Lady Val - A segunda vez foi bem melhor

Um conto erótico de Lady Val
Categoria: Heterossexual
Data: 13/02/2020 11:57:23
Nota 5.00
Assuntos: Heterossexual

Leia antes “Lady Val – Minha primeira vez”.

Frequentávamos tanto o mesmo restaurante que acabamos ficando amigos dos donos, Francisco e Celso, dois irmãos que se revezavam no gerenciamento.

Francisco, o mais velho, era mais atencioso conosco. Vez por outra, nos isentava do pagamento do couvert. Como comerciante, ter um grupo grande como aquele e com muitos jovens bonitos, era um marketing positivo.

No começo, chegávamos juntos e saíamos quase todos ao mesmo tempo. Mas com o passar do tempo os casais foram se formando e era comum que alguns saíssem antes.

Depois do acontecido com o Pablo meu fogo, ao invés de baixar, aumentou. Me sentia cada vez mais poderosa e ousava cada vez mais na roupa. Nesse dia eu estava com uma blusa transparente, valorizando meus seios cobertos por um soutien sexy, mini saia, e scarpin. Toda a roupa era preta, inclusive a calcinha fio dental.

Gostava de ser assediada pelos homens, principalmente os mais velhos, quase sempre acompanhados. Sentia um certo tesão em saber que naquela noite eles iriam transar com suas companheiras pensando em mim.

Numa dessas noites, estava tão empolgada dançando com um amigo que não vi que todo o grupo já tinha ido embora, exceto eu, ele e sua noiva. Já passava das três horas da manhã e como eles sairiam dali para algum motel da área, acabei ficando sem carona. Perguntei ao Francisco, dono do restaurante, se ele poderia chamar um táxi, mas pelo adiantar da hora (ou por má intenção) ele me disse que não tinha conseguido, mas que já estava de saída e poderia me deixar em casa.

Francisco era um homem elegante e simpático, mas não muito bonito. Aparentava uns 40 anos, era magro e alto e ostentava no dedo anelar da mão esquerda uma grossa aliança de ouro.

No caminho fomos conversando sobre vários assuntos. Estrategicamente, ele me perguntou:

- Como uma gata como você não tem namorado?

Entrei de sola no jogo dele e disse:

- Não estou interessada em me prender a ninguém, prefiro a liberdade de sair com que eu quiser, sem restrições.

Ele entendeu o meu jogo e perguntou: - Inclusive homens casados?

Eu respondi: - Principalmente, pois eles não pegam no meu pé. Posso fazer o que quero.

Sentindo a oportunidade, Francisco perguntou: - Está com pressa de ir para casa?

Respondi: - Não.

Ele então perguntou: - Posso te levar para algum lugar?

Respondi sem a menor cerimônia: - Claro que pode.

Francisco, que vinha dirigindo a menos de 60 km/h passou a andar mais rápido e em cinco minutos já estávamos no motel.

Subimos uma escada e chegamos a uma luxuosa suíte, eu à frente e ele logo atrás. Entrando na suíte, parei e esperei o contato. Ele entendeu minha intenção e me agarrou por trás e pude sentir sua ereção em minha bunda. Com uma das mãos, ele segurava um dos meus seios e com a outra, procurava minha buceta. Começou me beijar o pescoço e a orelha me arrepiando toda. Me virei e comecei a beija-lo. Suas mãos agora seguravam minha bunda, quase me levantando do chão. Ele sussurrou em meu ouvido:

- Gostosa, sempre senti tesão por você.

Pra sensualizar, me desvencilhei dele e comecei a tirar a minha blusa. Em seguida, me virei de costas e desabotoei minha saia, deixando cair lentamente, ficando apenas de calcinha, soutien e scarpin. Estava me sentindo poderosa demais. Virei bem devagar e vi que ele já estava completamente nu. Pude ver aquele pau muito duro, que parecia bem maior que o do Pablo.

Ele voltou a me abraçar e demos um longo beijo.

Na minha primeira vez me deixei ser dominada, muito por conta da minha inexperiência, mas dessa vez eu queria tomar as rédeas. Mandei que ele sentasse na beira da cama, no que fui prontamente atendida. Desabotoei meu soutien e montei nele, oferecendo meus seios para que fossem chupados.

Aquele mastro forçando minha xana por cima da calcinha e suas mãos fortes em minha bunda me puxando ao seu encontro aumentavam ainda mais o meu tesão.

Depois de alguns minutos, ordenei que ele deitasse na cama. Me levantei, virei de costas e comecei a tirar minha calcinha, dando a ele uma visão plena da minha linda bunda. Em seguida, me coloquei de quatro em cima dele, começando um delicioso 69. Era tão maravilhosa aquela troca mútua de prazer que acabei gozando intensamente.

Recuperada, comecei a me mover de forma a montar naquele caralho que estava duro como pedra. Peguei seu mastro e comecei a esfregar em minha buceta. Quando ele já estava louco de tesão, sentei de uma só vez, lhe arrancando gemidos de prazer. Continuei rebolando naquela pica deliciosa, com minha bunda subindo e descendo em sua rola, ora devagar, ora mais rápido.

Depois de algum tempo, virei de frente pra ele e voltei a sentar naquele mastro que resistia bravamente às minhas investidas. Suas mãos apertavam meus seios no limite entre dor e prazer. Fui aumentando o movimento de minha pélvis, cravando minhas unhas naquele peito peludo. Ele começou a urrar como um urso, até que senti minha buceta totalmente encharcada pelo gozo abundante daquele macho.

Fui rebolando mais rápido, gritando descontroladamente:

- Ai, caralho. Eu to gooooozaaaaandoooooooo!!!

Gozei de uma forma tão intensa que desabei em seu peito. Lentamente, aquela rola gostosa foi escorregando para fora da minha buceta.

Depois de recuperada, fiquei de pé em cima dele e deixei o resto de nossos líquidos seminais caírem em sua barriga e peito. Estava me sentindo como uma felina marcando o seu território.

Fomos embora, pois o cara era casado e tinha que voltar pra casa. Mas, depois desse dia, sempre que me dava vontade, pedia "carona" a ele.


Este conto recebeu 3 estrelas.
Incentive Lady Val a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
13/02/2020 13:18:03
Não me considero vadia. Apenas uma mulher liberal. Detalhe: perdi minha virgindade com 21 anos.
13/02/2020 12:25:00
Adorei
13/02/2020 12:13:26
Vc era uma vazia de mão cheia ou uma mentirosa do diabo

Online porn video at mobile phone


pono cario,caconto eroticoo ser humano mata rouba e ta tudo certo e eu so pq chupei um priquitinho vou pro inferno?baxinha dando baixinhopornodoidoconto erotico escrava canil nuaquero ver mais linda buceta bem gostosa que adora você tinha até meu marido matou na buceta gostosa no grelo bem ponto de ir para lambe chupa bem gostosinho passo a pontinha da língua nesse grelinhopresa no cativeiro sem banho pornoContos sobre beijos e podolatriadei a xoxota para irmaohttp://contos eroticos rasgaram minha buceta e meu cu branquelowww.homem moreno na ambulancia mundobicha.comEspirrando porra nas entradinhas das bucetas fada do sexonovinha deixa rapaz pincelar sua bucetinha dentro do ônibusgaroto sapeca .pornochupei a rola do pirralho novinho contos eróticosxvideo peguei a mãe e arranqueo cabaco da duas filhascontos erótico minha domestica dd fio dental nega selelepe sex xnxxeu e minha patroa praticamos zoofilianora novinha conto sexoconto erotico peguei no flagra meu pai comendo meu maridoenteada dorme de conchinha com padrasto e e penetrada.porno incesto com muita seducaoporno nao guentou etentou fugir gigenNeguinhis safados do pau enormi xvideosexo conhadas cozinha nua pau bizarro tesaohttp://tia gostosa vae com irma visita o subrinho doente as 2 fode com elegostosas não aguento melo pau de merdavelho baixinho exibe picaoconto gay ele se revoltou e tomou todassalva vidas sarado troca troca contosgaysContosSexo anal gay coroas x novinhosenfiou a sonda contos eróticosContos er com fotoveterinaria coletando semem de cavalo x videosgarotos tesudos chupando frentistaContos eróticos- bem novinha é desvirginada e grita de dorcomo ficar escanchada na picar pra doerXVídeos aponta apostei com meu irmãopesquisar por mega dotado ela grita mas picudo atoxano cruzeiro com a mae conto eroticocumendo a irma emganadaconto erotico esposa com os pedreirosXvideos. Esposinha de vestidinho piscando a xerecaxvideo mulher passa por baixo da corda e arrebenta maiorbrincando de lutinha com amigo conto gayeu quero ver vídeo mulher tomando banho com aquelas calcinha largaxvideo elas sao de maizxvideos desleal branquinha dando pro negaovídeo pornô homem c****** no pau do outro homem saindo bosta do c* do Cupim na pica no c******** e grossacontos eroticos proibidos sinhazinhadona de academia fudendecontos eroticos vovôVizinha novinha mim atendeu de tolha nao teve jeito acabei comendocontos Diretora de escola adora chupar a rola do vigiagozada acidental buceta assustada bravacaipira pingueludobaixando GTA tomando banho no banheiro tocando siririca eu não aguentei e ajudei ela comendo elacontoerotico minha namorada, minha mae e meu tioporno português putas gemendo e falando coisas escitantes.Contos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas que chegaram do trabalhocaseira gostosa enrolada na coberta com marido deitado na sala assistindo TVela deixando alisar o grelocontos eiroticos leilapornmulher senta na tromba do elefante sexovendo o servente no banho e fico louca com o pau grande delemulheres luxuriosas, da buceta tesuda, Lesbicas mesmo e lindaspornodoido ela prguntou se doi dar o cuzinho.contos eroticos narados insestos mae filho narrados so narradosMeu marido é um corno e viado do primo delepintudo deixou a titia toda arrebentadafudendo com marinesteContos mendiga porno