Virei "PUTINHA" do meu tio taradão!

Um conto erótico de NUBER
Categoria: Grupal
Data: 19/01/2020 08:23:41
Última revisão: 18/02/2020 07:47:19
Nota 10.00

Essa história aconteceu comigo a um bom tempo, mas só agora decidi contar em detalhes como tudo aconteceu.

Eu morava com meus pais em um bairro da periferia e levava uma vida normal de adolescente até que um dia tudo mudou quando meu tio Roberto, 42 anos, que morava em outro estado, após ter se divorciado da esposa resolveu se mudar para a nossa cidade.

Meu pai era motorista de caminhão e vivia viajando muito quase não parava em casa, mamãe o chamava de turista e por varias vezes escutei o casal discutindo por esse motivo, eu desconfiava que ela não era uma mulher muito fiel ao meu pai.

Mamãe na época tinha 33 anos e era uma mulher linda tanto de rosto quanto de corpo, quando eu a acompanhava ao supermercado ou shopping os homens viravam o pescoço ao vê-la desfilar seu belo corpo em vestidos esvoaçantes e transparentes que a deixavam extremamente sexy, mamãe fingia achar ruim tentando parecer uma mulher “direita”, mas na verdade dava pra notar que ela adorava chamar a atenção e por varias vezes a peguei conversando com homens que vinham bater papo com ela e algumas vezes a safada comentava comigo que os homens eram muito tarados e não respeitavam mulheres casadas e algumas vezes comentei que a “culpa” era dela mesmo por ser tão bela e sensual e ela sorria concordando, na verdade apesar da minha inexperiência com sacanagens eu tinha quase absoluta certeza que mamãe era uma mulher bastante assanhada porque não podia ver um macho bonitão que se abria toda em sorrisos para eles.

Eu tinha um corpo magro e quase sem pelos no púbis, um bumbum redondo e empinado, com certeza havia puxado o corpo da minha mãe e isso já tinha me trazido algumas dores de cabeça, os amigos do futebol e da natação do colegio viviam me zoando dizendo que eu tinha bumbum de menina e viviam me convidando para fazer troca-troca, na verdade o que eles queriam mesmo era só me comer, esse tipo de coisa já tinha acontecido com meu melhor amigo Fernando, tínhamos a mesma idade e apesar dele no dia a dia tentar disfarçar sua “viadagem” isso não adiantava, vários rapazes já tinham comido o safadinho que me confidenciava que adorava sentir uma rola fodendo seu cuzinho guloso, varias vezes ele me chamou para transarmos, mas eu nunca topei porque eu também tinha um “pequeno” problema que me deixava constrangido que era o tamanho do meu pênis, bem pequeno comparado com dos amigos que tinha visto pelados, mas isso não me impedia de bater punheta todos os dias, adorava me deitar na cama peladinho e punhetar meu pintinho até dar um gemido alto e gozar me contorcendo todo, nem saia muito sêmen, apenas algumas gotas, mas a sensação que sentia era algo incrivelmente delicioso.

A chegada do meu tio Roberto que era chamado de Betão pela minha mãe logo provocou varias mudanças, ela demonstrou ter ficado muito contente com a presença dele dizendo que depois disso ela não ficaria mais tão sozinha com as viagens constantes do meu pai, eu também gostei muito do meu tio que era um sujeto alegre e bastante divertido.

A casa que ele comprara para morar era muito boa, mas tinha uma piscina que estava com problemas e ele contratou um empreiteiro para fazer uma reforma e deixa-la perfeita para o uso.

Tio Betão me chamava para acompanhá-lo durante o trabalho dizendo que assim que a piscina ficasse pronta iriamos poder nadar todos os dias principalmente porque o verão estava chegando com força total.

Meu amigo Fernando estava doido para que a reforma da piscina terminasse, o safadinho ficou feliz quando tio Betão disse que ele também poderia frequentar a piscina sempre que quisesse e isso aconteceu alguns dias depois e foi aí que a “coisa” mudou de vez.

Já passava das 4 da tarde quando os funcionários da empresa foram embora da casa do meu tio após deixar a piscina pronta para o uso logo em seguida tio Betão virou para mim e o meu amigo Fernando dizendo:

-Então garotos... que tal pularmos na piscina para aproveitarmos o sol nesse resto de tarde?

Fernando olhou para mim e dando um sorrisinho sacana disse:

-Eu bem que adoraria Fabinho, mas não tô de sunga, se eu chegar em casa com a bermuda molhada minha mãe vai querer saber o porque!

Assim que Fernando terminou a frase tio Betão deu um sorriso sacana dizendo:

-Deixa de bobagem garotos, estamos só nós três aqui, ninguém vai ver nada, os muros são altos, vamos nadar pelados, vão me dizer que nunca ficaram pelados diante de outros garotos!

Assim que mei tio terminou a frase em seguida ele tirou a camiseta, a bermunda e então tomei um susto enorme com o que eu estava vendo bem diante dos meus olhos, tio Betão tinha entre as pernas uma rola incrivelmente grande e grossa, quando olhei para meu amigo Fernando o safadinho já estava peladinho também, meu tio deu um sorriso dizendo que iria nos esperar dentro da piscina e pulou dentro d’agua, meu amigo então deu um sorrisinho sacana e disse:

-Tira o short logo Fabinho, como seu tio falou, ninguém vai ver a gente pelado na piscina, tira logo e vamos cair n’agua!

Passado alguns segundos após aquela grande surpresa tomei coragem e fiquei peladinho também e acompanhei meu amigo pulando na piscina.

Havia uma bola na agua e logo começou a nos divertir com ela, Fernando ficou de bobinho e aquela brincadeira durou alguns minutos o safadinho nem parecia se preocupar em pegar a bola o que ele queria mesmo era se agarrar com meu tio que todo sacana dava lado pra ele até que o telefone tocou na varanda do fundo e tio Betão saiu da agua e foi atender e deu pra ver perfeitamente que seu pauzão enorme e grosso não estava totalmente em repouso, parecia estar meia bomba e logo em seguida resolvi tocar no assunto com meu amigo Fernando dizendo bem baixinho:

-Nando, era assim que eu o chamava, fiquei de cara com o tamanho do pau do meu tio, nunca vi um desse tamanho, parece de cavalo!

-É mesmo, quando vi o pauzão dele também fiquei de queixo caído, só tinha visto desse tamanho em filmes pornôs! Imagina como deve ficar quando estiver bem duro... deve dar medo!

-É verdade... quando ele saiu da piscina já estava bem maior de que quando pulou n’agua... nossa... eu queria ter um pauzão assim desse tamanho... eu iria adorar exibir para todo mundo!

Fernando sorrindo bem sacana cochichou no meu ouvido:

-Só de imaginar um pauzão daquele fodendo meu cuzinho guloso até me arrepiei, acho que nem deve entrar em mim... é muito grande e grossão!

-Seu viadinho safado... garanto que dentro d’agua você deve ter se esfregado um monte no meu tio né seu tarado?

-Claro que sim... eu não ia perder uma chance dessa... mas... seu tio também é bem safado... ele apertou meu bumbum varias vezes e me encoxou um monte... meu pinto tá durinho até agora... ele me deixou cheio de tesão!

Tio Betão voltou a beira da piscina com uma toalha de banho sobre os ombros e disse:

-Bem garotos... infelizmente tenho que sair... ver um negocio importante... uma pena não poder voltar para a piscina... estava curtindo brincar com vocês... mas... não vai faltar nova oportunidade... Fabinho meu querido sobrinho... quando você for embora pode levar a chave do portão... é uma copia que mandei fazer... quando quiser vir pra ca não precisa nem avisar... é so vir!

O safado do meu tio ficou na beira da piscina se enxugando com a toalha, dava para ver que ele adorava mostrar seu pauzão enorme e tanto eu quanto o viadinho do meu amigo não tiravamos os olhos daquela vara descomunal que chegou a ficar quase completamente dura e ele sorrindo se despediu de nos e saiu em seguida.

Ficamos o resto da tarde na piscina nadando e trocando ideias, mas de vez em quando voltávamos ao assunto principal para comentar sobre o tamanho do pauzão de cavalo do tio Betão.

Se naquela tarde havia tido um acontecimento totalmente inesperado no dia seguinte de manhã iria acontecer algo que deixaria minha mente fervilhando de perguntas à procura de respostas.

Quando meu pai não estava em casa e isso acontecia constantemente por causa de suas inúmeras viagens, mamãe após tomar seu banho vinha pra cozinha preparar o café quase sempre com uma camiseta regata curta que deixava metade de sua bunda perfeita de fora coberto apenas por uma calcinha socada no rego, de vez em quando eu ficava reparando em quanto ela era sensual vestida daquela maneira tão descontraida, varias vezes eu a vi tomando banho no chuveiro com a porta aberta e também admirava seus seios de bicos rosados sempre durinhos e claro sua buceta depilada bem lisinha.

Naquela manhã o café estava sendo coado e mamãe preparava pão com manteiga na frigideira quando meu tio Betão entrou na cozinha todo sorridente e depois de beijar meu rosto me chamando de sobrinho querido abraçou forte mamãe por tras na beira do fogão dizendo:

-Acho que meu cunhado não deve bater bem da cabeça, deixar um mulherão desses sozinha e ficar viajando um tempão... tá procurando sarna para se coçar, ta cheio de gaviões loucos para pegar uma mulher tão gostosa quanto é a minha querida irmã!

Mamãe sorrindo virou o rosto pra tras e beijou o rosto do meu tio que continuava abraçado a ela por tras e disse:

-É... já avisei meu maridão que qualquer dia ele chega de volta de viagem e encontra um Ricardão dormindo na cama dele, mas acho que ele não acredita muito na minha conversa porque continua parecendo que gosta mais da boleia do caminhão do que de mim!

Meu tio ficou mais alguns segundos abraçado a mamãe e logo que a soltou ele disse que iria usar o banheiro e se dirigiu até lá!

Fiquei espantado com a tranquilidade que mamãe demonstrava diante do meu tio vestida de camiseta curta e com uma calcinha socada no rabo e quando ela veio colocar o bule de café na mesa não resisti e perguntei:

-Mamãe... você não tem vergonha de ficar assim quase pelada na frente do tio Betão?

Minha mãe sorrindo passou a mão carinhosamente na minha face e disse:

-Claro que não tolinho... você sabe que não me importo de ficar nua quando estou em casa, principalmente seu pai não estando por perto, ele não gosta desse meu jeito liberal, mas eu e seu tio Betão nunca tivemos problema quanto a nudez, como ele é quase 10 anos mais velho que eu, quando eu era novinha ele cuidava e até dava banho em mim... não tem problema nenhum querido... apenas acho que meu filhão não deve comentar sobre isso com seu pai quando ele estiver em casa!

Dei um sorrisinho de cumplicidade dizendo:

-Pode deixar que não farei isso de jeito nenhum... pode ficar tranquila mamãe!

Ela sorriu e continuou colocando as coisas na mesa e logo notei que os bicos dos seus seios estavam tão durinhos que pareciam querer furar a camiseta e ao se inclinar para frente sua camiseta subia deixando seu bumbum todinho de fora e logo em seguida meu tio voltou do banheiro e se sentando à mesa encheu uma xicara com café e dando uma mordida em uma torrada sorriu dizendo:

-Acho que vou começar a tomar café da manhã aqui, além de uma irmã maravilhosa e um lindo sobrinho tem uma mesa farta e deliciosa!

Terminamos o café e quando minha mãe começou a tirar a mesa falei:

-Mamãe... pode deixar que eu lavo a louça do café da manhã... se quiser ir pra sala e ficar batendo papo com o tio pode ir!

Mamãe agradeceu comentando que tinha um filho muito prestativo e escutei ela dizendo que iria escovar os dentes e logo estaria na sala e assim que comecei a lavar a louça, eu estava vestido apenas com uma cueca de lycra bem justinha, tio Betão chegou por tras de mim e encostando sua boca pertinho da minha orelha sussurrou:

-Você tem uma bunda tão linda quanto a da tua mãe Fabinho, se meu lindo sobrinho colocar uma calcinha dela e deitar de bruços na cama vai ser difícil saber quem é quem... adoraria ver isso um dia!

Tio Betão me deu um tapinha de leve no bumbum e foi pra sala e logo em seguida escutei risos e conversas bem animadas e assim que terminei de lavar a louça fui até a sala e encontrei minha mãe sentada na ponta do sofá grande com meu tio deitado com a cabeça no colo dela e então falei que ia deixa-los a vontade e iria para meu quarto jogar vídeo-game e assim fiz, mas nem consegui jogar direito, minha cabeça ficava a todo o momento pensando no que mamãe havia me dito sobre tio Betão dar banho nela quando era novinha, isso era bastante estranho, outra coisa foi ela me pedir pra não comentar nada com meu pai sobre ela preparar café para meu tio quase pelada, claro que a conversa sacana do meu tio safado dizendo que eu tinha um bumbum tão lindo quanto o de mamãe e sugerindo que eu experimentasse uma calcinha da mamãe foi uma tremenda safadeza que me deixou intrigado, sempre achei lingeries lindas, mas nunca havia pensado em experimentar uma no meu corpo só que algo começava a atiçar a minha mente repleta de fantasias me tentado a fazer isso só pra ver como ficaria, sem contar que a imagem do meu tio peladão com seu pauzão enorme na piscina na tarde anterior não saia da minha cabeça e só dei uma acalmada depois de gozar gostoso batendo uma punheta deitado em minha cama.

Na parte da tarde sai e fui até a casa do meu amigo Nando chama-lo para nadarmos na piscina do meu tio Betão, mas quando cheguei lá que não tinha ninguém no local, a vizinha me disse que a família tinha ido viajar para visitar pra visitar a avó dele que estava bem doente e então resolvi ir para a casa do meu tio sozinho.

Assim que entrei e cheguei na varanda dos fundos que ficava ao lado da piscina dei de cara com meu tio estava sentado em uma cadeira completamente nu com uma latinha de cerveja na mão e quando ele me viu deu um sorriso e disse:

-Opa... que bom que meu querido sobrinho apareceu por aqui, assim eu não me sinto sozinho, mas... cadê seu amigo Nando, não quis vir?

Rapidamente contei o porque do meu amigo não estar comigo, tio Betão entre uns goles de cerveja deu umas pegadas no seu pauzão que parecia repousar tranquilo entre suas coxas e todo safado continuei a conversa dizendo:

-Nando não pode vir, mas tenho certeza ele gostaria de estar aqui de novo, ele adorou “brincar” aqui na piscina, acho que o viadinho safado gostou muito daquela brincadeira de ficar de bobinho na piscina, o safadinho ficou todo excitado se esfregando no pauzão do tio!

Me sentei em uma cadeira bem de frente e tio Betão pegou no seu pauzão e deu uma balançada no bichão e sorrindo sacana disse:

-É... teu amigo Nando é viadinho desde novinho né... o safadinho babava olhando e sentindo minha rola quando eu encoxava o taradinho debaixo d’agua... por varias vezes ele pegou no meu pau com vontade, mas me fala ai querido sobrinho, você deve ter comido seu amiguinho um montão de vezes né... pode abrir o jogo comigo... prometo que não vou comentar com ninguém!

Era difícil conversar com meu tio peladão diante dos meus olhos curiosos admirando aquele pauzão enorme já ficando duro e então tentando me portar com naturalidade dei um sorriso e disse:

-Bem... acho que vou tirar meu short e ficar pelado para pular na piscina daqui a pouquinho, mas já que o tio tá querdndo saber não vou mentir ... eu sou virgem de tudo até hoje, o Nando me chamou varias vezes para transarmos, mas nunca topei, outra coisa é que eu tenho vergonha de ficar pelado perto dos outros garotos, meu pintinho é muito pequeno perto dos outros que já vi, só tem 11 cm duro, claro que eu também nunca tinha visto um tão grandão quanto o teu tio, acho que deve ter mais de 20cm, além de grossão e cabeçudo, só sei que o Nando ficou taradinho pelo teu pauzão, porem falou que achava que não iria conseguir penetrar no cuzinho apertadinho dele!

Assim que terminei a frase meu short caiu aos meus pés e quando dei dois passos para ir em direção a piscina tio Betão disse sorrindo:

-A minha pica tem 22cm Fabinho... mas certamente seu amiguinho Nando já levou vara de um monte de machos, do jeito que ele é “putinho” qualquer um que tirar o pau para fora da calça e mandar o safadinho chupar ele cai de boca no ato, mas, vamos deixar seu amiguinho pra lá, antes de você nadar na piscina você devia passar protetor solar, sua pele é bem branquinha, se não se cuidar vai ficar todo vermelho sem contar que pode queimar demais e não vai dormir direito a noite, vai no chuveiro ali do lado e deixa a agua molhar seu corpo para ficar mais fácil passar o protetor, ai você volta aqui que o tio vai passar nesse teu corpinho lindo!

-Tá bom... to indo então... nossa tio... então teu pauzão tem 22cm... ele é muito grandão... o dobro do meu pintinho!

Tio Betão me deu um tapinha de leve na minha bunda e sorrindo sacana disse:

-É meu querido sobrinho... você tem um corpinho perfeito por tras, como já te falei, herdou o lindo bumbum da tua mãe, mas na frente você puxou o teu pai, sua mãe sempre reclamou do tamanho do pau dele dizendo que era muito pequeno para o tesão dela, alias, nem sei porque tua mãe tá casada até hoje com teu pai, deve ser porque além dele proporcionar uma boa vida pra vocês... como ele não para em casa ela pode ficar livre, leve e solta do jeito que ela gosta... garanto que ela deve ter tido um monte de amantes nesses anos de casada porque desde novinha a safada sempre foi muito putinha... adora sentir uma pica fodendo a buceta e o cuzinho da tarada!

Dei um sorrisinho sacana e percebi que meu pintinho já estava ficando durinho com aquela conversa sacana e antes de ir para o chuveiro disse:

-É tio... eu sempre desconfiei que ela não é muito fiel ao papai, mas isso não importa né, ela é uma mãe maravilhosa para mim!

Dei meia dúzia de passos e liguei o chuveiro e saiu um jato forte de agua fria e dei um gritinho safado dizendo:

-Nossa... que agua forte sai desse chuveiro... tá bem fria... mas... tá uma delicia tio!

-Ah sim... essa agua vem direto da rua, é muito bom a gente sentir a agua batendo forte na pele da gente!

Quando eu entreabria os olhos debaixo do chuveiro olhava direto na direção da cadeira onde meu tio continuava sentado com as mãos trançadas atrás da nuca e com certeza aquela conversa também o deixara excitado, seu pauzão estava completamente duro, a cabeçona totalmente exposta, para tentar não ficar olhando demais virei de costas pra ele e depois de alguns minutos se deliciando com aquela agua forte sai dali e voltei para perto do meu tio e ele então pegou o frasco de protetor solar deu uma esguichada na mão e começou a passa-lo primeiro nos braços, em seguida no meu peito, o contato daquela mão forte produzia algo que meu corpo nunca havia sentido, tanto eu quanto ele estávamos de pau duro, quando ele passou o protetor em minhas coxas ele resvalou sua mão no meu pintinho duro e todo sacana brincou dizendo:

-Teu pintinho é pequeno meu querido sobrinho, mas tem o DNA da família, sempre com tesão né... ele fica assim o dia inteiro pelo que to vendo, mas agora vira de costas Fabinho para que eu passe na parte de trás do seu corpo!

Em segundos fiquei de costas sentindo sua mão deslizando pelos meus ombros até na minha cintura, quando tocou pela primeira vez na minha bunda senti pequenos choques que subiam pela minha espinha dorsal, rapidinho senti sua mão deslizando firme pelo meu bumbum empinado, o protetor oleoso facilitava o deslizar de seus dedos espertos, eu estava curtindo demais aquele contato e foi então que quando ele subiu a mão pela minha coxa por tras subindo pelo meu bumbum um de seus dedos sacana deslizou pelo meu reguinho de baixo até em cima, me arrepiei por completo e tio Betão todo safado fez tudo de novo de cima pra baixo, seu dedo todo melado tocou meu cuzinho e ele todo safado disse:

-Fique tranquilo meu sobrinho... tem que passar o protetor em todos os lugares, proteger seu lindo cuzinho rosado é importante... se quiser que eu pare de passar o protetor é só avisar tá bom?

Eu não conseguia articular nenhuma palavra, eu permanecia ali de costas pra ele completamente passivo, ele foi virando meu corpo bem devagar de lado me fazendo inclinar sobre a mesa e após alguns milésimos de segundos ele começou a massagear meu bumbum com a duas mãos e não demorou nadinha pra sentir seus dedos deslizando pelo meu reguinho, quanto tocou meu cuzinho senti uma leve pressão e, quando me dei conta eu tinha um dedo penetrando meu cuzinho virgem, dei um suspiro incontido e aquele dedo penetrou bem fundo, soltei um gemido alto e gozei sentindo o dedo do meu tio taradão enterrado até o talo, meu cuzinho piscava que nem louco e completamente tomado pelo tesão sussurrei:

-Aiiiii tio... seu safado... o que você tá fazendo comigo... eu não sou o Nando não... eu... eu... nunca fiz isso com ninguém!

Tio Betão tirou o dedo enterrado no meu cuzinho virgem e todo safado colou seu corpo em minhas costas e chegando sua boca perto do meu ouvido sussurrou:

-Eu sei que você não é o Nando seu tolinho... você é muito mais gostoso do que ele... e pelo que senti no meu dedo... seu cuzinho realmente é virgem e muito apertadinho... mas ele tá louco de vontade de sentir algo bem maior que meu dedo dentro dele... que tesão que você tem no cuzinho né seu safado... ele mordeu tão forte meu dedo que pensei que ia arrancá-lo da mão... nem sei como você chegou virgem até os dias de hoje... com esse bumbum de menina empinado seus amigos tarados já deviam ter te comido um monte de vezes... mas chega de conversa... quero te deixar ainda mais tesudo... você vai sentir o que eu sei que tá querendo... você também tá babando pela minha pica grossa!

A cabeçona completamente babada do pauzão do tio Betão deslizou firme pelo meu reguinho, ele me abraçava por tras colando seu corpo ao meu... ele ia me comer... o tesão que estava sentindo diminuiu um pouco e fiquei preocupado em ser arrombado por aquela pica enorme e disse:

-Aiiii tio... to morrendo de medo... vai rasgar meu cuzinho... teu pauzão é muito grande e grosso... sou cabacinho... não me machuca!

Tio Betão sabia como seduzir um garoto tarado louco pra viver novas experiências e todo safado beijou minha nuca com seu hálito quente, meu pintinho que logo após ter gozado tinha ficado molinho rapidinho voltou a ficar durinho e ele todo safado me segurou pelos quadris e encaixando a cabeçona de sua pica grossona na portinha do meu cuzinho tesudo fez uma pressão forte e sussurrou nos meus ouvidos:

-Fabinho meu sobrinho querido, prometo que não vou te machucar não... não vou te comer ainda... só vamos brincar bem gostoso... quero te deixar louco pra dar pra mim... vou adorar seu teu primeiro macho seu safadinho... agora relaxa e faz o que todo putinho tem que fazer quando ta sentindo a pica cabeçuda do macho roçando no seu cuzinho tesudo... rebola bem devagarinho na minha pica... tenho certeza que você vai saber fazer isso bem gostoso... você puxou o DNA da tua mãe putinha e tarada... e agora você vai ser o meu “putinho”... rebola meu viadinho gostoso!

O tesão tomou conta por inteiro do meu corpo, aquela cabeçona toda babada e quente como o inferno cutucando e pressionando meu cuzinho virgem me deixava louco e em segundos eu fazia o que meu tio pauzudo mandou, me inclinando ainda mais empinei o bumbum e passei a gemer e rebolar como uma putinha, tio Betão alisava meu corpo com suas mãos e me encoxava firme, a pressão no meu anelzinho virgem era cada vez mais forte, eu achava que não ia demorar a ser penetrado, apesar do medo eu já desejava isso, mas tio Betão queria minha entrega total e todo safado deu uma fincada mais firme e a pontinha da cabeçona do seu pauzão penetrou um pouquinho, dei um gritinho e gozei novamente, saiu só três gotinhas de sêmen... tio Betão sentiu meu cuzinho piscar na ponta do seu pauzão enorme e ele me soltou e se sentando na cadeira de novo disse todo macho:

-Agora que o putinho gozou gostoso é a minha vez de gozar... quero você de joelhos entre minhas coxas... vou te dar leitinho quente de macho... quero essa boquinha virgem mamando na rola do teu macho seu viadinho safado... vem logo chupar a pica que vai tirar o teu cabacinho... vem!

Eu estava completamente hipnotizado, não conseguia esboçar nenhuma reação, minha submissão era total e mais uma vez fiz o que ele mandou e quando senti entre meus lábios aquela cabeçona toda babada todo e qualquer resquício de medo desapareceu, em segundos eu mamava como um bebe esfomeado, tio Betão se contorcia com minha boca quente sedenta engolindo o máximo que conseguia, o safado tarado forçava sua pica enorme no fundo da minha garganta me deixando sem folego, meus olhos lacrimejavam e logo ouvi um urro forte e o primeiro jato de porra fervente foi fundo na minha garganta, incrivelmente não engasguei, meu pintinho estava duro de novo, ele segurou minha nuca e foi ejaculando sem parar durante longos segundos, eu engolia tudo, que delicia sentir porra de um macho na minha boca, fiquei mamando até sair a ultima gota de sêmen do meu tio taradão, ele se deliciava comigo ali ajoelhado entre suas coxas lambendo e sugando sua porra abundante e então sussurrou:

-Fabinho seu safadinho, para quem era completamente virgem você mostrou que sabe como agradar bastante outro macho, realmente você puxou o tesão e a safadeza da tua mãe putinha! Agora que terminamos de brincar gostoso vamos nadar um pouco para relaxar!

Pulamos na piscina e depois de umas braçadas todo e qualquer constrangimento que pudesse existir de minha parte desapareceu, realmente assumi que meu lado feminino não era apenas ter um bumbum praticamente idêntico de minha mãe, eu queria mesmo era sentir uma pica bem gostosa fodendo meu cuzinho tesudo e essa pica seria a do meu tio Betão, o safado não dava folga e depois de sentar na beira da piscina ficando com os pes dentro d’agua olhou para mim e sorrindo sacana disse:

-Vem meu sobrinho querido... vem dar mais uma mamada bem gostosa no pauzão do tio... quero sentir ele crescendo e endurecendo dentro dessa boquinha gulosa... vem meu putinho gostoso!

Em pouco mais de meia-hora eu havia me transformado em um viadinho totalmente submisso do meu tio pauzudo taradão, mas isso não me preocupava de jeito nenhum, minha mente a cada momento reafirmava que era isso mesmo que eu queria e em instantes eu chupava aquele pauzão com vontade, que delicia sentir ele ficando duro como aço na minha boca.

Depois de alguns minutos tio pulou na agua e a todo momento me abraçava por tras e todo safado varias e varias vezes socou o dedo até o talo no meu cuzinho guloso, meu pintinho não ficava mole de jeito nenhum e quando eu comecei a gemer dizendo que ia gozar de novo tio Betão todo tarado mordeu de leve minha nuca e senti que ele tinha dois dedos grossos enfiados no meu cuzinho virgem tesudo, gozei tremendo que nem vara verde pela terceira vez, nem sei de onde surgia tanto tesão.

Saimos da piscina e tomamos banho no chuveiro do lado da varanda e vi que o pauzão do tio Betão continuava quase completamente duro e todo putinho dei um sorrisinho sacana dizendo:

-Se o tio quiser gozar de novo na minha boca... vou adorar tomar leitinho quente outra vez!

Tio Betão deu uma gargalhada e disse:

-Não meu putinho... gosto de gozar só uma vez no dia... adoro ficar de pau duro curtindo o tesão!

Pegamos as tolhas e fomos para a varanda nos enxugando e foi então que tio Betão resolveu me deixar mais tarado ainda por ele me me fez debruçar sobre a mesa de madeira e em segundos senti sua língua quente e esperta deslizando no meu reguinho, pensei que ia me dar um treco sentindo aquela sensação louca, a ponta de sua língua áspera penetrava no meu cuzinho guloso, eu rebolava como uma puta, tio Betão aproveitou e me deu uns tapinhas fortes no meu bumbum me fazendo arrepiar até a alma, quase nem acreditei quando meu pintinho ficou duro de novo... depois de me linguar deliciosamente deixando meu cuzinho todo cheio de saliva, senti novamente a cabeçona posicionada na portinha do meu cuzinho virgem e ele então deu uma forçada firme e a cabeçona penetrou no meu cuzinho virgem, era muito grande e doeu bastante, gritei de dor e tomei um tapa bem forte na bunda e ele disse todo safado:

-Relaxa meu putinho... não vou enfiar mais... só queria colocar a cabeça para sentir o calor do teu cuzinho tesudo... fica quieitinho só curtindo a cabeçona que vai tirar de vez seu cabacinho da próxima vez... já já vai parar de arder... quando você sentir minha pica grossa inteirinha dentro desse cuzinho delicioso você vai se sentir uma menina... vou transformar seu cuzinho numa buceta seu viadinho gostoso... agora mexe esse bumbum meu putinho... mexe que a dor passa mais rápido ainda!

O calor que eu sentia com aquela cabeçona laceando meu anelzinho quase desvirginado era uma loucura, bem devagarzinho comecei a rebolar... tio Betão pra atiçar meu tesão continuava dando tapas no meu bumbum pra me fazer esquecer da dor no cuzinho, quando comecei a relaxar ele então tirou o cabeção do meu rabinho e disse todo safado:

-Pronto meu querido sobrinho... adorei... passou no primeiro teste... era assim mesmo que eu queria... realmente você me surpreende cada vez mais... você vai dar gostoso pra mim e vai engolir sem problemas meu pauzão até o talo... na verdade você nasceu pra ser um viadinho!

Os tapas que levei na bunda estavam ardendo bastante e quando olhei minhas nádegas percebi que tinham ficado bem vermelhas e disse:

-Tio... você deixou meu bumbum bem marcado com sua mão pesada... não tô achando ruim não... na verdade até gostei levar uns tapas, ajudou bastante na dor no meu cuzinho... só que to pensando se minha mãe ver meu bumbum assim... e ela perguntar como isso aconteceu... qual a desculpa que vou dar pra ela?

Tio Betão sorrindo sacana disse:

-Acho que você não precisa se preocupar com isso não... uma que não bati tão forte não... se você for pra debaixo do chuveiro e deixar a agua fria escorrer bastante vai sumir rapidinho... outra coisa é que sua mãe é bastante liberal e muito esperta em matéria de sexo... vai achar que algum macho fodeu seu cuzinho e encheu sua bunda branquinha de tapas... na verdade ela comentou comigo que tinha certeza que você e seu amigo Nando são viadinhos... como vocês não se largam... ela achava que vocês viviam fazendo troca-troca, tua mãe safada já sacou que você era viadinho antes mesmo de você saber disso Fabinho!

Fiquei de cara com aquela conversa de minha mãe... e já que meu tio também se mostrava totalmente aberto nas conversas disse:

-Tio... do jeito que você fala que minha mãe sempre foi muito putinha, ela também comentou comigo que quando ela era novinha você até dava banho nela e que também não se importavam de ficar pelados diante do outro, durante o café da manhã ela estava só de calcinha e você a agarrou por trás na cozinha bem na minha frente... percebi que ela não tava nem ai... então fala uma coisa pra mim... você é um tarado, minha mãe também, acho que você deve ter tirado o cabaço dela né seu safadão?

Tio Betão deu uma gargalhada e disse:

-Meu querido sobrinho apesar de inexperiente sexualmente você é bem espertinho em matéria de sacanagem... já que você tá querendo saber vou te contar então: Realmente tua mãe desde novinha era gostosa e muito safada tinha vários namoradinhos no colégio, uma vez flagrei a safada batendo punheta para um garoto nos fundo de nossa casa, fiquei escondido olhando o que rolava entre eles e logo a putinha se ajoelhou e começou a chupar o pau do sofadinho que rapidinho deu um gemido e gozou enchendo a boca dela de porra, resolvi acabar com a festinha e apareci diante deles, o garoto saiu correndo e tua mãe ficou toda nervosa quando falei que ia contar o que ela estava fazendo para nossos pais... claro que não iria fazer isso principalmente quando ela toda safada falou que se eu não contasse para os nossos pais ela faria tudo pedisse e então tirei minha pica pra fora da calça e mandei ela chupar, a putinha nem reclamou e chupou meu pau até gozar, ala adorou o tamanho do meu pau e depois disso quase todo dia ela me chupava, ela ainda era virgem na buceta, mas já tinha dado o cuzinho para uns rapazes e então soquei minha pica grossa no cuzinho da tarada, só reclamou de dor na primeira vez, depois disso sentava nele e rebolava que nem louca, eu ia tirar o cabaço da buceta da vadia, mas eu tive que viajar a trabalho e quando voltei ela me falou que tinha ido a uma festinha em uma chácara e tinham estourado o cabacinho dela, a vagabunda tarada tinha sido comida por 4 rapazes, depois que ela foi arrombada passei a fuder a buceta da putinha, tua mãe é uma puta deliciosa, goza gostoso na minha pica grossa e pelo que já senti o filhinho dela também vai gozar que nem uma putinha na minha rola cabeçuda... agora que to morando bem pertinho de vocês... é so ter uma chance que ela quer dar pra mim! Hoje mesmo depois do café da manhã quando você foi para o teu quarto, tua mãe tirou a calcinha começou a me chupar e trepamos ali mesmo no sofá da tua casa, ela adora cavalgar na minha pica grossa... quando perguntei para ela se a safada não tinha medo de que você desse um flagra na gente ela falou que não se preocupava com isso porque você nunca iria dedurá-la pra ninguem!

Fiquei de queixo caído com aquela revelação, mamãe era linda e maravilhosa e sempre me tratrou com se eu fosse um príncipe satisfazendo todos meus desejos, por mim ela podia dar para o bairro inteiro que eu não iria contar pra ninguem.

Tio Betão então disse que precisava sair pra resolver um negócio e então depois de voltar para debaixo do chuveiro de agua fria pra tentar tirar o vermelhidão dos tapas do meu tio taradão fui para minha casa e assim que entrei pelo corredor do quartos vi a porta do quarto da mamãe aberta e então resolvi fazer o que meu tio taradão havia “sugerido”, abri as gavetas de uma comoda onde ela guardava suas lingeries e comecei a olhar suas calcinhas, tinha de todos os tipos e então peguei uma vermelha toda de renda bem transparente em segundos tirei minha roupa ficando peladinho e diante do espelho comecei a vestir a calcinha no meu corpo bem devagar.

Puxei a calcinha pelos lados fazendo com que ela entrasse toda socadinha no meu rego e ao olhar meu bumbum empinado no espelho enorme do guarda-roupa achei que realmente tinha ficado linda em mim, quase nem acreditei quando meu pintinho bem guardadinho na frente da calcinha começou a ficar durinho, mesmo depois de ter gozado varias vezes naquela tarde aquela calcinha de renda tinha feito aflorar um tesão de uma maneira bem diferente do que havia sentido até aquela data, eu me olhava no espelho nas pontas dos pés empinando ainda mais o meu bumbum e não demorou mais que alguns segundos para que eu abrisse a sapateira da mamãe e procurasse algo para me fazer sentir mais menina e achei um tamanquinho de salto alto, meus pés tinham praticamente o mesmo tamanho da minha mãe e ao voltar pra frente do espelho me senti uma putinha linda e deliciosa, meu pintinho denunciava o meu tesão, duro como pedra, com certeza eu iria adorar me vestir de mulher e até ensaiei um pequeno desfile andando de salto em volta da cama.

Esse fetiche de roupas femininas com certeza iria fazer parte da minha vida e todo excitado experimentei varias calcinhas da minha mãe, ela possuía de todos os tipos e todas as cores, claro que os sapatos e sandálias de salto também foram provados no meu corpinho, mas o que mais curti mesmo foi um vestido curtinho de tecido bem molinho todo prateado com as costas toda de fora, o decote era bem profundo e chegava no começo do reguinho do bumbum, eu nunca tinha visto mamãe com aquele vestido, com certeza ela devia ter ido em alguma festinha bem sacana, quando me olhei no espelho realmente achei que havia ficado perfeito, a sandália de salto que eu havia colocado era bem alta e meu bumbum ficou totalmente empinado, dificilmente eu não seria comido por algum macho se me visse vestido daquela maneira só que quem me viu pela primeira vez montado daqule jeito foi minha mãe, eu havia perdido a noção do tempo dentro daquele quarto e só fui trazido a realidade quando ela entrou pela porta do quarto e me viu com seu vestidinho e sandália de salto alto e no primeiro momento fiquei todo sem jeito de ter sido surpreendido daquele jeito, até pensei que ia levar uma bronca danada, mas mamãe não fez isso e com um sorrisinho sacana nos lábios disse:

-Pelo que to vendo agora aqui nesse quarto acho que arrumei uma “sócia” no meu guarda-roupas né?

Ter sido pego em flagrante me deixou quase sem palavras, mas resolvi tentar me justificar dizendo:

-Mãe... me desculpa ter feito isso... juro que foi a primeira vez... eu não estraguei nenhuma roupa sua... já vou tirar essa que tô vestindo!

Mamãe continuava com o sorriso sacana e chegando pertinho de mim disse:

-Então você gosta de se vestir de mulher né seu safadinho... eu já sabia que você não era um garoto muito macho... mas que curtia vestidinhos, salto alto e calcinha ainda não tinha passado pela minha cabeça!

Comecei a tirar o vestido bem devagar e resolvi abrir o jogo de vez dizendo:

-Mamãe... como te falei... é a primeira vez que resolvi fazer isso... e só fiz isso porque o tio Betão elogiou muito meu bumbum dizendo que ele é muito bonito quase idêntico ao seu e o safado “sugeriu” experimentar uma de suas calcinhas, e quando cheguei em casa a tarde entrei no seu quarto e decidi ver como meu bumbum ficaria com uma delas, só que depois que provei a primeira resolvi experimentar varias de suas roupas, se você tivesse chegado 5 minutos depois não teria me dado esse flagra, esse vestidinho que eu tirei agora foi o que mais gostei no meu corpo... tenho certeza que você deve ter abafado na festa que você foi com ele.

Mamãe havia se sentado na banqueta da penteadeira e depois que tirei o vestido fiquei de calcinha fio-dental daquelas que só tinha uma tirinha atrás e com a sandália e quando me abaixei para tirá-la dos meus pés mamãe disse:

-Fabinho querido... fique tranquilo que não vou ficar brava com você por causa disso... mas não tire ainda a sandália... já que isso aconteceu... agora fiquei curiosa em ver você andando de salto e calcinha... mostra pra mamãe... quero ver se o teu tio safado tem razão!

Em segundos senti que estava tudo bem e fiz o ele mandou desfilando pelo quarto, claro que o salto fazia com que eu rebolasse bastante e ela então sorrindo sacana bateu palmas de leve e disse:

-Realmente você ficou lindo vestido de mulher... teu tio safado sabe das coisas... mas acho que tenho que te avisar de uma coisa... já te falei que teu tio é um tremendo tarado... se você ficar de calcinha na frente dele... se ele já não te comeu... vai te comer sem dó... ele adora cuzinho tanto de garotas como de garotos... e só pra você saber... se é que ainda não sabe... ele tem uma pica enorme e muito grossa, teu cuzinho vai ficar arrombado... sei de um monte de safadezas sobre seu tio pervertido!

Percebi que mamãe conversava comigo sobre sexo com muita naturalidade, continuei de salto e calcinha, até pensei em abrir o jogo por completo, mas achei que deveria ir devagar e todo safado disse:

-O tio não me comeu não... na verdade ainda sou virgem... mesmo você achando que não era... o tio me contou que você achava que eu e o Nando vivíamos fazendo troca-troca... mas apesar dele me chamar pra fazer isso um monte de vezes eu nunca topei, na verdade o Nando queria dar pro tio Betão... ele ficou louco quando viu o tamanho da rola dele... mas o Nando teve que viajar e não aconteceu nada... mas... realmente tio Betão parece um cavalo de tão grande... da até medo olhar pro pauzão dele... mas acho que minha querida mãe não tem medo não... tenho certeza que você já deu pra ele um monte de vezes... acho que você deve adorar aquele pauzão na tua buceta lisinha e também no teu cuzinho né?

Mamãe deu uma gargalhada bem sacana e se levantando da banqueta tirou o vestido que usava, em seguida a calcinha e o sutiã e foi em direção ao banheiro do quarto dizendo:

-Já percebi que seu tio taradão te contou alguns dos meus segredos sexuais, mas isso não tem problema, porque eu sei que meu filhinho querido nunca vai comentar nada com ninguém, realmente tudo que ele falou sobre mim é verdade... sempre fui muito tarada... virei putinha bem novinha... teu tio me comeu inteirinha... só resolvi alertar o meu filhinho safado que ta descobrindo que gosta de usar as calcinhas da mamãe que seu tio é taradáo por cu de garotos, assisti ele varias vezes enrabando os safadinhos... ele socava sem dó... ele adorava ouvir os taradinhos gritarem de dor sendo arrombado por ele, mas se você resolver experimentar mamãe não vai te impedir... o cuzinho é seu!

Dei um sorrisinho safado e bem sacana disse:

-Mamãe... eu adoraria ver você transando com o tio... ele me falou que vocês transaram na sala de casa enquanto eu estava no meu quarto jogando vídeo-game... tenho certeza que iria gostar muito de assistir minha linda mamãe sendo penetrada até o talo por aquele pauzão cabeçudo!

-Que filhinho mais pervertido que eu tenho... quer ver a mamãe sendo comida pelo tio taradão... pode deixar que isso vai acontecer bem rápido... eu ando num tesão danado... quando começo a gozar gostoso quero dar toda hora! Mas... me me fala uma coisa filhinho... qual calcinha da mamãe que você mais gostou... mostra pra mim... quero ver no teu corpo!

Fui até a cômoda e coloquei a calcinha vermelha de renda que havia sido a primeira em meu corpo, o tesão voltou com força, meu pintinho estufou a frente da calcinha, sentir o tecido dela socada no rego me excitava demais, não tirei a sandália e quando entrei no banheiro mamãe já se enxugava e voltamos para o quarto, eu na frente e rebolando em cima do salto, mamãe toda safada aplaudia meu desfile.

Quando me viu de frente com meu pintinho duro parecendo querer furar a calcinha disse:

-Acho que daqui pra frente meu filhinho não vai mais usar cueca né... coloca calcinha e fica de pintinho duro... fala pra mim... essa é a calcinha que você vai mostrar no teu corpinho para o seu tio taradão?

-Bem... não sei ainda mamãe... to pensando se vou fazer isso... será que não vou me arrepender?

-Fabinho... deixa de frescura seu taradinho... sou puta a muito tempo e conheço todo tipo de sacanagem... se não fosse para mostrar pro seu tio como ficaria de calcinha... você não tinha experimentado nenhuma... você não me engana não... abre o jogo seu safado!

-Ta bom... eu confesso... vou mostrar essa mesmo... adorei a cor vermelha... quando comecei a coloca-la no meu corpo meu pintinho ficou durinho na hora... nossa... que delicia sentir lingeries no meu corpo... nunca pensei que seria tão excitante isso!

Mamãe então me abraçou e toda safada disse:

-Sou obrigada a reconhecer que você fica lindo de calcinha e salto alto, uma garota perfeita, se deixar o cabelo crescer pode colocar um vestidinho e sair na rua que todos vão pensar que é uma mulher... pode pegar e usar tudo que quiser no meu guarda-roupa... não vou achar ruim de dividir minhas roupas com a minha nova “filhinha”!

Ela encheu meu rosto de beijinhos carinhosos e continuou peladona diante do espelho da penteadeira secando seus cabelos, ela também era linda e muito sexy, sua buceta lisinha era fascinante, meu pintinho não abaixava de jeito nenhum estufando a frente da calcinha e então disse:

-Obrigado mamãe, pode ter certeza que vou fazer isso... realmente fico mais tesão quando coloco uma calcinha e também seus vestidinhos... nunca imaginei que sentiria tanto tesão me transformando numa menina... tio Betão é que descobriu meu lado feminino! Bem... acho melhor tirar essa calcinha e a sandália senão meu pintinho não vai abaixar nunca... e o mais louco é que já gozei um monte hoje... se eu gozar mais uma vez acho que não vai sair nenhum pingo de sêmen!

Mamãe toda safada pegou no meu pintinho duro e deu uma apertada nele e toda safada disse:

-Com certeza você puxou a mamãe né... taradinho demais... pelo jeito quando começar a levar rola de macho no cuzinho vai querer toda hora né?

Dei um sorrisinho safado e me deitando de bruços na cama pedi que ela me contasse suas safadezas de quando ela era novinha... quis saber em detalhes suas aventuras sexuais e mamãe me contou tudinho e depois de ouvi-las atentamente tive a certeza que minha mãe era uma tremenda putinha sem um pingo de preconceito, já tinha aprontado todo tipo de sacanagem e certamente continuaria sendo uma devassa.

Logo em seguida a campainha de casa tocou e mamãe colocando somente uma camiseta por cima do corpo foi atender e rapidamente tirei a sandália, mas continuei com a calcinha e fui para o meu quarto vesti uma bermuda e então fui para a sala para ver quem havia chegado e encontrei mamãe batento papo toda animada uma de suas melhores amigas e logo voltei para o meu quarto e fui jogar vide-game.

Naquela noite fui dormir cedo, eu tinha vivido muitas emoções e dormi que nem um anjo.

Acordei no dia seguinte e durante o banho fiquei pensando em tudo que estava acontecendo e ao lavar meu cuzinho e meu pintinho senti que o tesão se mostrava mais intenso e decidi que iria fazer a coisa acontecer de vez.

Mamãe já tinha saído e entrei no seu quarto, abri a porta do guarda-roupa e peguei um vestidinho de alcinha bem curtinho, em seguida separei uma sandália de salto e fuçando na gaveta de lingeries achei uma calcinha de seda cor de rosa e então coloquei tudo em uma sacola e fui direto para a casa do tio Betão.

Assim que entrei fui procura-lo e logo percebi que ele estava no banho e então tirei minha bermuda e a camiseta e rapidinho me montei inteirinho com a calcinha de seda socada até o talo no rego, meu pintinho duro parecia querer furar a lingerie e depois de colocar o vestido e calçar a sandália fiquei andando pela sala requebrando que nem uma puta, era incrível como eu me sentia uma menina prontinha esperando pelo macho dela.

Não demorou para que tio Betão chegasse na sala enrolado na toalha e ao me ver deu um assovio de admiração e disse:

-Hummmm... que surpresa agradável... minha “sobrinha” veio me visitar logo de manhã... pelo jeito veio prontinha pra levar vara né?

Sorrindo sacana bem devagar fui tirando o vestidinho e toda putinha me coloquei de 4 no sofá e empinando o rabo bem alto disse:

-Tio... to me sentindo tão putinha com a calcinha da mamãe... me come inteirinha... tira o cabaço da tua “sobrinha”... to “doida” pra sentir esse pauzão todinho dentro de mim... quero virar “menina” de vez!

Tio Betão tirou a toalha e seu pauzão já foi ficando duro e ele então chegou do meu lado e em seguida se ajoelhou atrás de mim e todo tesudo puxou a calcinha de lado e começou a linguar o meu cuzinho guloso, o taradão aproveitou meu tesão e aplicou vários tapas bem fortes no meu bumbum empinado e disse todo macho:

-Rebola esse rabo viadinho safado... vou deixar essa bunda branquinha bem vermelha... adoro espancar viadinhos que se vestem de meninas... vai apanhar pra gozar mais gostoso... rebola na minha língua sua “cadelinha”!

A língua do meu tio taradão era uma delicia e meu pintinho duro estava quase gozando de tanto tesão, os tapas ardiam muito, mas me deixavam mais tarado ainda e logo senti que a língua tinha sido substituída pela cabeçona já toda babada do pauzão grosso do meu tio e logo senti que a coisa ia pegar fogo, em segundos tio Betão segurou firme meu quadril e deu uma fincada firme, a cabeçona pulou pra dentro do meu cuzinho tesudo, só que diferente das outras vezes que ele ficou brincando e atiçando meu tesão dessa vez ele continuou penetrando sem parar no meu rabinho que estava sendo desvirginado, eu soltei vários gritos, era muito grosso, me senti rasgado ao meio, doía demais, mas ele completamente tomado pelo tesão nem se importou e foi enfiando tudo até o talo, seu ventre grudou no meu bumbum e o taradão sussurrou:

-Ahhhh... que cuzinho apertado... que delicia tirar teu cabacinho... pode gritar o tanto que quiser, mas trata de rebolar esse rabo seu viadinho safado, quer virar mulher tem que aguentar pauzão no cu sem reclamar... vou te comer até deixar esse cuzinho do tamanho da minha pica grossa!

Saia até lagrimas dos meus olhos, aquele pauzão de cavalo arregaçou as minhas preguinhas do cuzinho, ele tirava e enfiava de volta bem devagar, meus gemidos de dor foram diminuindo de intensidade e foi inacreditável perceber que o prazer de ser comido pelo meu tio taradão voltou forte e não demorou para que eu fizesse o que ele queria, passei a rebolar como uma puta espetado naquela pica grossa cabeçuda, foi então que senti algo diferente, meu pintinho estava molinho, o tesão aumentava a cada segundo e logo soltei um gritinho de prazer e gozei de pau mole pela primeira vez, tio Betão enchia minha bunda de tapas e socava fundo até o talo e foi a vez dele urrar e inundar meu rabinho descabaçado de porra fervente, que delicia sentir leite de macho dentro de mim.

Tio continuou metendo até seu pauzão enorme dar uma amolecida e escapulir do meu cuzinho arrombado, a porra escorreu pelas minhas coxas e logo em seguida fomos para o banheiro.

Meu cuzinho estava totalmente inchado, mas depois de deixar a agua fria escorrer pelo reguinho senti que a ardência foi diminuindo e quando me enxuguei senti que não ia demorar a estar pronto para outra sessão de sexo com meu tio taradão.

A safadeza iria aumentar ainda mais quando mamãe ficou sabendo que tio Betão tinha me desvirginado, mas isso só vou contar para os leitores desse maravilhoso site na segunda parte desse relato.

Querem ler mais contos do acessem meu perfil: NUBER

e-mail: [email protected]

3737UUUU


Este conto recebeu 25 estrelas.
Incentive nuber a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
18/02/2020 14:45:32
delicia de conto, pelo que vi vc tem varias historias com seu tio que alem de transformar sua mae em sua puta agora trasnformou vc em sua putinha particular e com certeza vai tbm fuder seu amigo, nota 10
15/02/2020 23:18:03
jáli três vezes maravilhoso
10/02/2020 10:57:53
dificilmente gosto de contos assim, mas esse REALMENTE É MTO INSTIGANTE adorei por favor continua
06/02/2020 23:18:41
quero a continuação foi demais
06/02/2020 17:15:01
escreva mais tu é maravilhoso nota mil ,kkk quero mais contos,por favor beijão
05/02/2020 22:31:23
Tesão do início ao fim
26/01/2020 10:56:41
Maravilhoso. Um tesão. Nota mil
25/01/2020 08:13:42
Muito gostoso
25/01/2020 02:02:16
Delicia
21/01/2020 08:31:38
Show de conto.
19/01/2020 22:33:16
Adorei
19/01/2020 12:51:36
Excelente!!!!!

Online porn video at mobile phone


pornodoido de negãos arebentandos as pequenas loirinhasanythingvídeo de menininhasquando esta dando a buceta ela grita de dormolestando filhinha young pornobadboys roludo comendo mulher a forcajayrinho baiano no xvideos trqnsansocachorro pisudo fudendo mulher no matoxviďeos dormindo ćoroascervepono.comeu já perguntei onde tu tava ontem Live sexo vídeo pornô deixa que eu adoro vai bater igual a Shakiraacabei liberando cu pro primo masnaogayXVídeos das mulher ganha em cache foto no meio do vídeo XVídeos com as mulher grávida f****** esses foto no meio dos vídeosela conseguiu agasalhar uma rola de 30 cm e grossa na xanacontos a cabra taradadupla de caralhudos rasgando o cuzinho no pornodoidocontoerotico eu namorada mae e tioFilinha gostosinha fretando o pai xvideonegão pegando as baixinhas danadinha e g******conto erotico a pequenininhacorno amarrado venu sua mulhe estrupada pono doidoconto porno amor em londres guilherme e felipepornodoidosenhoraconto sou gay e meu irmao ñ usa cuecasporno tirano porra jericashopar moto fazer campo grande mscontos eiroticos leilaporneu só vou te pedir uma parada mama de 4 com a buceta impinadaxvideos com . sexy porno ju safada adora provoncar mulher safadacinquentona encarou 30 cm de pikacontos eiroticos leilapornContos eroticos patricinha se apaixona pelo jardineiroSexoloucoanimalnovinhas delicia purasexonao era pra enfiar no meu cuzinho virgemengolindo porta no ônibus na viagemContos erotic eunovinha escondida vendo irmao menor se mastubandoxx pornô quero ver minha vizinha casada bençãovanessa traindo com irmao do corno douglas spxvidiomarisaconto dando o cu no batalhao de policiaContos mendiga pornocontaminando a dona de casa nova premera parte contos3 julho 2015 8445 paguei para deflorar a filha do caseiro casa dos contos eroticobaxinha cochuda casada vingando xvideosConto erotico 25cm grosso na colega de escola a forcaxvideo aonde mãe chega cansada do trabalho i er estrupadapor seu filhoxvideos cazero.chuponas. coroa. sebosaContos lambendo chuleputa lambe pe do macho contoporno doido farsante de traição sexo real conhadas nuas banho pau bizarro tesaocontos professor novinhahttp://porno contos eroticos meteu e gozou dentroesposa louca por umpauzao contosenteros safado fica de cueca e deixa amigo de cueca homens safadosporno para ampunhetarcontos eróticos de calcinhas no cestocontos eiroticos leilapornxvideos homem foi comprar camisinha e texto na frente da atedentevidio porno de estrupo nas casas com taradodos comendo de bruso para a baixa no celularsadomasoquismo c arrombadas e peitos esmagadosarebentei com minha cunhada sexo anal srm quere fuder porno proibidogosada dentro da buceta de surpresa.sexo em famíliaconto erotico tia tarada nosobrinhoConto minha vizinha me falou que o marido não endurece maisvideo. pono mulheres guichado porra de tezaonoivinhas dar peitinhos durinhos para padrasto chupar mos xvideosqero v omes mostrdo apica dura e grosa cabeça grade rolau preto e branco e vermelhoxxx homem gozanndo na vajinada mulhervilma fudioa xnxx. comAte o primo do corno ja me fudeuporno de lobo mal gozando muito no cu da ovelhinha bundudadona cely eo caseiro tom contos eróticoshistórias reais de pedreiros que fuderan as mulheres do patrãoborgui falando filho da putafrase wm e se ela cansa de senta com a buceta manda essa putq descansa com a bundagey fazendo fime porno com homem infindo garrafas no geypenis estrondoso de grande comendo cu xvideosexo sentei no colo do meu pai sem calcinhaContos swing minha comadre e eu desfilando de calcinha para nossos maridosvidios pono sohentexxvideo mobile de mulher chupando seios de outra em lactacaonegão caralhudo fudendo loira cinquentona de todo jeitocontos eróticos a irmã de minha espoza bunduda e coxudaCaralhudos na bucetinha virgemconto de sobrinho sexual escravoMinha vida de chifradeiragordinha bem feitinha abrindo a buceta pra o namorado chupar sarra no pau de calça jeanscontos eiroticos leilaporncontos erot os y ictesao pelo chule da minha patroa contos eroticos podolatriaconto erotico gay com padrasto velho coroa grisalhojoguei a semana todinha botei ela diminui diminui Me lasqueiSite porno de facio asseçopastora das coxas grossas é de onde, seu emailquero v vidios d megao d pau grand gosano dentro da buceta d menina novingabucetao peladinha levando duas picameladabolo de pica no cu de Gabi