Show de Vizinha

Um conto erótico de Gabriel
Categoria: Trans
Data: 26/03/2020 01:02:50
Nota 10.00
Assuntos: Sexo, Trans

Olá me chamo Gabriel e vou contar para vocês uma história incrível que me ocorreu na semana passada. Acabei de me mudar com a minha esposa para uma casa maior na zona sul do Rio de Janeiro, é uma casa com uma boa área e um belo jardim, eu tenho 28 anos e minha esposa tem 25, eu sou alto com meus 1,85 cm de altura, sou magro e minha pele é branca. Tenho cabelo preto curto, olhos castanhos e uma bela aparência, minha esposa também é bem atraente, só tem um probleminha entre nós, ela trabalha muito e temos pouco tempo juntos, pensei que isso mudaria depois do casamento, só que piorou ainda mais.

Um dia desses, minha esposa foi para o trabalho e eu como estou de férias, acordei cedo e comecei a arrumar a casa, sou do tipo de homem que gosta de ajudar em casa. Estava concentrado no trabalho até que ouvir um barulho do lado de fora da casa, parecia que alguém tinha entrado no meu jardim, afim de chegar até a minha porta, fui até a entrada e abrir a porta, do lado de fora estava Débora, nossa vizinha.

Débora é uma mulher muito bonita e que tinha um belo corpo, ela vestia uma camiseta rosa e um shortinho jeans, ela estava também usando um belo tamanco florido. Ela é alta e magrinha, seus olhos eram castanhos e ela usava óculos, sua pele era bem branquinha e seus seios eram enormes, quando abrir a porta fui logo cumprimentar a moça:

- Oi tudo bem Débora?

- Tudo ótimo, queria saber se sua esposa está?

- Não, não. Ela já foi para o trabalho.

Débora ouviu isso e começou a se soltar um pouco mais, começamos a ter uma pequena conversa, ela parecia ser uma garota muito legal e engraçada, teve até um momento que ela falou uma coisa que pairou na minha cabeça:

- Ela fica pouco tempo em casa com você, né

Ouço essa fala de Débora e fico meio envergonhado, na minha cabeça parecia que eu era um péssimo marido. Conversamos muito e era um papo bem agradável de dois vizinhos, as pessoas passavam pela rua e acenavam pra gente, Débora falava bastante e eu só respondia suas perguntas ou ria das suas brincadeiras, ficamos ali um bom tempo até que Débora olhou para mim e disse:

- Estou curtindo muito nossa conversa, posso entrar?

Parecia que ela estava se jogando pra mim, mas por outro lado foi a primeira vez que conversávamos um com o outro e então era normal as pessoas quererem se entrosar com seus vizinhos, não demorei e a deixei entrar, ela me olhava e agradecia o convite, Débora era muito bonita, fechei a porta e ficamos ali em pé mesmo, Débora dizia que não iria demorar muito por ali, por isso ficamos na porta mesmo, voltamos a conversa e nos divertimos muito, uma coisa importante nisso era que eu já sabia que Débora era trans, na real ela tinha feito cirurgia e não mostrava que antes ela era homem, não pensava nisso, só curtimos a companhia um do outro.

Os minutos se passavam até que eu e Débora trocamos alguns olhares diferentes, a química naquele momento era enorme, pareciamos que tínhamos um imã que puxava um para o outro, não demorou muito para Débora flertar comigo, eu caía nas brincadeiras dela e ela ria e se alisava, naquele momento eu usava uma camiseta e uma bermuda, já Débora parecia que iria tirar suas roupas em alguns segundos, o papo começou a esquentar até que ela chegou bem perto de mim e começou a passar a mão sobre meu corpo, aquela sala exalava sexo e nossos corpos cada vez mais ficavam grudados, Débora com sua tara começou a passar a mão sobre a minha bermuda, ao mesmo tempo ela olhava para mim e dava um daqueles sorrisinhos sacanas, eu tentava me segurar mais ela não queria saber, foi até meu ouvido e disse:

- Quero você gostoso

Não aguentei, peguei ela pela cintura e beijei sua boca, começamos a nos agarrar na porta mesmo, ela era uma delicia de mulher e eu tinha muito tesão acumulado, a gente se esfregava que nem dois amantes, sua boca era macia e suas mãos safadas, Débora ficou me beijando um bom tempo até que ela se afastou de mim e começou a abrir minha bermuda, lá dentro meu pau já endurecia, Débora abriu e pôs meu pau pra fora, ele estava duro e era bem grosso. Débora que não era boba nem nada, começou a punhetar ele, olhando pra mim e falando:

- Nossa que pau delicioso

Nesse mesmo momento, eu abria o shortinho de Débora e colocava minha mão dentro dele, ela ainda tinha seu brinquedinho, ele era pequeno e não muito grosso, parecia ter uns 8 cm. Débora me olhava e ficava um pouco envergonhada, mas eu não me importava, queria aquela gostosa, bulinei ela um pouco e ela gemia de tesão, além de me punhetar como uma profissional, ficamos um bom tempo ali até que ela colocou seu shortinho meio pro lado e deixou seu rabinho de fora, eu lambi minha mão e comecei a dedar Débora, ela rebolava como se fosse meu pau ali, estava uma delícia mesmo, com essa situação ela até começou a tirar seus seios da camisa, pude vê-los de pertinho e eram lindos e grandes, teve um momento quando eu dedava ela que eu coloquei o meu rosto neles, era o melhor dia da minha vida.

Passaram 5 minutos, e eu tirei meu dedo dela, com isso Débora largou meu pau e começou a adentrar minha casa, ela estava na minha frente andando e rebolando aquela bunda gostosa naquele shortinho, Débora era uma mulher muito safada e eu curtia isso, não demorou muito para ela olhar para a bancada da minha cozinha, ela olhou pra bancada e depois pra mim e disse:

- Vamos pra lá

Eu concordei e a seguir, ela se sentou sobre a bancada e colocou seus pés pro alto, eu do lado dela tirei minha camisa e esperei ela, Débora me olhou e me chamou até ela, ficamos frente a frente e nos beijamos, depois do beijo me afastei e observei ela se deitando na bancada, ela só queria tirar seu shortinho, já sem ele conseguir ver Débora de calcinha fio dental, pouco tempo depois ela se deitou novamente e retirou sua calcinha, quando ela se levantava deixou seus peitos do lado de fora de novo, essa foi a minha deixa para ir até seu encontro, já perto coloquei meu pau no cuzinho de Débora e comecei a penetrar, ela me segurava pelos pés e eu fazia o vai e vem gostoso, ela gemia de tanto tesão que estava, ao mesmo tempo que metia coloquei minha mão nos seus seios, Débora só curtia aquela foda deliciosa, ouvia suas palavras enquanto a penetrava:

- Vai, mete mais fundo. Mete, gostoso.

Estava nas estocadas, aquela mulher era um tesão, seu grelinho estava duro com o tesão que tínhamos naquele momento, ficamos ali um tempo até que ela pediu para tirar meu pau dela, tirei e ela saiu de cima da bancada, ficamos frente a frente e nos beijamos de novo, um beijo rápido e depois Débora virou de costas para mim, depois de se virar ela colocou uma de suas pernas em cima da bancada, empinou a bunda pra mim e disse:

- Mete gostoso

Entendi o recado e posicionei o meu pau nela, não demorou muito para eu retomar as estocadas naquela cucetinha. Débora curtia a foda e gemia louca de tesao, ja eu metia com força, estava louco pra meter naquela rabuda, Débora era um mulherão, eu não sabia quando eu teria essa chance de novo, então aproveitei e meti como um ator pornô, tinha momentos que ela levantava seu tronco e encostava em mim, eu a abraçava e acariciava aqueles seios volumosos, era puro tesão.

Fiquei metendo com vontade por muito tempo, Débora curtia uma transa gostosa e isso me excitava, passaram 20 minutos de penetração contínua e Debora nao aguentou, acabou jorrando seu tesão na minha bancada, depois disso ela pediu para sair de dentro dela e se abaixou, ficou frente a frente com meu pau e com um impulso, começou um belo boquete, aproveitei aquela boca ao máximo, até que gozei em sua bela e atrevida língua.

Com toda a boca gozada, Débora me olhou e abriu um enorme sorriso, engoliu a minha porra e depois começou a se vestir, ela se levantou e me encarou, ela mordia seus lábios e aquilo me excitava demais, não deu outra, fui até ela e beijei aquela boca gostosa, depois do beijo Débora falou comigo:

- Adorei meter com você, podemos repetir de novo

Concordei com ela e Debora me retribuiu com um delicioso beijo, depois disso fui leva-la ate a porta e reparei o quanto ela rebolava aquele rabao, não aguentei e dei um tapao naquele traseiro gostoso, Débora riu e saiu da casa, depois desse dia, transamos mais um vez.


Este conto recebeu 6 estrelas.
Incentive Théo a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
26/03/2020 08:04:45
Viuvinha, não achei seu relato mencionado, gostaria de ler ! Mas se puder envia pra mim, () ficarei grato !
26/03/2020 08:03:09
Muito bom uma " vizinha assim ", espero que haja continuação e nos conte ! Nota maior;
26/03/2020 07:45:56
Bom conto, querido. Essa vizinha com certeza estava de olho em ti há tempos. Aproveitou que a esposa estava fora, veio e conseguiu o que queria. Rs. Nota dez pra a narrativa com 3 estrelas. Se tu não tiveres preconceitos, venha ler o meu ¨No motel com um cliente e uma travesti¨. Para achar, clique em Viuvinha. Beijocas.

Online porn video at mobile phone


penetração forçada do pistoludox video subrinhaolhando o titio roludoseduzindo você a bater punhetacontos eroticos me obrigaram a fazer nojerasprono doido morena predendo a gividade escadalochupando a bucets dela depois metendo a casdeta con muito tesaoescroto gozou no cu depois lamdeu-garoto espertocontos gay Mandou eu esperar vestido de putinhavideos com meninas desflorando sua vuceta pela primeira vezbuçetacasadacontos eroticos com maconheiroconto erótico- flerte com filhinhoas navia perdebi cabacomeu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticosPorno youtubet padrasto descabaca novinhacontos eiroticos leilaporngenro fode sogra e filha acaba flagadoos doissou viciada no pau do negraocontos eróticos fiz macumba pra comer a mulher do meu cunhadovídeo de novinha querendo perder a virgindade com japonês cobrando no gesso XVídeoshomem com pica de35 cm comendo o cu de um garoti virgem e gozandi dentrocache:cB0rtZ1uQCMJ:https://zdorovsreda.ru/texto/2015051133 Contos eroticos iniciei dois garotos quando fui a praia e metivideos pornos mulher que fala brasileiro dando o cú e gritando fode minhas pregas até estorarpapai viu niha xoxota xvideispadrasto veio do nordeste xupano bucetona da intiadafotos padrasto come cu da emteada pau gigantesaboreei o gosto da minha irmã nua XVídeosmtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1xvidio disfarssando e mostrando a pererecacarolzinha santos gordinha gostozinha trepano com colega de trabalhotarado alisando e pasando a mao e metendo o dedo na xoxota da filhota novinha timida depois empurra o pau devagar ate gozar dentropai mostro e medo choro poradas xvideosnòvinhá brasileira da bucetinha carnuda ê peitão na siriricá porno.xxnovinhasfilha a reda causilha e pai empura rolaensinei a minha enteada a chupar de finalzinho hoje come elax pono de bundas arotando galaxvideos ela acodou com o marido chupandoXVídeos mulher do c**** despeito americana gorda morenaconto erotico velha casada banca negao pirocudoxvideos 2 min. transando colados e gemendo hummmmmmesposa pelada curva para pegar sabonete marido pirocudo come cu dela semela espera ela gritacontosmae e noraconto peao roludo matagalintiadinha so vestidinho limpondo casa pornoConto erotico.no cuzinho da caderantehistorias eroticas perdi minha virgindade anal e vaginalConto erotico+crente,gostosa e depravadacontos eroticos entre pai e filha em viagemconto pornô fazendo o lek de mulhervizinha maranhense me seduzindo de camizolinhavideospornobrasileiroscom famíliacontos arombando cu da esposa prapagagradona abusa do magrelox videosconto porno ordenhar tetaEu garotinho deu o ccu muito novinhocontos eróticos pique escondexvideos dificil pra.vc lukapriminha seduz com brinadeiras ate dar o cucontos eróticos uma menina órfã estrupada por ladrao xvideoXVídeos b***** gordinha raspada entendendo escondidoprima novinha pensou que estava sozinha em casa ficou totalmente nua na cozinha de quatro e o primo pegou desprevenido e fudeucuzao da tia vim nao aquentei mobile pornvocê vai aguenta minha pica inteira vadiaxvideos.x10.velho.fudeu.o.cu.da.novinha.brasilxvdeos brasilero irmãoxvideos muitos homens batendo punetagozandopai fas.fihinha goza primeira ves putariabrasileiraconto erotico peguei no flagra meu pai comendo meu maridoBriga de buceta q buceta bateno puetapornocontoincestosmulheres fazendo porquisse no xvideo contos mulher casada da igreja deixou dois arrombar seu cuprono doido morena predendo a gividade escadalocontos eroticos de zoflia com cavalosconto erotico era so pra pincelar sem camisinha ele enfiou ate as bolasmundobichairmaoconto erotico gay viado submisso vira femea do negaocontoerotico eu namorada mae e tiochupando a bucetinha a força e mordendo muito tarado do canavialler contos eroticos menagequando seu.comamigo nao te.comrespondocalçinha ate amarotada na bucetacomtos eroticos ninfeta e o velhoEu confesso mimha cunhada fica muito bunduda de suplexcoroa pelada toda melada de margarinaContos- filhinha greluda e putinha desde pequenawwwxxvideo filhinha meche o bumbumContos eroticos seduzi a mae do meu amigo uma coroa bem recatada e dona de casacontos flagrei minha mae peituda se trocanominha irmanzinha perdeno cabainho pro cachorro enormeyoutube fodendo varias porcas velhas no cio contaminando a dona de casa nova premera parte contosSodomizando mãe e filha contosxvideo casada gosa no pau do corno pesando notroaminha filia gostosa e cochudaContos picantes ainda virgem fui abusada por um entregador velho