pegou uma puta na rua e foi para um motel. A Carol ficava em casa, ia ao mercado, na casa da mãe e na academia.

Sabendo da rotina deles que todos, esperei o horário da Carol voltar da academia. Parei meu carro do outro lado da rua e abri o capô do motor. Estava com um dos meus melhores ternos, tirei o paletó e sujei um pouco as mãos. Demorou um pouco, mas ela chegou. Vi um carro se aproximando, torci que fosse ela. Me encostei na porta, o carro reduziu a velocidade e abaixou o vidro. Era a Carol. Estava de roupa de ginástica, sorridente ela falou, oi Ricardo o que aconteceu? Oi Carol. Meu carro quase ferveu. Acho que faltou água no radiador, não deve ser um vazamento porque é novo. Se eu conseguir um pouco de água talvez resolva o problema.

Ela respondeu: eu te ajudo, moro aqui na frente. Agradeci e disse que já estava atrasado para uma reunião. Entramos na casa. Na garagem havia espaço para cinco carros tranquilamente, na lateral haviam quatro lances de escada, toda ladeada de vasos com gerânios vermelhos, mas o mais bonito era ver a Carol naquela malha de ginástica e uma sainha tentando esconder a bunda subindo as escadas. Nossa conversa era de assuntos triviais. Ao terminar de subir a escada havia um belo jardim e uma casa de dois andares com a fachada em vidro e uma grande porta de madeira na entrada. Do lado direito do jardim dois gazebos e mais a frente e abaixo parecia ser um jardim de inverno. Ela se dirigiu a esquerda one há uma piscina, um ofurô e mais ao fundo uma churrasqueira e a área de serviço. Lá ela me mostrou a lavanderia e perguntou se um regador grande serviria. Eu disse que estava ótimo, fui até o carro fingi que resolvi o problema e voltei perguntando onde poderia lavar as mãos. Ela me acompanhou até o lavabo, foi quando soube na nossa conversa que o Alan estava viajando e que as crianças iriam no dia seguinte para uma noite do soninho na escola. Terminei de lavar as mãos e deixei meu relógio propositalmente no canto da pia e ao invés de pendurar a toalha, deixei sobre o relógio. Vesti o blazer do terno e perguntei se estava certo. Ela disse: está ótimo, você está sempre elegante. Me aproximei dela respondendo. Elegante é você, e o tempo só te faz bem porque estás muito mais bonita. Ela ficou vermelha, meio sem saber o que responder e soltou: o Alan reclama que estou gorda. Balancei a cabeça negativamente e falei: ele está errado e agradeci pela ajuda, mas disse que eu precisava ir.

Esperei o dia todo por uma ligação e a tarde meu celular tocou com um número desconhecido. Oi Ricardo,é a Carol você esqueceu seu relógio quando foi lavar as mãos. Você pode vir buscar hoje ou amanhã pela manhã?

Obrigado Carol, percebi só quando cheguei na empresa eu pego amanhã no mesmo horário de hoje. Combinado!

Dormi mal de ansiedade. A Carol não tinha me dado nenhuma abertura até agora. Como eu ia fazer para conseguir meu intento? A última coisa que eu queria fazer era mostrar como o marido dela é safado. Não queria ter que usar deste expediente

No dia seguinte, toquei o interfone e a Carol abriu o portão. Meio sem saber o que fazer esperei ela buscar meu relógio. Quando ela vinha chegando falei: você nem precisa de academia, mas essa roupa de ginástica te valoriza ainda mais. Ahh para Ricardo.

Fala sério Carol, ninguém nunca te cantou na sua academia? Ricardo, sou mulher casada e lá está cheio de gatinhas a oferta é muito grande para me notarem.

Era tudo ou nada, segurei sua cintura com a mão direita e falei: você acha que não consegue seduzir um homem mesmo sem querer? Ela pareceu tomar um choque quando sentiu minha mão tocá-la, ficou vermelha e falou: não essa fase já passou.

Arrisquei tudo e mostrei minha calça estufada com meu pau duro. Puxei ela perto de mim com a mão direita para beijar aquela boca. Ela desviou e disse a gente não deve, ela não disse eu não quero. Na minha última tentativa ao mesmo tempo encostei meu pau com força nela colocando minha perna entre as pernas dela e beijando seu pescoço. Ela respirou fundo dizendo: você é foda. Agarrei a bunda dela e beijei sua boca. Senti sua língua entrar em minha boca.

Falei: Carol, eu quero você agora e arranquei o top e a camiseta da ginástica revelando dois lindos seios grandes. Joguei ela no sofá e beijei entre os dois seios. Coloquei a mão dela na base do meu pau sobre a calça para ela sentir a grossura e a dureza. Fui passando minha língua por baixo dos seu seio e fui subindo até tocar o mamilo. Coloquei o seio inteiro na boca e fiquei batendo com minha língua no mamilo. Ela se contorceu toda, agarrou minha nuca, gemeu alto e gozou muito rápido nem acreditei. Me olhou nos olhos e falou: quando gozo, perco a vontade de transar. Ignorei, arranquei os tênis dela e puxei a calça de ginástica. Abri aquelas coxas lindas e firmes e fui em direção a sua buceta. Ela tentou fechar as pernas dizendo: nunca fui chupada.

Beijei-a na virilha, ela gemeu consegui chegar mais perto beijando a borda da calcinha. Ela nunca ffffui chupada, e abocanhei sua bucetinha quente e úmida sobre a calcinha. Forcei minha língua para dentro e senti os poucos pelinhos loiros que ela tem. Segurei uma alça da calcinha e com a outra mão forcei a renda da que rasgou. Puxei forte rasgando tudo, minha boca alcançou os grandes lábios. Chupei um lado e depois outro, Carol falava palavras incompreensíveis enquanto eu afundava minha boca e língua dentro daquela bucetinha. Ela gemia muito alto e quando meu dedo tocou levemente seu grelinho e minha língua a penetrou ela gritou: como isso é bom, tesão da porra...minha mandíbula já doía e ela empurrou minha cabeça. Ahhhh, a bucetinha estava encharcada, mas agora saiu um líquido mais grosso, ela quase arrancou meus cabelos e se contorcia toda. Ver aquele monumento de mulher embaixo de mim daquele jeito só fez eu arrancar minhas roupas e colocar uma camisinha.

Ela segurou meu pau com força e disse hoje eu vou me acabar, e me fez sentar no sofá apoiando as mãos em meus ombros. Encaixou segurou meu pau e pincelou a buceta.....que visão. Encontrou o buraquinho e começou a sentar. Mesmo molhadinha estava surprendentemente apertado, mas ela sentou forte e com meio pau enfiado cavalgou e começou a rebolar. Aquela buceta mastigava meu pau quando ela fazia força. Segurei sua cintura com força e puxei com tudo para baixo. Ele cavalgou deliciosamente até começar a cansar, estava suada e disse goza vai. Então fala: goza pra tua loirinha....e ela isso gostoso, mete assim, goza pra tua loira que está adorando esse caralho. Goza tudo e gozei forte. Ela me abraçou sentindo meu pau pulsar dentro dela.

Ficamos parados, ofegantes, suados. Aquela loira linda sentada em cima de mim. Agora nada importava, eu só queria aproveitar aquele momento.

Ela me beijou calorosamente. Me olhou e falou: você sabia que meu marido e sua mulher treparam? Surpreso por ela saber fiz que sim com a cabeça. Sabia mesmo? Você pareceu surpreso. Estou surpreso de você saber Carol.

Ela disse que o único dia que o marido deixou o skype aberto ela foi olhar. Tem milhares de contatos, mas no da minha mulher ele insistia por mais um encontro. Pelo.menos no skype ela recusou.

Falei que ela tinha me contado, houve um silêncio. A Carol disse que ficou em choque com o que leu, nunca fez nada mas que desde o aniversário ficou com vontade de dar o troco. Fiz um carinho no rosto dela e nos beijamos. Ela pegou minha mão e falou vamos lá em cima. Entramos na ducha, ela lavou me pau e meio sem jeito começou a me chupar. Falei para ela, passa a língua na cabeça, enfia um pouco mais na boca e chupa como se estivesse tocando uma punheta. Ela segurou meu saco e chupou direitinho e chupou a cabeça outra vez. Eu não queria gozar e fiz ela parar. Nos beijamos e ela falou vem me foder na cama que eu durmo com ele. Abriu as cortinas e falou vem. Fui deitando ela de costas na cama, mas aí ela me surpreendeu: só faço papai e mamãe. Hoje vou fazer tudo o que não fiz e ficou de quatro na cama. Fiquei atrás dela e coloquei a mão em suas coxas. Ela me alcançou uma camisinha. Encapei o bicho vendo aquela bucetinha apetitosa, abri as bandas da bunda dela e vi um cuzinho lindo com todas as pregas. Ela pegou meu pau e encaixou na buceta. Fiquei esfregando meu pau no grelo e na entradinha até que ela forçou o corpo para trás. Vai me arregaça. Dei uma empurrada forte, até meu pau doeu. Ela urrou e isso enfia nessa buceta. Comecei a bombar e forcei a entrada de todo meu cacete nela. Quando encostei todo meu corpo em sua bunda ela gemeu e bombei forte. Seus seios e sua barriga balaçavam deliciosamente. Ela repetia, que pau gostoso. Apertei as coxas dela e tirava o pau quase todo e enterrava devagar e as vezes ficava ameaçando meter e empurrava de uma vez. Tirava e enfiava um pouco, quando ela relaxava eu enfiava tudo de uma vez. Ela gemia alto e dizia assim você me mata de tesãããooooo e gozou. Eu gozei logo em seguida largando meu corpo sobre o dela. Que mulher gostosa. Tirei meu pau de dentro dela e fui ao banheiro. Dei aquela mijada gostosa e entrei na ducha para lavar meu pau. Do quarto ela falou: se prepare para me comer muito. Quero que você acabe comigo. Quando voltei para o quarto ela continuava de quatro. Vem fode meu cuzinho virgem. Você nunca deu a bunda?

Nunca dei, o corno ( deu uma grande gargalhada) só me come no papai e mamãe. Diz que mulher direita só faz assim, mas quero ser uma mulher errada, vem me enfiar esse caralho nessa bunda.

Peguei uma camisinha e coloquei no meu dedo. Encostei na entrada do rabinho e empurrei. O cuzinho contraiu e forcei o dedão para dentro. Ela gemeu e falou arde mas é boooommm. Enfiei meu dedo até a metade e brinquei com outro dedo na entradinha. Me enfia o pau, tira o dedo e enfia o pau. Fui pegar uma camisinha e ela falou, NÃO. Até hoje só transei de camisinha quero sentir couro com couro. Com meu pau apontando para o céu e a cabeçona vermelha reluzente empurrei meu pau no cuzinho que resistiu, continuei forçando. Ela pegou um travesseiro e falou não para. Mordeu a ponta do travesseiro e a cabeça entrou. Que rabinho quente. Empurrei mais um pouco e o cuzinho dela foi abrindo. Ela colocou a mão na minha virilha e segurou. Esperou um pouco e fez sinal para eu continuar. Fui metendo e meu pau doeu um pouco até que entrou tudo. Curti o momento com aquele cuzinho latejando no meu pau. Comecei a bombar devagar e fui acelerando. A Carol começou a gemer alto. Meti com mais força e a cabeceira da cama começou a bater na parede. Ela perdeu o controle da respiração, isso me excitou ainda mais e chegamos junto num gozo incrível. Eu senti meu pau pulsar várias vezes e ela pediu para eu tirar meu pau. Meu gozo escorreu pelas pernas dela e no lençol.

Me joguei na cama ao lado dela, ela sorria. Passei a mão em seus cabelos e apagamos por alguns minutos. Ela levantou e disse que ia tomar um banho, mas falou que queria mais depois. Meu pau estava mole e murcho e por via das dúvidas tomei pela primeira vez meio comprimidinho, não do azul, outro mas melhor. Mordi e engoli, que gosto amargo. Fui atrás dela, entrei no box e ela estava com os cabelos molhados. Coloquei shampoo na minha mão e massageei o couro cabeludo e os cabelos dela. Ela encostou as costas em meu peito e falou você é demais. Ajudei ela enxaguar os cabelos quando senti o efeito. Meu pau estava doendo um pouco depois de foder o cuzinho dela, mas ficou duro como se eu estivesse a uma semana sem foder ou tocar meu pau.

Ela se abaixou beijou e chupou minhas bolas, lambeu meu saco e bateu com a língua nele. Ela aprendeu rapidinho. Colocou a cabeça na boca e passou língua por baixo da cabeça várias vezes e engoliu até a metade. Tirou da boca me olhando e repitiu tudo outra vez.

Desligou a água e falou vem aqui. Me secou, pegou uma camisinha e me levou pela mão. Entramos em outro comodo. Esse é o espaço do Alan, me come na mesa e sinuca. Ela deitou na mesa e abriu as pernas. Subi na mesa e ela falou: oba estou vendo sua disposição. Deitei sobre ela e enterrei meu pau nela com tudo e fui bombando. Quando o orgasmo chegou acho nem tinha mais o que gozar. Ela falou: preciso descansar um pouco. Fomos para cama e dormimos um pouco. Quando acordei admirei aquele mulherão. Linda, parecendo um anjo, que seios, uma barriguinha mas quem se importa e pernas incríveis. Ela acordou e ainda trepamos na piscina e no jardim de inverno. Meu pau estava machucado, ela riu disse que estava com dificuldade de andar. Rimos e nos beijamos muito.

Quando cheguei em casa disse que tive um dia terrível no trabalho. Tomei um banho e deitei, mas de madrugada acordei com uma ereção monstro, mas isso é outra história.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
19/07/2019 09:25:20
Dizem que a vingança é doce e prazerosa. No teu caso, literalmente foi, com essa transa de tirar o fôlego com a mulher do Ricardão. Agora é hora dos quatro se reunirem e jogar aberto, com cada qual, tendo dois parceiros para fazer sexo sempre que tiverem vontade. Rssss. Adorei este, enredo envolvente e muito bem desenvolvido. Parabéns.
15/07/2019 17:39:56
E põe prazerosa nisso, Bird. Não só você como a Carol, deram o merecido troco aos infiéis. Agora o jogo está empatado, sem ninguém em vantagem. Rs. Foi importante ler a introdução para saborear melhor os momentos vividos. Bem relatados e muito excitante. Nota máxima com louivor. Mais uma vez, agradecida pela leitura do meu. Beijos.
12/07/2019 14:09:00
Que conto!! Estou toda molhada de excitação. Parabéns
10/07/2019 19:51:02
Muito bom! Parabéns!
10/07/2019 11:40:50
parabéns Bird...nota 10
10/07/2019 10:27:19
Gostei demais do conto e surpreendi com o comentário do Astrogilldo. Vi que ele escreve muito bem, talvez um dos melhores do CDC. Leve a vida de um jeito mais leve Astrogilldo. Voltando ao que importa eu adorei o conto.
10/07/2019 10:06:33
Gostei dele inteirinho, até o talo.
10/07/2019 09:00:28
Conto relatado com frieza. Achei que faltou mais capricho,dedicação.
VIC
09/07/2019 22:59:20
Uaauuuu... excelente continuação. ..parabens Bird

Online porn video at mobile phone


levei minha vizinha madura pra praia contos pornojuju fudedocachorro comendo o cu do doni gay xvideoxnxxestrupo de vuneravel pornoquero ver Naiane novinha gemendo na rola bem grossa perdendo o cabacinhoRogeriodepauduroCasa dos contos eroticos novinha namorada do meu primocontos o negão bem dotado de todas as pragas da minha sogracd_patryzia12 mulheres se gozando muito asseste videoPorno xisnvidio podolatria lesbicas por pespadrasto safado amostrando a p***** arrepiada com novinhaGTA da mulher de calcinha o ventilador homem pelado homem pelado homem pelado homem pelado homem peladoquero baixar pornô novinha chamando o pai de mensagem massagemmenina grita esta doendo e ta se cagando anal pornsografudeno com geroxvideosdificil pra vc lukaconto erotico gay com vizinho velho coroa grisalhoXvidiosnovinho penheta nobanheiroprimeira. vez dei meu cuzinho pro vigia. xa. obra. guey contos. eroticoscasa dos contos eroticos senzala esposa. filhamulher de sainha sem calsinha brincando com dog e nao xnxx resist fodi acontos.eróticos gay o negro da rola grossa e cabeçuda me arrombou e virei sua esposa econtos novinha dando cu para o pedreiroviado tocando punheta para o homem fazendo fio terra e gozando tudo na mãocontos anal c cavalos e touroscache:krAWjri_qYMJ:zdorovsreda.ru/texto/20170885 contos eróticos minha esposa bebeu porra no leite sem saberprocurando várias fotos de menina da China de menor menina rasgando a vagina dela que sair sangue ela chora na Estrada da força e g****** uma mulhermulheres mascarinhosa. ao chupar picamacho coloca aparelho na xana da safada para enxergar o fundo do buracocontos eroticos estrupei minha netinhaaconto de farra de casadamachos da periferia marentos na punhetaflagrei minha filhinha mamando o irmao com um mastro enorme contos eróticosmuher oha irmao mesturbanoContos eroticos comendo o cuzinho do gurinao acreditei que fudi o cu da minha filhaVidios porno mulher centa na agua fria porno de viado novinho tavinho seno xupado xvideconto erótico de novinha q transou em acampamento evangélicoAliviando os funcionarios contos eróticosengatou no cu doamivVideos de zoocadela no cio piroca nelaxvideo comeu a obesa pra sartisgazer ele xividio ela tem medo de da o cucontos porno gay "meu novo amigo e eu"Oque falar pra uma mulher pra convensela a tranzarbocete nu travetiaqual sao sinal quando mulher gosta ser encoxadavídeo caseiro esposa transando com boneco que tem o pênis da grossura de uma Coca com garrafa de coca-colaq gostozo e bebe porra d pau do meu sogro. escodido d marridoas maluquinhas bedada gozando muito filme pornoComeuu a coroa Xvidiosvido de tiziu xamado video porno de velho comendo nifetinha gostosa no yootubePUNHETEIROS NOIVINHOS AMADORES FAVORITOSvideo porno de homens de sunga e cueca tirando a virgindade da mulher depois gozam em sua vagina filme porno classico brasileirowww.xvideo vostrou a buceta sem o corno verConto porno apanhei de chinelo na bundatitio comendo osobrio nosofa vidio gayminhas calcinhas conto eroticoqual sao sinal quando mulher gosta ser encoxadapica da cabesa grade colocono na buseta pornoq gostozo e bebe porra d pau do meu sogro. escodido d marridomulher tenta fugi pica mostruosa brutal no cuconto erodico manege mae paebaixar clip 16 .com porno mulher mini saia no metro mete a mao na calcinha delaporno das convecendo o enteado novinho le da o cuquero ozap de um sugado de bucetaXvidiosnovinho penheta nobanheiroestrasalhei a buceta da minha filhaTio brinquinho trazando com sobrinho,negao xnxxentregafor fundeno a cliente na casa dela sem o marido saber contos eróticosporno ecitNteContoseroticoschoreib******** cabeluda gemendo e chorandovideos eroticos comendo o cuzinho da mae ate ela cagacontos eroticos fiz chantage a minha mae e comi seu cusinho sem ela queterxvidio porno cumeno cuzinho aprimeira vesfilmes pormo irmar prima irmor bracileroconto porno felipe e guilherme amor em londres