Conhecendo meu pai biológico - 1

Um conto erótico de ShadowMoon
Categoria: Homossexual
Data: 21/08/2019 03:02:06
Última revisão: 24/08/2019 10:04:59
Nota 10.00
Assuntos: Gay, Homossexual

E ai pessoal da cdc, faz tempo que não escrevo nada desde que contei como foi minha primeira vez. Nesse tempo muita coisa aconteceu, então eu vou tentar contar pra vocês de como foi conhecer meu pai biológico e como está sendo nossa aproximação. Eu já quero adiantar umas paradas, independente do que eu vou contar aqui, a minha relação com ele está sendo de amizade, pra mim não existe nem possibilidade de ter outro sentimento por ele. Nada contra porque sei que alguns caras aqui tem esse tipo de relação, mas pra mim seria estranho então é isso ai.

Ah e como eu disse no relato passado, eu não sou escritor, então se tiver alguma coisa muito ruim de entender podem falar ai nos comentários.

Deixando o blá blá blá de lado deixa eu me apresentar:

Meu nome é Eduardo ou Edu vocês escolhem, eu tenho 15 quase 16 anos, "tá pode dizer que eu tenho 16". Atualmente além de bater punheta e joga game no PC eu sou estudante, estou no terceiro ano médio. Moro aqui em SP capital e quando não estou estudando nem fazendo algum bico pra comprar alguma coisa, eu curto fazer natação, andar de SK8 ou dar uma volta no shopping com os amigos.

A minha aparência não é nada de mais, eu tenho por volta de 1,70m, tenho cabelo castanhos claros olhos verdes desses que a maioria das pessoas tem e a pele branca mas não tanto, por causa do sol e das tardes andando de SK8. Meu físico até que é malhadinho com direito a tanquinho e taus, eu gosto do meu corpo por isso cuido bem dele, isso quer dizer nada de porcarias de nenhum tipo; nem bebida nem essas paradas de drogas. Como eu disse antes, sou um garoto comum, meio nerd mas quem me olha sem me conhecer acha que eu sou o tipo de garoto pegador, que passa o rodo em todo mundo, que vai pras baladinhas e coisa e tal, comedor de ppks e cuzinhos. A verdade é que sou tímido pra kct e se não fosse meu primo acho que ainda era virgem.

Mas voltando ao assunto, faz uns meses meu pai biológico resolveu dar notícias. Minha mãe ficou bem intrigada com esse negócio dele aparecer de repente e foi bater um papo com ele. Eles se separaram eu tinha por volta de cinco anos e não lembro mais dele, meu pai que me criou é como meu pai de verdade então nunca pensei muito em querer conhecer o meu biológico. A história foi a seguinte, pode parecer estranha mas ele esta praticando uma filosofia de vida parecia com o budismo, não sei direito como funciona.

Ele se separou da mulher que não deixava ele ter contato comigo, a história é complicada e eu não quis saber detalhes, mas minha mãe disse que seria bom pra mim conhecer ele e essas coisas. Não me julguem mas eu realmente não estava interessado em conhecer ninguém, pra mim ele era um cara estranho, mas minha mãe insistiu e veio com todo aquele bla bla bla e como ele não mora muito longe eu resolvi ir lá conhecer ele.

Ele tem uma gráfica então foi fácil de achar, ele tinha marcado da gente almoçar e ele ia tirar o resto da tarde de folga. Quando eu cheguei lá perguntei por ele na recepção, disse meu nome e ele me mandou subir. Só nessa hora que começou a me dar um pouco de nervoso, quando eu cheguei lá em cima ele tava no escritório e veio me receber.

Veio na minha direção um cara enorme, facinho ele tem mais de 1,80m, tinha um cabelo cheio e uma barba cheia também mas estava aparada toda certinha. Ele estava usando uma camisa tipo social com a manga dobrada e uma calça jeans com um sapato estilo social. E tinha uma pulseira dessas de aço escovado com couro no mesmo braço do relógio. Eu achei ele estiloso. O olhos dele são verdes e de verdade ele é um cara bem bonitão.

Eu fiquei muito sem jeito, como eu contei antes eu sou tímido então quando acontece alguma coisa que me deixa tenso eu me tranco um pouco, mas estou trabalho nisso com o psicólogo. A gente apertou as mãos e ele veio me dar um abraço. Eu não sei se ele estava feliz ou sei lá, eu só queria que aquela parte acabasse. Ele avisou pra moça que estava de saída e não voltava mais naquele dia e a gente foi pra um restaurante almoçar. Eu fiquei um pouco tenso quando entrei no carro dele, sei lá tipo era o carro de um estranho, eu achei aquilo esquisito. Não sei se foi uma coisa normal ou besteira minha, o que vocês acham?

No almoço a gente conversou bastante, ele me explicou toda a situação que aconteceu, ou ao menos tentou, eu fui sincero e disse que não me importava muito, que nunca senti falta que meu pai de criação sempre foi muito bom comigo. Acho que eu peguei um pouco pesado mas eu não gosto de mentira e fui sincero.

Ele me contou que sempre quis ser pai, que foi muito difícil se separar de mim e que tinha outros dois filhos com a ex mulher mas que ainda estava no processo de visita e aqueles coisas. Como ele não tinha mais com o que se preocupar resolveu tentar contato comigo e taus pra ver se rolava uma aproximação.

Ele disse que eu parecia muito com ele, que minha mãe também disse isso, e me convidou pra passar um tempo com ele pra gente se conhecer melhor.

- Então Eduardo, você podia passar uns dias comigo, pra gente se conhecer.

- Si lá, eu vou falar com a minha mãe pra ver o que ela acha.

- Não precisa eu já falei com ela e deu o maior apoio, agora é com você.

Eu queria tentar escapar disso tudo, mas minha mãe quando bota uma coisa na cabeça é foda então eu aceitei.

- Se por ela tá blz então por mim tudo bem.

- Ótimo, a gente passa a semana juntos lá em casa, eu tenho que tirar uma folga mesmo. Eu te pego amanhã de manhã?

- Já?! Tá certo então.

A noite eu não dormi nada, falei com meu pai de criação e ele também apoiou, disse que se fosse ele gostaria de ser uma chance. Eu estava esperando que ele dissesse pra eu não ir ou sei lá mas quebrei a cara. Minha mãe nunca tinha falado muito sobre ele e também não quis falar a noite, só disse que ele não era má pessoa ou não estaria me procurando e que se eu quisesse deveria tocar no assunto da separação sem medo, porque ele me devia aquilo.

Minha cabeça estava cheia de coisas, vocês não tem ideia, mas ta de boa. Eu fui dormir umas 3h da madrugada e 7h da manhã eu já estava pronto. Em pouco tempo ele chegou, o carro era bem confortável mas eu tava tão nervoso que não reparei que carro era ou qualquer outra coisa. Ele que foi puxado assunto durante o trajeto, perguntou em que ano eu estava, falou de comida preferida, e falou de garotas mas foi muito discreto. Eu realmente não estava 100% a vontade com ele, então eu confesso que queria um pretexto pra gente não ficar muito tempo, quando ele falou de garotas eu tipo que vi a chance.

- E as namoradas, tá namorando?

- Nem, tinha uma garota que eu gostava mas a gente acabou.

- Ah mas tem outras garotas, você logo fica afim de outra.

- Sei lá vou tentar tentar um garoto agora, vai que é mais de boa.

- Haha, um garoto?

- É, porquê?

Blz eu estava com dinheiro pra pegar um Uber pra casa, eu sei que pareço meio sacana mas sei lá, eu esperava ter alguma treta e minha vida voltar a ficar bem normal, mas como eu sou meio azarado quebrei a cara, pqp.

- Garotos não são tão ruins, já que são duas pessoas que pensam muito parecido. Gosta de garotas e garotos?

- Gosto. Porquê?

- Por nada, na sua idade eu também gostava, caiu na rede era peixe. Hahahhaa

- Sério mesmo? (wtf por essa eu não esperava)

- To dizendo garoto, eu não perdoava nada, e até hoje se aparecer eu traço.

- Errr... Tipo o senhor pega caras também?

- Claro que pego, se tem alguém que te entende sou eu, se quiser conversar...

Blz, ele me pegou de surpresa, até digitando isso aqui eu meio que fico sem acreditar quando lembro ele me contando. Eu devo ter feito uma cara tão de surpresa que ele passou o resto do caminho me olhando e com o ar meio que de riso, não sei era impressão minha, mas as vezes eu me olhava no retrovisor e realmente eu tava com a cara meio de besta.

Depois de rodar um tempo a gente chegou na casa dele, ele mora em um ap aqui na zona oeste, de carro não fica tão longe da minha casa mas é uma boa viagem. A gente subiu e eu deixei minha mochila no sofá, é um ap grande bem foda mesmo. Agora que só estava eu e ele fiquei pensando como ia ser, o que a gente ia conversar e todas essas coisas? Eu não queria tocar no assunto de quando ele deixou minha mãe, achei melhor deixar isso pra lá. Mas o problema era do que a gente ia falar, ia ser uma semana foda porque tipo, imagina ficar sem assunto. O que se conversa com o um pai que se acabou de conhecer?

Ele foi tomar um banho no quarto e disse que eu podia tomar um no outro banheiro e que tinha colocando uma toalha limpa e essas coisas. Eu tomei um banho meio morninho porque tava com uma baita dor no pescoço, dizem que é por causa da tensão e eu as vezes sinto isso antes de algumas provas do final do ano. Terminei meu banho e foi ai que percebi que tinha deixado a malinha na sala, não trouxe a roupa pra trocar no banheiro. O jeito foi me enxugar e ir buscar a roupa só que quando eu ia saindo enrolado na toalha meu pai vinha do banho, já tinha trocado de roupa e taus, tava usando uma bermuda e uma camiseta. Ele realmente é todo peludinho, eu lembrei um pouco do Wolverine e até dei uma risada.

- Que foi?

- Nada não esqueci a roupa aqui na mochila.

- Tranquilo não precisa ter vergonha de mim não.

- Não to com vergonha do senhor.

- Tá parecendo um tomate, HUAHUAHUA

Beleza eu estava com vergonha e ele tem uma risada daquelas que te da vontade de rir junto, eu voltei meio correndo pro banheiro e troquei de roupa, eu não tinha intimidade com ele e eu gosto de garotas e de garotos e como eu disse ele é um cara atraente, então eu sem querer tive uma ereçãozinha, tipo não muito duro mas fiquei como pau um pouco inchado. Na hora vem um sentimento de vergonha mas isso acontece toda hora então não me preocupei muito e taus.

A noite a gente jantou e ficamos conversando na sala, ele falou do meu tio, meus primos, da minha vó, contou sobre a infância dele, e sobre o tempo de faculdade, essa parte foi meio tensa porque ele realmente é um cara que não perdoa nada e nem tem vergonha de contar nada. Pegou várias garotas e até pegava alguns amigos que ele dividia uma casa. O assunto foi mudando e eu fui relaxando, ele contava uns detalhes engraçados como o amigo que tinha dado pra ele mas nunca tinha comido ninguém então achava que ainda era virgem. Eu contei que perdi a virgindade com um primo, da família parte daminha mãe, eu contei aqui. Ele perguntou como foi, se eu gostei, e essas coisas, em pouco tempo eu acho que parecia que estava conversando com um amigo mais velho.

Tava ficando tarde era por volta das duas da manhã, ele estava me mostrando uma coleção de miniaturas de carros que tinha na prateleira do quarto eu não sei como acabei dormindo na cama junto com ele. Com o friozinho do ar a gente tava dividindo um edredom eu acho que ele me cobriu, uma hora eu acordei pra me espreguiçar e lá estava eu agarrado com ele, ele tinha colocado o braço atrás da minha cabeça e me abraçado também. PQP foi tenso, não sei que horas ele tinha tirado a camisa, eu estava com as pernas em cima das pernas dele e agarrado com o cara, e pra piorar a situação eu estava tendo uma fuck ereção enquanto dormia, então o tempo todo eu tava cutucando a coxa dele com meu pau.

Quando eu tentei me mexer pra sair eu não sei se ele acordou ou estava acordado e meio que virou pro meu lado, ai que foi foda porque a parte da coxa e do joelho tava bem em cima do meu pinto. Eu fiquei nervoso e queria me sair mas dai veio a parte tensa, ele falou bem baixinho meio com a voz de sono:

- Só não me fura com isso ai.

- Foi mal, desculpa eu vou lá pra minha cama.

- Não, fica aqui mesmo, besteira. Fica assim mesmo tá ruim?

Ele veio perguntar se uma perna grossa peluda roçando no meu pau e um braço do tamanho da minha coxa me abraçando tava ruim... sério isso? Porra porque comigo? 🥴

Eu não disse nada e ele ficou mexendo um pouco a perna, eu já não conseguia me controlar e meu pau tava totalmente duro dentro do calção. Ele me puxou mais pra perto dele e meio que colocou a minha perna no meio das pernas dele, dai o que acontece quando se faz isso? Ganha um doce quem acertar! Isso ai, você fica com o corpo e os paus se esfregando um no outro. Não passou muito daquilo eu sentia o pau dele duro dando umas cutucadas no meu e eu confesso que estava gostando muito. Como estava tudo escuro e eu meio com sono deixei rolar, abracei ele e fiquei ali sentindo os pelinhos dele em mim e ele alisando minha cabeça.

Depois de um tempinho ele fala baixinho novamente, com aquela voz meio grossa de sono:

- Quer gozar?

- Quero. (eu falei tão baixo que achei que ele não ia escutar)

Ele colocou a mão dentro do edredom e colocou meu pau pra fora, depois pegou o dele e encostou no meu, eu fiquei lá abraçado com ele e com a mão que tava meio atrás da minha cabeça ele alisava meu cabelo e com a outra mão ele punhetava meu pau e o dele juntos, a mão dele é grande então foi bem fácil. Eu não aguentei e gozei primeiro, deu uma vergonhinha porque eu estava com muito tesão e enquanto eu gozava dei aquelas famosas tremidinhas. Eu escutei ele dando uma risadinha e depois senti ele gozando, pqp cobriu meu pau de porra, ele gozou muito. Ele tirou a cueca e limpou a gente no escuro mesmo. Eu tirei a minha e terminei de me limpar na barriga porque estava grudando um pouco. Depois disso eu apaguei de vez, acordei de manhã ainda abraçado com ele e fiquei daquele jeito meio sem pensar em nada e esperei de olho fechado ele acordar primeiro.

Quando ele se mexeu e se espreguiçou eu me mexi também, eu estava meio com vergonha de abrir o olhos mas senti ele dando um beijo na minha cabeça então eu me espreguicei também e abri o olhos.

- Vamo tomar um banho?

- Uhum,

- Gostou ontem?

- Gostei, (eu meio que coloquei a mão na cara fingindo esfregar os olhos mas eu tava era com uma vergonha da porra)

- HAHAHA! saiu ao pai, vem vamos tomar um banho e comer, vou te levar pra conhecer teu tio e teus primos.

A gente tomou banho juntos, foi a primeira vez que eu fiz aquilo, eu sempre escutava que os filhos tomavam banho com os pais mas nunca me imaginei fazendo isso. Na hora eu não fique excitado nem nada, mas eu tenho que confessar que fiquei tentando não olhar pro corpo dele que é um corpo muito foda. Eu sei que ele notou porque só faltou fazer pose pra eu poder ver tudo. Acho que ele ficou todo cheio porque eu estava admirando ele. Por falar nisso ele tem uma pintinha perto da cabeça do pau por cima da pelinha que eu notei que tenho uma no mesmo lugar. Acho que é a tal genética. A gente tomou o café da manhã, foi um tipo de sucrilho natural com açaí e suco de laranja, eu até que gostei. Depois a gente desceu, ele pegou o carro e lá fui eu conhecer meu tio e meus primos.

PS: se não estiver chato eu continuo contando, tem mas coisas que rolaram. Mas se tiver meio morgado ou escrito muito ruim eu vou tentar escrever um conto ou algo assim.

Falow até já.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
16/09/2019 10:34:27
10
25/08/2019 11:24:50
Sem ofensas claro, só parece muito difícil de acreditar que tudo isso aconteceu
25/08/2019 11:20:08
Mais fake que isso só nota de 1 real ksks
22/08/2019 17:44:59
muito bom continue o mais rapido que conseguir.
21/08/2019 23:57:51
Gostei da escrita, e relaxa que esse lance de laço sanguíneo e familiar é muito superestimado, so manter a amizade e de vez um sexo gostoso com o cara que doou o esperma ja ta de bom tamanho.
21/08/2019 19:20:16
Adorei o conto! Ansioso pra continuação. Vc escreveu apenas estes 2 contos, ou já publicou outros e apagou? Pode ser q tenha me confundido.
21/08/2019 15:42:23
Ameiiiiii
21/08/2019 12:01:03
SERIA INTERESSANTE O AUTOR DAR UM FEEDBACK AOS COMENTÁRIOS DOS LEITORES. ISSO NOIS ESTIMULA A LER MAIS E COMENTAR MAIS AINDA. NO INÍCIO VC ME PARECEU MEIO SECO, SEM SENTIMENTOS. MAS VAMOS VER SE ISSO MUDA NO DECORRER DO TEMPO.
21/08/2019 11:59:19
VC JÁ NOS DECEPCIONA DE CARA LOGO NO INÍCIO QUANDO DIZ QUE NÃO HÁ A POSSIBILIDADE DE ACONETCER NADA ENTRE VC E SEU PAI. QUE NÃO HÁ A POSSIBILIDADE DE ROLAR SENTIMENTOS. MAS PARECEQUE ISSO VAI SE DESFAZENDO AOS POUCOS QUANDO VÃO DORMIR. RSSSSSSSSSSSSSSSSSS PRA QUEM NÃO QUERIA NADA COM O PAI UMA PNHETA JUNTOS JÁ É UM EXCELENTE COMEÇO. ADOREI O CONTO. CONTINUE RAPIDINHO. PARECE QUE A HISTÓRIA DESSES DOIS VAI RENDER. PARABÉNS.
21/08/2019 07:56:26
Shadow, acordar e ler tua narrativa foi o maior tesão. Você sabe contar uma história sim, continue... No próximo capítulo, fale mais detalhes do teu corpo e do corpo do teu pai, pois isso nos faz fantasiar. Acredito que a relação sanguínea é forte e isso aproximou, mesmo depois de muitos anos, você e teu pai nessa relação literalmente gostosa que vocês começam a construir. Conte-nos mais sobre vocês dois... Estou ansioso para ler mais e mais sobre vocês. Cheiros nas asas. Sou Caio Lebrunn.

Online porn video at mobile phone


Contos eroticos me vinguei da minha esposa e comi dois cuzinho finalContos eroticos esposa religiosa sendo encoxadadrikaleka jasminy casa dos contosMulheres fudeno escandalosas gritando vou goja no xvideoscontos eroticos novinho gay viciei em mamar viajandomae pegar filho batendo punheta pau 70cmfilha dorme pelada e pai ve eldacontos de sexo depilando a sograf****** titia de ladinhocasalnudes xvideosver vidio defilho meteno .na mae gozano na buceta delamarido fica bebado em churrasco e esposa fode com outroporno so vidio reral tiramo a vingidadeXVídeo pantera espiando pezãopornodoido dividio namorada com amigo do execitoxvideo carreteiro sendo massageadogaieras nuonibusgozando. no travesseiro e virando os olhinhos xvideo,comler contos eroticos menagecontos eróticos comendo o c****** da freirinha taradapornô vai consertar geladeira e ela transa com Letíciairma fabiana de carinha de anjo coçando a xoxotaxxvideo filha fazes faxina no quarto dopaixvideo firmozadeu cu pro cavala grintou de dor e tezao inocenteseu confesso que transei com meu tio xnxx xv metendo com olho liso so empurra xvideospai tarado ia enfiar so a cabecinha mais enpurrou na bucetinha da filha virgenXVídeos as panteras entregador de gás aparentecontos erotico minha sobrinha veio em casamulheres com bundão gozando formataconto erotico n puque esconde comi o cu da menina.que se escondeu comigocontos anal c cavalos e tourosqual a posicao que temos que fazer quando damos o anus e para o espesma na escorrer para a vaginavídeos porno metendo na minha tia depois do carnavalcontos porno scat lesbicoConto erotico eu e minha mulher no alojamento dos machoscontos minhas amigas fizeram uma festa e me comeram com consolo elétricocomi minha cadela"ver la feliz" casadoscontos.com.brMathz - CASA DOS CONTOS EROTICOSmtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1Mais carentes enrabadas por filhojornalista 77 contos eroticosporno++o++encanadorputinho brasilero gemendo muinto dando cuzinho pro novinho na sua primera vezmasturbados na camcache:PjjgrxSVmoYJ:zdorovsreda.ru/texto/2013011214 sex. video amarcaiameu genro conto eroticoXVIDEO CRIOLA VIUVA PIRANHAflagra convecendo a enpregada fazer sexose masturbando enguando o marido dormexvidiogosdosa dondoamassos eroticos na aguafoda insana com cunhadameu tio roludo arregaçou minha jovem esposa rabudaencoxada e bolinada contos eroticostarado alisando e pasando a mao e metendo o dedo na xoxota da filhota novinha timida depois empurra o pau devagar ate gozar dentrocontos neta da minha vizinhaxvideos careca dos braços peludos pirocudo trepando na coroa loira tesudaeguas taradinha no cio pigandoconto de farra de casadafiz uma foda bisexual com meu filho minha filha minha esposa meu caseiro sua esposa e sua filha contosconto erotico corrompendobuceta de evangelica arrombada na igrejaflagrei as jogadoras de volei transando ate gosarhomem se mesturbano no causinha da cuiada fio dentalxvideo magrinha com destão de buçeta dando gostozomao boba na noiva pegando nos peito dela porno dentro do cinemafilha pede para o pai soca a pica uma cenora junto no cumorena cavala irresistivel não bater punhetapadrasto comendo a enteada de perna grossa e bunda grande com os pelinhos Douradoscontos de zoofilia com porcocontoerotico eu namorada mae e tioconto paguei multa cu aregacadoquero ver vídeos Popozuda tomando banho na praia se bronzeando de cremes e de calcinhacontos eiroticos leilapornContoseroticos denise meu tio pauzudo me fes mulher bem novinha na pica grossa namorado nao. da bola pra ela ee quando chega en casa vai animala com uma chupada na buceta belosexxoCanto do priquitode manga chamando o outrocontos erotico comendo a subria dormindomulheris malhaodo porncara batendo punheta com sabonetes lambuzando a rola com sabonete e batendo punhetaCarnavalnazoofiliaeu vi meu genro batendo pueta na minha calcinha usadaJackson viu a irmã dormindo de shortinho não resistiuContos me encheram de porra na frente do meu maridogaroto batendo punheta e bolas balancando pornodoidoBuçetamorenaconto"duas virgens" enteadacontos eiroticos leilaporncontos eroticos eu meu marido acampando