Confissões de um Hetero ( 10 anos depois ) Part 21

Um conto erótico de Igor
Categoria: Homossexual
Data: 13/08/2019 20:23:38
Nota 10.00
Assuntos: Gay, Homossexual

Suzana: Entendo. Bom, por causa de ciúmes, poderia ter acontecido algo pior. Se esse menino tivesse batido em um poste ?

Eu: Olha, concordo com você. Mas eu nem sabia que o Guilherme iria está nessa festa. Principalmente com o Otto. Quando ele foi na minha casa para conversarmos, ele tinha me dito que ele tinha pedido um tempo ao Otto. Se eu soubesse que eles iriam, eu não teria ido.

- Sabe quando você fala algo, mas não pensa no que falou ? foi o que tinha acabado de acontecer comigo. Eu tinha acabado de perceber que, se eu não tivesse ido para essa bendita festa, nada disso teria ocorrido. Eu não teria me decepcionado em ter visto o Gui com o Otto a gente não teria brigado e o Otto não teria tipo a suposta crise de ciúmes e não teria discutido no carro com o Guilherme e derrubado o carro em uma vala. Uma puta responsabilidade, principalmente quando se trata de uma pessoa que supostamente tem um controle emocional maior, por ser psiquiatra. Ao menos é o que diz a cartilha.

Suzana: Igor, obrigada por contar isso.

Eu: Por nada, precisando, estarei aqui.

- Ela sorriu, e antes de ir embora me disse;

Suzana: O Guilherme me falou que você acha que eu não gosto de você.

- Essa foi a hora que eu gostaria de encontrar um buraco e me esconder. Qual a resposta para essa pergunta ? A mãe dele era uma mulher com a voz suave mas intimidadora, era incisiva e questionadora, era uma mulher que olhava nos olhos de modo que, se você for mentir, seja muito bom.

Eu: Ele falou ? ( falei rindo de nervoso e obviamente devo ter ficado muito vermelho )

Suzana: Falou. Mas eu gosto de você. Seus pais lhe educaram muito bem.

Eu: Obrigado. ( falei sem jeito. )

Suzana: Você está morando em São Paulo, não é ? Guilherme me falou.

Eu: Estou sim, tenho uma empresa pequena, junto com uns amigos.

Suzana: E quando você volta ?

Eu: Depois de amanhã.

Suzana: E como vocês ficam ?

- Eu não estava acreditando que estava tendo aquele tipo de conversa, com aquela mulher que até então para mim, era o sinônimo de uma pessoa fria. Mas, ao menos por enquanto, eu estava me surpreendendo, positivamente.

Eu: Ainda não sei, ainda não conversamos. Tem a situação dele com o Otto também, a distancia, enfim, algumas coisas...

Suzana: O Guilherme está solteiro. Quanto a distancia, melhor assim, não é ? Você focado no seu trabalho e ele no fim do internado dele. Mas eu estou com você, meu filho.

- Nessa hora, ela segurou a minha mão. Eu agradeci, e ela me deu um abraço. E olhei para o relógio, não porque eu estava atrasado para alguma coisa, mas sim para ela entender que eu queria ir embora. É claro que ela percebeu.

Suzana: Vamos ? vou chamar Michelle para te levar em casa.

- Sinalizei com a cabeça e fiquei esperando a Michelle do lado de fora, no corredor, na frente do quarto.

- A impressão que tive dessa conversa com a Suzana foi que, ela estava sondando o terreno. Em anos de relacionamento com o Guilherme, foram pouquíssimas vezes que nós tivemos a oportunidade de conversar. Quando tínhamos essas oportunidades, eram em momentos festivos ou em raros momentos que eu ia para a casa do Guilherme. Mas, as conversas eram sempre superficiais da parte dela, ela nunca procurou saber muito de mim como pessoa, e eu, por minha parte, também nunca falei, já que não tinha abertura. Era visível que ela não aprovava o namoro do Guilherme com o Otto, se antes era assim eu não sei, mas depois do acidente virou algo notório.

Michelle: Sobreviveu aos questionamentos ?

Eu: Por pouco. ( sorri. )

- Já no carro, em direção a minha casa, eu e Michelle tivemos a oportunidade de conversar um pouco a sós dessa vez.

Mi: Igor, tenho que te confessar que eu fiquei um pouco surpresa quando soube que vocês tinham acabado.

Eu: É, acho que esse foi um sentimento geral das pessoas que nos conheciam.

Mi: Pelo pouco que conversei com o Gui, acho que ele ta bem decidido quanto ao Otto.

Eu: Mi, é uma situação difícil. Eu não sei o real sentimento do Guilherme pelo Otto. Mas, o pouco que sei é que ele gosta dele.

Mi: Mas ele gosta mais de você.

Eu: Mas a gente já está separado a algum tempo, as coisas mudam.

Mi: Igor, eu converso com o meu irmão, e não quero te falar as coisas que eu converso com ele, mas se eu tô te dizendo que ele gosta de você, é porque eu sei o que estou falando.

- Eu sabia sim que ele gostava de mim, mas é sempre mais gostoso quando alguém fala pra gente. É uma sensação do tipo; “ Eu não to louco, ele realmente ainda gosta de mim “

Eu: E seu noivo ? como está ? achei que iria vê-lo aqui.

Mi: Ele passou a madrugada aqui com a gente, está em casa agora.

Eu: Ele parece ser um cara legal.

Mi: É sim. Ele disse que o mundo estava estranho, por que os gays que ele conhecia eram todos, como posso dizer...

Eu: Efeminados ?

Mi: Isso! Disse que vocês parecem heteros.

Eu: rs, é uma questão de jeito, né ? não é muito importante.

- Ela me deixou na porta de casa e disse;

Mi: Espero te ver antes de você ir embora, afinal de contas, só Deus sabe quando vamos nos ver outra vez!

Eu: Se o Gui conseguir ir pra casa hoje, amanha eu dou uma passada lá, para me despedir de vocês.

- Me despedi da Michelle e fui direto para meu quarto, estava cansado, queria tirar um cochilo, a festa e tudo que ocorreu tinha me deixado com uma ressaca moral absurda, principalmente sabendo que nada disso poderia te ocorrido, se eu não tivesse ido para a festa. Antes de cochilar, recebo uma mensagem no celular. Era Duan.

Duan: Como você tá ?

Duan: Falei com o Gui pelo celular agora, ele disse que você tinha ido lá.

Eu: Oi Duan, tudo bem ? eu estou indo. É, fui lá sim, ver como ele estava.

Duan: Que bom que ele está bem.

Eu: Olha, como foi essa briga deles ?

Duan: Ele não te contou ?

Eu: Não achei que o momento era adequado. Você pode me contar ?

Duan: Ele não vai ficar chateado ?

Eu: Duan, fala logo como foi essa briga, por favor.

Duan: Bom, vou te falar pela visão da Nick, foi ela quem me falou.

Eu: Ok.

Duan: Na festa, o Otto tinha ficado chateado por causa da música que o Guilherme cantou, ele achava que tinha sido pra você. Quando o Gui acabou de cantar o Otto deu um beijo nele, e o Gui não tinha gostado disso.

- Esse momento do beijo foi a hora que eu vi e sai para a varanda com o Duan.

Duan: Então eles começaram a discutir, porque o Otto disse que ele não queria beijar ele porque você estava lá.

- Nessa hora ele parou de contar o ocorrido e disse:

Duan: Posso te ligar ? Tem uma parte que prefiro te falar e não digitar.

Eu: Ok.

- O meu celular chamou de imediato e eu atendi.

Duan: Igor...

Eu: Oi, fala.

Duan: Por favor, o que eu te contar agora não conta a ninguém, por favor. Eu tenho certeza que o Gui vai te falar.

Eu: Ok!

- Já estava sem paciência com tanta enrolação.

Duan: O Otto só foi pra minha casa com o Guilherme, porque a Nick já o tinha convidado. E ele não queria chegar lá solteiro. Até porque a Nick já havia te convidado na primeira vez que vocês se conheceram. Então o Otto fez o Guilherme prometer que ele iria a minha festa com ele, ele disse que era o mínimo que o Guilherme poderia fazer por ele, já que ele iria ficar sem jeito de chegar lá com todos os amigos juntos e o Gui ficar com o ex namorado dele, Você!

- Eu estava atônito com o que eu havia acabado de escutar, eu estava envolvido em uma rede de intrigas e conchavos. Eu Já sabia do conluio da Nick com o Otto, mas eu não sabia que ele poderia ser tão manipulador. Eu não acreditava que o Guilherme teria cedido a essa chantagem tão boba desse cara.

Eu: Eu nem sei nem o que te falar, pra te ser sincero. Eu tô muito espantando com o Guilherme, de ter cedido a isso por algo tão besta.

Duan: Tem mais...

Eu: Nossa... conta.

Duan: O Otto disse ao Guilherme que se não fosse por ele, o Gui não estaria fazendo estágio no hospital de agora. O Guilherme então entendeu que deveria algo a ele, e por isso aceitou.

Eu: Mas o Gui nem namorava com ele ainda!

Duan: De fato não, mas já se conheciam como amigos.

Eu: E ele teve a audácia de passar isso na cara do Guilherme, mesmo sem está namorando com ele na época ?

Duan: De acordo com a Nick, sim.

Eu: Cretino!

Duan: Depois deles discutirem por causa do beijo, o Guilherme foi para varanda, porque viu que você tinha ido pra lá comigo. O Otto segurou no braço dele, e perguntou para onde ele ia, o Gui disse;

Gui: A palhaçada acabou, solte meu braço!

Otto: Você vai vê-lo ?

Gui: Vou, e não quero que você me siga!

Duan: A Nick disse que parecia que ele estava com ódio naquela hora.

Eu: Que cara escroto! Sei que é seu amigo, Duan, mas é muito escroto viu!

Duan: Não gostei dessa atitude dele, Igor. Mas ele parece gostar muito do Guilherme.

Eu: Cara, pelo amor de Deus! Ele não ama o Guilherme, ele tem posse dele! Não há desculpa pra isso, me desculpe!

- Eu estava sentindo muita raiva do Otto naquele momento, o que eu imaginava dele não chegava perto das coisas que eu tinha acabado de escutar! Também fiquei com um pouco de raiva do Guilherme, como ele pode ter se deixado levar por esse idiota?! Realmente, ninguém conhece ninguém nessa vida... Mas o que eu não imaginava era que o pior ainda estava por vir.

Duan: Eu sei, eu sei! Se acalme cara.

Eu: Como foi essa briga no carro, Duan ?

Duan: É, é ai que a manipulação entra meu caroCONTINUA


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Zormmane a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
14/08/2019 16:57:25
Já tinha percebido que esse Otto era chantagista.
13/08/2019 23:10:38
ottto corno
13/08/2019 23:10:24
outro otário pau no c.

Online porn video at mobile phone


xvideo adorei ver minha espoza dando para outro pela premeira vesContos eroticos cunhada cdzinha2 parte de eu minha amiga e o pai dela conto herotico helena e renataconto gay cagando reformapornodoidosenhoraxvideos ou amado69piroquinhas durinhas contosrelato iludida vibrador gozeicontos eroticos bucetinha apertadarelatos de sexo meu cunhado não resistiu quando me viu só de fiodentalxv minha tia tem abusetas graanderoselena insaciávelcachorro fod madamegozapadrasto castigando enteada sapecaquero ver foto bucetao beicudas e hrandecontos eroticos escrava da minha amiga Janete historia de genro homem hetero transando com sogro homem heteromulher seca traza ate fazer ispuma na bucetawww.relato mulher de corno emgatou com cachorro.com.bra tranza maiz gostozanovinha loirinha de onzeanos bucetinha enxadinha transando com papaicontos eroticos meninas de treze anos transando com cachorro com calcinha preta com lacinhos vermelhoenteada dorme bêbada chapada e padrasto quando a solidão na marraabaxa vidio porno de tio ifiano a mão na buseta da supria para baixar nu selula brasileiro mais safadia gostosa e meter meu na sua bocameu entiado tem um picao fudemostia negra cmsobrinho branco e prma no incestocontos primeira vez na sauna gaycontoerotico negrinhossexo fiocado paicontos eroticos de homens que gosta de leite materno e chupar bucetaCoroas louco por sexo tique roludocasa dos contos Gravida Mais lidosXxvido forçandaXVídeos pornô porra gostoso molhado Pal extraordinariamente gostoso enfiando a buceta molhada e quente gosano de bastantede sunga lavano carro no pornocontos eroticos insestos família unida papai mamãe e meu irmaocasa do contos eróticos negão tirando as pregas do c* das viúvascasada traindo na lua de meltarada nuonibuporno olhei peguei chupeiXVídeos cara empurrando a rola na b***** da nega e saindo pusfilme porno com coroas cincuentona rabudas do cu Largo arrombado que cabe a mãocontos eroticos sete anoscontos eroticos vadia mirimconto me tornei corno calcinha do macho negro delacontos de mae vadia viciada na rola do filhocache:v4Hbz9COzM8J:zdorovsreda.ru/texto/2016021014 frutaporno escondendo do paiXVídeos não tinha dinheiro para pagar o aluguel dela você pagou na horaconto erotico sexo bruto com 2homemhomem se mesturbano no causinha da cuiada fio dentalConto erotico polpinhas bundahomem da rolona família inteira numa razão mulherfilha centa no colo do propio pai no sofa e mete com ele perto da propia familia video pornocontos eiroticos leilaporncontos eroticos a ofao novinha e o padre. fodendoxvideo minha tia gosando fullnovinha pediu que tirase da frente e enfiar atras rapidocontoeroticobucetaoxvidios dando o cuzinho pra pagar alguns meses de aluguel atrasadoccontos eroticos de incertos homem mega pauzudo pegou a forza sua irma novinha e virgem ee estorou seus cabacos um vidio porno com uma novinha que qque tentolhttp://contos eroticos rasgaram minha buceta e meu cu branquelocontos eiroticos leilapornvizinho olhando a vizinha afudetnovinha virgem tora a roupasmostrando s calcinhapai cospe no cuzinho da putinha depois mete o pauzaocontos heroticos barracacomendo a elaine no cantteito de obras xvdeosvídeo pornô caseiro sabor chupança buchoprica cavalaContos de putaria de novinha dando para o cara da rola cabeçuda sem o noivo percebercontos eróticos filhinha novinha gostosa delirando no colo do papaiContos eróticos entre marido e mulher que se reconciliaramavô goza na boca da neta loira de camisolinhaxvideos.mulher.perna omitaxvideos gay amador cafuçu de bermuda fininhamae e filha adoram q irmao gose dentro seus cuchupar pau ajoelhada e humilhante?eu, minha namorada, minha namorada e meu tioviadinho injeção no bumbum contos eroticosvidios porno brasileiro coagindo a enpregada para fudela